A SMEE, empresa chinesa de fabricação e produção de chips eletrônicos, reiterou que começará a produzir chips em suas novas máquinas litográficas no final do ano

A empresa chinesa de semicondutores SMEE (Shanghai Micro Electronics Equipment Group Co., Ltd) tem estado no centro das atenções por seus esforços na área de litografia, uma técnica essencial na fabricação de chips.

A litografia é o processo utilizado para desenhar padrões intrincados em wafers de silício, que eventualmente formam os transistores de um chip. Os detalhes desses padrões, frequentemente medidos em nanômetros (nm), têm ficado cada vez menores ao longo dos anos. Quanto menor o processo de nm, mais avançado e poderoso o chip geralmente é, permitindo mais transistores em uma área menor.

No contexto da guerra comercial entre os EUA e a China e das restrições impostas pelo governo dos EUA à venda de tecnologia de semicondutores à China, os chineses têm feito um esforço significativo para desenvolver sua própria indústria de semicondutores e reduzir sua dependência de fornecedores estrangeiros.

Processo de fabricação de semicondutores

Dentro desse esforço, a SMEE tem trabalhado em máquinas de litografia para ajudar a China a alcançar a autossuficiência na fabricação de chips. Uma das realizações notáveis da SMEE foi o desenvolvimento do seu scanner SSA/800-10W, uma ferramenta de litografia com capacidade de 28 nm, muito mais avançado que o equipamento que a empresa possui hoje, que só é capaz de trabalhar processos de fabricação de 90 nm e mais espessos. Com o novo scanner, os fabricantes de chips chineses passarão a contar com equipamentos de litografia nacionais para uma gama de tecnologias maduras.

Embora 28 nm não seja a tecnologia mais avançada disponível (com empresas como TSMC e Samsung já produzindo em escalas de 5 nm ou até menores), é um passo significativo para a indústria de semicondutores da China e representa um marco no caminho para processos mais avançados.

Vale ressaltar que, embora a SMEE tenha feito progressos, ainda há desafios a serem superados para que a tecnologia de litografia da empresa alcance a maturidade e confiabilidade dos líderes do setor. A produção em massa e a garantia de que os chips produzidos atendam aos padrões internacionais são obstáculos que a SMEE e outros players chineses precisam enfrentar.

A SMEE e sua máquina litográfica de 28 nm são parte dos esforços contínuos da China para desenvolver uma indústria de semicondutores robusta e independente. Eles são indicativos da ambição do país de competir globalmente em todos os aspectos da cadeia de suprimentos de tecnologia.

Subscribe
Notify of
guest

94 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Impressionado
Impressionado
9 meses atrás

Mais uns 10 anos e eles chegarão no nível em que os holandeses estão hoje….

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Impressionado
9 meses atrás

Acho que levam menos tempo

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  Impressionado
9 meses atrás

Sinceramente amigo, acho muito dificil …. Eu não duvido da capacidade dos chineses mais eles estão a pelo menos 20 anos atrasados nessa parte (de máquinas de litografia extrema) em relação ao Ocidente. Em geral as máquinas holandesas já são capazes de produzir chips de 16 nanômetros ou menos desde 2012 pelo menos e estava previsto para esse ano de 2023 a ASML introduzir uma nova máquina que poderá fabricar chips com precisão de 3 nanômetros (contra os 5 da atual) 

João
João
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

Mas olha o tempo que os holandeses levaram para chegar aí e compara com o tempo que os chineses levaram para chegar onde estão, o ocidente da década de 60, 70 até hoje, a China, da década de 90 até hoje, é uma boa diferença de tempo, que da vantagem para a China.

Yuri
Yuri
Reply to  João
9 meses atrás

A abertura econômica da china foi nos anos 70.

Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Yuri
9 meses atrás

década de 80 efetivamente…70 foi só o acordo!

Yuri
Yuri
Reply to  Marcelo Danton
9 meses atrás

Não faz muita diferença.

Impressionado
Impressionado
Reply to  João
9 meses atrás

Talvez vc queira dizer “que pode dar vantagem para a China”. Hoje a vantagem ainda é, por larga margem, dos holandeses.

djalma
djalma
Reply to  João
8 meses atrás

Claro, a China não teve que partir do zero e tem mais, o roubo de tecnologias, nos quais são experts, é so ver o roubo de tecnologia da “invisibilidade” dos caças americanos F22 e F35 que hoje estão no jato chinês.

Adriano
Adriano
Reply to  djalma
8 meses atrás

Não sou chinês né oro ou contra china.
Porém não se trata de roubo.
Todo produto lançado e máquinas de litografia é um produto tem sua melhor ou cópia.
Veja notebook por exemplo, existe só um fábricante? Tv, rádio, celular.
Mas isso vai mais longe.
Carros, a GM desmonta carros de outras empresas na busca de melhorias fabris.

