Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – devem se reunir na próxima semana para discutir como transformar um clube frouxo de nações que representam um quarto da economia global em uma força geopolítica que pode desafiar o domínio do Ocidente nos assuntos mundiais.

Vladimir Putin, que enfrenta um mandado de prisão internacional por supostos crimes de guerra na Ucrânia, não se juntará aos líderes do Brasil, Índia, China e África do Sul em meio a divergências sobre a possibilidade de expandir o bloco para incluir dezenas de nações do “Sul Global” que fazem fila para aderir.

A África do Sul receberá o presidente chinês Xi Jinping, o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi para a cúpula do BRICS de 22 a 24 de agosto.

Espalhados por todo o globo e com economias que operam de maneiras muito diferentes, a principal coisa que une os Brics é o ceticismo sobre uma ordem mundial que eles veem como servindo aos interesses dos EUA e de seus países ricos aliados que promovem normas internacionais que eles impõem, mas não respeitam sempre.

Poucos detalhes surgiram sobre o que eles planejam discutir, mas a expansão deve estar no topo da agenda, já que cerca de 40 nações demonstraram interesse em aderir, formal ou informalmente, de acordo com a África do Sul. Eles incluem Arábia Saudita, Argentina e Egito.

FONTE: The Guardian

Subscribe
Notify of
guest

146 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Camargoer.
Camargoer.
9 meses atrás

Olá. Segundo o Paulo Nogueira Jr, que atuou como diretor no FMI e foi vice-presidente do banco do Brics, são duas discussões que precisam ser tratadas de modo separado. Uma coisa o Brics, que é o grupo dos cinco países (Brasil, Russia, Ìndia, Chine e África do Sul). Outra coisa é o banco de desenvolvimento dos Brics. Integrar o banco significa acesso aos financiamentos em infraestrutura e em projetos ambientais. Fazer parte do grupo é uma outra discussão. Ainda, segundo ele, o Brasil defende a ampliação dos países ao Banco, mas defende que isso seja de forma equilibrada para evitar… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

O Atual governo do Brasil tem apostado de maneira muito mais arrojada e consistente no BRICS.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Gabriel BR
9 meses atrás

Um estilo de negociação que eu admiro bastante por sinal…

Antonio Cançado
Reply to  Gabriel BR
9 meses atrás

Pra quem quer viver num mundo totalitário e antidemocrático é um prato cheio…

Senhor Mascarado
Senhor Mascarado
Reply to  Antonio Cançado
9 meses atrás

Pergunta se o povo no Bahrein, Arábia Saudita, Catar , Líbia, Iraque e Afeganistão gostaram ou gostam dessa () democracia

Antonio Cançado
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Paulo Nogueira Batista Jr. é PETRALHA, declarado, e nada do que ele diz faz sentido ou corresponde à realidade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Antonio Cançado
9 meses atrás

Caro. Professor na FGV, foi diretor no FMI e vice-presidente do BRICS, sem falar nos cinco livros seus sendo vendidos na Amazon. Eu também quero ser petralha.

Senhor Mascarado
Senhor Mascarado
Reply to  Antonio Cançado
9 meses atrás

O senhor Antonio Cançado vê petrelhas até nas estrelas numa bela noite de céu estrelado só por serem símbolo do partido e ainda acusa os astros de serem comunistas….

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Dos países do BRICS, obviamente só a Rússia, China e Índia tem poder de sentar na mesa dos adultos pra conversar.

Nessa turma, o Brasil é como o Sloth (personagem do filme Os Goonies): é grande, é forte, mas é um abobado que qualquer um compra com uma barra de chocolate.
É rir pra não chorar…

AMX
AMX
Reply to  Sulamericano
9 meses atrás

Excelente!

ELIAS
ELIAS
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

De fato a Ordem Mundial necessita de oxigenação que pode vir com a ampliação do BRICS, que trará uma nova opção económica e política mundial.

António Rodrigues
9 meses atrás

Vladimir Putin, que enfrenta um mandado de prisão internacional por supostos crimes de guerra na Ucrânia, não se juntará aos líderes do Brasil, Índia, China e África do Sul.

Quer dizer que os restantes países do BRIC reconhecem o tribunal internacional?
Então para fazerem frente ao chamado bloco ocidental não seria uma boa maneira de receber o Putin?
Têm receio do quê??
Realmente isto de política é mesmo tudo farinha do mesmo saco.
Tudo em cima do muro, para ver se lá cima dele onde anda a moda.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  António Rodrigues
9 meses atrás

Brasil e África do Sul reconhecem o tribunal. Como a reunião será na África do Sul, qualquer juiz lá poderia decretar a prisão de Putin em função do tratado. O mesmo ocorreria no Brasil. China e Índia não reconhecem e a Russia se retirou do tratado.

Henrique
Henrique
Reply to  António Rodrigues
9 meses atrás

por supostos crimes

KKKKKKK Putin ja confessou, em rede nacional, que pratica genocídio na Ucrânia sequestrando crianças e levando elas pra serem vendidas na Rússia em “adoções”, mas é SuPoStO…

Slowz
Slowz
Reply to  Henrique
9 meses atrás

Vc ja viu o TPI prender algum presidente dos EUA por crimes de guerras ?

Os EUA até ameaça quando alguém de lá fala alguma coisa ..

Henrique
Henrique
Reply to  Slowz
9 meses atrás

não importa TPI.. é irrelevante isso… FATO é e você não tem como refutar isso que o putin confessou publicamente que pratica genocídio

chora ai bb

Slowz
Slowz
Reply to  Henrique
9 meses atrás

Depende da sua definição de genocídio … mas na verdade acho que você nem sabe oque é isso .

Henrique
Henrique
Reply to  Slowz
9 meses atrás

falto o “MaIs I Us Eua” No comentário anterior…

Cara fala que o Putin é inocente, eu digo que que cometeu crimes e ai chega o mais lerdo da conversa “maa i uS EuA”

Slowz
Slowz
Reply to  Henrique
9 meses atrás

Verdade Putin é um criminoso assim como todos Ex’s presidente dos EUA…

Mas dnv vc viu algum ser preso por matar crianças com drones no oriente médio ou nas diversas guerras que eles iniciaram ?

