As mais poderosas Forças Armadas do mundo segundo o ranking da Global Fire Power 2023 (o Brasil está entre elas)

215

O Ranking das Forças Armadas 2023 da Global Fire Power lista 145 países em ordem de força geral. O ranking considera fatores como a quantidade de equipamento militar e tropas que cada país possui, bem como sua situação financeira, geografia e recursos disponíveis.

Ele usa esses fatores para gerar uma pontuação PowerIndex, com uma pontuação mais próxima de zero indicando um exército mais poderoso.

Veja como os 25 principais países se comparam:

25: Alemanha

Enquanto 25º no geral, com uma pontuação PowerIndex de 0,3881, o Global Firepower classificou a Alemanha entre os 20 melhores do mundo em áreas que incluem força total da frota de aeronaves, força de helicópteros e sua frota total de veículos blindados de combate.

Ele disse que, em janeiro de 2023, a Alemanha tinha cerca de 601 aeronaves, 266 tanques e 287 helicópteros.

O país também tinha o quinto maior orçamento de defesa, de cerca de US$ 52,3 bilhões, atrás apenas dos EUA, China, Rússia e Índia. Também se beneficia por ser uma parte central da OTAN.

24: Tailândia

A Global Firepower classificou a Tailândia entre os 20 primeiros em termos de população total disponível apta para o serviço militar e total de mão de obra militar ativa disponível.

Em janeiro de 2023, a mão de obra disponível na Tailândia era de mais de 36 milhões de pessoas, disse a Global Firepower, resultando em uma pontuação PowerIndex de 0,3738.

Compreensivelmente, devido ao seu longo litoral, a Tailândia tem uma marinha forte e, embora não tenha porta-aviões, seu total de ativos navais (292), que inclui seis corvetas e sete fragatas, é o 8º maior do mundo, disse a Global Firepower.

23: Taiwan

A Global Firepower classificou Taiwan em primeiro lugar em termos de mão de obra militar de reserva total disponível, com cerca de 1,5 milhão de militares de reserva em abril de 2023, o equivalente a 6,4% da população do país.

Taiwan, que recebeu uma pontuação PowerIndex de 0,3639, também se classificou bem em termos de poder aéreo, com 285 caças e 91 helicópteros de ataque, ambas as 8ª maiores frotas desse tipo no mundo, de acordo com a Global Firepower.

22: Arábia Saudita

A Global Firepower classificou a Arábia Saudita em segundo lugar no que diz respeito à força total da frota de aviões-tanque aéreo e entre as 20 primeiras em áreas como força total de helicópteros, produção total de petróleo, produção de gás natural e mão de obra militar ativa total disponível.

O país tinha 22 aviões-tanque em janeiro de 2023, sendo a Arábia Saudita o segundo maior produtor de petróleo do mundo, depois dos EUA.

Seu orçamento de defesa de US$ 46 bilhões também foi o oitavo maior do mundo.

A Global Firepower deu ao país uma pontuação PowerIndex de 0,3626.

21: Espanha

A Global Firepower classificou a Espanha como tendo o 21º exército mais poderoso do mundo em 2023 e uma das 20 maiores potências em áreas, incluindo força total da frota de transporte, força total de caças/interceptores, número de submarinos e também o número de portos disponíveis. .

A Espanha também é um dos poucos países do mundo com um porta-helicópteros, e sua frota de 11 fragatas o coloca em 7º lugar globalmente nessa categoria.

O país, que recebeu uma pontuação PowerIndex de 0,3556, também tinha 140 caças e dois submarinos em janeiro de 2023.

20: Polônia

A Global Firepower classificou a Polônia entre os 20 primeiros em áreas, incluindo força total de helicópteros, força da frota de veículos blindados de combate, número total de navios de guerra contra minas e contraminas e número total de submarinos.

Ele disse que, em dezembro de 2022, a Polônia tinha 208 helicópteros e mais de 50.000 veículos blindados de combate, dando-lhe uma pontuação PowerIndex de 0,3406.

19: Vietnã

A Global Firepower classificou o Vietnã entre os 20 primeiros em áreas, incluindo o total de mão de obra militar ativa disponível e a força total da frota de veículos autopropelidos.

Ele disse que, em janeiro de 2023, o Vietnã tinha mais de 53 milhões de pessoas que contam como mão de obra militar disponível, com um número estimado de 470.000 militares ativos (9º maior do mundo), além de 2,5 milhões de reservas.

Deu ao Vietnã uma pontuação PowerIndex de 0,2855.

18: Israel

Décimo oitavo no geral, o Global Firepower classificou Israel entre os 20 primeiros em áreas como força total de caças/interceptores, força total da frota de aeronaves e mão de obra militar reserva total disponível.

Ele disse que Israel, que deu uma pontuação PowerIndex de 0,2757, tinha 601 aeronaves militares em janeiro de 2023, sendo 241 delas caças. Ele também tinha 2.200 tanques, bem como um estoque de 650 peças de artilharia autopropulsada.

Israel ocupa uma posição baixa quando se trata de recursos navais, com apenas 67 navios, dos quais 45 são navios de patrulha offshore, embora sua frota de cinco submarinos seja a 16ª maior do mundo, de acordo com a Global Firepower.

17: Irã

A Global Firepower classificou o Irã entre os 10 primeiros em áreas, incluindo a força total da frota de tanques de combate, a força total da frota de veículos autopropulsados ​​do projetor de foguetes de lançamento múltiplo e sua força de trabalho militar ativa total disponível.

Ele disse que, em janeiro de 2023, o Irã tinha mais de 4.000 tanques e mais de 1.000 projetores de foguetes. Seu pessoal militar ativo de 575.000 era o sétimo maior do mundo.

No geral, deu ao país uma pontuação PowerIndex de 0,2712.

16: Austrália

Com o décimo sexto maior orçamento de defesa do mundo, a Global Firepower classificou a Austrália entre os primeiros em áreas, incluindo a força total da frota de aviões-tanque , o número total de navios de guerra porta-helicópteros, a produção total de gás natural e o número de estradas, aeroportos e principais portos.

Enquanto seu efetivo militar era de apenas 60.500 (61º maior), o país possui dois porta-helicópteros (4º) e seis aviões-tanque, tornando sua frota a oitava maior do mundo

Deu à Austrália uma pontuação PowerIndex de 0,2567.

15: Ucrânia

A Global Firepower disse que a Ucrânia aumentou sua classificação em relação ao ano passado devido à sua resposta à invasão da Rússia e à ajuda militar, incluindo armas, que está recebendo de seus aliados.

A Rússia invadiu a Ucrânia em fevereiro de 2022, esperando tomar o país em questão de dias. Em vez disso, ele foi empurrado de volta para o leste, onde ambos os lados estão agora lutando no campo de batalha, sem sinais de que o conflito terminará tão cedo.

A Global Firepower classificou a Ucrânia em 15º lugar geral em seu número de lançadores de foguetes de lançamento múltiplo autopropulsados, dizendo que em abril de 2023 tinha 647 deles. Ele deu ao país uma pontuação PowerIndex de 0,2516.

14: Egito

A Global Firepower classificou o Egito entre os 10 primeiros em áreas, incluindo mão de obra militar ativa total disponível, força de força paramilitar disponível e mão de obra de reserva total disponível, bem como a força de sua frota de aeronaves.

Ele disse que o Egito tinha mais de 1.000 aeronaves militares em janeiro de 2023 e que tinha 300.000 pessoas que podem ser consideradas parte de suas forças paramilitares.

Deu ao Egito uma pontuação PowerIndex de 0,2224.

13: Indonésia

A Global Firepower classificou a Indonésia entre as 5 melhores do mundo em áreas, incluindo sua população total disponível apta para o serviço militar, população total disponível atingindo a idade militar anualmente e seu número total de barcos de patrulha offshore e corvetas de guerra.

Ele disse que, em janeiro de 2023, mais de 112 milhões de indonésios eram elegíveis para o serviço militar, 40,7% da população do país.

Deu à Indonésia uma pontuação PowerIndex de 0,2221.

12: Brasil

A Global Firepower classificou o Brasil entre os 5 primeiros em áreas, incluindo população disponível apta para o serviço militar, força total da frota de transporte e número total de aeroportos utilizáveis.

O país tem mais de 4.000 aeroportos, o segundo maior do mundo, além de 17 portos e terminais comerciais, o quinto maior nessa categoria.

A Global Firepower disse que o Brasil tinha mais de 87 milhões de pessoas aptas para o serviço militar em janeiro de 2023, 40,3% da população do país.

Deu ao Brasil uma pontuação PowerIndex de 0,2151.

11: Turquia

A Global Firepower disse que a Turquia é “sem dúvida uma potência militar em ascensão, contando cada vez mais com a indústria local para satisfazer requisitos de defesa igualmente locais em terra, no mar e no ar”.

Ele classificou o país entre os 10 primeiros em áreas como força da frota de aeronaves, força da frota de transporte e força de helicópteros.

Ele disse que a Turquia tinha 1.065 aeronaves militares em janeiro de 2023, dando-lhe uma pontuação PowerIndex de 0,2016.

