Por David Axe

A Rússia e seus aliados perderam pelo menos 2.001 tanques nos primeiros 15 meses da guerra mais ampla da Rússia contra a Ucrânia, de acordo com a Oryx, um coletivo que registra as perdas de equipamentos durante a guerra.

São dois terços dos tanques que as forças russas e aliadas tinham em serviço ativo antes da guerra. Pior para os russos, a contagem de Oryx inclui apenas os tanques que os membros do coletivo podem verificar visualmente nas redes sociais. Em outras palavras, é uma contagem insuficiente. Os observadores assumem amplamente que as perdas reais – tanques destruídos, danificados e capturados – são um quinto a um terço maiores.

Tudo isso quer dizer que, após um ano e um quarto de dura luta, os russos perderam a maioria de seus tanques ativos. Que obviamente são – ou eram – os melhores tanques disponíveis para eles: T-90s, T-72B3s, T-80BVs.

A indústria russa tem capacidade para construir apenas algumas dezenas de novos tanques por mês. Então, o que resta agora são principalmente tanques que, antes da guerra, mofavam em armazenamento de longo prazo. T-72s mais antigos da década de 1970. T-62s vintage dos anos 1960. Mesmo T-55s e T-54s da década de 1950.

Havia talvez 10.000 tanques antigos armazenados na Rússia antes da guerra. Muitos há muito tempo haviam enferrujado. Ninguém fora do Kremlin sabe ao certo quantos dos 10.000 são recuperáveis. Metade? Um terço?

De qualquer forma, os russos não podem simplesmente transportar um T-55 vintage de 1958 da 1295ª Reserva Central de Tanques e Base de Armazenamento no leste da Rússia e enviá-lo para a frente da Ucrânia. Mesmo que o motor diesel de 800 cavalos do tanque esteja intacto, ele precisará de novas vedações. O tanque também receberia novos rádios e metralhadoras e – se a tripulação de quatro pessoas tiver sorte – nova ótica diurna para substituir miras obsoletas há 40 anos.

A indústria russa luta para produzir óptica de alta qualidade. Juntamente com a escassez de bons rolamentos de esferas, a escassez de miras modernas é o principal gargalo que impede o Kremlin de produzir novos tanques e atualizar os tanques antigos.

Assim como as perdas de tanques russos ultrapassaram 2.000 veículos, a sofisticação dos tanques de reposição despencou. Mais do que alguns T-55s apareceram na Ucrânia com sua ótica original. Como máquinas do tempo do meio da Guerra Fria.

As forças ucranianas entraram em guerra com apenas mil tanques ativos: T-64 atualizados, em sua maioria. Cerca de metade foi nocauteada ou capturada.

O que há de diferente nas perdas da Ucrânia é que ela, ao contrário da Rússia, pode explorar grandes reservas domésticas, bem como várias fontes externas de tanques de reposição. Os aliados estrangeiros da Ucrânia prometeram ao esforço de guerra quase 800 tanques: o suficiente para compensar 15 meses de perdas e equipar simultaneamente várias brigadas recém-estabelecidas.

A maioria dos tanques de reposição da Ucrânia são T-72 de estilo soviético, que podem ser uma geração menos sofisticada do que os melhores T-90 russos. Mas mais de cem são Leopard 1 de fabricação alemã; 85 são Leopard 2s mais recentes. O Reino Unido doou 14 Challenger 2s. Os Estados Unidos estão preparando 31 M-1A1s.

Embora os Leopard 2 recuperáveis estejam em falta, os britânicos provavelmente poderiam poupar Challenger 2 adicionais. A única razão pela qual os Estados Unidos não estão dando mais M-1s à Ucrânia é que o tanque tem uma demanda tão alta em todo o mundo que há um acúmulo substancial de produção.

O ponto é que a Ucrânia não só pode substituir quaisquer tanques que perder; pode adquirir tanques melhores como substitutos. A menos e até que a Rússia comece a importar tanques, digamos, do Irã ou da Coréia do Norte, o melhor que pode fazer é construir alguns novos T-90 e T-72B3 enquanto raspa a ferrugem de um monte de obsoletos T-62 e T-55. .

