As forças armadas da Ucrânia disseram na sexta-feira que a vila de Andriivka, perto da principal cidade da linha de frente de Bakhmut, foi “libertada”, um dia depois de as alegações de que ela havia sido retomada terem sido consideradas prematuras.

Na quinta-feira, a vice-ministra da Defesa, Ganna Malyar, voltou atrás no anúncio de que Kiev havia tomado o controle da vila oriental das forças russas depois que as tropas ucranianas no terreno disseram que os combates ainda estavam em andamento.

Mas o Estado-Maior da Ucrânia disse na sexta-feira que a aldeia estava novamente sob controle ucraniano.

“Na direção de Bakhmut, o inimigo não para de tentar romper a defesa das Forças Armadas da Ucrânia na área de Bogdanivka”, afirmou no Facebook.

“Por sua vez, as forças de defesa tiveram sucesso parcial na área de Klishchiivka durante as operações ofensivas. No decurso do ataque, libertaram Andriivka na região de Donetsk, infligiram perdas significativas ao inimigo em termos de mão-de-obra e equipamento e entrincheiraram-se nas fronteiras ocupadas”, acrescentou.

Andriivka fica a cerca de 14 quilómetros (nove milhas) a sul de Bakhmut, com uma população estimada antes da guerra em menos de 100 pessoas.

Kiev começou a reagir contra as forças de Moscou no sul e no leste do país em junho, depois de desenvolver armas ocidentais e recrutar batalhões de assalto.

Malyar anunciou na quinta-feira que a aldeia de Andriivka era “nossa”, dizendo que as forças de Kiev estavam “avançando no setor de Bakhmut”. O anúncio foi então rejeitado pelos soldados ucranianos que ali lutavam.

“A declaração sobre a captura de Andriivka é prematura”, disse nas redes sociais a 3ª Brigada de Assalto Separada, que luta na região de Donetsk. “Há batalhas sérias e importantes nas áreas de Klishchivka e Andriivka”, afirmou, chamando a declaração de “injusta”. Malyar, em uma postagem atualizada, disse que estava “esclarecendo” a situação, atribuindo o anúncio a uma “falha na comunicação”. Na sexta-feira, Malyar disse no Telegram que o Estado-Maior tinha agora “confirmado oficialmente que as nossas tropas capturaram Andriivka ontem como resultado dos combates”. “Foi difícil e a situação mudou de forma muito dinâmica ontem várias vezes”, acrescentou.

Bakhmut, uma cidade que já abrigou cerca de 70 mil pessoas, foi capturada pelas forças russas em maio, após uma das batalhas mais longas e sangrentas da invasão russa. As forças ucranianas, no entanto, começaram quase imediatamente a recuar em torno dos flancos norte e sul da cidade e têm registado ganhos incrementais.

FONTE: Times of Israel

Subscribe
Notify of
guest

40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Antonio
Luiz Antonio
10 meses atrás

E alguns, lá atrás, diziam que a Rússia iria “passear” na Ucrânia e tudo acabaria em dois ou três meses……só que sumiram ou estão disfarçados.

Arthur
Arthur
Reply to  Luiz Antonio
10 meses atrás

É verdade! Russo é vacilão. Fosse outro povo, as baixas ucranianas seriam superiores a 500.000 mortos (quem confirmou foi o próprio secretário geral da OTAN, junto à mídia ocidental).

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Arram, informado. Foram 10 milhões de soldados Ucrânianos mortos, 8.299 tanques, 2456 caças , uma estrela da morte, e dois AT-AT que os russos conseguiram destruir até o momento.

E ainda assim não chegam a Kiev. Que cidade longe né

Mictanos
Reply to  Nuno Taboca
10 meses atrás

… os russos mataram 6 Zelenskys também

Nei
Nei
Reply to  Arthur
10 meses atrás

EDITADO:
Sem provocações por favor!

Rafael
Rafael
Reply to  Luiz Antonio
10 meses atrás

Nem Putin quer ocupar a Ucrânia toda (na verdade só ele sabe o que quer rs). Mas se ocupar e fortificar a área que a maioria é falante de russo, que tem afinidade com a Rússia, dificilmente vai sofrer ataque de guerrilha, vai fazer o que sabe fazer de melhor (se defender) e a Ucrânia não entra na OTAN. Perder uma ou outra cidade pra manter tropas não afeta tanto a defesa.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rafael
10 meses atrás

Desde quando os Ucranianos falantes de Russo apoiam esta guerra? Alguém lhes perguntou?

