Circulam pelas mídias sociais vídeos de mais um helicóptero de ataque russo Kamov Ka-52 abatido por tropas ucranianas da 47th Separate Mechanized Brigade. O evento teria acontecido na região de Robotne, ao sul da Ucrânia.

Segundo fontes russas apenas um dos tripulantes do helicóptero teria conseguido se ejetar (seria o primeiro caso de ejeção com sucesso a partir de um helicóptero em combate?).

As informações ainda são preliminares, mas acredita-se que o abate tenha sido feito por um míssil de origem sueca RBS-70, que também é utilizado pelo Exército Brasileiro.

Há relatos de outro abate de Ka-52 que  teria ocorrido na região de Bakhmut um pouco mais cedo.

A Rússia já perdeu mais de 40 helicópteros do tipo Ka-52 desde que a invasão em grande escala ocorreu no final do mês de fevereiro de 2022.

Subscribe
Notify of
guest

38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Underground
Underground
10 meses atrás

Quarenta helicópteros, oitenta assentos e uma ejeção.
O que os caras pensam em cada embarque? Talvez não pensem, apenas vão.

eliton
eliton
Reply to  Underground
10 meses atrás

Eu acho que ocorreram mais ejeções. Lembro de ter visto ate vídeos de pilotos ejetando. Tem foto de um KA-52 sem as hélices e sem aquele vidro sendo guinchado pelos ucranianos

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  eliton
10 meses atrás

Ejeção é diferente de ejeção bem sucedida. Não sabemos quantas ejeções aconteceram e não sabemos quantas deram certo

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Underground
10 meses atrás

Está melhor que os ejetores do T72

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Orivaldo
10 meses atrás

“Nao atira na cara para nao estragar o enterro” os assentos ejetores dos T-72 sao inigualaveis, extremamente eficazes ejetando os tripulantes a mais de 40 metros de altura em situacoes “zero-zero”. Continua Ucrania e Ocidente, estamos aqui para aplaudi-los

Felipe
Felipe
Reply to  Underground
10 meses atrás

Tem videos de outras ejeções.

Pablo
Pablo
10 meses atrás

Se for aeronave do lado russo, pra mim pode ser ate uma pipa pra derrubar.

Marcos2
Marcos2
10 meses atrás

Consultando diversas fontes a qtde fabricada gira em torno de 100-130. Isso sem contar as perdas naturais antes da guerra. Numa conta de padaria, se a média for 115, menos as 40 perdas, e com uma taxa de aprx
70% de disponibilidade, eis que existem em volta de 50 aeronaves que podem ser utilizadas na guerra.
Sabendo que com o passar do tempo essa taxa tende de disponibilidade e pilotos experientes tende cair ainda mais.

Mafix
Mafix
Reply to  Marcos2
10 meses atrás

Quase não tem pilotos ,vi um video de um piloto capturado que tinha por volta dos 60 anos que voltou a pilotar por dinheiro.
(recebeu uma oferta grande para voltar a pilotar)

Felipe
Felipe
Reply to  Marcos2
10 meses atrás

Contou os novos que estão sendo entregues?

Recruta Zero
Recruta Zero
10 meses atrás

Parece que o Ka52 vai ter a mesma taxa de atrito do F105 no Vietnan,estranho e o Mi28 junto com o mi35estarem voando com bem menos atrito.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
10 meses atrás

A boa notícia é que o EB comprou o RBS, e isso mostrou que ele realmente é efetivo.
O EB já pode encomendar mais alguns lotes dele, com selo “garantia de combate”.

Heinz
Heinz
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Sim, tirou a virgindade, e com grande estilo!

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Heinz
10 meses atrás

Negativo….o RBS-70 já provou combate antes, pelo Irã e Venezuela

Castelani
Castelani
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Já ficou 37,8% mais caro só por causa disso! hehehe

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Castelani
10 meses atrás

Como eu já havia comentado, o RBS-70 já provou combate antes, pelo Irã e Venezuela….não teria motivo para mudar preço, mas essas info. serão somadas como estratégia de marketing para promover e deixa-lo mais competitivo sem dúvidas.

Recruta Zero
Recruta Zero
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

A má notícia e que os helicópteros só estão voando no alcance do RBS70 porque acima tem IRIS-T,NASAM,Sa-10 e Patriot,então no nosso caso os blindados estariam no alcance de mísseis anti-tanque lançados stand-off.

eliton
eliton
10 meses atrás

Porque?

eliton
eliton
10 meses atrás

Meio que o RBS foi feito pra isso.
Agora que me chama a atenção é que o MI28 e MI35 simplesmente desapareceram, em Telegrans russos todo dia tem vídeo do KA52 destruindo alguma (acho ate que tem video repetido) mas os outros helicópteros nada. Perderam tudo no inicio da invasão? Estão guardando para uma guerra total? Vai saber.

RDX
RDX
Reply to  eliton
10 meses atrás

Na verdade os Mi-28 e Ka-52 operam em conjunto. O Mi-28 cumpre tarefas de reconhecimento e de contramedidas contra SAM guiado por radar a favor do Ka-52, que carrega mísseis com maior alcance.

