Senado francês recomenda reaproximação política e estratégica da França com o Brasil

56

O Senado francês acaba de publicar um relatório elaborado por cinco representantes da Comissão de Relações Exteriores. Os autores do documento incitam a França a reconstruir e fortalecer rapidamente os laços com seus vizinhos sul-americanos, especialmente o Brasil.

“A França é uma nação global. Por meio da Guiana Francesa, o país também é uma nação sul-americana e amazônica”, aponta o senador centrista Philippe Folliot. Ele assina o relatório ao lado dos colegas Joëlle Garriaud-Maylam e Catherine Dumas, do partido de direita Os Republicanos, do socialista André Vallini e da senadora governista Nicole Duranton. Os cinco representantes eleitos da Comissão de Relações Exteriores elaboraram 20 propostas de políticas para estreitar as relações com a América Latina; em que 13 se referem às relações entre a França e o Brasil.

Com o retorno do presidente Lula à presidência, o Brasil espera voltar a seu apogeu, revela o documento, que teve a consultoria do geógrafo François-Michel Le Tourneau, diretor de pesquisas no CNRS. Na avaliação deste brasilianista, se o país retomar o caminho do crescimento, irá recuperar parte de sua influência global.

O documento assinala pontos de divergência, como o posicionamento do governo brasileiro ante a invasão russa na Ucrânia e a demora na implementação do acordo de livre comércio Mercosul-União Europeia, mas incentiva a França a avançar em áreas de potencial estratégico. Assim que tomou posse, o presidente Lula anunciou sua intenção de lutar contra o desmatamento e a mineração ilegal de ouro.

Proteção e cooperação

Nesse contexto, os senadores franceses propõem, por exemplo, patrulhas conjuntas para proteger os 730 km de fronteira com a Guiana Francesa, a intensificação da cooperação judicial para “prender os autores de atos ilícitos” e consolidar acordos para combater o desmatamento na Amazônia.

Essa política de aproximação também possibilitaria a conclusão de novas parcerias estratégicas e militares. O documento lembra que o Brasil é um cliente importante para o setor de defesa da França. Além dos contratos já concluídos de construção de cinco submarinos e de uma base naval em Itaguaí, no Rio de Janeiro, o Senado francês pede ao governo que renove as parcerias nos setores terrestre, cibernético e espacial, e que continue seus esforços no setor naval.

No entanto, de acordo com o senador Philippe Folliot, nada disso será possível até que o presidente Emmanuel Macron faça uma visita simbólica ao Brasil.

FONTE: UOL

Subscribe
Notify of
guest

56 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Orivaldo
Orivaldo
11 meses atrás

Deus me livre. Quem dera uma Alemanha, Reino Unido quisessem isso.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Orivaldo
11 meses atrás

Nao se iluda,a alemanha e Reino Unido tem os mesmo interesse politico,comercial e protecionismo francês.
A diferença é que o presidente do Reino unido e alemanha nao trata o protecionismo em seus discursoem publico, ja o presidente francês ja fala do protecionismo na cara dura em seus discurso para proteger os empregos e industria francesa !!!

Last edited 11 meses atrás by Marcelo
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Orivaldo
11 meses atrás

Talvez, o dia no qual a Alemanha invadir e tomar posse da Venezuela seja importante manter colaboração com eles em torno da fronteira. Com a Inglaterra, o problema é deles com a Argentina, a não ser que eles invada Fernando de Noronha e batizem as ilhas de North Falklands.

Rodrigo LD
Rodrigo LD
11 meses atrás

Nada de novo no front. Somente interesses políticos e financeiros, agora que os dois governos estão novamente mais alinhados.

Alecs
Alecs
11 meses atrás

Quando eles se afastam é por quê estamos defendendo nossos interesses. Quando se aproximam é por quê tem bandido entreguista corrupto e eles sabem que o lucro vai ser fácil, além da corrupção estar de volta.

Nativo
Nativo
Reply to  Alecs
11 meses atrás

Tipo bozo e EUA.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Alecs
11 meses atrás

“além da corrupção estar de volta.”

