Exército dos EUA concede contrato de US$ 797 milhões à BAE Systems para iniciar a produção plena de veículos blindados multifuncionais

15

A BAE Systems recebeu um contrato de US$ 797 milhões para continuar a produção do Veículo Blindado Multiuso (AMPV – Armored Multi-Purpose Vehicle) para o Exército dos EUA, com opções adicionais para um valor total potencial do contrato de US$ 1,6 bilhão.

Este contrato coloca o programa AMPV em plena produção, tornando-o o primeiro veículo sobre esteiras recém-projetado e construído na frota do Exército dos EUA a atingir esse estágio de produção em três décadas.

O AMPV substitui a frota de veículos da família M113 da época da Guerra do Vietnã do Exército dos EUA. A família de veículos multimissão AMPV fornece atualizações críticas de capacidade de sobrevivência, mobilidade e interoperabilidade para a Equipe de Combate da Brigada Blindada (ABCT).

“Entrar na produção plena é um marco importante no ciclo de vida de um programa de produção tanto para o Exército dos EUA quanto para a BAE Systems”, disse Jeremy Tondreault, presidente do setor de Plataformas e Serviços da BAE Systems. “O AMPV é o substituto da próxima geração para o venerável M113, e estamos orgulhosos de que esta capacidade crítica esteja a caminho dos homens e mulheres que precisam dos nossos veículos de combate mais capazes nas linhas de frente.”

O programa AMPV é um dos principais programas de modernização de veículos do Exército dos EUA. O Exército concedeu pela primeira vez à BAE Systems o contrato AMPV em 2014 e assinou um contrato de produção inicial de baixa taxa (LRIP) em 2018. O primeiro veículo LRIP foi entregue em agosto de 2020.

A família de veículos multimissão AMPV inclui:

  • Porta-morteiros: fornece apoio imediato e responsivo ao fogo de morteiros pesados à ABCT na condução de operações ofensivas em ritmo acelerado;
  • Veículo de evacuação médica: permite tratamento imediato ou evacuação no local da lesão para vítimas ambulatoriais e de maca;
  • Veículo de tratamento médico: serve como a primeira “sala de operações sobre trilhos” desse tipo para prestar cuidados de manutenção de vida a soldados que sofrem ferimentos potencialmente fatais;
  • Veículo de Comando de Missão: facilita o comando de missão digital, fornecendo ferramentas que permitem capacidades de comando, controle e comunicação no campo de batalha.
  • Veículo de uso geral: opera em todo o espaço de batalha para realizar reabastecimento, manutenção e evacuação alternativa de vítimas do ponto de lesão;

O AMPV foi projetado especificamente para acomodar necessidades tecnológicas futuras, incluindo maior tamanho, peso e provisões de energia para integração de rede e futuras cargas úteis de missão. Isto dá às nossas formações um veículo de apoio que permite o cumprimento da missão hoje, e um veículo altamente capaz que pode manobrar com a ABCT nos terrenos mais difíceis, pronto para integrar tecnologias e capacidades futuras. Os veículos passaram por dezenas de testes no Exército, para garantir que os soldados recebam uma plataforma segura e pronta para o combate.

O trabalho no programa AMPV ocorre em toda a rede industrial da BAE Systems, que inclui instalações em Aiken, Carolina do Sul; Anniston, Alabama; Fênix, Arizona; Sterling Heights, Michigan; e York, Pensilvânia.