Em resumo: a força de tanques da Rússia está recuando ao mesmo tempo em que a da Ucrânia está avançando. E essa disparidade pode piorar à medida que as perdas de ambos os lados se aprofundam.

FONTE: Forbes

Subscribe
Notify of
guest

65 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MFB
MFB
1 ano atrás

Por mais que tentem negar, eles estão lá para serem fotografados. Fiasco militar de proporções bíblicas, e logo ao lado da fronteira. Imaginem os russos tentando lutar em terras distantes.

Cosme Eustáquio
Cosme Eustáquio
Reply to  MFB
1 ano atrás

Sim, são os invasores, e portanto estão no ataque, estão em busca de mais e mais território, enquanto a Ucrânia está na defensiva, tentando barrar o invasor, mas uma pergunta que fica, se a Rússia perdeu 2001 tanques, e a Ucrânia perdeu “apenas” ali por volta de 100 e poucos, e com capacidade imediata de reposição por material ocidental, porque essa guerra estupida está durando tanto tempo???

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Cosme Eustáquio
1 ano atrás

A Rússia não perdeu somente 2001 tanques. Estes são os que possuem evidência visual. A perdas reais são maiores. No caso da Ucrânia são 500 tanques perdidos com base na evidência visual.

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Cosme Eustáquio
1 ano atrás

Porque ela esta mentindo, as perdas Ucranianas são muito maiores mas a propaganda oficial omite isso ou finge não ver pois está torcendo para este lado da questão.

Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
Reply to  MFB
1 ano atrás

A precisão da contagem é espetacular “2001” kkkkk
Tem nem perigo deste numero estar certo! Se assim fosse a Ucrânia já teria ganho o conflito.

MFB
MFB
1 ano atrás

O fiasco russo pode ser mensurado pelo fato de estarem lutando contra uma força que não possui meios eficazes para ter apoio aereo. Em termos convencionais, uma luta da OTAN contra os russos seria um passeio no parque. Os russos seriam massacrados pelo poderio aéreo da OTAN, presa fácil. A única salvação de Putin é emular o líder da coreia do norte e ameaçar o uso de armas nucleares.

Last edited 1 ano atrás by MFB
C G
C G
Reply to  MFB
1 ano atrás

É isso, a força aérea da Otan com F-16,
F-15, F-18, F-22, F-35, Rafales, Typhoons, B-2, AWACS e REVOs mil iram jogar a Rússia na idade da pedra em menos um mês!

Mig25
Mig25
Reply to  C G
1 ano atrás

Acorda pra realidade. Não existe guerra convencional entre potências nucleares. Se algum país tentar jogar a Rússia pra idade da pedra, o mundo inteiro voltaria à idade da pedra. Não interessa quantos F 35 ou Rafales vc tenha…

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Mig25
1 ano atrás

Principalmente porque a Rússia tem meios de lançar misseis nas bases, na indústria e toda infraestrutura da OTAN. Mesmo com a resposta ainda a Russia de tem um vasto país para poder ser reconstruido e não é o caso da Europa que tem países pequenos.

Rocha
Rocha
1 ano atrás

Notícia dessa no final de semana? Assim não há putinete que aguente.

MFB
MFB
1 ano atrás

EDITADO:
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas.

Luís Henrique
1 ano atrás

Em Março o Medvedev (ex-presidente russo e atual vice-presidente do Conselho de segurança da Rússia) disse que a Rússia vai produzir 1.500 T-90M no ano de 2023. Ou seja, uma média de 125 por mês. Também em março saiu matérias russas sugerindo a entrega de “centenas” de T-90 que foram produzidos em 2022 e no 1o trimestre de 2023. Também em algumas matérias foi divulgado que antigos T-62 e T-72 foram modernizados e colocados em combate 1o pois por possuírem menor complexidade os trabalhos de modernização e ou revitalização eram mais rápidos do que construir MBT novos. Então, mesmo que… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Qual era a produção antes de 2022?