E por acaso, algum dia a corrupção deixou o Brasil? 🤔😂

ODST
ODST
Reply to  Maurício.
11 meses atrás

Acho que ele quis dizer que a corrupção está mais forte do que nunca com a volta daqueles que saquearam o país

Diego
Diego
Reply to  ODST
11 meses atrás

Sai um saqueador e entra outro, e um ciclo vicioso

Maurício.
Maurício.
Reply to  ODST
11 meses atrás

“a corrupção está mais forte do que nunca com a volta daqueles que saquearam o país.”

Não vou me alongar nesse tema, para não receber um puxão de orelha dos editores, mas essa volta, é apenas meia verdade, já que o governo passado estava repleto de figurinhas repetidas e aliadas dessa mesma turma que está no poder agora, começando pelo PGR, passando por ministros indicados para o STF, ministro das comunicações e casa cívil, sem falar do presidente do PL, um velho conhecido, mas que se tornou da noite para o dia um “conservador” nato…

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Maurício.
11 meses atrás

Isso sem falar no próprio PR…

Last edited 11 meses atrás by Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  ODST
11 meses atrás

EDITADO:
6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão.

Diego
Diego
Reply to  Maurício.
11 meses atrás

Rsrsrsrsrs hoje vc está afiado

Alecs
Alecs
Reply to  Maurício.
11 meses atrás

Nunca, mas em níveis estratosféricos que eu me lembre só nos governos do PT. Mensalão, Petrolão…

Diego
Diego
Reply to  Alecs
11 meses atrás

Político e tudo do mesmo saco, ilusão achar que eles vão pensar no bem estar da nação, o negócio e juntar a pilha de grana e viver bem o resto da vida cada um com a sua turma de bajuladores e adoradores.

Lucas
Lucas
Reply to  Alecs
11 meses atrás

“(…) além da corrupção estar de volta”
Ahhh amigo. Desculpa a honestidade mas soa como uma criança.
Acreditar que o seu Jair era a pessoa mais honesta do mundo é um pouco inocente.

Tiago
Tiago
11 meses atrás

Show, quantos mais parceiros e fornecedores melhor para nosso país.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Tiago
11 meses atrás

O ponto mais importante desta colaboração a curto prazo é intensificar o policiamento na fronteira. Isso pode ser feito de modo colaborativo entre os dois países. Eu não sei se existe tráfego aéreo ilegal entre os dois países que justificasse um novo esquadrão de “terceiros” próximo á fronteira com a Guiana Francesa. Comércio é sempre bom. Lembro de uma entrevista do Delfin Netto dizendo que é mais importante uma balança comercial de 100 bilhões com um superávit de 1 bilhão do que um superávit de 5 bihões em um comércio de 10 bilhões.

pangloss
pangloss
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Camargoer, eu estou ficando preocupado com a frequência das referências ao Delfim Netto em seus posts. Foi a segunda vez, em pouco tempo.

fjuliano
fjuliano
11 meses atrás

Qualquer problema q o Brasil tivesse ou tenha com a França, teria igualmente com a OTAN. Aí o pessoal pró-OTAN já iria querer estar morando nos conglomerados latinos de Miami é lógico né.

Guacamole
Guacamole
11 meses atrás

Provavelmente para tentar entrar nos BRICS uma vez que já disse que a França been a Europa poderiam ficar recebe da OTAN.

Se Lula fosse esperto, usava isso como barganha para que a França finalmente parte de barrar o acordo Mercosul-UE, mas acho difícil.

Arthur
Arthur
11 meses atrás

O governo francês é tão amigo do Brasil que chama a Amazônia de “nossa”. Não deixa de ser uma contradição a paixão pelo esplendor das florestas, enquanto Joseph Borrel declama odes ao seu belo jardim. Mas vamos ser francos floresta é “selva” e a ela pertence!

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Arthur
11 meses atrás

Os “democratas” no poder já estāo loteando a Amazônia, que segundo eles, é um bem da humanidade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Arthur
11 meses atrás

Caro. A Amazõnia é tão francesa quanto brasileiro, venezuelana, colombiana, peruana…. seria estranho a França dizer que o pantanal ou os pampas seriam seus.. mas dizer que eles têm um trecho a floresta é correto.