10: Itália

A Global Firepower classificou a Itália no top 10 em áreas, incluindo sua frota de aeronaves de tanques aéreos, força total de helicópteros, força de aeronaves de ataque e seu número total de navios de guerra porta-aviões.

Ele disse que a Itália tinha 404 helicópteros, incluindo 58 helicópteros de ataque e dois navios de guerra porta-aviões em janeiro de 2023.

Deu à Itália uma pontuação PowerIndex de 0,1973.

9: França

A Global Firepower classificou a França, em nono lugar geral, entre os 10 primeiros em áreas, incluindo frota total de aviões-tanque, frota total de helicópteros e número de navios de guerra contratorpedeiros, bem como a força total da frota de transporte.

Ele disse que a França tinha 438 helicópteros, incluindo 69 helicópteros de ataque e 10 navios de guerra contratorpedeiros em janeiro de 2023, dando-lhe uma pontuação PowerIndex de 0,1848.

8: Japão

A Global Firepower classificou o Japão entre os 10 primeiros por sua força de frota de aeronaves, força total de helicópteros e força da frota de veículos blindados de combate.

Uma nação insular, o Japão foi a nação mais bem classificada quando se trata de portos importantes e, com quatro porta-helicópteros, ficou em segundo lugar nessa categoria, bem como em segundo lugar (atrás apenas dos EUA) quando se trata da força de suas especialidades. frota de aeronaves de missão – plataformas desenvolvidas especificamente para desempenhar um papel no campo de batalha “pela utilização de equipamento avançado a bordo ou característica especializada”.

A Global Firepower disse que o Japão tinha mais de 1.400 aeronaves militares e mais de 111.000 veículos em janeiro de 2023, com uma pontuação PowerIndex de 0,1711.

7: Paquistão

O Paquistão subiu do nono lugar geral em 2022 para o sétimo lugar na lista em 2023.

Embora o Paquistão tenha mais de 3.700 tanques, 1.400 aeronaves militares, nove submarinos e 654.000 militares ativos em janeiro de 2023, o Global Firepower disse que seu aumento também se deve ao fato de o ranking deste ano ter um foco maior em recursos naturais e fronteiras compartilhadas.

O Paquistão é vizinho do Afeganistão, China, Índia e Irã, e tem muito carvão, bem como alguns campos de petróleo e gás natural.

A Global Firepower classificou o Paquistão entre os 10 primeiros em áreas, incluindo população total disponível apta para o serviço militar, mão de obra militar ativa total disponível e força total da frota de aeronaves, com uma pontuação PowerIndex de 0,1694.

6: Coreia do Sul

A força das forças armadas da Coreia do Sul não é surpresa, dadas as tensões de décadas com a Coreia do Norte.

A Global Firepower classificou a Coreia do Sul entre as cinco primeiras por sua força de frota de aeronaves, força de frota de veículos blindados de combate e força de helicópteros. Ele disse que a nação asiática tinha mais de 133.000 veículos e 739 helicópteros, incluindo 112 helicópteros de ataque, em janeiro de 2023.

No geral, deu à Coreia do Sul uma pontuação PowerIndex de 0,1505.

5: Reino Unido

Global Firepower disse que a posição do Reino Unido foi impulsionada por seus pontos fortes em mão de obra e poder aéreo, bem como sua forte posição financeira. “Também é uma das poucas potências a operar mais de um porta-aviões”, acrescentou.

O Reino Unido tem atualmente dois porta-aviões, número igual ao da China, Itália e Índia, mas bem menos do que os 11 operados pelos EUA.

A Global Firepower classificou o Reino Unido entre os 10 primeiros em áreas, incluindo o número total de portos disponíveis e a força total da frota de aviões-tanque, dando ao país uma pontuação PowerIndex de 0,1435.

4: Índia

A força da Índia está no tamanho de sua população. A Global Firepower classificou a Índia em segundo lugar em mão de obra disponível, mão de obra militar ativa total disponível e força da força paramilitar.

Disse que a mão de obra disponível na Índia era de mais de 653 milhões de pessoas, 47% da população do país, em janeiro de 2023. Também disse que a Índia tinha quase 1,5 milhão de militares ativos.

Ele deu à Índia uma pontuação PowerIndex de 0,1025.

3: China

A Global Firepower classificou a China em primeiro lugar em termos de mão de obra disponível e pela força de sua frota naval.

A China tem uma “vantagem distinta economicamente e por meio de mão de obra pura e colocou um foco decidido no aumento (principalmente por meios locais) das capacidades navais, aéreas e de guerra terrestre”, disse o Global Firepower em seu último ranking.

Se a tendência continuar, acrescentou, a China “se tornará o principal adversário militar global dos Estados Unidos”.

De acordo com o Global Firepower, a China tem mão de obra militar disponível de mais de 761 milhões de pessoas em abril de 2023, juntamente com 50 navios de guerra contratorpedeiros e 78 submarinos, entre muitos outros ativos militares.

Deu à China uma pontuação PowerIndex de 0,0722.

2: Rússia

Embora a reputação de seus militares tenha sofrido um golpe desde a invasão da Ucrânia em fevereiro de 2022, a Rússia manteve seu segundo lugar no ranking da Global Firepower.

A invasão da Ucrânia pela Rússia “apresentou limitações importantes nas capacidades militares russas, apesar de sua mão de obra quantitativa e vantagem material sobre a vizinha Ucrânia”, disse o Global Firepower. Acrescentou que a China está se aproximando do segundo lugar.

A Global Firepower classificou a Rússia em segundo lugar em áreas, incluindo força total da frota de aeronaves e força total da frota de transporte. Ele disse que, em janeiro de 2023, a Rússia tinha mais de 4.100 aeronaves militares.

Embora a Rússia tenha enfrentado uma série de reveses militares desde que lançou a invasão da Ucrânia, perdendo quantidades consideráveis ​​de equipamentos, principalmente tanques, sua força aérea e marinha evitaram danos em grande parte.

No geral, o Global Firepower deu à Rússia uma pontuação PowerIndex de 0,0714.

1: EUA

A Global Firepower disse que os EUA ocuparam o primeiro lugar porque “apresentam números impressionantes nas principais categorias materiais, financeiras e de recursos”.

Os EUA, que receberam uma pontuação PowerIndex de 0,0712, lideram o mundo tecnologicamente, disseram, e são avançados nos principais setores médico, aeroespacial e de telecomunicações, mantendo uma vantagem em vários mercados importantes da indústria “permitindo um certo grau de autonomia -sustentável.”

Com 92 contratorpedeiros, 11 porta-aviões, 13.300 aeronaves e 983 helicópteros de ataque, em abril de 2023, o país ocupava o primeiro lugar em muitas áreas, incluindo o tamanho de sua frota de aeronaves, número de navios de guerra e força da frota de transporte.

Também tinha, de longe, o maior orçamento de defesa, de US$ 761,7 bilhões, mais do que o triplo da China em segundo lugar, que tinha um orçamento de defesa de US$ 230 bilhões.

FONTE: BusinessInsider

Subscribe
Notify of
guest

215 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Heinz
Heinz
1 ano atrás

O Brasil só está ai por causa do tamanho da população e da sua reserva, porque se for por conta de equipamentos, ficaríamos no nível da Venezuela.

Mcruel
Mcruel
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Esse aspecto é visível em nossas indústrias, construção civil, etc. Pouca automação e muita mão de obra. Normal que as FFAA reflitam isso. Infelizmente.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Caro H. O Brasil tem um gasto de defesa que estaria entre os 15 maiores. Além da população (óbvio), também tem uma infraestrutura industrial que garante uma logística de longo prazo. Esta mesma infraestrutura também inclui a industria aeroespacial. Claro que seria preciso incluir os problemas estruturais das nossas forças armadas, como por exemplo a questão previdenciária (urgente), entre outros. Claro que qualquer classificação sempre terá problemas. Ás vezes é mais fácil classificar em blocos. Então, teríamos o primeiro bloco (EUA, China), segundo bloco (Russia, Índia, Itália, UK, França), terceiro bloco (Brasil, Turquia, Paquistão, Indonésia..) e assim por diante. Até… Read more »

João feliciano
João feliciano
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Mas o gasto da defesa é em que?!

Em consumo alimentar ou Aposentadorias ?!!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  João feliciano
1 ano atrás

Olá João. Segundo o Sipri, o Brasil tem um gasto da ordem de US$ 17 bilhões (eram US$ 19 bilhões, mas ainda que tenha aumentado em reais, a desvalorização da moeda resultou em uma redução do valor em dólar). Isso representa cerca de 1,1% do PIB ou cerca de 2,3% dos gastos públicos. É muito dinheiro. Cerca de 80~85% dos recursos são gastos com pessoal, sendo que cerca de 60% dos gastos com pessoal é com inativos, incluindo pensões. Os gastos com aquisição de equipamentos é da ordem de 5~7%. O resto é custeio. Para comparação, o MInDef tem mais… Read more »

Vitor
Vitor
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Caro colega o Brasil é a casta que tem as benesses o resto é lorota não precisa justificar…só pilantragem

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Porém, para aumentar nossa capacidade bélica, nosso exército poderá utilizar-se de latas de leite condensado atiradas contra o inimigo !