Senhor Mascarado
Senhor Mascarado
Reply to  Henrique
9 meses atrás

Ninguém num mundo geopolítica criado a base de fundações escravistas e de roubo de recursos naturais e colonização e inocente queria ver esse tribunal furado se autoavaliar e prender presidentes e pessoas de alto grau na OTAN ou de países da UE vide Reino Unido ou França mas segundo a mentalidade deles eles são civilizados (na sua fronteira com seus irmãos europeus em certas circunstâncias) por que a democracia que eles amam fazer e incursões militares com alegações vazias visando estabelecer seus interesses, a Rússia não é inocente como qualquer país não é e também faz isso a diferença obviamente… Read more »

Robson Rocha
Robson Rocha
9 meses atrás

A heterogeneidade política do grupo atual seria ainda mais intensificada com a entrada de mais países visto que alguns são democracias, outros ditaduras, e outros monarquias totalitárias e um uma república islâmica onde a autoriade máxima não é o presidente eleito mas o conselho de aiatolás.
Ao meu ver, isso limitará as ações dos Brics a um perfil mais econômico-comercial, com pouca margem para decisões consensuais no campo geopolítico.

Pedro
Pedro
Reply to  Robson Rocha
9 meses atrás

Na verdade, é justamente isso que vai acontecer, após o alinhamento econômico-comercial, é a criação de um novo bloco de países “excluídos” para fazer frente a atual dinâmica.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Pedro
9 meses atrás

Olá Pedro. Em 2022, fui um dos primeiros a comentar que as sanções economicas contra a Venezuela, bloqueando recursos do governo que foram trasnferidos para Guaidó e depois as sanções contra a Russia levariam a um questionamento quando ao uso do dólar como moeda de transação comercial. Quase ninguém entendeu, achando que eu defendia “ditaduras”. Pois é… acertei,

Sequim
Sequim
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Professor, tem gente que não consegue entender que o mundo está de fato mudando. As diferenças colossais de riqueza que havia entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento há 50 anos estão ficando cada vez menores. Houve alguém que disse que isso é um prato cheio para ditaduras. O atual modelo econômico representa uma espécie de ditadura agonizante de Wall Street, que cria crises e destrói economias conforme seus interesses.

jairo
jairo
Reply to  Sequim
9 meses atrás

Seria excelente se esses países em desenvolvimento não copiassem a galera do old money e distribuíssem essa riquesa de forma diversa dos antigos mas…
o sequestro dos ativos em dólares desses países apenas acelerou algo que desde que o Nixon enterrou Bretton Woods era “mais ou menos” previsível. Tirando o fato de que desde então o Dólar é lastreado em TNT. rs

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Robson Rocha
9 meses atrás

Caro Robson. É preciso separar a participação no Brics como país membro e a participação no Banco do Brics.

Robson Rocha
Robson Rocha
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Sim, mas o titulo da matéria trata dessa evolução: Reformulando os BRICS: De um Grupo Econômico a uma Força Geopolítica Global.Foi acerca da dificudade dessa evolução que eu argumentei.

AMX
AMX
Reply to  Robson Rocha
9 meses atrás

“alguns são democracias”?
Talvez, só a Tailândia, se muito.

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

E o que tem a ver com o que eu disse?

Rogerio Mendes Schneider
Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

Brasil tem uma grande projeção internacional com um presidente que acha que outros também tomam cachaça e que se sentam em uma mesa de bar para resolver diferenças. Não vejo como um país que após 134 anos de república ainda está imerso em miséria e corrupção, possa ser líder de alguma coisa.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

Caro Rogério. Portugal é o mais antigo estado moderno da história, com cerca de 650 anos. Já os EUA tẽm cerca de 250 anos. Perceba que a idade de um país nada tem a ver com a sua projeção internacional. O Japão foi um país feudal até meados do século XIX. A república do Haiti é mai antiga que a brasileira. Aliás, o Haiti se torna independente antes do Brasil. Recomendo o livro “A história da riqueza no Brasil”, do Jorge Caldeira, mas tem que ler devagar.

Rogerio Mendes Schneider
Rogerio Mendes Schneider
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Você se concentrou em construir um argumento em cima da idade dos estados, enquanto isto absolutamente não teve relevância no post originário.

Mafix
Mafix
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

EDITADO:
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

Exato. Mostrei que o fato do Brasil ter 134 anos de república é irrelevante. Poderia ter 800 ou poderia ter 80, como a Índia. Entendeu? Posso explicar melhor, se quiser.

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

País de lá droes. Sem estudar, meu filho, não iremos a lugar nenhum. Seremos sempre os quitandeiros do mundo, vendedores de produtos primários.

AMX
AMX
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

E, mesmo estudando, não adiantará, com o endeusamento do método “paulofreireano”.
Pra começar, na escola, se aprende cada vez mais a odiar o país, achar que absolutamente tudo o que foi feito estava errado ou mal-intencionado.
Não defende o que não se ama, não se ama o que não se conhece.

Fernando
Fernando
Reply to  AMX
9 meses atrás

E o amor se exprime por contrabando, roubo e expropriação de bens publicos, como jóias?

AMX
AMX
Reply to  Fernando
9 meses atrás

O dos tolos certamente se exprime falando bobagens como você fez.
Defendi conhecer – também – a parte correta e digna de admiração da história do país, e não uma quimera politiqueira pra desviar atenção.

AMX
AMX
Reply to  Fernando
9 meses atrás

Sim: não precisa dizer que gente como você não sabe dizer nada.

jairo
jairo
Reply to  AMX
9 meses atrás

tava bom…mas o G1 falou mais alto.

