Os EUA poderão usar o Vietnã para construir cadeias de fornecimento de tecnologia alternativas em meio às tensões com a China

Os EUA e o Vietnã estabeleceram parcerias no valor de bilhões de dólares nos setores dos semicondutores, da tecnologia e da aviação, anunciaram os países durante a visita histórica do presidente Joe Biden a Hanói.

A visita trouxe à mesa executivos de alto escalão do Google, Intel, Boeing e outros como parte do acordo Vietnã-EUA. Cúpula de Inovação e Investimento. Os representantes vietnamitas incluíam executivos da VinFast, fabricante de carros elétricos listada na Nasdaq, Vietnam Airlines e VNG, uma plataforma digital que entrou com pedido de IPO nos EUA em agosto.

Juntos discutiram áreas prioritárias para expandir a cooperação tecnológica e econômica, disse a Casa Branca num comunicado no domingo, enquanto Biden planeja anunciar um conjunto “ambicioso” de novas iniciativas para aprofundar a relação entre os dois países.

Após as reuniões, ambos os países anunciaram uma nova parceria em semicondutores, IA e computação em nuvem que gira em torno da construção de cadeias de abastecimento resilientes entre as duas nações, à medida que os EUA procuram contornar a China na inovação tecnológica e na produção.

“Os EUA reconhecem o potencial do Vietnã para desempenhar um papel crítico na construção de cadeias de abastecimento de semicondutores resilientes, particularmente para expandir a capacidade em parceiros fiáveis onde não pode ser retransferida para os Estados Unidos e promover ainda mais a produção e o desenvolvimento da indústria no país ao abrigo da Lei CHIPS dos EUA. ”, observou o briefing da Casa Branca.

A parceria expandirá a capacidade da nascente indústria de semicondutores de Hanói, à medida que os EUA procuram utilizar o Vietnã como um parceiro asiático fundamental no combate ao progresso tecnológico da China.

FONTE: msn.com

NOTA DA REDAÇÃO: O Vietnã é uma república socialista com um sistema de partido único liderado pelo Partido Comunista do Vietnã (PCV). O CPV defende o marxismo-leninismo e a filosofia política e a ideologia do falecido Hô Chí Minh. Na sequência de uma ocupação japonesa, na década de 1940, os vietnamitas lutaram contra o domínio francês na Primeira Guerra da Indochina, que resultou na expulsão dos Franceses em 1954.

A partir daí, o Vietnã foi dividido politicamente em dois estados rivais, o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul. O conflito entre os dois lados se intensificou, com forte intervenção dos Estados Unidos, no conflito que ficou conhecido como a Guerra do Vietnã. A guerra terminou com a vitória norte-vietnamita em 1975. Após a vitória do Vietnã do Norte sobre o Vietnã do Sul, representado pela Frente Nacional de Libertação do Sul do Vietnã, o país passou a ser a República Socialista do Vietnã, mantida até aos dias atuais.

Desde 1986, a economia nacional está em transição de uma economia planificada para uma de mercado. Esta mudança fez com que, em 2012, as empresas estatais respondessem por apenas 40% do produto interno bruto. O setor econômico vietnamita é muito pujante, estando entre os países de mais rápido crescimento.

Subscribe
Notify of
guest

50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
WSilva
WSilva
9 meses atrás

EUA fazendo parceria de semicondutores com o ”comunista” Vietnã e deixando a ”democratica” Índia e porque não o vizinho democratico Brasil de lado… E muitos ainda acreditam nessa história de alinhamento automático com os EUA por compartilhar valores e ideologia ou que existe uma guerra entre democracias x autocracias. rs

Parabéns ao Vietnã por saber jogar o jogo e péssima notícia para Brasil e Índia. Porém, precisamos ver se isso não é apenas mais uma promessa que não será cumprida pelos EUA.

Bachini
Bachini
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Democracia o Brasil?, so na constituição.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Bachini
9 meses atrás

EDITADO:
COMENTÁRIO BLOQUEADO DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLOS NOMES DE USUÁRIO.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Sblogniev
9 meses atrás

Nessa o Governo está certo(ainda que pelos motivos errados).

O Brasil é um país soberano, nāo deveria se submeter a nenhuma jurisdiçāo international.

Uma visita de Putin ao Brasil seria uma amostra de pragmatismo, assim como esse acordo entre EUA e Vietnã.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Allan Lemos
9 meses atrás

Corretíssimo.