Claudir edemar Altreider
Claudir edemar Altreider
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

É os Gastos sao Altos com os pensionista e Reservista inclusive eu entrei na Reserva ja tem 6 anos

GuilhermeCG
GuilhermeCG
Reply to  João feliciano
1 ano atrás

Defesa é em defesa, aposentadorias é gasto previdenciário.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  GuilhermeCG
1 ano atrás

Caro. Os gastos previdenciários devem ser incluídos nos gastos militares assim como são incluídos nos gastos com educação e saúde. É uma regra geral. Gastos previdenciários consomem recursos do orçamento público, por isso são incluídos, assim como são incluídos os gastos com a saúde dos ex-combatentes feridos ou que desenvolveram transtornos de comportamento e demandam ajuda vitalícia.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

A PM de São Paulo ficaria em qual posição no ranking pelas suas contas?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Caro, ainda que a PMSP ainda seja considerada uma força auxiliar das forças armadas (assim como fodas as PM estaduais), não me parece razoável inclui-la como uma força militar independente. No máximo, ela poderia ser um componente de reserva de pessoal do EB, por exemplo. Bem, a PM SP tem cerca de 100 mil policiais e deve ter uns 15 helicópteros, uns 5 ou 6 carros blindados do pelotão de choque e umas duas mil viaturas. Com certeza, a Argentina tem uma força militar mais poderosa que a PMSP.

MATHEUS AUGUSTO
MATHEUS AUGUSTO
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Poxa se a Argentina não tiver uma força armada mais forte que uma policia estadual, pode fechar tudo e largar mão

Mengao
Mengao
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Japão e Coréia do Sul estão muito a frente da Itália por exemplo…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Mengao
1 ano atrás

Olá RubroNegro. Como disse, toda classificação é ruim. O que fiz foi apenas apresentar uma ideia. Talvez o poder militar de cada país devesse ser classificado dentro de grupos geopolíticos. Países de ação global (acho que apenas EUA e China), e depois avaliar em termos regionais, como América do Sul, Caribe, Europa, Oriente Médio, Sudeste Asiático.. ou coisa assim. Acho que não faz muito sentido comparar o Brasil com a Itália ou Alemanha, por exemplo, mas faz sentido comparar estes dois países com França e Espanha, por exemplo. Ainda assim, um ou outro caso vai gerar debate.

Ciclope
Ciclope
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

A Rússia querendo ou não, também é uma potência de ação global, assim como EUA e China.
1-Tem submarinos nucleares operando no mundo todo.
2-Tem bombardeiros estratégicos
3-Tem centenas de missão balísticos nucleares intercontinentais
4-tem bases fora do seu território e em outros continentes.

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Esqueceu os mísseis de hipervelocidade, o número de soldados e a artilharia da Rússia ?!?

Last edited 1 ano atrás by Sebastião Miguel da Silva Júnior
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sebastião Miguel da Silva Júnior
1 ano atrás

Será que faz sentido isso? Aliás, parece-me um erro fazer qualquer ranking no qual são comparados países envolvidos em conflitos com países em paz. Ainda assim, eu não sei se colocaria os EUA em países em situação de conflito ou em situação de paz. Russia e Brasil estão bem definidos neste critério.

Piroga
Piroga
Reply to  Sebastião Miguel da Silva Júnior
1 ano atrás

Segundo os noticiários, a Rússia tem 170 milhões de habitantes. Então, qual seria o percentual de militares da ativa? Agora, considerando que esse país tem +-17 milhões de Km, como ficaria a distribuição desse material humano?

Augusto
Augusto
Reply to  Camargoer.
1 ano atrás

Gastar por gastar não adianta nada meu caro, tem que saber gastar, não adianta estarmos entre os 15 maiores países que gastam com defesa, se boa parte desse orçamento vai para pagar soldo e pensões. Temos forças aramadas praticamente sucateadas, nas primeiras horas de um conflito toda nossa infraestrutura seria dizimada. Nunca que o Brasil deveria sequer estra posicionado nessa lista.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Caro A. Concordo com você. Aliás, há quantos anos tenho criticado a estrutura perdulária e anacrônica das forças armadas brasileiras, que consomem uma enorme quantidade de recursos e continuam mal preparadas e mal equipadas?

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Ou até abaixo, já que eles possuem melhores equipamentos que o nosso mas perdem no contigente

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  Jefferson Ferreira
1 ano atrás

Que equipamentos deles são melhores que os nossos?
Dos 30 caças su30 comprados só 6 estão em condições de voo, o resto está aterrado sem previsão de voltar a voar algum dia.
Tanques venezuelanos estão sucateados e não representam perigo nem para a Guiana.
Marinha nem se fala, são insignificantes, não conseguem navegar 15 milhas sem quebrar.

Luciano
Luciano
Reply to  Sturmgewehrstgde
1 ano atrás

Este sabe a realidade da Venezuela em comparação ao Brasil o nosso país em capacidade militar pode arrasar toda a América latina e central e ainda bater de frente com qualquer país europeu nossas forças armadas estão sempre sendo modernizada a cada ciclo de tempos a única coisa que não temos é uma bomba nuclear porque os estados unidos não permitem ! Mas temos usinas nucleares e poderíamos enriquecer urânio para produzir artefato nuclear. E também vi muitos comentários desmoralizando nosso país dizendo que o Brasil não deveria estar nesta lista e já que está tinha que ser os últimos… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Luciano
Augusto
Augusto
Reply to  Luciano
1 ano atrás

“nosso país em capacidade militar pode arrasar toda a América latina e central e ainda bater de frente com qualquer país europeu” cara em que realidade você vive?

Gavião
Gavião
Reply to  Luciano
1 ano atrás

Amigo, nada mais longe da realidade. Desculpe, mas seu comentário mostra um total desconhecimento da realidade dos outros países, e do Brasil. Já que se fala tanto em Gripen, te digo, nossa FAB sequer pegaria com a Força Aérea da Suécia que tem um efetivo de pouco mais de 2.000 homens. Veja meu comentário acima, este ranking (e é lógico que teve critérios) leva em consideração muito mais a capacidade de um país de suportar uma guerra de longa duração, onde território, população e o tamanho da economia brasileira faria sim toda a diferença.

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Sturmgewehrstgde
1 ano atrás

Eles tem as S-300…

Allan
Allan
Reply to  Heinz
1 ano atrás

O Brasil é o Quinto maior pais do mundo(extensão), tem umas das maiores populaçoes do mundo e uma boa base industrial e um grande acesso ao oceano, que dificilmente é bloqueavel, isso por si só ja conta como um grande impecilio para qualquer pais do mundo, então é muito compreencivel estar nessa colocação.
Quanto a equipamento estamos um pouco melhor que os nossos vizinhos (excluindo a França), então é natural se sentir confortavel nesse quesito.

Augusto
Augusto
Reply to  Allan
1 ano atrás

Caro Allan, uma chuva de misseis de cruzeiro (nem precisa ser com carga nuclear) nos colocaria de joelhos em pouco tempo. O pais estaria arrasado que não teríamos condições nenhuma de nos mobilizar para qualquer conflito contra uma potencia de verdade.

Com relação a Venezuela, concordo que estamos em um patamar bem superior que eles.

Jones
Jones
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Acho q não viu… Os cara produzem armas e vendem para traficantes no Brasil a preço de banana

Ciclope
Ciclope
Reply to  Allan
1 ano atrás

Sem ter como defender mais de um porto, ao há a necessidade de bloqueio naval. O inimigo se quiser, pode minar ou destruir 15 ou 16 dos nossos 17 portos.
Quebrou o pé de barro, O gigante cai. Só temos a capacidade naval de proteger com submarinos e navios de montagem e varredura dois portos, sendo a prioridade os portos da região sudeste.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Nāo exagere. Discordo da lista mas o Brasil está bem à frente da Venezuela na maioria dos aspectos.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Bom comentário.

António Rodrigues
1 ano atrás

Até na lista está isolada do resto do mundo.
É um país tão fechado que não se consegue posicionar a sua posição nessa lista.

Marcos
Marcos
Reply to  António Rodrigues
1 ano atrás

Estranho é o Brasil estar nesta lista !!! F.A. que gastam mais de 100 bilhões por ano e que desde a 2ª guerra mundial, somente realiza ações humanitárias e policiamento. Com 10 bilhões destes, revolucionariam as policias e corpos de bombeiros. Muito dinheiro jogado fora.

Last edited 1 ano atrás by Marcos
Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Gastamos muito, pingado e mal, o Brasil não é sério dinheiro sobra pra criar estatais, concursos públicos, penduricalhos, aposentados e pensionistas.