AMX
AMX
Reply to  jairo
9 meses atrás

Infelizmente, é verdade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  AMX
9 meses atrás

Caro AMX. Já expliquei uma dezena ou duas que Paulo Freire desenvolveu um método de alfabetização para adultos em um cenário no qual praticamente 50% da população brasileira era analfabeta e a população urbana era apenas uma fração do que é hoje. Recomendo ler “A pedagogia do oprimido” antes de falar sobre Paulo Freire. Só é possível critica aquilo que se compreende e seu argumento mostra que vocẽ não sabe o que é o método de Paulo Freire para alfabetização de adultos.

AMX
AMX
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

“já expliquei uma dezena ou duas”… E daí?
Acaso todos são obrigados a ler o que vc escreve? E, só porque escreve, então, é verdade?
Além do mais, o “método de alfabetização para adultos” do P Freire é apenas para formação de militância.

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

Nesse também já há cortes na verba da educação, já que desviar do assunto do post te parece ser tão importante…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  AMX
9 meses atrás

Caro. Você está equivocado. Vou tentar explicar. A lei orçamentária é aprovada no ano anterior ao exercício. Ela define os gastos autorizados prevendo uma determinada arrecadação e um determinado nível de endividamento público. A cada mês, o ministério da Fazenda e do Planejamento faz uma atualização do nível de arrecadação e dos gastos públicos. Estes dois números devem ser mais ou menos equivalentes dentro do limite da lei. Toda vez que a arrecadação é menor que a arrecadação média prevista, o governo deve suspender alguns gastos, os quais são autorizados quando a arrecadação atinge a meta prevista. Isso não é… Read more »

AMX
AMX
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

“…o governo suspendeu alguns gastos…”.
Efeito prático: sem/menos dinheiro pra Educação.
Já que entraram – e deram sequência – no assunto:
23:59: maldito governo, não se importa com a Educação!
00:00: na… foi um contingenciamento, por causa da lei, suspendeu, sabe?…

Camargo:
compreendo a “parte técnica”. O que me refiro é que dita preocupação em observá-la só existe qdo é conveniente a quem simpatiza com o partido no poder atualmente.

AMX
AMX
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

kkkk, nossa, tem que falar então com o secretário do governo aí

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

Não difamei, apenas falei a verdade.
“alfabetizar” não é o mesmo que saber interpretar um texto, vide os seus comentários rasos e raivozinhos.

Fernando
Fernando
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

E a cachaça que o presidente possa eventualmente beber é que tem relevancia?

AMX
AMX
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

O EUA não tem qualquer base civilizatória real…”
Nossa… tira o “77” do teu nome.

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

kkkkkkkkk, com certeza isso não é “base civilizatória” e tampouco significa que os EUA não a tenha.
Nossa, você não fala coisa com coisa.

António Rodrigues
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Portugal desde o reconhecimento da sua independência até hoje tem 880 anos e não os 650 mencionados.

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Li o Mauá, Empresário do Império, também do Jorge Caldeira. Excelente autor.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sulamericano
9 meses atrás

Olá S. Eu ainda não tive chance de ler Mauá. Comprei e esta na estante, ainda no plástico. Obrigado pela sugestão. Vou coloca-lo no topo da lista. Valeu.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Portugal têm 800 anos, não 650.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

Lembrei daquela historia do Churchill, q ele bebia 8 highballs de uisque por dia + 2 copos de conhaque + 10 charutos kkk Morreu com 90 anos. Tbm só com 12 anos e cubanos. Se fizer isso com cachaça branca e charuto baiano morre antes dos 60. Nda contra os baianos, o dona flor é bom rs.

AVISO DOS EDITORES:

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

LeoRezende
LeoRezende
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

E pelo menos durante a 2° GM,fez valer a pena cada trago dado e tomado.
E se o tivessem escutado no que tange ao imediato “pós-guerra”,o mundo atual seria muuuuuuito diferente.

Sequim
Sequim
Reply to  LeoRezende
9 meses atrás

Verdade. Estaria devastado por uma guerra nuclear, sendo que hoje a Europa inteira seria um gigantesco deserto nuclear, com a Grã-Bretanha como porta de entrada.

Fernando
Fernando
Reply to  Rogerio Mendes Schneider
9 meses atrás

Bom mesmo é o presidente contrabandista de jóias.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
9 meses atrás

A idéia, em sí, é excelente.
Mas tirando Índia e China, não sei qual o peso político/economico do resto dos países dessa sigla.
Rússia? Sua economia, na melhor das hipóteses, volta pros níveis pós-dissolução da URSS.
Africa do Sul? É tipo uma Argentina ainda mais piorada.
Brasil? Melhor nem comentar…

E querer que países como Argentina, Etiópia, Honduras e Venezuela integrem o “clubinho” só piora as coisas…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Caro Wilber. A ampliação de países participantes no Banco do Brics significará mais projetos financiados, maior movimentação, aumento das atividades comerciais dentro do grupo. Todos ganham. Um banco cresce emprestando e financiando. Quando mais projetos forem financiados, maior é a atividade econômica dos países e maior o fluxo de recursos. Caso seja possível implementar a moeda dos Brics como meio de financiamento do comércio exterior, isso pode aumentar o comércio entre os países membros do banco. O ponto aqui é o banco dos Brics, que na verdade se chama “Novo Banco de Desenvolvimento”. No caso da Argentina e da Venezuela,… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

“Um banco cresce emprestando e financiando.”
Financiamento só se dá pra quem consegue provar que consegue pagar esse financiamento.
Qual a garantia que uma Argentina da vida pode dar pra isso?
Não é querendo desprezar ninguem, longe disso, mas a gente deveria dar chances pra quem tem uma economia minimamente sólida.
Egito, Chile, Peru, Uruguai, Tailandia e Marrocos são países bem melhores pra “entrar no grupo” do que Argentina, Honduras e Venezuela.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Caro Wilber. Sem problema, eu explico de novo. No caso da Argentina, o paus está com suas reservas em dólar baixas. O pouco que eles tem servem para sustentar o seu comércio externo. Por isso a Argentina precisa dos empréstimos do FMI. Mesmo que a Argentina consiga um financiamento para infraestrutura, que irá se pagar com o tempo, isso compromete dólares. No caso de um financiamento usando ummeyfo alternativo, como uma moeda BRICS permite que a própria infraestrutura se pague, por exemplo como ocorreu com Itaipu. Se precisar, eu explico de outro modo.