Faz lembrar o mapa ridículo, que muitos analistas aceitaram sem qualquer objeção, onde sugeria que todo o sul da Ucrânia apoiava esta invasão.

Ser falante de Russo não significa que se identifiquem como etnia Russa e ser da etnia Russa não significa que apoiem Putin.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Luiz Antonio
10 meses atrás

Esta tua linha de pensamento esta errada, esta guerra é diferente da ultima invasão no Iraque por exemplo, ela é uma guerra onde o pais invadido tem a sustentação de uma outra potencia como no Vietnã ou Coreia por exemplo, se a Ucrania estivesse sozinha já tinha sido derrotada faz tempo !

Hcosta
Hcosta
Reply to  Munhoz
10 meses atrás

Ou inventariam outra justificação para o fracasso dos Russos, talvez as mudanças climáticas ou algo parecido…

Munhoz
Munhoz
Reply to  Hcosta
10 meses atrás

Se vc estudar detalhadamente as guerras nas quais a Russia se envolveu, como na Techenia por exemplo.
Estude como os iraquianos enfrentaram os blindados dos EUA, e compare como os Techenos e os ucranianos enfrentaram os blindados russos, isso para vc ter uma ideia em parametro de treinamento
O que os russos estão enfrentando, os EUA não enfrentariam e nem suportariam, lembra da meia duzia de techenos que migraram para o Iraque em 2004 e do estrago que fizeram
Ninguem lembra disso infelizmente, ai ficam enganados pela retorica da midia

Hcosta
Hcosta
Reply to  Munhoz
10 meses atrás

Claro que não enfrentariam. Quanto mais se esforça para justificar o fracasso Russo e procurando comparações, melhor se percebe como os Russos deram uma lição de como não vencer uma guerra… E ainda para mais tendo vantagens a todos os níveis (aéreo, blindados, navios, etc…) e não conseguindo capitalizar essas vantagens. Isto tudo é um sintoma de forças armadas corruptas que não aprendem de uma forma estrutural com os erros. Os soldados aprendem as lições e enquanto estiverem no campo de batalha são cada vez mais fortes mas depois esse conhecimento se perde e se regressa às táticas da 2ª… Read more »

Munhoz
Munhoz
Reply to  Hcosta
10 meses atrás

Vc está fora da realidade, o ocidente está criando um monstro, no começo desta guerra a Rússia mal operavam drones, olha agora, amigo isso aí não é o Iraque, quando os EUA enfrentaram o Vietnã e a Coreia do Norte foi a mesma coisa, vcs ficam focados nos equipamentos e notícias e acabam não estudando a estratégia e as guerras

Hcosta
Hcosta
Reply to  Munhoz
10 meses atrás

Eu é que estou fora da realidade? Iraque, Vietname e Coreia do Norte sabe o que têm em comum? “Boots on the ground” Quer comparar com a Ucrânia? Nestes casos de um país que invade outro e isolam-se do resto do mundo são raras as vezes onde se tornam mais fortes. Cuba, Irão, Coreia do Norte, Síria, etc… não estão mais fortes. Têm exércitos enormes mas assentes em pés de barro, sem economia para os suportar. E a Rússia acelerou esta mudança com esta guerra, com uma economia desviada para a produção de armas o que leva inevitavelmente à ruína… Read more »

CaDU
CaDU
Reply to  Luiz Antonio
10 meses atrás

EDITADO:
COMENTÁRIO BLOQUEADO DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLOS NOMES DE USUÁRIO.

Munhoz
Munhoz
10 meses atrás

Pela foto isso ai é um campo de tiro, aonde que isso ai é uma vitoria, num terreno aberto desse qualquer coisa é um alvo facil !

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
Reply to  Munhoz
10 meses atrás

Esse vilarejo fica ao lado da principal rota de abstecimento para forças russas em barkumt

Arthur
Arthur
10 meses atrás

Se a conquista desse cocozinho representa um retumbante sucesso na contraofensiva ucraniana, imagina então uma cidade. Ignorar os conselhos do Pentágono e se fixar em Bakhmut e Rabotyne deve ser resultado de alguma compulsão, fetiche, transtorno maníaco depressivo…

Bosco
Bosco
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Esse cocozinho estava nas mãos dos russos que invadiram o lugar.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Isso ai é um campo de tiro quaquer coisa ali é um alvo, vc não viu a foto ?
isso ai não significa nada do ponto de vista militar

Nei
Nei
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Cocozinho que a Rússia quer!