Gavião
Gavião
Reply to  Carlos Crispim
1 ano atrás

Defesa é cara em qualquer lugar do mundo, mas infelizmente o Brasil gasta vultosas somas em Defesa, mas majoritariamente para pagar aposentadorias precoces e injustificáveis pensões. Nossos militares por sua vez, não podem reclamar, pois este desenho sempre foi buscado por eles, é só ver o que fizeram na Reforma da Previdência. Seria muito melhor se o Estado brasileiro discutisse com seriedade o assunto Defesa, e investisse mais em equipamentos que em pensões.

Jones
Jones
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Pois é, o Brasil deveria assumir um pacto de defesa com o EUA, e aposentar o exército, deixando o básico da força aérea e marinha

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

2 – Russia

IOEHAIOEAHOIAEHAEOIHEAOIHEAOIHAEIOAEHIOAEHOAIHEOIAEHOIEAHIOAEHAOEIHAEOIHAEIOAHEOIAEHOIAEHIOEAHAOIEHAEIOHAEIOAHEOIAEHIOAEHOIAEHOAIEHAOEIHAEOHAEOIAHEOAEIHOAEIHAEOIHAEOHAEOIAEHOIAEHOIAEHAOEIHAEOIHAIOHAEOIAHEIOAEHOIAEHOIAEHOAIEHAOIEHAEOIHAEOIHAEOIAHEIOA

——————

Desculpe poluir o blog, mas é que depois do fiasco fica difícil falar que a Russia está em 2 lugar….

Igual diz a piada: A Russia é o segundo melhor exército na Ucrânia

Underground
Underground
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Tinha uma propaganda do SBT que dizia: liderando em segundo lugar.

Pedro Alvez
Pedro Alvez
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Achei estranho a Rússia estar a frente da China

Guilherme
Guilherme
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Além disso, o engraçado é a diferença de pontuação. China (que já é a segunda potencia militar) com 0,0722 a Russia com 0,0714 e os EUA com 0,0712. DEZ porta aviões a mais, dezenas de SSNs mais modernos e o dobro da população recrutável que a Russia contam só como 0,0002 ponto

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Guilherme
1 ano atrás

Também acho que a diferença deveria ser um pouco maior, mas apesar dos EUA possuírem vantagens visíveis na marinha e na força aérea, ocorre exatamente o oposto no exército. A Rússia possui um exército bem maior no número de homens, uma frota bem maior se MBT, artilharia e lançadores de foguetes.

Victor F
Victor F
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Ela tinham, no passado… Eles perderam mais de 10 mil veículos na Ucrânia além de 2 mil MBTs o que forçou eles a reativarem T-62 e T-54/55, não tem como fingir que a guerra não teve um impacto significativo nas forças terrestres Russas.

“ah mais a Rússia tem dezenas de milhares e bla bla bla”

Tem, mas pelo que a gente viu, são dezenas de milhares de carcaças que dificilmente estão em condições de voltar pro serviço e as que estão precisam passar por uma extensa revitalização.

Voce devia sair desse sonho.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Victor F
1 ano atrás

A Rússia possuía cerca de 1 mi de homens nas forças armadas. Alguns meses após o início do conflito na Ucrânia aumentaram para cerca de 1,3 mi e já aprovaram um aumento para 1,5 mi. Então mesmo com as perdas, eles estão aumentando e não diminuindo. A Força Aérea russa possui cerca de 185 mil homens e a marinha cerca de 160 mil. Então significa que deve “sobrar” para o exército cerca de 950 mil homens. Assim que aumentarem para 1,5 mi no total, o exército russo deverá ficar com cerca de 1,15 mi de homens. Em comparação o exército… Read more »

Victor F
Victor F
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Lá vem esse super-trunfo dos números também…

me responde, desse numero, quantos trabalham na logística? quantos fazem parte do pessoal administrativo? quantos são mecânicos? Voce sabe que quando se aumenta o número de homens na linha de frente o numero de pessoal na logística também aumenta exponencialmente né?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Victor F
1 ano atrás

E em uma força numerosamente menor não existe pessoal trabalhando na logística, no administrativo, não existem mecânicos?

Victor F
Victor F
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Tem sim, mas não sei como funciona a estrutura Ucraniana. não sei como funciona o apoio civil para os militares deles.

porem eu sei que na Russia quem cuida de basicamente toda a logística militar são os próprios militares, tendo inclusive tropas para linhas ferroviárias. já nos EUA parte da logística é terceirizada por exemplo.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Com esse tanto de gente ainda estão passando esse perrengue todo na Ucrânia.
Daí se vê que esse número não significa muito.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  EduardoSP
1 ano atrás

Caro Eduardo, a Ucrânia convocou todos os reservistas e centenas de milhares de civis, ofereceu treinamento para civis e formou um exército com cerca de 1 milhão de homens.
Por isso estão dando sufoco na Rússia.
Claro, que além desta enorme mobilização de homens, a Ucrânia também recebeu muita ajuda da Otan em dinheiro e equipamentos militares.

A Ucrânia possui hoje o exército mais poderoso de toda Europa e por uma margem gigantesca. São cerca de 1 milhão de homens enquanto que as potências europeias possuem 60, 70 ou 80 mil homens.

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Victor F
1 ano atrás

O interminável sonho vermelho, que esperem sentados.

Werner
Werner
Reply to  Guilherme
1 ano atrás

Engraçado é o Brasil na frente de Israel,Alemanha,Irã,Indonésia,Austrália,Egito e Polônia com todas as deficiências e pouca quantidade de armamento das FAs.
Parece piada e o pior que tem gente que leva muito a sério esse estudo,só rindo.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Werner
1 ano atrás

Devem se basear no número de generais que o Brasil tem

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

E sucatas ou itens próximos da obsolescência, fora os pods e sistemas de defesa inferiores aos dotados nos países de origem, incluindo aí os pods de contra medidas dos Gripens.

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Werner
1 ano atrás

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Valeu

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Werner
1 ano atrás

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Paulo Amaral
Reply to  Guilherme
1 ano atrás

A Rússia não usou 30% do poder de combate. Esta no aguardo das afrontas da UE. Um pouco de cada vez.

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Paulo Amaral
1 ano atrás

Ah, tá. Baseado no bafo de vodka do ditador genocida da Rússia.

Guilherme
Guilherme
Reply to  Paulo Amaral
1 ano atrás

Perdeu 30% do seu poder de combate, sobrando 70% que são compostos por T55-54 e Su-25

Joao Paulo
Joao Paulo
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Fiasco mesmo. Ela usou o que tinha de melhor contra uma nação militarmente inferior e perdeu. Os Ucranianos pararam o poderoso exercito russo praticamente sozinhos no inicio da guerra. Qualquer que seja o desfecho desse conflito a Rússia já saí com a imagem de um país corrupto e derrotado e que sempre foi superestimado.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Joao Paulo
1 ano atrás

Perdeu? A Rússia ainda está na Ucrânia.

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Estão sim, todos com as calças borradas.
Mas não se preocupe, em alguns dias estarão do outro lado da fronteira, os que conseguirem sobreviver, com o exército ucraniano na cola deles.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Sturmgewehrstgde
1 ano atrás

A muniçāo dos russos já acabou? Rsrsrs

Jones
Jones
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Um país que precisa de ajuda da Coreia do norte… Enquanto os oligarcas amigos de Putin e a amante dele com bilhões, os trouxas morrendo para no final continuar ganhando um salário mínimo e não ter liberdade, qm morrer nessa guerra é um sem noção

Augusto
Augusto
Reply to  Sturmgewehrstgde
1 ano atrás

Vocês são muito otimistas, kkkkkkk

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

O Afeganistão expulsou a união soviética no passado, cumpade. Kkkk eles comem ovo e arrota caviar kkkk

Joaquim
Joaquim
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

A lógica aqui é que quem perde territórios ganha a guerra! Isso sem contar que para a maioria a guerra é apenas entre a Ucrânia e a Rússia. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkklk

Joaquim
Joaquim
Reply to  Joao Paulo
1 ano atrás

Usou o que tinha de melhor? Você só pode estar brincando!!! A Rússia usou 1/5 de seu poderio militar, e quem acha que se trata apenas de uma guerra entre a Rússia e a Ucrânia ou é muito burro ou é idiota mesmo. A guerra real é entre Otan e Rússia. A Ucrânia está sendo usada como bucha de canhão. Acorda para a realidade, a Rússia com 1/5 de sua força militar conquistou vários territórios ucranianos. Quem vence a guerra é quem perde territórios? Qual é a lógica? Quanto aos EUA, nem mísseis hipersônicos possuem (Minuto-a-minuto é balístico)

Joao Paulo
Joao Paulo
Reply to  Joaquim
1 ano atrás

Vamos desenhar….a Russia desde 2014 se preparando para tomar Kiev em um golpe de mão…concentrando na fronteira o que tinha de melhor ao longo dos anos…tudo pronto e planejado lançam um ofensiva que esperam concluir em 3 dias ( no máximo), tomam um sova de uma nação militarmente inferior que sozinha segurou o avanço russo…tomar território até o Paraguai tomou…e nem por isso ganhou a guerra. A Russia e seu exercito são um grande fiasco. Para uma “potencia nuclear” não conseguir tomar de assalto um pais mais fraco…

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

A Rússia está enfrentando uma Ucrânia que não luta sozinha. Se a Ucrânia estivesse lutando sozinha, já tinha sido atropelada.
A Rússia é sim a segunda potencia militar do planeta, de longe.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

E por quê ainda está lá? Rsrsrs

Yuribfranca
Yuribfranca
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Não consigo ver nenhum País ocidental ( excluindo EUa ) que poderiam sustentar e desempenhar algo tão a frente do que a Rússia faz hoje caso fosse imposto a esse país exatamente as mesmas sanções e adversidades impostas à Rússia.. valendo-se assim este país ocidental de sua indústria e armamento, além de ter que manter a economia e os meios , pensei em Alemanha, mas, não acho que poderia se sustentar de forma plena energeticamente sem ajuda..