LeoRezende
LeoRezende
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Sua condescendência poderia talvez,ser insultante,se não fosse tão risível.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  LeoRezende
9 meses atrás

Caro Leo. Desculpe se dei a impressão de insulta-lo. Nunca foi a sua intenção, mas o sentimento é recíproco.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Camargoer, você é um entusiasta daquelas cidades que criam uma moeda própria? Um dinheirinho para ser usado no comércio local e movimentar a economia? Também já fizeram isso em favelas. Aparece no Jornal Nacional, muita gente acha lindo e conclui: como é que não pensaram nisso antes? Dura um tempinho, depois o prejuízo fica para quem ficou com o dinheirinho na mão. Não é criando uma moeda nova que a Argentina passará a ter recursos para pagar suas dívidas e aumentar o comércio exterior. Ela precisa produzir riquezas. É isso que vai tirá-la da crise. Moeda por moeda ela poderia… Read more »

Jose
Jose
Reply to  Rafael Oliveira
9 meses atrás

Caro Rafael acho melhor “desenhar”.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Concordo, esses países que você citou parece ter mais responsabilidade financeira que os “clássicos” candidatos dos BRICS.

Até a Bolívia, dona de um estupendo estoque de gás natural, está correndo o risco de deixar de exportar o produto, talvez nem tenha o suficiente para o consumo próprio, existem teorias até que se torne importador. Tudo isso pelo baixíssimo investimento em produção pelo governo e pela “proibição” de investimento pelo setor privado.

Ciclope
Ciclope
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Argentina e Venezuela, tem petróleo, gás e minerios?
Se sim, eles já tem garantia para pagar empréstimos.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Ciclope
9 meses atrás

Se simplesmente´´ ter vastos recursos naturais significasse pagamento de empréstimo, a Argentina já tinha saído da lista negra do SPC-Serasa a décadas.
Você se esquece que, pra explorar e transformar esses recursos naturais em algo útil que dÊ grana, precisa de muito investimento, que demanda muita grana, coisa que a Argentina não tem.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Pergunte para os empresários brasileiros que vendem para a Argentina se eles são a favor ou contra um suporte econômico para ela.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Eu já ouvi esse argumento que você escreveu em outros lugares, e não entendo. Se a Argentina tivesse dinheiro (recursos), compraria dólares e negociaria. Se nem isso ela consegue fazer, como pagaria pelo negócios dentro do “banco dos brics”? Teria que implorar pra alguém aceitar pesos argentinos? Me parece com alguém que estourou o limite do cartão de crédito, em vez de tentar pagar as dívidas, consegue outro cartão pra continuar gastando. Vai chegar uma hora em que a Argentina terá os dois cartões sem créditos disponíveis, e a culpa vai ser do banco dos BRICS, aí eles vão querer… Read more »

JHF
JHF
Reply to  DanielJr
9 meses atrás

Estimado, repetindo, pode tirar o dólar da jogada e tem chance do país pagar seus créditos na própria moeda ou em mercancia de comércio mútuo. Neste momento a bolsa de NY decidiu que o peso vale 30% do seu valor anterior a pandemia. Eles precificaram (desvalorizaram) desta forma. O Banco de Desenvolvimento do BRICS vai “ignorar” o valor que o TOP 500 decidiu dar ao peso Argentino. Ahi a Argentina tem uma chance de ignorar o desdém do mundo dolarizado e fazer seu comércio de outra forma. Se tirar o dólar do meio do seu pensamento consegue enxergar isso.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  DanielJr
9 meses atrás

Caro Daniel. Todo país soberano emite sua própria moeda. Se este país tiver uma balança comercial equilibrada, a quantidade de dólares que entra é a mesma que sai. O responsável pelo câmbio é o banco central do pais. É normal que em períodos curtos (semanas ou dias) pode ocorrer um desequilíbrio. Se for um deficit, o banco central usa suas reservas cambiais. Contudo, é preciso lembrar que o comércio internacional emprega o dólar como moeda de comércio. Portanto, é preciso que o banco central tenha reservas suficientes para sustentar estes períodos. Se o desequilíbrio se ampliar, isso vai consumir as… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

O Equador não emite sua própria moeda. Usa o dólar. E acho que fez muito bem para sua economia.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Rafael Oliveira
9 meses atrás

Engraçado a pessoa acusar alguém de não ter ideia do que está dizendo e logo em sequência escrever um monte de bobagens. Para começar, o caso da Argentina é diferente do Equador. A Argentina criou a paridade entre o peso e o dólar (ou seja, continuou imprimindo pesos). O Equador adotou o dólar e ponto final. Só aí já cai seu argumento por terra. Ademais, tem mais de 20 anos que a Argentina não adota essa política monetária. O que ela sofre é principalmente pelas ideias econômicas de esquerda com grande intervenção estatal, subsídios e impressão descontrolada de pesos. O… Read more »

AMX
AMX
Reply to  Rafael Oliveira
9 meses atrás

É complicado.
Pitaqueiros se acham conhecedores, coerentes e ilustrados. Apontam o dedo se achando um farol, mas se prendem a idéias pra lá de ultrapassadas e sem profundidade.
O Brasil está emburrecendo.

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

“argumento” é algo que você não conhece.
Pra você tudo se resume a “neocolonialismo… EUA não sei o quê…” e ponto.
Volta pra escola (mas não pro P. Freire e nem pro grêmio, tá bom?).