Zé bombinha
Zé bombinha
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Enche a boca e diz qual parte interessa a eles… Se é a amazônia francesa ou a brasileira…. E qual a porcentagem desse bioma é brasileiro, está em terras brasileiras?.. tu não vê um pio de ninguém sobre a pequena amazônia francesa.. lugar fadado ao fracasso.

Werner
Werner
Reply to  Zé bombinha
11 meses atrás

Foi que nem a história dos ianomamis,quando estão bem são venezuelanos e quando não estão são brasileiros.

MARS
MARS
11 meses atrás

A França não é um país de confiança, eles ainda carregam o “ar” de colonizadores, papel esse caracterizado como um dos piores, senão o pior dentre os colonizadores europeus.

Não acredita?

Veja o estado econômico e social das ex-colônias francesas ao redor do mundo (inclusive da Guiana Francesa).

Antunes 1980
Antunes 1980
Reply to  MARS
11 meses atrás

A França moderna só trouxe desgraça para a humanidade. Ex Colônias foram barbarizas, fora a exploração que ainda acontece, principalmente na África.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  MARS
11 meses atrás

Caro. Portugal, Espanha, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Alemanha… todos tiveram e alguns ainda têm papel colonizador e escravagista.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

pois é mas qual desses países escondem colônias igual a França?

Leandro Costa
Leandro Costa
11 meses atrás

Normal. Seria interessante saber exatamente quais as 13 propostas que nos dizem respeito.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Leandro Costa
11 meses atrás

Olá. Também fiquei curioso. Encontrei uma página do governo francês sobre a América do Sul. https://www.diplomatie.gouv.fr/en/country-files/americas/south-america/

ODST
ODST
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Todos sabemos que o que eles realmente querem não pode ser publicado

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  ODST
11 meses atrás

Então, por favor nos ilumine e publique. Estou curioso.

Allan Lemos
Allan Lemos
11 meses atrás

Um homem muito sábio certa vez disse: “Nāo querem o bem do Brasil, mas os bens do Brasil”.

Oseias
Oseias
11 meses atrás

A França sempre foi aliado histórico do Brasil, sempre tivemos fortes laços. Temos que fortalecer sim nossa parceria e temos que aproveitar o momento, pois os anglos saxões deram o golpe na França na questão dos submarinos, logo a França poderia dar o troco nos apoiando ainda mais com nosso programa. Só peso que os colegas esqueçam as rusgas entre governantes momentaneos.

naval762
naval762
11 meses atrás

Lule quer dinheiro, quem não der é imperialista! Agora os franceses mandam o “OK, vamos te dar”, mas por favor não nos chame de imperialistas.

Camargoer.
Camargoer.
11 meses atrás

Caro. A França faz fronteira com o Brasil. Só isso justifica uma estreita colaboração entre os dois países.

Eromaster
Eromaster
11 meses atrás

O governo atual tem que tomar cuidado com a França e Macron. O império usa esses dois pra desestabilizar e dividir nações, principalmente os BRICS.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Eromaster
11 meses atrás

já apunhalaram ele no passado, com o Sarkozy, agora é a vez do Macarrom

Augusto
Augusto
11 meses atrás

“Com o retorno do presidente Lula à presidência, o Brasil espera voltar a seu apogeu”. Aí, depois lê-se sobre o relatório: “incentiva a França a avançar em áreas de potencial estratégico”. Traduzindo: o “apogeu” brasileiro é o que atende aos interesses da França. Recentemente em Paris o 9 Dedos até defendeu uma “governança global” sobre a Amazônia. Se eu fosse francês, acharia o Larápio um lindo.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Se bem que os europeus já estāo decepcionados com o defensor da democracia relativa por nāo apoiar o comediante.

Zé bombinha
Zé bombinha
Reply to  Allan Lemos
11 meses atrás

Mas os chefes europeus foram um bando de ingênuos! Isso aí tava na cara. A única coisa que sabemos é que estamos mais pra lá do que pra cá.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Allan Lemos
11 meses atrás

Não deveriam estar, todo mundo sabe quem ele apoiaria.

Na realidade, os europeus só estão indignados com esse conflito pq está acontecendo na cara deles, se fosse igual, só que longe, ninguém daria bola.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Augusto
11 meses atrás

isso no futuro, vai descambar nos minérios da Amazônia sendo explorado por empresas estrangeiras com responsabilidade ambiental.