Yuri
Yuri
Reply to  Allan Lemos
9 meses atrás

Então o Brasil pode receber um criminoso procurado internacionalmente, beleza.

Carlos
Carlos
Reply to  Allan Lemos
9 meses atrás

O TPI julga indivíduos acusados dos crimes mais graves que preocupam a comunidade internacional: genocídio, crimes de guerra, crimes contra a humanidade e crime de agressão. Foram mais de 120 países soberanos que assinaram o Estatuto de Roma. O que Lula defende é um atraso civilizacional que nunca se tinha visto na história do Brasil e parece quer transformar o Brasil numa autocracia onde a palavra dele é lei

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  Bachini
9 meses atrás

Explique em 10 linhas?

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Bachini
9 meses atrás

Democracia sim apesar das tentativas de golpes muito deles por militares que não sabem muito bem o que é democracia.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  WSilva
9 meses atrás

EDITADO:
COMENTÁRIO BLOQUEADO DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLOS NOMES DE USUÁRIO.

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Sblogniev
9 meses atrás

Você está enganado, o Vietnam esteve em guerra contra a China, eles são Marxistas Leninistas e não Maoistas. O seu principal aliado sempre foi a URSS depois a Rússia.

Heinz
Heinz
Reply to  Mirade1969
9 meses atrás

De fato, na guerra do Vietnã tem história que até pilotos e aeronaves soviéticas combateram os americanos, e com pilotos russos pilotando as aeronaves.

WSilva
WSilva
Reply to  Heinz
9 meses atrás

A China também ajudou os vietnamitas contra os imperialistas americanos, mas imagino que o amigo acima tenha falado que a China é tutor do Vietnã pelos ”mil anos de dominação chinesa do Vietnã” e não exatamente pela questão ideologica atual.

Carlos
Carlos
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Eis que surge um expert em assuntos chineses mas que se esquece de quem foram aqueles que forneceram inúmeros misseis SAM-7 que abateram muitos B-52 sobre o Vietnã e qual foi o país que invadiu o Vietnã e que nessa mesma guerra invadiu a China, e também não fala nas disputas fronteiriças que existem até hoje com esse mesmo país

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos
9 meses atrás

Amigo, você não sabe qual é a função do advérbio ”também”?

Eu disse que os chineses TAMBÉM ajudaram o Vietnã contra os imperialistas americanos…

”e também não fala nas disputas fronteiriças que existem até hoje com esse mesmo país”

A única disputa entre eles é no mar do sul da China onde o Vietnã também tem disputas com as Filipinas.

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Ótima reflexão!

Jacinto Fernandes
Jacinto Fernandes
Reply to  WSilva
9 meses atrás

O acordo apenas oficializa algo que já está em andamento. Empresas de tecnologia dos EUA – incluindo a Apple – já estão operando no Vietnam e levando consigo sua cadeia produtiva. A Foxconn, que é taiwanesa mas fornece à Apple acabe de investir mais de US$ 270 milhões no Vietnam para atender à Apple; A Samsung que fornece telas à Apple vai construir uma fábrica US$ 400 milhões. Só ai são R$ 3 bilhões de investimento em indústria de alto valor agregado… mas a cadeia de fornecedores da Apple tem 26 empresas que, juntas construíram 28 fábricas no Vietnam. Não… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Jacinto Fernandes
9 meses atrás

O Vietnã importa da China mais do que ele Vietnã exporta para os EUA, ou seja, parte do dinheiro americano que entra no Vietnã vai parar na China. rs De qualquer forma esse não é o ponto do meu post inicial, o ponto é que os EUA, uma suposta democracia, que diz lutar contra autocracias ingora outras democracias como Brasil e Índia para investir num país comunista ao mesmo tempo que diz que precisa conter a China comunista. As pessoas precisam parar de ter ideologia politica como norte e olhar o que acontece no mundo de maneira pragmatica mas isso… Read more »

José Francisco
José Francisco
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Verdade verdadeira meu amigo falou tudo gostei do seu comentário nota 10

Yuri
Yuri
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Vietnã é comunista, mas ainda é mais livre que a China.

Sequim
Sequim
9 meses atrás

É agora que a cabeça dos neoliberais mequetrefes explodem! Como assim? Acordo com os comunas? Mas como? Quando? Porquê? Onde?