Carlos
Carlos
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Caro Camargoer 1- Portugal tem 880 anos como país independente 2 – Até hoje não entendo o que é o BRICS, uma organização de defesa como a OTAN não é, uma associação económica como a União Europeia também não é. 3 – Quando o euro foi lançado, havia uma paridade de 1 euro para um dólar, nem um mês depois o euro já tinha sido desvalorizado em 30%, mas hoje vale mais do que o dólar. 4 – Tão díspar a composição do BRICS e do Novo Banco de Desenvolvimento que desconfio da economia. já que a China não está… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Olá Carlos. O termo BRIC foi usado por um economista do GoldmanSachs, se eu lembro bem, para listar os quatro países chamados “baleias”: China, Brasil, Ìndia e Russia, que possuem grande território e recursos naturais, grande população e grande economia, mas que ainda não são considerados países desenvolvidos. Este quatro países, juntos chegam a representar 40% do planeta em praticamente todos os quesitos. Talvez hoje representam 50%. Ainda que os EUA também sejam um país “baleia”, ele é considerado desenvolvido. Neste contexto, por iniciativa do governo brasileiro, os governos destes quatro países passaram a se reunir anualmente para encontrar pontos… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Estás a dizer-me que o BRICS não é nada e apenas é o que convém num momento e no momento presente derrubar a hegemonia financeira do ocidente , em particular o dólar. Países que possuem grande território e recursos naturais, grande população e grande economia, mas que ainda não são considerados países desenvolvidos, mas que recursos naturais tem a Índia e de todos só a China tem uma grande economia e mesmo assim tem um PIB per capita, da China é de 12 556,33 USD (2021), muito mais pequeno do que pequenos territórios como o Luxemburgo 133 590,15 USD (2021) ou de… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Caro Camargoer, em continuação ao meu comentário tenho uma dúvida. Se os BRICS são grandes economias e têm no seu seio dois dos países que mais poluem no mundo, porque nenhum destes países contribuiu para o fundo da Amazónia? Ou será que acham suficiente a existência de dinheiro para financiar projetos de proteção ambiental e se assim for para que serve o fundo da Amazónia? Será do interesse dos BRICS o mercado de carbono? Do Brasil existe interesse, mas e dos outros membros? Sendo a Rússia e a China autocracias e o Brasil e a África do Sul democracias que… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

”Se os BRICS são grandes economias e têm no seu seio dois dos países que mais poluem no mundo” Você deve estar falando da China, mas não podemos esquecer que o maior poluidor do mundo por mais de 150 anos foi os EUA embora hoje não esteja mais liderando ainda está lá no topo. ”porque nenhum destes países contribuiu para o fundo da Amazónia?” O envolvimento tímido da China na Amazonia pode ser explicado facilmente. Primeiro porque a China até pouco tempo atrás não tinha uma mentalidade ecologicamente sustentável como tem hoje e segundo porque o foco dos investimentos chineses… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Caro. Primeiro, preciso ler o estatuto do fundo amazônico. Creio que isso nada tem a ver com o nível e emissões atuais de cada pais. Ainda que a China seja um grande emissor de carbono, a taxa per capita é bastante baixa. Talvez isso explique, mas seria apenas uma especulação minh. Eu teria que ler o estatuto mesmo. Sobre o mercado de carbono, ele é de interesse do Brasil e dos países que possuem florestas preservadas. O Mercosul tem uma cláusa democrática, não sei se o BRICS também teria.

Carlos
Carlos
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Felicito-te pela resposta porque o que fiz foi uma provocação mas quero dizer que te tenho em boa estima e com quem se pode debater de forma séria e quanto ao tema continuo a ter muitas dúvidas e não pelos estatutos mas sim pela seriedade com que se trabalha e os fins a que se quer atingir e que em muito roça a inveja, porque nada se faz mas tem que se destruir o próximo porque ele tem e eu não

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Ola Carlos. Obrigado pela gentileza das palavras. Você tem razão sobre a necessidade de compreendermos melhor o “fundo amazônico” para evitar confusões. De modo geral, a floresta vale mais preservada do que destruída. Um dos pontos pouco compreendidos é a reserva genética. Cada ser vivo tem um genoma único, alguns dos quais permite que o organismo sintetize algumas moléculas de modo eficiente. É possível transpor esta parte do gene para outros organismos (como por exemplo bactérias) que passam a produzir aquela substância em escala economicamente viável. Isso serve desde pequenas moléculas (como diferentes tipos de álcool) até enzimas. Um quilograma… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Caro. Segundo o relatório do Fundo Amazônia (disponível na internet), o fundo foi criado em 2009 e é administrado pelo BNDES. Ele recebeu cerca de R$ 3 bilhões, sendo 93% doações da Noruega, 6% da Alemanha e o resto da Petrobras. São recursos para projetos na área de preservação ambiental os quais são a fundo perdido (quem recebe o recurso, desenvolve o projeto e não precisa reembolsar o fundo). Pois além da China e Índia, nenhum outro país (com exceção da Noruega e Alemanha) jamais contribuiu para o fundo. Nem os EUA.

Carlos
Carlos
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Mais importante do que o fundo da Amazónia era a implementação do mercado de carbono e desconfio e muito de que a Rússia, a China e a Índia não queiram implementar porque seria a melhor maneira de equilibrar os mercados mesmo do ponto de vista da preservação da natureza e a implementação do poluidor pagador. Muita gente se esquece que antigamente a madeira era necessária para tudo desde a construção de casas, de moveis, de barcos, para aquecimento e claro que as florestas originais desapareceram e que é muito bem explicado nestes dois vídeos https://www.youtube.com/watch?v=KjWpTeuZKlA&t=133s e https://www.youtube.com/watch? v=uflBBRUJCfk&t=24s e os… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Caro. O relatório de 2023 do Fundo Amazônia de está em: https://www.fundoamazonia.gov.br/pt/home/ Os EUA também prometeram contribuir para o fundo mas nada fizeram. O relatório descrever a origem dos recursos. O relatório é relativamente longo (coisa de 250 páginas). Parece valer a pena. Eu só consultei a parte financeira e a descrição do histórico do fundo. Acho que valerá a pena ler a parte sobre quais projetos estão sendo apoiados.