Pedro
Pedro
11 meses atrás

Poderia algum dia, em caso de apontamento de um eventual e possível inimigo externo declarado, ser a França? Vide guerra das lagostas, por sempre minar as relações Brasil-União Europeia e recentemente o veto verbal do Brasil junto a NATO.

Dissertem.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Pedro
11 meses atrás

Caro Pedro. Nos últimos 200 anos, todo conflito militar entre países resultaram de uma escalada em torno de alguma disputa. Então, primeiro é preciso descrever cenários nos quais existiria uma disputa entre Brasil e França suficientemente grave para resultar em um conflito. Eu não consigo pensar em nada que possa fundamentar uma crise entre os dois países que gere uma guerra. Talvez, caso garimpeiros brasileiros passem a invadir a Guiana Francesa de forma ilegal possa ocorrer um problema diplomatico, mas acho difícil que o Brasil tome uma defesa dos garimpeiros, visto que isso enfraqueceria a posição diplomática brasileira em relação… Read more »

DanielJr
DanielJr
Reply to  Pedro
11 meses atrás

Na realidade, a coisa mais provável de acontecer é:

europeus e demais nações do primeiro mundo não conseguem viver numa boa com outros países e acabam arranjando conflitos e guerras entre si e com terceiros. Quando a coisa piora, eles vêm até o terceiro mundo e dizem “você não vai ajudar o mundo ocidental, o mundo livre? você não vai enviar tropas para ajudar o chefe?”.

Foi assim na primeira e segunda guerra, agora na ucrania, no oriente médio.

Isso acontece no ocidente e oriente, não é exclusividade da UE/EUA.

ODST
ODST
11 meses atrás

Faz algum sentido uma reaproximação meramente politico ideológica, sendo que se o próximo governo (daqui 3 anos e meio) for diferente deste os franceses podem simplesmente virar a cara? Os franceses nunca foram confiáveis

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  ODST
11 meses atrás

o Macron é mais perto Bolsonaro do que do Lula, isso que não entendo ele terem se dado mal, Macron fez uma reforma para desinchar a seguridade do país, é mais aberto a acordos internacionais, no governo Bolsonaro foi teve mais acordos internacionais na história, ou seja ele é liberal na economia e dizem que nos costumes também,, caso o Lule caia, então se daria bem com o Alckmin

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  ODST
11 meses atrás

Realmente… Aquele Mirage que nos venderam em 1972 já viraram sucata! Duraram nada! 😛

ODST
ODST
11 meses atrás

Essa reaproximação é por perceberem que temos atualmente um DESgoverno fraco e subserviente

Bueno
Bueno
11 meses atrás

A Matéria ficou “oculta” na primeira pagina. Tema de suma importância para a discussão de BRASIL! 
Aldo Rebelo critica atuação de ONGs na região da Amazônia em CPI
https://www.forte.jor.br/2023/07/12/aldo-rebelo-critica-atuacao-de-ongs-na-regiao-da-amazonia-em-cpi/

Last edited 11 meses atrás by Bueno
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Bueno
11 meses atrás

Bueno, ela não está oculta. Só saiu da lista das mais recentes porque novas matérias foram publocadas.

Mas se você desder mais a lista de matérias, ela está acessível na seção “análise”.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
11 meses atrás

Se o presidente e seus conselheiros souberem, dá pra aproveitar alguma coisa disso. O Brasil precisa voltar se posicionar globalmente e a buscar posições de decisão importantes, globalmente falando. E não dá pra fazer isso se isolando.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
11 meses atrás

Eu tenho muito dificuldade em entender o ódio que boa parte dos comentaristas aqui têm com a França, que é o país com quem mais temos parceria estratégica. A França nunca nos vetei nenhuma compra. É um país que vende o que você quiser comprar, desde que tenha dinheiro, diferente de EUA, Alemanha… quero saber como estaríamos desenvolvendo submarino nuclear se não fosse parceria com a França… se na cabeça de vocês os EUA, o UK, a Alemanha, a Suécia ou seja quem for iam aceitar nos transferir tecnologia para construção do casco, bem como prestar consultoria…