Mikhail Galuzin, vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, listou exigências para alcançar a paz

O vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Mikhail Galuzin, destacou em entrevista a agência de notícias russa Tass, no último sábado, 27, as condições para o fim da guerra com a Ucrânia. Os dois países estão em conflito desde fevereiro do ano passado.

Segundo Galuzin, a Ucrânia deve renunciar a sua adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e recusar o ingresso na União Europeia. Outra condição para alcançar a paz, de acordo com o vice-ministro, é adotar a posição de estado neutro.

“Estamos convencidos de que um acordo só é possível se as hostilidades das Forças Armadas da Ucrânia e o fornecimento de armas ocidentais cessarem. Para alcançar uma paz abrangente, justa e duradoura, a Ucrânia deve retornar a um status neutro e não alinhado, fixado na declaração de soberania do Estado de 1990, e se recusar a aderir à Otan e à UE”, enfatizou Galuzin.

“As novas realidades territoriais que se desenvolveram como resultado da realização do direito dos povos à autodeterminação devem ser reconhecidas”, acrescentou.

Além dessas condições, Galuzin pontuou que outro elemento importante seria a língua russa como língua de Estado. “No nível legislativo, o status de estado da língua russa deve ser fixado. É necessário alcançar a observância na Ucrânia dos direitos humanos básicos, incluindo o direito à liberdade de religião”, disse.

No ano passado, a Rússia também já tinha estabelecido outras exigências para o fim do conflito. Confira quais são todas as condições:

  • Ucrânia deve ser geopoliticamente neutra;
  • País deve renunciar a adesão à Otan e à União Europeia;
  • Cessação das hostilidades das Forças Armadas ucranianas;
  • Parar de receber armas ocidentais;
  • Proteção dos direitos dos cidadãos de língua russa e das minorias nacionais;
  • País teria que promover o que a Rússia chama de ‘desnazificação’;
  • Garantir o status da língua russa como língua de Estado;
  • Reconhecimento das novas realidades territoriais que se desenvolveram como resultado da regra do direito dos povos à autodeterminação;
  • Respeito aos direitos humanos fundamentais, compreendida a liberdade de religião.

FONTE: Terra

Subscribe
Notify of
guest

36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nilo
Nilo
1 ano atrás

A Rússia aumentou sua lista de exigências rsrsrs
Zé Lascado agora quer não só os caças mais quer que a Ucrânia entre na OTAN já.
Demonstrando o fracasso da sua contra ofensiva, como disse os ataques ao território russo uma peça teatral. Ele é do ramo.
A narrativa,z: A guerra na Ucrânia não foi “sem provocação” Artigo de Jeffrey D. Sachs no The Maily Star
https://www.thedailystar.net/opinion/views/news/the-war-ukraine-was-not-unprovoked-3335266

Last edited 1 ano atrás by Nilo
RPiletti
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Meu ponto de vista: o comediante deu um nó no machão domador de ursos.
Agora estão correndo para conseguirem uma saída digna do atoleiro.

leonidas
leonidas
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Essas condições não são razoáveis e muito possivelmente foi colocadas em nível bem alto esperando barganhar ou então impedir qualquer acordo no momento. Na minha visão a Ucrânia não deverá mais reaver nenhum dos territórios hoje ocupados por Moscou, exceto aqueles onde não há minorias pró Rússia e estejam ocupados por consequência do avanço do exercito russo. Na verdade o único território que deveria ficar com a Rússia é a Criméia, porém o custo da burrice dos lideres ucranianos em levar a coisa ao ponto de ruptura é a perda de território pátrio para as minorias russas que diante do… Read more »

Last edited 1 ano atrás by leonidas
Leo Rezende
Leo Rezende
Reply to  leonidas
1 ano atrás

A Rússia que se exploda.

leonidas
leonidas
Reply to  Leo Rezende
1 ano atrás

EDITADO:
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas.

leonidas
leonidas
Reply to  leonidas
1 ano atrás

Não ofendi ninguém.
Apenas afirmei (e reitero) que a colocação dele se deve a absoluta ignorância sobre história e geopolítica.
Não é possível que alguém na idade adulta com mínimo conhecimento sobre isso possa expor um pensamento tão reducionista…rs

Underground
Underground
1 ano atrás

Russia abrindo as pernas.
Os russos entraram em modo negociação: vamos pedir um monte de coisas e depois vamos cedendo aos poucos.

MFB
MFB
1 ano atrás

O máximo que conseguiria dessa lista é com relação a parte dos territórios. De resto, um fracasso total e completo da velha, corrupta e enferrujada maquina de guerra da Rússia. Não passa de uma sombra da União soviética. Sem armas nucleares, é um exército de quinta categoria. Não passa de uma super coreia do norte.