FONTE: BAE Systems

Subscribe
Notify of
guest

15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Welington S.
Welington S.
10 meses atrás

Com um potencial de 1.6 bilhões a BAE está com tudo. Veículo muito interessante. Quantos M113 existem pelo mundo será? O EB modernizou os M113, teremos eles operando por muitos anos ainda. Já em relação aos da MB, eu não sei se já foram modernizados ou se são de uma versão anterior ou superior a do EB… quem souber, deixe no comentário. Essa família seria muito interessante para a MB. Vale lembrar que a BAE pode levar o contrato do EB também e com a recente vinda de um blindado para apresentação aqui a MB também fez presença.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

EB tá ocupado até a tampa com o programa de aquisição de artilharia sobre rodas, Centauro, Guarani, Lince, dentre outros. E nada garante que esses programas sejam 100% efetuados.
Duvido que eles tenham grana pra mais esse programa…

Alecs
Alecs
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

O EB tem algum tempo para substituir os M113, enquanto isso a produção desse novo veículo deve ir aumentando e chegar em seu pico de montagem. Até chegar nesse ponto outros países devem encomendar também esse veículo e talvez diminuindo custos. Acredito até lá ser uma boa opção para o EB substituir os M-113, pois além de ter grande escala o FMS ajudaria a financiar o pagamento e o EB poderia tocar outros projetos que estejam em andamento. Acredito ainda que nossos M-113 ainda teriam um boa vida útil na versão ambulância.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

Os M113 da MB foram modernizados antes dos do EB e tiveram uma modernização mais sofisticada.

Ivan
Ivan
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

Welington, . Você pode dar uma olhada no site da Marinha do Brasil: https://www.marinha.mil.br/meios-navais/viatura-blindada-especial-sobre-lagartas-vtrbldespsl-m113-de-transporte-de-pessoal-tp . Abaixo o texto: Histórico “A Viatura Blindada Especial Sobre Lagartas M113 foi concebida originalmente na década de 1950 pelo Exército dos Estados Unidos. Até os dias de hoje, já foram produzidas mais de 80.000 viaturas dessa família em suas diferentes configurações A1, A2 e A3, sendo um dos veículos blindados Sobre Lagartas mais utilizados de todos os tempos. Trata-se de um carro leve, versátil e com grande mobilidade, possibilitando a travessia de pequenos e médios cursos d’água, provendo poder de fogo e proteção blindada à… Read more »

Welington S.
Welington S.
Reply to  Ivan
10 meses atrás

Excelente.

Fraternal abraço Ivan.

Henrique A
Henrique A
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

Os M113 do CFN são de uma variante mais moderna do que os M113 do EB mas não tenho certeza de memória se os do CFN passaram pela mesma modernização dos do EB. Eu acho que sim.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

A Espanha já está a substituir os seus M-113, com um veículo muito melhor que esse, na minha opinião.

djalma
djalma
Reply to  rui mendes
10 meses atrás

Qual seria?

Oráculo
Oráculo
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

A quantidade de M123 em atividade no mundo é de milhares de unidades.

A BAE Systems vai vender esse “bicho” aí pelos próximos 30 anos, fácil, fácil…

Oráculo
Oráculo
Reply to  Oráculo
10 meses atrás

M113
Não consigo mais corrigir nada.

Gabriel BR
Gabriel BR
10 meses atrás

BAE Systems dispensa apresentações ! Credibilidade nas alturas

Orivaldo
Orivaldo
10 meses atrás

Os dólares estão voando e não caem no meu colo 😭😭

Henrique A
Henrique A
10 meses atrás

Apesar de não ser capaz de fazer o que um IFV faz ainda assim tem um chassi de IFV (Bradley) portanto maior proteção que um M113. No dia que o EB modernizar os BIB esses AMPV são uma boa opção, ainda mais pelo FMS, vão sair mais baratos que um CV90 por exemplo.

Oráculo
Oráculo
10 meses atrás

Essa é uma notícia histórica. Eis que mais de 50 anos depois os M113 serão enfim substituídos no US Army. E arrisco a dizer que só anteciparam a assinatura desse novo contrato, que andava em passos lentos, devido a doação de centenas de M113 das suas fileiras – principalmente da Guarda Nacional – para a Ucrânia. Que tem usado muito o velho blindado no front. O M113 forma, ao lado dos HUMVEES, a espinha dorsal das forças Ucranianas, devido a quantidade absurda de veículos que foram enviadas pelos americanos e pelos europeus. Tem M123 de tudo quanto é tipo. AMPV,… Read more »