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Yuribfranca
1 ano atrás

Exatamente.

A Rússia luta sozinha contra uns 30 países e segue de pé.

É um grande feito militar. Um que os fracos povos do Ocidente jamais conseguiriam igualar.

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Kkkk vai pra Rússia

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Filho de Thanos
1 ano atrás

Se pudesse, iria sim, melhor clima, melhor IDH, melhores mulheres.

Adao tome
Adao tome
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Estou de acordo nação de guerreiros natos, se não tivesse tomado esta atitude o país seria invadido após a Ucrânia ser parte dos EUA, a Rússia apenas está marcando território para não deixar a tal otan invadir a Rússia posteriormente, é o que os EUA estavam premeditando , mais vão se dar mal como no vietna

Slowz
Slowz
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Pior ainda é colocar os EUA em 1 depois do fiasco no Afeganistão .

Pena que não é isso que conta

Last edited 1 ano atrás by Slowz
Mercenário
Mercenário
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Lento,

Imagina a URSS fez fiasco no Afeganistão e hoje a Rússia é um nada perto do que era a URSS.

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Afeganistão expulsou no passado a união soviética, simples assim, procure saber.

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Acabou o texto poluindo ainda mais, Chapéu !!

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Kkkkk Rússia só fez se expor, era tudo que a otan queria, o resto é conversa, se não fosse assim a sucata da ex união soviética nem entrava lá.

Joaquim
Joaquim
Reply to  Filho de Thanos
1 ano atrás

Enquanto a Rússia se expõe, a Otan usa a Ucrânia para expor seus armamentos e está tomando um coro para a “sucata da ex União Soviética”. Como explicar a “coragem” da OTAN em usar a Ucrânia para alcançar seus objetivos sujos? Para mim é pura covardia e medo da “sucata da ex União Soviética”.kkkkk O caso do Afeganistão realmente foram dois fiascos. A diferença é o que dá União Soviética deve ter quase 40 anos, o dos EUA foi ontem. Então, os americanos não são melhores em tudo? Como explicar o fiasco do Afeganistão? Tanta logística, tanta tecnologia e tanto… Read more »

Jones
Jones
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

A Rússia nunca foi boa em guerra só tem tamanho, ela se achou porque marchou em Berlim, mas esqueceu que foi graças aos americanos que tiraram os alemães das costas deles, e que não não foram para Berlim para não sacrificar mais homens coisa que aa Rússia não se importava, o número no final foi a Rússia com o país que mais perdeu gente 10x mais que a Alemanha que lutou contra uns 18 países… Não sabem lutar só destruir

Foxtrot
Foxtrot
1 ano atrás

Brasil em 12° ?
Eles devem ter atribuído o quesito quantidade de pessoal kkkkkkkk.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Foxtrot
1 ano atrás

Agora se for em consumo de Viagra, bomba Piu Piu, alimentação especial, salários altos para oficiais, mais generais, Almirantes e brigadeiros etc.
Seremos a maior potência do planeta !

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
1 ano atrás

“a nossa economia cresce, a forças armadas crescem na mesma proporção”

Essa foi a maior mentira já contada, já começando que os projetos militares mais importantes levam anos, as vezes décadas, já a economia varia de governo para governo (sempre haverá um facão no caderno das forças armadas), talvez o dia que tivermos uma administração de Estado e não de governo isso mude…

A Avibras é o maior exemplo disso

Last edited 1 ano atrás by Rafaelvbv
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Esse site só dá essa nota pelo “suposto” n° de equipamentos que o Brasil tem.
Se fosse ver por uma lupa mesmo…

Sem AA de médio/longo alcance.
Nosso principal CC é o Leo1.
Só agora adquirimos ATGM.
Não temos mísseis de cruzeiro.
Começamos a usar drones apenas agora.

E nem vou falar da MB e suas escoltas…

A única “boa” nessa lista é a FAB e a qualidade de seus meios e aquisições recentes, embora em n° ainda insuficiente.

Vão me chamar de “vira-lata”, mas…

Zehpdro
Zehpdro
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Devem chamar mesmo, mas tem gente que não gosta da realidade. São aqueles apaixonados pelo assunto, que gostariam de outra realidade para o Brasil e qq crítica vira ataque. Mas vc tem razão no comentário.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Zehpdro
1 ano atrás

É a galera ufanista que assiste Hoje no Mundo Militar e jura por Deus que, se nos invadissem, iríamos virar um Vietnã 2.0, e que espulsaríamos o inimigo na unha…
É só ver as comprar recentes de países como Cingapura e Polônia pra ver o quanto o EB é ultrapassado.

Moraes Mendes
Moraes Mendes
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

A questão é: Se os EUA estão em primeiro, onde está o Afeganistão que derrotou esse País?

Alecs
Alecs
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Certíssimo! Pelo seu “alto nível” de estudos comparativos em que nível estaria a Rússia hoje de tanto apanhar de Ucrânia? E em alguns anos após o colapso russo onde esse país estará? E onde estará a Ucrânia após derrotar o Putinstão? É cada maluquice que aparece!

Victor F
Victor F
Reply to  Alecs
1 ano atrás

Vou fazer uma analogia que é impossível voce não entender. Eu sei que posso quebrar alguém na porrada, porem se eu fizer isso sozinho provavelmente vou sair com um olho roxo e dolorido. Porem se eu chamar meus 5 amigos eu tenho certeza que a gente pode quebrar esse cara sem muito problema. se chamar 10 então? fica fácil. . É a mesma lógica “ah mais isso é injusto e não é honesto” olha é uma analogia de uma guerra, guerras não são para serem justas, se voce quer lutar de igual para igual com o seu oponente abrindo mão… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  Victor F
1 ano atrás

Exatamente Victor, boa analogia.

Magaren
Magaren
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

EUA está na frente porque derrotou URSS

Renaldo vasco
Renaldo vasco
Reply to  Magaren
1 ano atrás

Frente a frente quando??????nunnca kkkkk

Sebastião Miguel da Silva Júnior
Sebastião Miguel da Silva Júnior
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

E o Vietnã… !!

Augusto
Augusto
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Os EUA usaram todo o seu poderio politico e militar no Afeganistão? Eles perderam o confronto convencional contra os Taliban? A mesma coisa agora a Rússia, a Rússia está usando todo o seu poderio militar na Ucrânia? Não e ainda por cima não perdeu o confronto convencional contra a Ucrânia e nem por isso da para considerar a Rússia inferior a Ucrânia. O conflito no Afeganistão não foi uma guerra convencional aonde os americanos sim teriam obrigação de atropelar os Talibãs, foi um guerra irregular igual os americanos travaram no Afeganistão e altamente custosa de se vencer. Existe diversos exemplos… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Agora uma coisa e que não posso negar e que foi uma humilhação muito grande da forma que os americanos deixaram o pais.

Filho de Thanos
Filho de Thanos
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Po, man, o Afeganistão humilhou a união soviética kkk os caras são osso. Vai pra Rússia.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Mas a guerra da Ucrânia demonstra que este site não está totalmente equivocado. Equipamentos modernos são necessários, mas o quantitativo faz muita diferença.
A Austrália por exemplo, possui caças F-35 e Super Hornet, possui destroyers e fragatas modernas, mas o seu exército com cerca de 20.000 homens perderia para o Exército Brasileiro e seus 220.000 homens.
Mesmo com os 59 Abrams que são bem mais modernos que os nossos 250 Leopard 1A5.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

“Austrália perderia para o Exército Brasileiro”

🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Seus comentários quase me fizeram mudar de opinião. Faltou pouco.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Você só esqueceu de uns pequenos detalhes:

1- EB não tem AA.
2- a força de caças da FAB é pequeno.