Wellington jr
Wellington jr
1 ano atrás

As condições russas são inexequíveis e ferem qualquer tratado internacional, falam de autonomia e autodeterminação dos povos quando reprimem violentamente grupos que ousem pensar em se separar do domínio de Moscou.

Bosco
Bosco
1 ano atrás

Eu nem vou ler essa lista de exigências elaborada pela Rússia para parar de apanhar.
É patético e deprimente.

Last edited 1 ano atrás by Bosco Jr
Bosco
Bosco
1 ano atrás

As condições da guerra acabar têm que vir da Ucrânia.
Ao conquistador só restam duas saídas: esmagar completamente a resistência da “vítima” e conquistá-la definitivamente ou se retirar incondicionalmente e vergonhosamente e aguentar as consequências.
Sabemos que a primeira opção está fora do alcance da Rússia apesar de ter seu tertitório intocável. Vergonha!

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Olá Bosco! Vc crê realmente que a Rússia vá sair dos territórios ocupados ou que os ucranianos tenham chances reais de vencer? Sou pessimista quanto ao fim do conflito e tenho a impressão que a guerra na Ucrânia só vai acabar quando o custo humano para ambos os lados já tiver ultrapassado o limite do aceitável ao ponto no qual russos e ucranianos enfim se verão forçados a negociar. Com os dois lados tendo interesses diametralmente opostos, chuto que essa guerra vai terminar exatamente como a Guerra da Coréia: Um armistício e cada um pro seu lado da fronteira –… Read more »

Alecs
Alecs
Reply to  Filipe Prestes
1 ano atrás

“Vc crê realmente que a Rússia vá sair dos territórios ocupados ou que os ucranianos tenham chances reais de vencer?” Amanhã, daqui uma semana, daqui um mês? É claro que não, mas a longo prazo o Putinstão vai pedir penico sim!

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Alecs
1 ano atrás

Vc está sendo muito otimista quanto a capacidade de ambos os lados prolongarem indefinidamente essa guerra, seja pelo custo financeiro como humano principalmente. A Ucrânia já teve mais de 130.000 baixas (somente militares) nesse conflito e a Rússia algo bem próximo disso, por volta de 30.000 apenas de Janeiro para cá. A cada mês e para cada país, em números aproximados, morrem mais russos e ucranianos do que o total de americanos durante as invasões ao Iraque e Afeganistão somadas. No médio prazo, caso estas taxas se mantenham, é plausível que ambos estarão tão desgatados – sob os aspectos que… Read more »

Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
1 ano atrás

A Rússia falar em direitos humanos é semelhante ao Hannibal Lecter defendendo o veganismo.

Hcosta
Hcosta
1 ano atrás

Qual é a grande ameaça da UE para a Rússia? Vão construir bases militares com armas nucleares e acumularem dezenas de milhares de blindados e milhões de tropas para invadir a Rússia? O mesmo discurso que fazem com a OTAN? O regime Russo não admite as verdadeiras razões desta guerra e certamente que não o fará. A minha grande esperança é usar a vontade da China em querer ter algum protagonismo no cenário internacional e fazer a Rússia recuar. Ou a Ucrânia vencer a guerra, o que acontecerá mais cedo ou mais tarde, mas, inevitavelmente, será com grandes perdas humanas… Read more »

leonidas
leonidas
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

A Ucrânia vencer a guerra? A Ucrânia como nação esta devastada, só se mantem de pé por conta do financiamento ocidental de verbas e armas. Não há como ela vencer esta guerra, há como ela se manter infinitamente nela, pois nações da envergadura dela não são conquistáveis e ai tanto faz ser Rússia , Otan ou EUA, prova disso é o Afeganistão que colocou os americanos para correr. Nações só podem ser invadidas em guerras de nível global onde vc tem liberdade para pratica de terra arrasada e armas nucleares. Do contrário simplesmente não é possível invadir nação. A Rússia… Read more »

Last edited 1 ano atrás by leonidas
Hcosta
Hcosta
Reply to  leonidas
1 ano atrás

O tempo é aliado de quem tem mais recursos para os sustentar.
Mas diga lá o que é uma vitória Russa?
Acabar com as sanções? A Ucrânia abdicar da OTAN e UE? E as restantes tretas que estão enunciadas no artigo? É isso?
Ou o sul e oeste da Ucrânia, a Crimeia, etc…?