George
George
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Esses números do Oryx possuem confirmação visual. Como comprovar a produção russa alardeada?

Cosme Eustáquio
Cosme Eustáquio
Reply to  George
1 ano atrás

Como você pode afirmar que os dados da orix são todos comprovados?? Apenas pelo fato deles afirmarem que fazem a contabilização por fotos?? Num ambiente beligerante onde os equipamentos usados por ambas as forças são de mesma origem?? E quantas vezes a mesma foto não foi contabilizada?? Ponha as meias na janela que com certeza o bom velhinho do saco vermelho esse fim de ano ira lhe visitar

Cosme Eustáquio
Cosme Eustáquio
Reply to  George
1 ano atrás

Para ficar próximo do provável, reduza as estatísticas que você lê na mídia em uns 70% aproximadamente e aí sim haverá uma grande chance de estarmos mais próximos da realidade! A maior guerra que está rolando é a de informações, de ambas as partes

Luís Henrique
Reply to  George
1 ano atrás

A maioria aqui age com emoção, paixão e torcida. A Rússia pode estar errada, mas era o 2o maior exportador de equipamentos militares do mundo. Possui uma grande população e economia e uma BID gigantesca. Agora a prioridade não é a produção de fragatas ou caças e sim de MBT, blindados, artilharia, mísseis, munições, etc. A Rússia era capaz de produzir 200 ou 300 MBT por ano para atender seu próprio exército e contratos de exportação, com a necessidade da guerra, isso pode ser aumentado em várias vezes. Já foi divulgado há muito tempo que as fábricas de armas russas… Read more »

Leo Rezende
Leo Rezende
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Estão se roendo e contorcendo pra entregar uns 20 MBT’s/mês…e olhe lá!

Luís Henrique
Reply to  Leo Rezende
1 ano atrás

A propaganda ocidental fala em mais de 2 dúzias. Ou seja, uns 30 por mês. Você por sua conta já reduziu mais uns 33%.
Já o governo russo fala em 1.500 em 2023 o que dará uma média de 125 por mês.
Eu acredito que eles vão realmente tentar chegar nos 1.500 pode ser que não consigam, mas acho que conseguirão um número próximo da meta, bem maior do que essa previsão da matéria. Cada um acredita no que quiser.

Nei
Nei
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Tem reportagem da TV russa dizendo que não conseguem entregar mais 30 por falta de materiais. Se é verdade ou não, não podemos ter certeza, mas que é mais difícil neste momento pra Rússia, com sanções e empenho de guerra, fazer tanques em velocidade, é sim.

Nickless
Nickless
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Só esqueceu de mencionar que muitos componentes e sistemas avançados desses mbts são todos importados. com certeza os fornecedores não estão mais dispostos a vender, vai conseguir no mercado negro mas ai a quantidade sera bem reduzida. a russia basicamente produz a carcaça do mbt

C G
C G
1 ano atrás

Tá no bar chorando desconsolado e bebendo velho barreiro, a realidade não colabora em nada com a propaganda dele, a invasão de 3 dias foi transformada em o próprio território russo sendo invadido! Ahahhahahahajajja

C G
C G
1 ano atrás

Ninguém entende, o certo era ter login por rede social mas aí tem o volume que pode interessar aos editores, divago!
Pelo menos nos últimos tempos a moderação tem funcionado.

Alecs
Alecs
Reply to  C G
1 ano atrás

Sim, a moderação tem sido excepcional!

Welington S.
Welington S.
1 ano atrás

Hoje tá claro que a Rússia só se garante na bomba nuclear… e olha que até nisso eu desconfio de sua real capacidade porque é inacreditável ver umas coisas dessa e ter gente pra passar pano ainda. Pelo menos a Ucrânia diz as claras do que necessitam.