Jose
Jose
Reply to  Arthur
10 meses atrás

Engraçado. Qualquer vantagem ou vitória ucraniana esse rapaz sempre fala as mesmas asneirias. Agora foi cocozinho. Porque diminui tudo sempre quando não é do seu lado ? Ou quando é contrário ao que seu ditador nazista russo pensa ?
Se um russo soltar uma bufa é capaz desse cidadão sentir como um perfume ! É ridiculo.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
10 meses atrás

Ponto importante de apoio do esforço de guerra dos invasores. Devagar, os Ucrânianos estão desalojando os invasores.

A situação está russa pro lado do Ditadorzinho Putin. Os defensores do anão do kremlin está meio sumidos, meios desanimados. O que houve com a mega potência que iria dominar tudo?

Lembro de falar em maio de 22, que a Rússia não iria suportar essa guerra. O bolso dos países ocidentais é bem mais profundo que os bolsos da Rússia. E o pior ainda está por vir, com o total decréscimo da economia russa. Serão uns 30 anos para conseguirem contornar o estrago

Felipe
Felipe
Reply to  Nuno Taboca
10 meses atrás

Estão prestes a perder toda região de Kherson, maior que tudo que recuperaram na “contra-ofensiva”

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Kkkkkkkkkkkkk
Vou até printar pra perguntar depois.

Continue firme apoiando Putin.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Eu gostaria de perceber como isso implica que vão perder a região. Os Russos vão fazer um desembarque anfíbio?

Gostaria de ver isso. As imagens do navio de desembarque a arder em Sevastopol não são grande coisa, assim talvez tenhamos imagens de melhor qualidade no rio Dnieper…

Felipe
Felipe
Reply to  Nuno Taboca
10 meses atrás

Eu é que estou printando bastante coisa aqui ultimamente

Nei
Nei
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Onde? Prove!

Leu ou viu isso de alguém da Rússia? kkkk
Poste o link, para análise.

Você é um propagador de notícias falsas aqui.

Felipe
Felipe
Reply to  Nei
10 meses atrás

da uma pesquisada. Olhe o liveuamap (que é pro ucraniano)

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Está o na fase de negação. A psicologia explica .

O mesmo disseram no incio de agosto, que iriam atacar com 400 mil em Kupiansk e Lyman….até agora nada.vcs e seus Nicks ainda postaram um cartaz de evacuar Kupiansk. Agora a bola da vez e Kherson.

Uma hora a realidade bate na porta,

Jose
Jose
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Estão sim…o que mais falta pra viajar na maionese ?

Felipe
Felipe
10 meses atrás

Publicam que a Ucrania “libertou” um quarteirão mas “esquecem” de publicar que a própria Ucrania ordenou evacuação da populaçõ em toda imensa região de Kherson, indicando que o negocio está feio por lá?
https://liveuamap.com/en/2023/14-september-mandatory-evacuation-for-families-with-children

Nei
Nei
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Que a coisa está feia todos sabemos, para ambos os lados, mas a evacuação da população, tem haver com poupar vidas civis e nada em referência em estar perdendo e ganhando.

Rafael
Rafael
Reply to  Felipe
10 meses atrás

EDITADO

SIGA AS REGRAS PARA NÃO SER BLOQUEADO

Rafael
Rafael
10 meses atrás

Agora sim a Ucrânia entra na OTAN e “quase” recuperou a área ocupada pela Rússia desde 2014.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Rafael
10 meses atrás

A Ucrânia entrar na Otan é fato. Assim que a guerra terminar, e Ucrânia estará na Otan e na UE. Mais um movimento calculado pelo enxadrista 5D.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rafael
10 meses atrás

Com a outra povoação mais a norte, já empurraram os Russos ao longo de 6 km’s de largura. Vamos ver se ficam por aqui.

Marcelo
Marcelo
10 meses atrás

Sem novidade. Tropas ucranianas avançando devagar. Tropas russas recuando devagar. Segue a contra ofensiva ucraniana.

Jose
Jose
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Que venham mais vitórias e mais destruição a esses criminosos russos que invadiram um país soberano.

Rafa
Rafa
10 meses atrás

É.. não sei quem está ganhando a guerra.
Mas reconquistar um “vilarejo” desses e chamar de vitória.

Já visitei países recém saídos de guerra, mas o leste ucraniano com certeza está entre os piores cenários, viu. Coitados.

Fico pensando se não era melhor ter largado essa bobeira de OTAN de lado e ter os vilarejos com vida.