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

”4 – Tão díspar a composição do BRICS e do Novo Banco de Desenvolvimento que desconfio da economia. já que a China não está bem economicamente falando” Quais os parametros utilizados que te levam a essa conclusão? Me mostre, por favor. ”e se a UE e os EUA fecharem os seus mercado aos produtos chineses, a China vai à falência.” Você por acaso tem alguma noção de como funciona comercio internacional e sua logistica? Me parece que você ouviu alguém(possivelmente ignorante) falar isso e você agora está replicando sem ter o devido conhecimento. De qualquer forma, me mostre como os… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Tinhas que ser o sabichão de coisa nenhuma que se baseia apenas na propaganda, é público, e novos dados sobre esta matéria já estão proibidos na China, de que o desemprego jovem na China é de 20%, é público que as exportações chinesas caíram 14,5%, é público que muitas das empresas multinacionais que tinham as sua produções na China, saíram da China e mudaram-se para outros países como o Vietnã e Indonésia e o próprio governo chinês reconhece que a recuperação da economia chinesa vai ser tortuosa ou seja difícil, e como és ignorante basta que a UE e os… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

”de que o desemprego jovem na China é de 20%” Me parece que você selecionou um periodo e uma faixa etária onde o indice de desemprego chinês se mostra superior em relação a anos anteriores na tentativa de culpar o governo chinês, o que é justo, mas indiretamente você também quer dizer que nos anos anteriores o governo chinês acertou em suas politicas e reformas economicas para assim manter uma taxa de desemprego mais baixa do que a atual. Na época que o desemprego geral ou entre os jovens estava baixo, você por acaso elogiou o governo chinês ou só… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Não vou perder tempo contigo já que o teu conhecimento provem de folhetos de propaganda. Não odio ninguém mas não gosto de ver elevar a China aos céus e demonizar o “ocidente e em particular os EUA, sei que a politica Monroe foi prejudicial para a América Latina mas não podemos ficar parados no tempo porque todos os dias a Terra dá uma volta sobre o seu eixo. Ainda bem que surgiu Gabriel Boric, pode ser que o pensamento dominante passe a ser um pensamento da razão e não da ideologia. “Protestos de trabalhadores na China” podes ver vários vídeos… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Você mostou pontos negativos sobre a economia chinesa neste ano ignorando o cenáro economico global que não está tão diferente. Você precisa desenvolver uma visão mais holística sobre eventos e parar de caçar ”desgraças” somente na China, tá ficando feio pra você essa coisa mórbida. Os fatos são: A taxa de desemprego no Brasil em 2022 foi maior que na China e possivelmente será de novo em 2023 mesmo que a taxa de desemprego na China suba mais um pouco. Exportações de muitos países tiveram queda, inclusive da Índia e Vietnã que você disse que estão bombando. A taxa de… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Claro que não vou responder ao teu comentário, já que ele parece de um aprendiz de feiticeiro, mas como a nossa conversa é muito anterior aqui fica um vídeo que vi agora com o titulo “O trunfo dos ESTADOS UNIDOS contra a CHINA” e cujo o site é https://www.youtube.com/watch?v=AJXFQhg4KgY isto porque me preocupo com o teu conhecimento que é de um folheto de propaganda

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Assisti o vídeo, minha conclusão é: Falar de semicondutores sem mencionar as máquinas DUV e EUV da ASML e de EDA software dos EUA é desonestidade ou ignorância. Essa narrativa de que existe uma tecnologia sagrada sem igual na ilha de Taiwan é derilio, Taiwan não fabrica um chip sequer sem as máquinas da ASML. Dizer que China e EUA dependem um do outro na questão de semi condutores também é derilio, o monopólio é todo ocidental. A China de fato detém monopólio das terras raras só que essa é uma vantagem de curto prazo pois no médio/longo prazo ela… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Pode ser que os próximos semicondutores possam ser construídos com elementos diferentes dos habituais tal como podes ver neste vídeo https://www.youtube.com/watch?v=1LxXSibilwc&t=109s, chamo-te a atenção de um vídeo da Samsung que é visto neste vídeo e isto acontece porque foi esta senhora que desenvolveu a técnica

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Isso é verdade e também é há muita gente querendo desbancar o monopolio da ASML com suas máquinas, então outros metodos podem aparecer, mas infelizmente é coisa de médio/longo prazo pois tanto Samsung como TSMC já estão produzindo chips de 3nm com as máquinas da ASML e talvez ano que vem ou 2025 já comecem a produzir chips de 2nm. Porém, há debates mostrando que as máquinas EUV atuais da ASML teriam problemas em produzir chips de 1 e 2 nm então alguns upgrades teriam que ser feitos. Outra coisa equivocada falada naquele primeiro vídeo que mostrou é que o… Read more »

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Concordo com tudo, mas a União Europeia nasceu como uma associação económica, mas actualmente é muito mais que isso.
Acho que está no nível abaixo de uma federação, não é uma federação porque não é uma união de estados, mas uma união de nações soberanas, mas que muitas das soberanias dessas nações, foi entregue a essa União.

Carlos
Carlos
Reply to  Rui Mendes
9 meses atrás

Claro que a UE é muito mais do que uma associação económica e anda muito próximo de uma federação, associação económica é a EFTA criada pelo Reino Unido , tem o nome de Associação Europeia de Comércio Livre e a CEE era muito mais do que a EFTA (European Free Trade Association) é uma União económica que impõe uma livre concorrência (em teoria) entre os países membros

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Quando eu vejo quem é a presidanta do banco…
-Desisto!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

Pois é. Em um passado recente tive a mesma sensação de desalento em relação ao Brasil.

Magaren
Magaren
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Concordo completamente, em números será chamativo, mas em peso geopolito só a China realmente é um player respeitável, enquanto a Russia está se afundando nos próprios erros.

Ciclope
Ciclope
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

Dos que querem entrar, a Arábia Saudita e o mais interessante, a aposto que lá esteira dele, vem os demais países do golfo, sem contar o Iran.
Se isso acontecer, dado a Venezuela, a OPEP inteira estaria no BRICS, mais Rússia e Brasil.