RDX
RDX
Reply to  RDX
10 meses atrás

O RBS-70 é um grande desafio porque é imune a flares, possui excelente alcance e é furtivo (por não ser orientado por radar). Importante salientar que o RBS-70 perde eficiência durante o período noturno. Não por acaso o abate foi registrado durante o dia.

Bosco
Bosco
Reply to  RDX
10 meses atrás

RDX,
Não sei se é o caso dos helicópteros russos mas há sensores de alerta laser que informam ao “alvo” que ele está sendo visado por um laser.
E há também sistemas de alerta de mísseis que informam da aproximação de mísseis , independente do sistema de guiagem.
Como você disse, ainda que seja informado da ameaça uma aeronave só pode tentar se evadir já que não há defesa consistente contra esse tipo de guiagem (laser beam rider) , já um veículo terrestre pode lançar granadas fumígenas.

Satyricon
Satyricon
10 meses atrás

São perdas enormes, tanto de vetores quanto de tripulações. E isso é bom.
É de se supor que, muito em breve, a Rússia terá o bom senso de retirá-los da linha de frente para manter pelo menos um ou dois esquadrões operacionais.
Mas bom senso não é o forte dos russos, então…

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Satyricon
10 meses atrás

O que não falta são vídeos do Ka-52 fazendo dezenas de vítimas desde tropas no terreno e blindados, obviamente como é um equipamento ponta de lança vai sofrer perdas mesmo, como o Cobra e o Apache sofreram em seus conflitos.

Mr.Guara
Mr.Guara
10 meses atrás

Não esta claro qual versão do RBS70 é essa, se for a MK1, considerando um tempo de aceleração e desaceleração esse missel viajou por +-8km, mas segundo a fabricante o alcance máximo, nessa versão é de 6km. Caso seja a Mk2 ou RBS70 NG, o alcance máximo é de 9km, mas por conta da velocidade maior do missel ele poderia ter percorrido a distância de 10.5km. Caso seja a segunda opção isso deixa os ka-52 uma zona de “operação segura” muito restrita de apenas 1.5 km de extensão no uso dos misseis anti tanque Vikhr.

Rodrigo
Rodrigo
10 meses atrás

Ka-52 caindo…nada de novo no front…segue o baile

Arthur
Arthur
10 meses atrás

Só quarenta? E pensar que a América perdeu mais de 2.500 Hueys no Vietnã… Para alcançar o Tio Sam, ainda precisam derrubar mais 2.460…

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Todo post sobre helicóptero Russos derrubados, vem com sempre com esse comentário.Sempre com um nome diferente

Jose
Jose
Reply to  Orivaldo
10 meses atrás

Padrão deles meu amigo. Chato demais isso.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Orivaldo
10 meses atrás

Bem essa então se for falar de perda é os 11 milhões de russos mortos na segunda guerra…mas deixa para la

Felipe
Felipe
Reply to  Orivaldo
10 meses atrás

E todo santo helicóptero russo que cai, vira matéria aqui. E não vi nenhuma matéria para cada cada Leo2, Bradley, M777 que vira sucata.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Felipe
10 meses atrás

E todo santo helicóptero russo que cai, vira matéria aqui.”

Sério?

Por favor, mostre os links de todas as matérias publicadas aqui sobre helicópteros russos caídos, acompanhada de uma conta de todos os que caíram, pra ver se batem.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Arthur
10 meses atrás

A torcida vibra qdo o time ganha um escanteio, mesmo perdendo acham que estão ganhando.

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Diferença temporal enorme entre Hueys e Ka 52. Hueys estavam sendo utilizados de maneira inicial em ataques aeromoveis. Helicópteros de ataque já tem doutrina organizada a mais de 20 anos. Tecnologia e finalidade do Huey completamente diferente do Ka 52.
Conclusão: Rússia estão usando de forma errada o Ka 52 ou não tem doutrina constituída ou não tem doutrina eficaz ou o equipamento, assim como outros não é tão eficaz.
Com a palavras os especialistas, depois os puxa sacos do russos.

Bernardo
Bernardo
10 meses atrás

Esse Tank voador é mortal, mas é um saco de batata caindo heim!

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
10 meses atrás

Esse conflito me faz questionar se helicópteros de ataque poderiam ser substituídos por loitering munition em nossas forças armadas para fazer CAS a curto prazo. Ainda estou estudando a questão das missões de “escoltas”, seja em um assalto aeromóvel ou em acompanhamento de comboios por exemplo… Mas pelo que li parece que esse não seria o fim dos helicópteros de ataque, tudo indica que a medio/longo prazo esses meios funcionarão como “mothership” de sistemas sarp de uso dual, trabalhando de forma ofensiva (vanguarda) ou na defensiva (sarp colidindo com projétil disparado contra a mothership. O que vai “virar tendência” não… Read more »

Jagdverband#44
Jagdverband#44
10 meses atrás

Teria:
Teria abatido
Teria sido RBS70
Teria ejetado

Felipe
Felipe
10 meses atrás

KKK vc não viu o quanto a Ucrania já perdeu então, de equipamento ocidental então (quase todos já entregues)