Luís Henrique
Reply to  Welington S.
1 ano atrás

Meu amigo, a Rússia está lutando com uma força que era o maior exército da Europa (250 mil homens) e depois foi expandido através de convocação para cerca de 1 milhão de homens. Esse exército de 1 milhão de homens ainda está recebendo ajuda militar e financeira de 30 outros países, e a Rússia ainda não precisou declarar guerra e fazer grandes mobilizações. Estão há mais de 1 ano neste conflito e já destruíram milhares de blindados e alvos inimigos e também perderam milhares de blindados e ainda continuam com blindados, mísseis, munições e inclusive ganhando novos territórios como Bakhmut.… Read more »

Nei
Nei
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Que tanques estão tirando dos estoques? T-55. Significa que está feia a coisa.

Luís Henrique
Reply to  Nei
1 ano atrás

Isso não diz muito. Em um conflito você usa tudo que tem e que possui utilidade, nao precisa ser o mais novo e mais moderno para ter utilidade. Da mesma maneira que a Russia resolver usar T-62 e T-55 a Ucrânia tambem está recebendo leo1, leo2a4, e outros equipamentos considerados velhos.

Tuacha
Tuacha
1 ano atrás

Só se perde aquilo que se tem.
A Russia perdeu equipamento e a Ucrania perdeu território.

Oráculo
Oráculo
1 ano atrás

Já faz muito tempo que ninguém leva a sério esse Oryx. O fato é que os russos perderam muitos tanques – bem mais do que a Ucrânia, acredito que o dobro – nos primeiros 6 meses da guerra. Agora parece que eles mudaram completamente a doutrina, segundo várias matérias da mídia especializada, e as perdas atuais estão mais ou menos dentro do previsto para uma guerra dessas proporções, aonde mísseis anti-tanque e drones transformam a vida dos blindados num inferno. E acredito que com a ofensiva anunciada o número de tanques ucranianos sendo abatidos deve aumentar bastante. Pois quem ataca… Read more »

Kommander
Kommander
Reply to  Oráculo
1 ano atrás

Pois é, se fosse uma fonte russa dizendo que a Ucrânia perdeu 2.000 tanques, ninguém acreditaria. Mas como é só contrário, tá todo mundo babando ovo. Parece os ________
________

COMENTÁRIO EDITADO. LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Diego
Diego
1 ano atrás

Resumindo: Sem tanque e sem mísseis e sem soldados também, pois pela lógica se destruiu essas quantidades de tanques, muitos de seus operadores morreram também.
Essa guerra já está finalizada,então,tô achando até que em duas semanas esse pedaço do sul da Rússia vai passar a ser Ucraniano já já

Kommander
Kommander
1 ano atrás

Kkkkkkkkk essa matéria é pra ser levada a sério? Engraçado que se os russos falarem que a Ucrânia perdeu 5 mil tanques, ninguém acredita.

MFB
MFB
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Ninguém acredita pois as fontes russas dizem ter destruído 10 vezes mais equipamentos do que o adversário jamais teve. Fica fácil pegar a mentira russa como sempre. Em breve os russos alegarão ter abatido um F-16 que ainda não chegou e de terem rastreado um NGAD na prancheta via um super novo radar alien

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Sabe porque ngn acredita? Pq oryx, mostra fotos, contabiliza, tenta ao menos, provar. Já as fontes russas, controladas pela ditadura putinista, fala que destrói patriota, e não prova. No outro dia, tá lá o patriot interceptando. Diz que destruiu himars….e nada de provas . Desde setembro estão falando que d struiram leo2. E até agora nada… Quem são os iludidos? Quem acompanha e lê o orix, que tem um CATALOGO , REVISADO , em que os leitores que perceberem duplicações, podem denunciar, em um imenso trabalho colaborativo…. Do outro lado, temos os canais de telegram de milbloguers russos,ou de mídia… Read more »

Kommander
Kommander
Reply to  Nuno Taboca
1 ano atrás

Então mostra as fotos dos dois mil tanques destruidos. Tem coragem ou vai ficar só no mímimi escrevendo textão? Tô te propondo um desafio, já que você tem tanta certeza do que fala.
Mas não vai fazer, tenho certeza que vai arregar.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Uiii, calma ________\
Quem dúvida aqui do orix é vc.
Segue o link
https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html?m=1

Vai lá agora e aponta os duplicados.
Vc não é o bom.?

COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O RESPEITO, LEIA AS REGRAS DO BLOG:

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Nei
Nei
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Ucrânia não tinha essa quantidade de tanques, a Rússia diz que destruiu 50 himmars e a Ucrânia nem recebeu esse número. Aí está o problema.

Arthur
Arthur
1 ano atrás

Seria um problema se os russos tivessem apenas 2002 tanques. Análise muito perspicaz…

Carlos
Carlos
1 ano atrás

O maior fornecedor de armamento pesado à Ucrânia, é a Rússia e não a OTAN e por aqui se vê que a OTAN nada faz para expandir o território, é a Rússia que tem de descalçar e retirar a pedra da bota

Turkey
Turkey
1 ano atrás

Fonte: Forbes

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Turkey
1 ano atrás

Melhor confiar no Intel slava Z né….mega confiável kkkkkk estamos até hj aguardando as fotos do leopardo 2 destruído em SETEMBRO

Kommander
Kommander
Reply to  Nuno Taboca
1 ano atrás

E o oryx é muito confiável, né?! Isso é uma piada pronta.

Alfa BR
Alfa BR
1 ano atrás

Aleijou a cavalaria blindada russa de tal maneira que os russos não são mais capazes de executar operações ofensivas em larga escala com suas forças de choque. Alguns ataques de valor pelotão ou companhia aqui e ali. Manobras de valor batalhão são extremamente raras. Nível brigada ou acima? Impensável.

Alfa BR
Alfa BR
1 ano atrás

Antes uma das maiores forças blindadas do mundo, agora infantaria leve.

Luís Henrique
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

O resultado pode ser diferente. Se o Ocidente ficar dormindo é não reativar a produção de MBT novos, esse conflito pode acabar com a Rússia em uma posição melhor do que estava antes em termos de MBT. Sim a Rússia está perdendo muitos MBT e pode acabar o conflito com um estoque bem menor de T-55, T-62 e T-72 mas os ocidentais também estão acabando com suas reservas de MBT antigos para ajudar a Ucrânia. Mas a Rússia pretende produzir 1.500 T-90 novos em 2023, caso a guerra dure 2 ou 3 anos quantos MBT novos a Rússia terá produzido?… Read more »

Turkey
Turkey
1 ano atrás

Contra fatos não há argumentos. Números e estatísticas falsas até convencem os mal informados mas não mudam a realidade no terreno. Olhem o mapa de 1991 e ode 2022, vejam a faixa territorial que a Rússia libertou. Equivale a quase o tamanho de muitos países da Europa. Militarmente, nao há chances de a Ucrânia recuperar as novas rwgiows russas e pra fazer parte da Otan terá Ucrânia de abrir mão de litígios territoriais. Estrategicamente, os russos ganharam tudo o que queriam, ou seja, uma generosa faixa de terra e todo litoral dos mares Negro e de Azov. Que o restante… Read more »

Satyricon
Satyricon
1 ano atrás

É importante notar (importantíssimo na realidade), que essa degradação do poder militar russo se dá em praticamente todas as esferas de equipamentos bélicos, de sistemas anti-aereos à artilharia (exceto talvez a força aérea, que fugiu da luta). Filmagens recentes de comboios militares em rodovias russas mostram bem isso. No começo da invasão, eram vistos os Tigris em circulação e, agora, somente os UAZ-452 (van do Scooby-doo)
https://en.m.wikipedia.org/wiki/UAZ-452

https://youtu.be/PlDH9RDQk7c

Com essa logística, a Rússia não vai muito longe.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Satyricon
1 ano atrás

Kiev, Zaporizia e Kerson mandam lembranças

Alecs
Alecs
Reply to  Satyricon
1 ano atrás

“van do Scooby-doo” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Nei
Nei
Reply to  Satyricon
1 ano atrás

Tens problemas de visão ou não quer enxergar? Diversos territórios já foram libertados.