Bardini
Bardini
9 meses atrás

Só a nata…

Kommander
Kommander
Reply to  Bardini
9 meses atrás

Muita economia emergente aí… Mas lembrando que os países ocidentais não estão nem de longe no seu melhor momento político e econômico, muitos até enfrentam crises sociais por conta da perda do poder de compra e o endividamento crescente da dívida pública.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Kommander
9 meses atrás

“economia emergente”

Tipo a Argentina?

Kommander
Kommander
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

É só a Argentina que está querendo entrar no bloco?

Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

A Argentina é economia “submergente”…

Maurício.
Maurício.
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

“Tipo a Argentina?”

Tipo a Arábia Saudita, Kuwait, Marrocos, Egito, UAE e Indonésia, mas esses ninguém crítica, por que será? Ah, já sei…rsrsrs.

Carlos
Carlos
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Tipo países que são muito amigos; tais como China e Índia, Marrocos e Argélia, Arábia Saudita e Irã, Irã e EAU, etc. tudo gente boa

mago
mago
Reply to  Bardini
9 meses atrás

EDITADO:
COMENTARISTA BLOQUEADO DEVIDO AO BAIXO NÍVEL DOS COMENTÁRIOS E OFENSAS.

Carlos Campos
Carlos Campos
9 meses atrás

Bom se esse bloco não consegue nem peitar o TPI então é fraco, os EUA ameaçaram o TPI até com uma ação militar.

Magaren
Magaren
9 meses atrás

Só gente boa, temo pelo UE e EUA com esse grupo de vencedores juntos.

AMX
AMX
Reply to  Magaren
9 meses atrás

Você argumenta como se estivesse num grêmio estudantil de secundária. Jesus…

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

O dia que você souber ler, saberá o que é argumento, o que é refutar e, principalmente, reconhecerá isso.

AMX
AMX
Reply to  AMX
9 meses atrás

Alguma coisa foi editada nos comentários, não respondi isso ao Magaren, e sim ao Zero77, só pra constar.

COMENTARISTA ZERO77 FOI BLOQUEADO.

sub urbano
sub urbano
9 meses atrás

Indonesia, Mexico, Arabia Saudita e Irã são países interessantes para se ter no grupo. Galera de direita quer sentar junto com França e Suiça, mas esquece q é favelado.

No one
No one
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

Eu sou “favelado” e gosto de frequentar museus e exposições, assistir palestras de geopolítica, feiras de negócios, conversar com pessoas bem sucedidas… Não curto ficar nos becos das bocas de fumo, fumando baseado e conversando lorota com traficantes e ladrões carga.

Tá criando castas é? A minha origem não define meu caráter, talvez o seu.

Slowz
Slowz
Reply to  No one
9 meses atrás

“ Eu sou “favelado” e gosto de frequentar museus e exposições, assistir palestras de geopolítica, feiras de negócios, conversar com pessoas bem sucedidas… Não curto ficar nos becos das bocas de fumo, fumando baseado e conversando lorota com traficantes e ladrões carga. “

Oque tem a ver uma coisa com a outra ?

Você gostar de rico não te faz ser um.

Um país rico não tem as mesmas prioridade que um país pobre ..

Augusto
Augusto
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

Você adora poluir os comentários aqui da trilogia com politica né sub urbano?

Mafix
Mafix
9 meses atrás

BRICS nem existe no papel como bloco grupo ou qualquer outra coisa, eu queria saber porque tem gente que pensa que isso é algum grupo militar aliado ou bloco economico…

KKce
KKce
Reply to  Mafix
9 meses atrás

Quando vejo alguém usando BRICS como grupo militar eu dou muita risada. Indianos e chineses por exemplo literalmente saindo no soco e pedrada na fronteira e um cidadão me vem com essa kk

Henrique
Henrique
9 meses atrás

mais gente pra sopa de letrinhas que no fim é só uma reunião de países que fazem acordo bilaterais e nada mais

e tem gente que insiste que isso é bloco ou aliança ou nOm

Henrique
Henrique
Reply to  Slowz
9 meses atrás

cara ja falo b**** no primeiro paragrafo, parabéns “É fato que o G7 composto por: EUA, França, Alemanha, Reino Unido, Japão, Itália e Canadá, não são mais o grupo econômico dominante, pois o BRICS, grupo em que estão Rússia, Brasil, China, Índia e África do Sul, acabam de ultrapassar o G-7 no PIB total.” KKKKKKKKKKKKK Rússia praticamente FALIDA e morta economicamente, brasil indo ladeira a bacio como sempre, África Do Sul falida, Índia e China se odeiam, mas sim confia amigue, a sopa de letrinhas vai virar a NOM Duvido vc sair do teu mundinho de faz de conta e… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  Slowz
9 meses atrás

O PIB per capita é o índice que melhor traduz o bem estar social e a riqueza de cada país; BRICS PIB per capita do Brasil – 7 507,16 USD (2021), Rússia – 12 194,78 USD (2021), da Índia – 2 256,59 USD (2021), da China – 12 556,33 USD (2021) e da África do Sul – 7 055,04 USD (2021). PIB per capita dos países do G-7; do Canadá – 51 987,94 USD (2021), dos EUA – 70 248,63 USD (2021), do Japão – 39 312,66 USD (2021), do Reino Unido – 46 510,28 USD (2021), França – 43 658,98 USD (2021), da Alemanha – 51 203,55 USD (2021) e… Read more »

Slowz
Slowz
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Você quer comparar PIB per capta sendo que a só a Índia por exemplo tem a população maior que o G7 inteiro ? 🤣🤣🤣🤣

Carlos
Carlos
Reply to  Slowz
9 meses atrás

O PIB per capita é o melhor índice para se ver a saúde da economia do país em causa, porque a Índia pode ter um enorme PIB mas também tem uma grande quantidade de pobres e uma enorme pobreza, como tal não cuspas piadas para o ar que ela pode cair-te em cima

Slowz
Slowz
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Sim, mas comparar um país de 1,5 bi de pessoas com um de 67 milhões ( exemplo Reino Unido ) … bem proporcional né .