Ou seja, o “guarda-chuva” que a FAB poderia dar pro EB seria pequeno, que seria moído por todo tipo de bomba na cabeça, sem poder revidar.
Experimenta avançar sem cobertura ou superioridade aérea, e veja a “mágica” acontecer…

pangloss
pangloss
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Numa guerra entre o Brasil e a Austrália, a distância entre os dois territórios decretaria um empate técnico – e isso deve ser comemorado pelo Brasil.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  pangloss
1 ano atrás

Eu fui específico sobre exército, ou seja, forças terrestres. Disse que apesar dos caças e fragatas, o exército australiano é muito pequeno. E isso faz sentido para um país que é uma ilha e que possui uma população pequena.
Só dei um exemplo sobre uma força com equipamentos mais modernos, porém de tamanho pequeno contra uma outra força de tamanho médio com equipamentos inferiores, mas com 10x mais homens.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Eu nāo li isso. Quer que eu liste aqui batalhas históricas(quando números importavam mais) em que um exército maior perdeu para um menor?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Sim, seria enriquecedor para o debate. Mas também posso listar alguns exemplos de forças que eram melhor treinadas, melhor equipadas, possuíam soldados com mais experiência de combate e foram derrotadas por forças com menos experiência e equipamentos inferiores, simplesmente porque conseguiram superar o inimigo no quantitativo.
Um exemplo é a derrota da Alemanha nazista para a União Soviética.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Luís, a Alemanha perdeu por causa de vários fatores, o quantitativo foi só um deles.

Por exemplo, os romanos perderam em Cannae, embora seu exército fosse maior. Assim como venceram batalhas contra inimigos numericamente superiors porque as legiōes eram bem melhores treinadas bem armadas, como nas Guerras da Gália.

Já os franceses, formam humilhados em Crecy, Poitiers e Angicourt mesmo tendo vantagem numérica.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Só uma pequena correção: o Brasil nunca operou 250 Leopard 1A5. Foi adquirida essa quantidade, mas 30 foram para servir de fonte de sobressalentes. Operativos foram 220, com 216 divididos entre os 4 RCC e 4 no CIBld. Anos depois, 12 viaturas foram cedidas pelo 1⁰ e 4⁰ RCC (6 de cada um), para equipar um pelotão com 4 viaturas em cada um dos 3 RCB aqui do RS. Hoje, das 220, talvez a metade esteja operacional. O contrato de manutenção, entre o EB e a KMW aqui de SM, vai até o final de 2027.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Santamariense
1 ano atrás

Sim, verdade foram 220 Leo1A5 operacionais.
Mas isso não muda em nada o ponto da discussão.
A questão é que uma força 10 vezes maior, mesmo que esteja não tão bem equipada, mas é uma diferença muito grande de tamanho.

Augusto
Augusto
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Você tem certeza disso, e capaz ainda de nossos Leopard tomarem uma surra dos Abrams australianos.

Essa foi engraçado, kkkkkkk

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Claro, se colocarmos os Leo1A5 para enfrentar os Abrams australianos, é óbvio que levaríamos uma surra. Mas na guerra você utiliza táticas, estratégicas com base nos equipamentos que você tem e conhecendo o que o inimigo tem. Não há dúvidas que as forças armadas australianas são excelentes, muito bem treinadas e equipadas, o ponto é um exército 10 x maior provavelmente vencerá, pois nosso exército pode não estar equipado com os equipamentos mais modernos do mundo, mas possui bom treinamento e possui muitos equipamentos bons. São 220 mil soldados contra cerca de 20 mil. A diferença quantitativa é absurda de… Read more »

Utama
Utama
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Como “é capaz”? Essa história de “o que faz o resultado é o homem e não a máquina” é do reino de Hollywood. No mundo real Abrams destroem centenas de T-72 e dá pra contar as perdas em uma mão. Saddam não me deixa mentir.

Jader
Jader
1 ano atrás

Coreia do Norte é muito forte em armamento… Seu exército é o sexto maior do mundo.. Mas vi aqui que esse blog é muito americano e de países aliados a Otan.
Rússia, Coréia Do Norte e China são muitos forte em armamento.. Nem o Irã foi citado

Franz A. Neeracher
Reply to  Jader
1 ano atrás

O Irã foi citado sim……leia o texto novamente!

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Jader
1 ano atrás

1) Clicar no link da notícia.
2) ctrl+f = “Estados Unidos”.
3) Dar um tampa na mesa e repetir para ver se vira verdade: A China é a maior.
4) ctrl+f = “Coreia do Norte”.
5) Dar um tampa na mesa e afirmar: “ain, vocês não viram os grandes desfiles do Kim?”
6) mandar a frase chavosa: “aqui é muito americano, otan, antioriente e blablabla”

Passo a passo dos comentaristas “anti ocidente” para comentar sem ter lido o texto.

“ain e o Irã”

Alecs
Alecs
Reply to  Jader
1 ano atrás

Não leu nada e veio postar sandices

Utama
Utama
Reply to  Jader
1 ano atrás

E como faz análise se a melhor informação vem das solitárias tiradas das barrigas dos Norte Coreanos que conseguem atravessar para o sul?

O Irã realmente não está na lista, esse nome na lista foi um erro de escrita.

E o ForTe está de parabéns por ter assumido a publicação do ranking que era do SIPRI.

Moraes Mendes
Moraes Mendes
1 ano atrás

Onde fica a Global Power?

Utama
Utama
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

O Instituto é sueco, SIPRI. A lista na real tem o valor entre um sanduíche que caiu no vaso e um cocô de gato.

Moraes Mendes
Moraes Mendes
1 ano atrás

Eu acho estranho o quesito ‘liderança tecnológica’ dos EUA.
Baseada em quê.
Patriots, M-777 ou F-35?

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

F-35
F-22
F-117 já aposentado só que não
Global Hawk
P-8
U-2
E-3
F-15ex
HARM
Tomahawk
AMRAMM
SBD
JASSM
B-2
B-21
Rapid Dragon

E isso só o que eu lembrei de cabeça e que voa.

Tem os que andam e os que nadam tb, que tb estão tecnologicamente superiores a muita coisa.

Joao
Joao
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Esquece da capacidade de integrar os meios em C2, com incrível consciência situacional, além da Capacidade em Guerra Cibernética, rede de satélites etc

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Joao
1 ano atrás

Três dos mais modernos submarinos ianques colidiram com “montanhas submersas” e navios de pesca…

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Sebastião Miguel da Silva Húnior
1 ano atrás

Isso só mostra que os americanos estão lá fazendo, ao invés de estarem no porto parados como nós como nossa marinha de cabotagem…”só erra quem faz e só faz quem não tem medo de errar”

Magaren
Magaren
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Baseado em “toneladas de democracia!”

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Magaren
1 ano atrás

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Só está mencionado a parte aérea, acrescenta a parte naval, submarina e espacial, além de comunicação e nuclear.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Em termos de tecnologia seria interessante um comparativo das forças especiais de cada país

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Espaciais

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Acrescentar aí os históricos e já tradicionais blefes !!

Vitor
Vitor
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Se não fosse o pacto de não usar bomba nuclear, todos os países iam temer o brasil já que temos varias minas de uranio e uma incrível capacidade para cria-las.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Javelin, Abrams ,CVN Gerald Ford , USS Seawolf…

Silas
Silas
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

É cada uma né… melhor ler do que ser cego!

Sebastião Miguel da Silva Húnior
Sebastião Miguel da Silva Húnior
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Só o Programa JointStreakFighter – F-35, há 20 anos não plenamente operacional e que custou U$1,35 trilhão e os tradicionais e históricos blefes, como Patriots derrubando Kinzhal e as renovadas notícias de iminente vitória da Ucrânia, quando a Rússia não utilizou 1/5 de suas possibilidades bélicas, já diz tudo…
Simples assim.

Victor F
Victor F
Reply to  Sebastião Miguel da Silva Húnior
1 ano atrás
Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
Reply to  Victor F
1 ano atrás

Meu caro, não existe sistema de defesa anti-aérea atual capaz de abater um míssil hipersônico, seja ele qual for.

Victor F
Victor F
Reply to  Gerson Carvalho
1 ano atrás

KKKKKKKKKKKKKKKK Ah cara na boa, para de mentir.

Misseis balísticos são por natureza misseis Hipersonicos. voce querendo ou não.

sistemas como THAAD, Patriot e o complexo AEGIS são sim capazes de abater misseis balísticos, misseis esses que são hipersonicos, tendo já demonstrado isso em testes ou em ação real como o caso do Patriot na Ucrânia

Ou pra voce um míssil como Kinzhal que “teoricamente” voa a Mach 10 é hipersonico e um Topol-M que voa a Mach 22 não é?

Paulo
Paulo
Reply to  Gerson Carvalho
1 ano atrás

Mais um que desconhece física básica.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

kkkkk é piada, né? Melhor e mais rápido é tentar encontrar em quê os EUA não são líderes….Os caras estão décadas à frente de todos.

Valmir
Valmir
Reply to  Carlos Crispim
1 ano atrás

Vc precisa se atualizar, o mundo mudou e continua mudando, os EUA hoje é decadente, inclusive militarmente.

Kodama
Kodama
Reply to  Valmir
1 ano atrás

Baseado em que?