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Sequim
9 meses atrás

EDITADO:
COMENTÁRIO BLOQUEADO DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLOS NOMES DE USUÁRIO.

KKce
KKce
Reply to  Sequim
9 meses atrás

Desde 1986, a economia nacional está em transição de uma economia planificada para uma de mercado. Esta mudança fez com que, em 2012, as empresas estatais respondessem por apenas 40% do produto interno bruto.” Comunista/socialista só no papel.

AMX
AMX
9 meses atrás

Não aprenderam ainda. Por isso que estão – e o mundo está – nessa pindaíba.
Fizeram o mesmo com a China, hoje, ela os está ameaçando.

Eud
Eud
9 meses atrás

“Os EUA reconhecem o potencial do Vietnã para desempenhar um papel crítico na construção de cadeias de abastecimento de semicondutores resilientes, particularmente para expandir a capacidade em parceiros fiáveis onde não pode ser retransferida para os Estados Unidos e promover ainda mais a produção e o desenvolvimento da indústria no país ao abrigo da Lei CHIPS dos EUA” Esse trecho diz muito sobre a nova estratégia dos EUA (deslocar da China uma boa parte da manufatura intensiva em mão de obra). Enquanto isso o Brasil celebra acordos de exportação de soja, milho, minério de ferro e petróleo nos BRICs, o… Read more »

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Eud
9 meses atrás

Ter um aliado perto da Rússia e da China é muito bom. Agora ter um aliado lá naquele continente plantador de bananas de melancias… não fará a menor diferença!

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Eud
9 meses atrás

Não esqueça que esse povo todo tem que comer…. o jogo ainda vai virar para o lado brasileiro… o que preocupa é o que vamos fazer ou se vamos estar preparados para essa hora.

Sblogniev
Sblogniev
9 meses atrás

EDITADO:
COMENTÁRIO BLOQUEADO DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLOS NOMES DE USUÁRIO.

Heitor
Heitor
Reply to  Sblogniev
9 meses atrás

Lá não tem uma elite parasitaria de acionistas (financeiro e de políticos).
Que e so ver economia crescer provocam uma crise para maximizar o lucro particular.
O nosso plano Marshall de juros da dívida anual como falou o
Vencedor do Prêmio Nobel da Economia que é surpreendente o Brasil ter sobrevivido a uma taxa de juros de 13,75% ao ano e taxa real de 8% e chama Brasil de “eterno país do futuro” . Brasil tem sobrevivido à ‘pena de morte’ dos juros ‘chocantes’

Jefferson B
Jefferson B
9 meses atrás

E o Brasil não poderia ser um fornecedor? Que coisa…não entendo esse ramo, acho tão estranho. O que o vietna tem que a gente não tem? Esse setor precisa de muita mão de obra? A mão de obra tem que ser especializada? O vietna tem esse pessoal? Demanda muita energia elétrica? A matéria-prima disso tem lá.
Temos várias universidades públicas com jovens inteligentes esperando por oportunidades.
O Brasil é estranho…e os EUA não consegue fazer chips em casa?
Acho esse setor uma loucura…

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Jefferson B
9 meses atrás

Ter um aliado perto da Rússia e da China é muito bom. Agora ter um aliado lá naquele continente plantador de bananas e de mel… não fará a menor diferença!

Tuacha
Tuacha
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

Um mimo aqui outro ali e não demora o Vietnã vai ser um comprador de armas ocidentais contestando os limites do mar do sul da China.

AMX
AMX
Reply to  Jefferson B
9 meses atrás

Lá, para o bem ou para o mal, o governo manda fazer e ponto.
Enquanto o “manda fazer” for favorável aos EUA, esses investirão.
Além disso, com certeza há menos corruptos – em números absolutos mesmo – lá do que aqui, de modo que sai mais barato alimentar os de lá do que os daqui, rs.

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Jefferson B
9 meses atrás

Os EUA pode fazer tudo em casa, mas prefere só projetar e construir onde é mais barato pois se fosse feito no EUA com salarios americanos iria ficar muito mais caro, por isso que produzem na China, O Vietnam tem pouco analfabetos isso é uma vergonha para o Brasil capitalista.

Pragmatismo
Pragmatismo
9 meses atrás

Pragmatismo. E ponto. E nóix aqui vendo comunismo em tudo.
Um mito construído. Desde 35, 64… E ainda eficaz em introjetar medo nos incautos.
Att.