DanielJr
DanielJr
9 meses atrás

Pelo jeito vai sobrar para a China e Índia financiar o grosso das operações desse banco, seguido do Brasil e Rússia.

Olhando a lista de “parceiros” que requerem habilitação para fazer negócios, muitos deles precisam de cuidados extras para garantir o pagamento. O modelo Chinês é excelente, tomando para si obras de infraestrutura e territórios esporádicos mundo afora. Esse negócio de garantias feitas por documentos, promessas e coisas abstratas não funcionam. Quer empréstimo? Ótimo, deixe aqui um depósito de 5 toneladas de ouro do seu banco central. Quando quitar pega de volta.

Sergio Machado
Sergio Machado
9 meses atrás

Não se pode permitir cair na armadilha de o Brics virar um contra ponto à OTAN/EUA. Inevitavelmente irá ocorrer sabotagem por parte dos EUA – em curso, por sinal- mas há de se ter jogo de cintura e tirar proveito para o país sem se indispor em demasia com ninguém.
Ademais, Putin tem sido muito hábil em não tentar envolver o Brics como forma de apoio na questão da guerra. Iria ser um tiro no pé, com efeito reverso.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sergio Machado
9 meses atrás

Sergio, O BRICS não é uma organização de contraponto á OTAN. Quem tinha este papel era o Pacto de Varsóvia. O BRICS é mais parecido ao G7. Como o Brasil, China, Russia, Índia e África do Sul estão fora do G7, ainda que possuam peso poítico, econômico e diplomatíco relevante, estes 5 países passaram a se reunir periodicamente para tratar de seus próprios interesses. Não tem nada a ver com guerra.

Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Camargoer.
9 meses atrás

Com todo respeito, a sua ingenuidade é preocupante. A essa altura do campeonato, já deveria ter percebido que nada na geopolítica atua sem segundas, terceiras e quartas intenções.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sergio Machado
9 meses atrás

Caro Sergio. Ainda que eu aprecie a sua preocupação, ao longo destes muitos anos participando do PN, o histórico dos desenlaces me favorecem. Acertei muito mais nas análises do que errei. Talvez eu esteja errado agora. È possível. Por outro lado, talvez eu esteja certo (de novo). É mais provável. Exatamente por desconhecermos as intenções de ordem superior, quase sempre mantidas em segredo, a melhor ferramenta analítica é focar nas relações de trocas baseadas no manjado materialismo histórico. Sabendo usar, as chances de acertar aumentam muito.

Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
9 meses atrás

Incluir países como Indonésia, EAU e Tailândia até faz sentido pois são nações com peso regional e certa presença mundial. Mas tem países nesse baile aí que são completamente irrelevantes internacional e economicamente como Bolívia, Etiópia e Cuba, além dos proscritos mundiais como Venezuela e Irã.

Antonio Cançado
9 meses atrás

À exceção da Índia, que está no caminho certo, os demais países do grupo estão à mercê de governos totalitários e antidemocráticos.
A lista de “candidatos” a se juntar a ele é a prova cabal e irrefutável desse fato incontestável.

Guilherme Lins
Guilherme Lins
9 meses atrás

Um problema que vejo em uma evolução no BRICS além de acordos comerciais é o elo de ligação: o pragmatismo político. Não há muita coisa compartilhada entre as nações do bloco em aspectos históricos e culturais. E vou Além: existem questões sensíveis dentro do próprio bloco! A própria Índia é um país que investe tanto em defesa justamente por possuir problemas com a aliança Paquistão-China, que inclusive estão em suas fronteiras. Hoje o que une a Russia-China (que já tiveram vários problemas num passado não tão distante) é a máxima “o inimigo do meu inimigo é meu amigo”. Enfim, nada… Read more »

Maurício.
Maurício.
9 meses atrás

BRICS, uma simples sigla, que por um “estranho motivo” deixa tantos marmanjos aqui no Brasil fazendo beicinho, vai entender…rsrsrs.

Allan Lemos
Allan Lemos
9 meses atrás

Só observando os países que expressamente desejo de fazer parte do grupo já dá para perceber que ele está fadado ao fracasso.

Antes era um bloco forte de economias pujantes, embora o crescimento

Claudio Moreno
Claudio Moreno
9 meses atrás

Nova Ordem Mundial!

Sgtº Moreno

(CM)

JOSE DE PADUA VIEIRA
JOSE DE PADUA VIEIRA
9 meses atrás

Detalhe do mapa, as partes ocupadas da Ucrânia aparecem como parte da Rússia

Marcos
Marcos
9 meses atrás

Muita gente criticando o fato de não haver uma aliança política coesa no BRICS.
Mas convenhamos que alguma forma de coordenação politica e comercial há.
Nenhum membro do BRICS aderiu às sansões da OTAN contra a Rússia.
Penso que o maior elemento de ligação entre todos os membros do BRICS é um sentimento: Ressentimento. Eles se ressentem da predominância do chamado “Ocidente Livre” e querem de alguma forma se contrapor a isso.

AMX
AMX
9 meses atrás

Só a “curva de rio” quer se juntar ao BRICS.

Tuxedo
Tuxedo
9 meses atrás

Bahrain, Egito, Marrocos, EAU e Arábia Saudita, com certeza aderindo esses 5 países ao bloco, o BRICS+ se fortalecerá muito bem, será mais jogo para o bloco.

Rui Mendes
Rui Mendes
9 meses atrás

Sandíce foi o que escreveste. A Rússia podia aniquilar com o nuclear, mas era se do outro lado, não houvesse também poder nuclear, para acabar com a Rússia e com o mundo, ninguém vai usar armas nucleares, contra quem também o pode fazer desaparecer, por isso esquece isso do Medvedev e do Putin, isso é só para consumo interno, quanto ao aparecer um maluco, na África do Sul, que pudesse prender Putin, não é nenhum maluco, era a polícia Sul-Africana que o prenderia logo no aeroporto, mandados pela s autoridades judiciais Sul-Africanas, que reconhecem o TPI e sabem que o… Read more »