Jones
Jones
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Juntando todos da lista não chega ao gasto anual do EUA, além de experiência e táticas, o EUA financiou a URSS, a Inglaterra, Brasil entre outros para invadir a Europa e ainda lutava contra o Japão afundando 5 porta aviões em menos de 4 minutos… Deixou a URSS ir na frente em Berlim, . Usou bombas atômicas para não perder mais soldados contra o Japão, a perda foi mínima em comparação aos outros países… Ainda ensinou os militares do Brasil a resistir aos revolucionários comunistas.
Não é só ter é saber usar, o EUA tem muito e saber usar

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jones
1 ano atrás

Caro. Os gastos do DoD são da ordem de US$ 800 bilhões. Quando são incluídos todos os gastos relacionados com defesa (incluído do DoE e do DoS), os gastos chegam a quase US$ 1,4 trilhão por anos. Para comparação, os gastos da China são da ordem de US$ 250 bilhões. Os EUA sozinho gastam mais que 50% dos gastos militares do mundo.

Ed Wood
Ed Wood
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Space Force!

Queiroz
Queiroz
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

É mesmo.
O brasil está a frente dos EUA.

MFB
MFB
1 ano atrás

Loucura essa posição do Brasil. Poderiam colocar muito mais abaixo. Outra coisa errada é China atrás da Rússia e também a diferença mínima de americanos para o resto, uma patetada completa.

Pedro
Pedro
1 ano atrás

A Rússia em segundo, atrás 0,0002 dos EUA

Muito bom para um país em desenvolvimento que gasta 10 vezes menos que os EUA em defesa…..

Apesar de todas as dificuldades enfrentadas na Ucrânia, incluindo-se aí erros de estratégia, perca de material (principalmente blindados e tanques) em grande quantidade, recuos; a Rússia luta sozinha contra todo o poderio industrial militar do ocidente (uma fonte quase que inesgotável de material bélico para a Ucrânia), conseguindo com dificuldade, manter as áreas anexadas.

As armas nucleares devem estar com peso nesta conta aí

Augusto
Augusto
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Então nós devemos ter umas 100 ogivas para justificar o nosso 12° lugar mesmo com tanta velharia em nosso arsenal.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
1 ano atrás

Com uma enorme frota de EF2000, Leopard2, Meko e muito mais, e ainda, detentora da segunda ou terceira melhor base industrial do mundo, com empresas que fabricam os melhores radares, misseis e blindados do planeta. A Alemanha, está em 25º.

Já o Brasil, com sua meia duzia de Gripen e, tendo a Avibras como empresa de defesa que produz material bélico (realmente capaz de causar dano) defasado e vivendo o seu último ou (no máximo) penúltimo ano de existência, na frente da Alemanha em 12º.
Vai entender!

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Mas não adianta ter população grande e não ter equipamento de ponta… vão atacar e defender de estilingue e foice ??

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Só de jogador de Call of Duty, Berlin tem pelo menos uns 50 mil jovens, fácil. Capacidade industrial para fabricar KF51 pra cada um deles, em tempo de guerra, a Alemanha tem. Mais do que a China e a Rússia, alias. Me arrisco a dizer que talvez nem o EUA tenha um potencial industrial que possa ser convertido para o esforço de guerra do tamanho e com a qualidade que a Alemanha tem. Então, vamos colocar aí, por baixo, o potencial de colocar em operação em alguns meses 500 KF51 com tripulação jovem e muito bem treinada. Quem tem esse… Read more »

Mengao
Mengao
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Segundo a mídia alemã é justamente o contrário do que vc diz sobre capacidade industrial…na II guerra a Alemanha não tinha mais capacidade industrial que os EUA, e tem agora ? Tem mais que a China ?

Mengao
Mengao
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Então vc está mais bem informado sobre a capacidade industrial da Alemanha que os próprios alemães.

Utama
Utama
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

M4? 500 tanques que nem tem planta em alguns meses? Os Estados Unidos tem menos indústria que a Alemanha? E a China também? Parece que o amiguinho tá vendo video do ministério da propaganda alemão hein,… De 1944.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Aham…bom mesmo é o Brasil, com uma população jovem. Em caso de conflito, esse povo todo vai ser armado com o quê? Uma FAL pra cada 5 recrutas? Vamos fazer ondas humanas igual o exército soviético da WWII?

Augusto
Augusto
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Ainda mais essa geração ai de cabelo colorido, kkkkkk.

Nativo
Nativo
1 ano atrás

Pronto os egos de uma parte dos generais, almirante e brigadeiros estão satisfeitos. E assim pode permanecer usando a verba militar a seu bel prazer, e os políticos nada o farão, pois depois de Bolsonaro viram que muitos militares estão ansiosos de tomarem o poder e manter tudo do Jeito que está, especialmente na defesa, que não precisa de maiores cuidados, já que somos a força n°12 mais poderosa do mundo. K k k k

José Luiz
José Luiz
1 ano atrás

Rússia não é a União Soviética, tal qual a República Federal Alemã ou a Alemanha Oriental não eram a Alemanha Nazista. Agora a Rússia se benefecia dos estoques que restaram das armas soviéticas, veja o uso de artilharia e munição. Seus carros de combate e muitas viaturas eram da era soviética, assim como muitos navios da sua frota. E claro o arsenal nuclear. Muitas ogivas mas também o quanto delas devem esta inoperantes, face o tempo transcorrido e o gigantismo dos números. Ou seja a quantidade de meios nucleares operacionais também deve ser muito menor que os números totais. Lembrando… Read more »

Fernando
Fernando
1 ano atrás

Quanta besteira em um único texto

Moraes Mendes
Moraes Mendes
1 ano atrás

Não há muito o que comparar.
A China tem 750 milhões de possíveis combatentes, 1/3 da produção industrial do Planeta, as maiores reservas monetárias, a maior economia por paridade e acesso a todos os tipos de armas modernas.
Por todos os aspectos que se olhe, é a maior potência do Mundo e não há Pais que possa encará-la.
Simples.

Utama
Utama
Reply to  Moraes Mendes
1 ano atrás

Décadas investindo a soma de todos os outros pra China superar num pulo. Faz sentido aham.

Victor F
Victor F
1 ano atrás

A quantidade de perda material, humana e financeira que a Russia sofreu nesse conflito já era pra ser o suficiente pra ela cair pelo menos pro terceiro lugar atrás da China.

BLACKRIVER
BLACKRIVER
1 ano atrás

Piada pronta: O país tem mais de 4.000 aeroportos, o segundo maior do mundo, além de 17 portos e terminais comerciais!!! São 4000 pistas de pouso das quais 70% não tem mais de 1500 metros de comprimento é muito menos são pavimentas, me poupem de ladainha, nossa infraestrutura de pistas de pouso só é “estado de arte” para atender a aviação agrícola brasileira. Há agora estão gurmetizando até as forças de defesa e a infraestrutura, menos né, afinal nós últimos dias têm circulado no WhatsApp uns vídeos de um SAPÃO, lindo diga-se de passagem, mas sem prefixo, sem identificação nenhuma… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
1 ano atrás

Exitem apenas 5 mega-países no mundo. Grande território e grande população. Só 5: EUA, Rússia, China, Índia e Brasil.
Assim, os 4 primeiros do ranking estão coerentes. Já aquele 5o elemento ainda não se encontrou. Não sabe o que é, o que quer ser, para onde vai… Completo alienado. Quer PN com a hora do…

Arthur
Arthur
1 ano atrás

Lista mais estapafúrdia essa! População apta, transportes e número de aeroportos… benzadeus!!!! Sem uma indústria bélica decente, com a Avibras à beira da falência e ainda ficamos no 12. lugar… E eu que achava que só no Brasil se publicava porcarias; depois de 24 de fevereiro, o Ocidente deu provas de que se superou!

Utama
Utama
Reply to  Arthur
1 ano atrás

Lembrando que muitos países são muito similares a nós. “500 mil ativos” com 100 tanques operacionais, fuzis de 1960 e táticas de 1940. Nada é falado sobre C4 ou logística de campo. É mesmo o Super Trunfo supremo, 10 T55 valem mais que um M1A2, aparentemente. O SIPRI sempre ignorou a qualidade em seus diversos níveis, a capacidade de reproduzir essa qualidade(indústria) e o mais dificil de quantificar de todos: experiência de combate/capacidade de combate.

M.@.K
M.@.K
1 ano atrás

O descaso de décadas com suas FAA deixou a Alemanha em 25° lugar. Interessante não entrar Singapura no rank. Outro que achei interessante foi Taiwan estar em 23° na frente da Alemanha.

737-800RJ
737-800RJ
1 ano atrás

Com os recentes investimentos massivos em equipamentos militares, penso que até o final da década a Polônia chegará bem próximo do Top 10.

Guilherme
Guilherme
Reply to  737-800RJ
1 ano atrás

Se todas as compras se concretizarem, a Polônia talvez se tornará a maior potência militar da EU, sem dúvidas com o melhor exército. Concorrendo com o RU e a França por causa da marinha dos dois últimos

Mengao
Mengao
1 ano atrás

Muito estranho não ter a Coréia do Norte…
Noto na lista uma preponderância dos países da Ásia, o Oriente. Oque noto nestes países, Xi Jiping na China, MBS na Arábia Saudita, Erdogan na Turquia, Putin na Rússia, o da Índia tb, do Irã, etc, todos muito inteligentes, nacionalistas e extremamente frios e estratégicos, além de conservadores. Enquanto no Ocidente, Europa e EUA, lideranças de modo geral fracas e patéticas.