Responda e diga quem está mais perto de o conseguir…

E lembro que quem joga para o empate, ou empata ou perde. E há já algum tempo que a Rússia só joga para o empate…

leonidas
leonidas
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

A Rússia ganha impedindo a Ucrânia de entrar para a Otan e isso não se limita a Ucrânia serve para Moldávia e Geórgia. Mas a Ucrânia especificamente pela vulnerabilidade estratégica de Moscou em ter a Otan dentro da ucrânia pois ela é um verdadeiro corredor para os pontos vitais de Moscou. Por isso foi por lá (e não pela Finlândia) que Napoleão e Hitler tentaram invadir e conquistar a Rússia. A Ucrânia na Otan seria o mesmo que Cuba no pacto de Varsóvia, algo simplesmente inadmissível tanto do ponto de vista estratégico quando do ponto de vista moral para uma… Read more »

Joanderson
Joanderson
Reply to  leonidas
1 ano atrás

Hj o pib da Rússia ja é maior qui o nosso.

Junior
Junior
Reply to  leonidas
1 ano atrás

O Rato que Ruge! Situação da russia atualmente.

leonidas
leonidas
Reply to  Junior
1 ano atrás

Bem, quem esta ocupando território de quem até o momento ? rs

Alecs
Alecs
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

Excelente comenentário!

Tutor
Tutor
1 ano atrás

E o primeiro passo para promover a tal desnazificação é remover o presidente, que é Judeu kkkkkkkk É um piada isso, só pode.
Não ingressar na UE?! que bobeira. Apesar de achar a UE uma instituição globalista, que ama se meter em assuntos internos que não deveria, dos seus membros, não vejo o porquê dessa exigência. O único risco aos russos seria o padrão de vida na Ucrânia ficar bem superior ao da Rússia, e fazer inveja aos vizinhos

C G
C G
1 ano atrás

Ahahhaahahaha quem leva isso a sério?
Hoje, com a inversão de iniciativa acontecendo, acho até difícil a Ucrânia abrir mão da Crimeia!
No mais, vai lá exigir isso da Finlândia, vai, quero ver! Hahahahahahahah

leonidas
leonidas
Reply to  C G
1 ano atrás

Santodeus… rs

Welington S.
Welington S.
1 ano atrás

Simples e objetiva = Pedindo arrego.

Diogo de Araujo
1 ano atrás

Pessoal, não estou entendendo alguns comentários. A Rússia está pedindo para que os ucranianos abram mão de todos os territórios ocupados e não entrem para a OTAN que foi um dos estopins para o início do conflito. Desenhando, estão pedindo tudo. Como assim “pedindo arrego”? Só por Deus.

leonidas
leonidas
Reply to  Diogo de Araujo
1 ano atrás

Isso é a galera dos Escoteiros Mirins.
Aquele povo que tem pôster do F 35 no quarto e desconhece completamente qualquer coisa relacionada a geopolítica ou a história.
E ficam nessa febre adolescente achando que a Guerra da Ucrânia teria alguma relação com defesa de soberania por parte do Ocidente contra os vilões de Moscou.
Isso é o que clinicamente chama-se Histeria, você cria uma realidade e passa a acreditar nela e com base nisso expõe suas considerações… rs

Junior
Junior
Reply to  leonidas
1 ano atrás

Com um espelho esse diálogo?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Diogo de Araujo
1 ano atrás

A OTAN nunca foi uma justificação realista para a invasão.

Isso tem tanta credibilidade como o historiador que mostrou um mapa francês do tempo de Napoleão para provar que a Ucrânia nunca existiu.

Propaganda para consumo interno…

deadeye
deadeye
1 ano atrás
  • Reconhecimento das novas realidades territoriais que se desenvolveram como resultado da regra do direito dos povos à autodeterminação;

Cita a “autodeterminação”, mas não citam a afronta ao Direito Internacional especialmente no tocante ao princípio da não alteração de fronteiras pela força rsrs.

Satyricon
Satyricon
1 ano atrás

Isso é retórica pura, também conhecido como chilique
Nessa altura do campeonato, a Rússia já sabe que a adesão da Ucrânia à UE e à OTAN são praticamente fatos consumados, visto que TODOS os acordos anteriores assinados pelo Enxadrista foram rasgados por ele mesmo.

Não há como confiar no Putinstão.

helbfell
helbfell
1 ano atrás

Fora exigir dos ucranianos a abdicarem da língua nacional…absurdo.

Last edited 1 ano atrás by helbfell
Cristia leite
Cristia leite
1 ano atrás

A russia deu um tiro no próprio pé, tudo que eles não queriam e nao planejavam está acontecendo ,a Ucrânia na otan ,a otan crescendo suas fronteiras com a Rússia e mais países aderindo a entrada na otan com essa invasão russa da Ucrânia gente burra e essa gente russa tá lascado pra russo. Kkkkk

cleber
cleber
1 ano atrás

A russia se lascou essa é a verdade ! entrou em uma guerra sem sentido … nao consegue mais avançar e agora vao ter que recuar na contra ofensiva da ukrania ! agora só resta as ameaças nucleares