Um Simples Brasileiro
Um Simples Brasileiro
1 ano atrás

É assustador tanto pela quantidade perdida, quanto pelo total de tanques que eles possuem.

Sergio
Sergio
1 ano atrás

Perder 2000 tanques em uma simples ” OPERAÇAO ESPECIAL “, é um tremendo de um fiasco isso sim……..

Elifas Ribeiro de araujo
Elifas Ribeiro de araujo
1 ano atrás

Os tanques russos eram um mito que a Ucrânia destruiu nos primeiros meses da guerra os países do ocidente avançaram com os modernos tanques e mísseis antitanques desde a guerra da Síria que os sistemas anti blindado fizeram sucesso o Javelin cobrou caro das formações blindadas russas como um míssil antitanques além do esperado !

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Elifas Ribeiro de araujo
1 ano atrás

Quem mais destruiu tanques (e blindados em geral) foi a artilharia. Depois minas anticarro.

RPiletti
RPiletti
1 ano atrás

Verdade? Então pra que levar T-55 e T-62 para os recrutas? Os recrutas russos são tão incompetentes que não conseguiriam operar um T-80?

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  RPiletti
1 ano atrás

Irmão , se a Ucrânia, sem apoio aéreo , estraçalha os russos, imagina a OTan com no mínimo , 100x a força de combate da OTan.

Sem as ameaças atômicas, a Rússia é só um exército corrupto, dependente de mercenários.

Luís Henrique
Reply to  Nuno Taboca
1 ano atrás

Eu já fiz essa conta, é preciso somar o efetivo total dos exércitos de 27 ou 28 países europeus da Otan para igualar ao exército ucraniano em termos de homens.
Claro que sem considerar mobilizações. E também ignorando as forças aéreas e marinhas.
Mas em termos de exército, é mais ou menos isso.
Então a Rússia não está enfrentando um exército pequeno.
O exército alemão possui 63 mil homens o inglês possui 82 mil. A Ucrânia tem cerca de 1 milhão de homens na luta.

Luís Henrique
Reply to  RPiletti
1 ano atrás

Talvez porque os disparos desses MBT causarão o mesmo efeito e a perda destes não fará tanta falta.
Os russos podem acabar o conflito com uma frota bem menor de T-55, T-62, T-80 e T-72 e com uma frota bem maior de T-90 novos.

RPiletti
RPiletti
1 ano atrás

Pra derrubar árvore existe motosserra, sai mais barato. 😎

Regis
Regis
1 ano atrás

Ao fim dessa “operação militar especial”, seja vencendo ou perdendo, os russos terão de repor seus estoques de MBTs comprando muitos veículos chineses, norte-coreanos e até iranianos.

Cristia leite
Cristia leite
1 ano atrás

Rússia e o maior responsável pelo fortalecimento da aliança militar ocidental quebom que ótimo ocidente firme e forte e unido que Deus abençoe o ocidente e a América e a colcha de retalhos que se desmembre ao pó assim como a união soviética seja exterminada da face da terra.

Carlos
Carlos
1 ano atrás

Quanto aos números, realmente são credíveis. Quanto ao comentário do autor, só apaixonado pelo lado Ucraniano para levar a sério.

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
1 ano atrás

Nesse ritmo a Ucrânia nunca será forte militarmente pra expulsar as Forças Russas, um acordo de PAZ na qual a Ucrânia perca 31% do seu terriyório é o mais provável acontecer vide Georgia !!

francisco
francisco
1 ano atrás

Independente de paixões, torcidas ou achismos. O certo é que a Russia, há mais de um ano, sofre com uma guerra que ela pensava que não duraria mais do que seis meses.
Avaliou mal a situação global e agora não sabe o que fazer, para sair do conflito de forma honrosa.
Se a guerra demorar mais um ano, a Russia quebra.