Slowz
Slowz
1 ano atrás

Afeganistão deveria estar nessa lista também só pela quantidade de equipamentos que os EUA deixou lá ..

Adalberto
Adalberto
1 ano atrás

Alguns países da UE como a Itália não foram divulgados a população disponível para o combate, será porque né? Já sobre a Rússia: ela não está lutando com a pequena Ucrânia, mas sim com as forças dos EUA e UE… Sendo então bem mais forte que o relato.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Adalberto
1 ano atrás

Com que Forças dos EUA e Europa a rússia está lutando? Foi enviado contingente da OTAN para a Ucrânia?

Utama
Utama
Reply to  Santamariense
1 ano atrás

Os soldados da Rússia batendo papo com o desasuntado do grupo: “essa guerra é entre rússia e OTAN. Nós perdemos 2 mil tanques,10 mil veículos e 200 mil homens”
“Mas e a OTAN?”
“A OTAN ainda nem chegou…”

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Essa imagem dos tanques chineses me fez lembrar de uma pérola…rsrsrs.

“Oh, Formosa! Nunca uma simples manobra militar mexeu tanto com meu patriotismo.”

Guacamole
Guacamole
1 ano atrás

O Brasil na frente de Israel?
Isso é o Super Trunfo da defesa.

Edivaldo Machado
Edivaldo Machado
Reply to  Guacamole
1 ano atrás

Brasil tá em 12 so se for em pintar meio fio e pintar árvores nas rodovias

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Rússia na frente da China e Brasil na lista é dureza hein.

henrique
henrique
1 ano atrás

Rússia em segundo KKKKKKKKKKK^10¹³²²³

supertrunfo total esse ranking ai

Last edited 1 ano atrás by henrique
Augusto
Augusto
1 ano atrás

Brasil em 12° lugar nessa lista???? Totalmente fora da realidade estarmos na frente de países como Austrália, Irã e Israel. O que adianta ter um monte de reservistas se nas primeira horas de conflito contra qualquer uma das demais forças dessa lista toda nossa infraestrutura seria dizimada não dando tempo de chamar nenhum reservista para qualquer confronto.

Rússia em segundo lugar? Não sei não hein? Em conflito de alta intensidade, devido ao seu poder econômico, os chineses poderiam sustenta-lo por muito mais tempo que os russos, sem contar que a nível tecnológico parece que os chineses já passaram os russos.

Utama
Utama
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Aparentemente todos esses países de “100 milhões de reservistas” estão prontos para a Guerra da Coréia ou a defesa de Stalingrado.

BLACKRIVER
BLACKRIVER
1 ano atrás

O país tem mais de 4.000 aeroportos!

Pergunta simples…
Desses “4000” em quantos a FAB consegue operar seus A330 no MTGW/MGLW?

Utama
Utama
Reply to  BLACKRIVER
1 ano atrás

O truque é colocar um A29 a cada 100 aeroportos e assim trancar o espaço aéreo. Em Super Trunfo um caça é um caça.

Pedro
Pedro
Reply to  BLACKRIVER
1 ano atrás

Não é necessário operar em muitos. O alcance do avião suplanta isso. O necessário é proteger muito bem os aeroportos em que ele opera.

Groosp
Groosp
1 ano atrás

Argentina está acima da Grécia.

André G.
André G.
1 ano atrás

Uma dúvida….o Blog publicou já sobre os drones em Moscou? Li na folha e corri pra cá, mas não achei a informação.

Manoel
Manoel
1 ano atrás

Com o dólar sendo a moeda corrente internacional, os americanos podem imprimir papel moeda podre, que o mundo todo fica caladinho. Só isso justifica um orçamento estratosférico anual em defesa. Por isso é importante destronar o dólar e substituir por outra ou outras moedas.

Last edited 1 ano atrás by Manoel
Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
1 ano atrás

Os critérios usados, não são simplesmente o efetivo e seus equipamentos, vai muito além, analisa recursos naturais, parque industrial, reserva de petróleo, etc. pois para manter uma guerra precisa de varias coisas.

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Sim, exatamente e são essas coisas que “puxam” o Brasil para uma posição razoável apesar de estarmos muito mal equipados. O Brasil é um país muito grande, possui uma população muito grande que pode servir como soldados convocados e/ou mão-de-obra em fábricas produzindo armamentos. Além disso possuímos um porte mediano no número de pessoas nas forças armadas, maior do que a maioria dos países europeus. E algo que puxa bastante o Brasil neste comparativo é o tamanho da nossa Reserva e isso ocorre graças ao serviço militar obrigatório e em menor parte aos militares temporários. Em caso de necessidade o… Read more »

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
1 ano atrás

Não concordo com essas estatísticas.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  PRAEFECTUS
1 ano atrás

Caro. Este tipo de ranking não é estatística. De modo geral, qualquer ranking tem problemas e podem ser criticados porque dependem dos critérios adotados por quem faz o ranking. O mais adequado é sempre gerar diferentes classificações usando outros critérios e comparar estes diferentes listas. Elas mostram uma posição “média”, mas que, insisto, não possuem critério estatístico.

Marcos
Marcos
1 ano atrás

Realmente, porque Coreia do Norte não está na lista?

RDX
RDX
1 ano atrás

Como sempre, quem organiza essas listas confunde poder nacional com expressão militar do poder nacional. A expressão militar é composta, basicamente, pelas instituições militares (capacidade das forças armadas) e recursos humanos. Comparar exércitos é uma tarefa complexa (e inócua), até porque não é uma ciência exata. Ter muito armamento não é o único elemento dessa “equação”. A única certeza é que os países que possuem armas nucleares devem ocupar as primeiras colocações (EUA, Rússia, China, Índia, Coreia do Norte e Paquistão).

RDX
RDX
Reply to  RDX
1 ano atrás

PS
Reino Unido e França também possuem armas nucleares.

Luis Mota
Luis Mota
1 ano atrás

Como sempre os americanos têm k estar como sempre no primeiro lugar, a comunicação social como sabemos sempre faz isso, depois porke a russia e a China sempre estão nos seguintes lugares, será k a comunicação social ocidental ja pode entrar abertamente nesses países para dizer k este ou akele é k e o melhor, enfim pah esses jornalistas até dão nojo, depois temos a Coreia do Norte um país fechado k como se ouve tem uma infantaria de milhões, tem aviões k mesmo antigos tem em uma quantidade enorme, tanques a mesma coisa e por aí fora é por… Read more »

Lucio Alves
Lucio Alves
1 ano atrás

Estranho não mencionarem o poder atômico de algumas nações, pois basta algumas dezenas de OGIVAS para impor respeito e temor.

Ira
Ira
1 ano atrás

Eu não concordo com a Itália estar em 10° lugar e o Brasil em 12°,moro na Itália e não vejo tudo isso.

Miriam Amorim Coelho
Miriam Amorim Coelho
1 ano atrás

O Brasil, do tanque fumacê, ocupa essa posição? Piada! O melhor mesmo, seria não ser necessário estar nessa lista. Não existir essa lista!

Zé Mané
Zé Mané
1 ano atrás

Devem ter sido os Skyhawk da MB que fizeram a diferença para melhor para nós (ironia destilada).

Gavião
Gavião
1 ano atrás

Eu entendo este ranking como a capacidade que uma nação tem de empreender (ou resistir) a uma guerra de longa duração. Sob este aspecto, países de grande população e território seriam praticamente inconquistáveis, então entendo a posição do Brasil. Agora se considerarmos o poderio atual de cada país, é obvio que o Brasil não poderia estar na posição que ocupa, pois sabemos de sua grande vulnerabilidade. Grande parte do contingente não é combatente, mesmo combatentes tem pouco treinamento simulado de combate, experiência em combate, menos ainda (em relação aos países relacionados), e pouquíssimo equipamento moderno. Sugiro aos sennhores consultarem o… Read more »

Gavião
Gavião
Reply to  Gavião
1 ano atrás

Também vejo Alemanha (que deveria estar bem acima), Polônia (bem abaixo) e Austrália (apesar de bem equipada, abaixo) em posições bastante equivocadas. Mas volto a dizer, todo ranking, depende dos critérios utilizados, e talvez um critério melhor, fosse dar peso maior as capacidades em tempo de paz de um país, pois em uma guerra curta um país pouco equipado como o Brasil, pode ter rapidamente toda a sua infra-estrutura militar crítica destruída. E se alguém duvida, basta ver que praticamente não temos uma defesa anti-aérea.

Leônidas Guimarães
Leônidas Guimarães
1 ano atrás

Eu sabia que os EUA seria colocado em primeiro lugar. Kkkkk! Mais vou falar do Brasil. O Brasil pode sim estar entre às maiores potência militar. Porém, falta equipamentos, treinamento efetivo, e, para piorar reduziram drasticamente a incorporação obrigatória. E, para piorar o gover