PARIS — Na quinta-feira, 28 de setembro, o Ministro das Forças Armadas foi a Kiev acompanhado por fabricantes de defesa e parlamentares. O objetivo, que era passar de uma lógica de venda de equipamento militar para uma lógica de aquisição a empresas francesas, parece ter sido alcançado. Nossos detalhes sobre esses acordos industriais.

Seis canhões Caesar adicionais

A empresa KNDS, formada pela fusão das empresas Nexter e Krauss Maffei Wegmann, anunciou que fornecerá seis canhões Caesar adicionais à Ucrânia. Serão somados aos dezoito canhões já entregues pelo Exército Francês e aos outros doze adquiridos diretamente pela Ucrânia ao KNDS. A empresa também assinou um acordo para garantir a manutenção operacional destes canhões e dos tanques leves AMX-10 RC presentes em território ucraniano.

A empresa Arquus está empenhada em apoiar os Véhicules de l’Avant Blindés (VAB) transferidos pela França, nomeadamente através da produção local de peças. Também estuda o estabelecimento de uma parceria para produzir VABs diretamente na Ucrânia.

Para implantar soluções móveis para fabricação de peças de reposição no teatro de operações, a empresa Vistory firmou acordo para soluções de manufatura aditiva (impressão 3D).

Drones adicionais

No domínio dos drones, a empresa Delair Tech anunciou que irá fornecer equipamentos adicionais aos 150 drones seleccionados pela Ucrânia e financiados pela França já em entrega. A empresa compromete-se ainda a garantir a manutenção dos equipamentos já entregues.

Os fabricantes Thales e Turgis & Gaillard também chegaram a um acordo para co-desenvolver drones, com o objetivo de fabricá-los localmente.

Finalmente, em termos de cooperação, a Direção-Geral de Armamentos (DGA) e o Grupo das Indústrias Francesas de Defesa e Segurança Terrestre e Aérea assinaram, por seu lado, dois contratos para promover a cooperação em armas entre a França e a Ucrânia.

FONTE: Ministério das Forças Armadas Francesas

Subscribe
Notify of
guest

7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
deadeye
deadeye
9 meses atrás

A “fatiga do ocidente” ai kkkkk pró-russo não dá uma

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  deadeye
9 meses atrás

Abandonaram a Ucrânia…

Nilo
Nilo
9 meses atrás

Bom para França, testas seus produtos em campo.

Macgaren
Macgaren
9 meses atrás

Russistas estava confiantes no abandono kkk

Realista
Realista
Reply to  Macgaren
9 meses atrás

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2023/10/otan-diz-que-municao-para-a-ucrania-esta-acabando.shtml

Reclama com o almirante Rob Bauer, mais alta autoridade militar do grupo .

BraZil
BraZil
9 meses atrás

O movimento de abandono é claro, resta sabermos como será feito, para que não pareça um abandono…

Bispo
Bispo
9 meses atrás

Interessante assim que a “vaca leiteira” americana , por manobra de congressista, corta a verba para a Ucrânia, é reunião com 150 ministros da economia, acordos , promessas, contratos… o front continua na mesma(a contra ofensiva ucraniana recebeu o nome de 𝐢𝐧𝐚𝐧𝐢çã𝐨, pelos russos, rs), militar(ONU) de alta patente gritando que a munição acabou …

𝖂𝖎𝖓𝖙𝖊𝖗 𝕴𝖘 𝕮𝖔𝖒𝖎𝖓𝖌