AMX
AMX
Reply to  Pragmatismo
9 meses atrás

Ver comunismo em tudo é tão ruim quanto achar que ele não está em nenhum lugar, ou mesmo que já acabou.

AMX
AMX
Reply to  Pragmatismo
9 meses atrás

Ver comunismo em tudo é tão ruim quanto achar que ele não está em nenhum lugar, ou mesmo que já acabou.

“Um mito construído”. Na verdade, seria autoconstruído, pois eles mesmos se glam.ourizam.

De minha parte, paro por aqui, pois aí já é outro assunto e incidirão as regras pra comentar

Francisco Vieira
Francisco Vieira
9 meses atrás

O objetivo é simples: evitar que o Vietnã seja engolido pela China.

AMX
AMX
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

Foi o que fez com a China nos anos 70, mais ou menos: agradá-los, chamá-los mais para o seu lado, na intenção que se afastasse da URSS ou que ao menos não agisse como aquela. Era a intenção…

Yuri
Yuri
Reply to  AMX
9 meses atrás

Se não fosse o ursinho pooh, isso ia funcionar.

Heitor
Heitor
9 meses atrás

Fazem acordo com uma nação mais comunista que a china e ainda q levaram uma cossa vergonhoso com direito de cenas historica de fuga desesperada de helicóptero, ao mesmo tempo que impede a Coreia do Sul de ter sua pequena china particular de trabalho onde lotariam o mercado de produtos pela metade do preço arrasando a concorrência . Poderiam até criar um novo significado para o desenho da bandeira dizer que yin yang significa : 1 país 2 sistemas 1 objetivo (dominar o mundo dos produtos eletrônico e industrial)

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Heitor
9 meses atrás

Cara vc deveria estudar um pouco mais a Guerra do VIETNÃ

Claudio Moreno
Claudio Moreno
9 meses atrás

Boa madrugada a todos os senhores do Forte!

EUA repetindo o mesmo que fez com a China nos anos 80…depois querem reclamar da ascensão dos caras…estão alimentando mais um monstro.

Sgtº Moreno
CM

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Claudio Moreno
9 meses atrás

A diferença é que a população vietnamita soma apenas 100 milhões. Ou seja, nunca conseguirão ameaçar a supremacia econômica americana, diferentemente de Índia e China que, por possuírem populações enormes, conseguirão ultrapassar o PIB nominal americano mesmo sem chegarem sequer perto do PIB per capita e produtividade média dos EUA.

Filipe
Filipe
9 meses atrás

E eu pensando que os EUA tinham vencido a guerra do Vietnã. Só agora percebi que a capital se chama Ho chi Min City, ao invés de West Moreland City. A bandeira é vermelha por acaso.

Claudio Pereira
Claudio Pereira
9 meses atrás

Qual que vai investir no Brasil, que tem uma das mais caras cadeia produtiva, alias quem vai inverter em um pais com governo corrupto, nosso pais ja quebrou, só os petistas não perceberam ainda. Ate os de fora ja sabe.

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  Claudio Pereira
9 meses atrás

Não dá, pois o brasileiro não gosta de dinheiro, mas de sossego. Diferente do que a crença popular propalou no ocidente, as sociedades asiáticas são materialistas e não tem problemas em viver em função do enriquecimento e da prosperidade, coisa que a cultura brasileira abomina.

Andromeda1016
Andromeda1016
9 meses atrás

Os gringos tentando replicar o que fizeram com as economias do extremo oriente (Japão, Coreia do Sul, China e Taiwan) no sudoeste asiático agora. Contudo a cultura dos países do extremo oriente são muito diferentes das do sudoeste asiático, logo entendo que o sucesso de países com o Vietnã não será comparável aos daqueles. Há anos os gringos estão de olho no Vietnã por causa de seu tamanho e sua proximidade com a China e será junto com a Índia um dos principais aliados naquela região. Por fim, cabe esclarecer uma coisa que todo mundo vive repetindo a torto e… Read more »

Antonio Cançado
9 meses atrás

Tomara que os EUA não estejam criando uma nova China…

fewoz
fewoz
Reply to  Antonio Cançado
9 meses atrás

Você é americano? Faz parte do governo americano? Por que está tão preocupado com a “nova China”?