Marco Giebels Vitorino
Marco Giebels Vitorino
Reply to  João
8 meses atrás

Números não refletem resultados,mas sim é interessante fazer comparações

Jao
Jao
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

Só que eles tem terras nobres e a hora q derem um basta na venda como o tal do ocidente fará , alguém pode me ajudar na dúvida

Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Jao
9 meses atrás

ESSE folclore de terras nobres…china de 40 milhões de toneladas em seu subsolo… Brasil tem 22 milhões de tonelada…
O CUSTO de extração é que pesa..CHINA DITADURA e trabalho semi-escravo o custo chines é 500% menor por tonelada.
Deus não joga dados! Todos tem minérios em certo grau..o custo é o que importa SEMPRE.

NOTA DOS EDITORES:
4 – Não escreva em maiúsculas, o que equivale a gritar com os demais. As maiúsculas são de uso exclusivo dos editores para dar destaque às advertências nos comentários eventualmente editados ou apagados.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Jao
9 meses atrás

As “terras-raras” não são tão raras assim. A China detém apenas 38% dos depósitos conhecidos de terras raras. Brasil e Vietnã, somados, tem 37%. O motivo dos chineses terem um quase monopólio da produção destes minérios é exclusivamente custo.

No momento, não há interesse econômico de outros players para entrar nesse mercado. Porém, se a China começar a impor restrições à exportação desses minérios, não tenha dúvida que em alguns anos cadeias de produção alternativas seriam criadas para substituí-los.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Impressionado
9 meses atrás

Os chineses tiveram acesso as máquinas de litografia da ASML por décadas. O bloqueio dos EUA é recente e só visa as máquinas holandesas de ponta. Então os chineses na verdade demoraram bastante pra evoluir mesmo com acesso direto as máquinas da ASML por muito tempo para estudar sobre o processo de fabricação e construir suas próprias. Na verdade, mesmo a máquina atual anunciada, usa tecnologia da ASML. Não é 100% nativa não. Criar essas máquinas é difícil, o ocidente levou pelo menos 5 décadas e isso saindo do zero os chineses têm investido nisso tem pelo menos 3 décadas… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Rodrigo
8 meses atrás

”Os chineses tiveram acesso as máquinas de litografia da ASML por décadas.” Não só os chineses, o mundo inteiro assim como EUA, Coreia do Sul e Taiwan que são lideres na produção de chips avançados. ”O bloqueio dos EUA é recente e só visa as máquinas holandesas de ponta.” O bloqueio americano hoje já engloba também tecnologia DUV assim como peças em geral. ”Então os chineses na verdade demoraram bastante pra evoluir mesmo com acesso direto as máquinas da ASML” De forma alguma. A China é, fora países aliados dos EUA, o único país capaz de produzir essa máquina de… Read more »

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Concordo

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  WSilva
8 meses atrás

“Não só os chineses, o mundo inteiro assim como EUA, Coreia do Sul e Taiwan que são lideres na produção de chips avançados.” Não entendi qual o seu ponto aqui. Nunca disputei que outros países não tiveram acesso as máquinas da ASML. “O bloqueio americano hoje já engloba também tecnologia DUV assim como peças em geral.” O que eu disse é simplesmente que o bloqueio é recente, que a China teve acesso a tecnologia recente da ASML. E é um dos motivos pelos quais eles conseguem fabricar chips abaixo de 20 nm. Se dependesse exclusivamente das máquinas 100% chinesas, eles… Read more »

Joao
Joao
Reply to  Impressionado
9 meses atrás

Os holandeses hoje fabricam apenas chips de 9Nm, ou seja, vão ficar no chinelo

Impressionado
Impressionado
Reply to  Joao
9 meses atrás

A opinião está boa mas a informação está péssima.

1 – os holandeses não fabricam Chips, eles fabricam máquinas de litografia utilizadas na fabricação dos Chips.

2 – os equipamentos da asml já são capazes de produzir Chips de 3nm.

Se você agregar um pouco de informação às sua opiniões, vai ficar ótimo.

Mas, em relação à “ficar no chinelo”, talvez num futuro distante, já que o caminho ente os 28nm e os 3nm é gigantesco.

WSilva
WSilva
Reply to  Impressionado
8 meses atrás

” já que o caminho ente os 28nm e os 3nm é gigantesco.”

O grande salto é de 5nm ou inferior pois depende exclusivamente da tecnologia EUV na qual somente a ASML tem domínio.

7nm ou superior utiliza tecnologia DUV na qual outros players já possuem domínio ,

Marco Giebels Vitorino
Marco Giebels Vitorino
Reply to  Impressionado
8 meses atrás

E os holandeses daqui a dez anos estão ainda mais avançados que ninguém fica de bobagem, né!?

marcus mendes
marcus mendes
Reply to  Impressionado
8 meses atrás

Quanto? 28 nanômetros? Ontem vi uma reportagem sobre os próximos lançamentos, já estão quase saindo do forno Chips de 7 nanômetros.

Gabriel BR
Gabriel BR
9 meses atrás

Eu quero hardware barato para o meu PC , por isso torço pelos chineses

Yuri
Yuri
Reply to  Gabriel BR
9 meses atrás

Se você quer hardware barato, você deveria cobrar o governo, não ficar pedindo ajuda pra estrangeiro.

bruno
bruno
Reply to  Yuri
9 meses atrás

de fato vendeu , porem valia nada e nao produzia nada , a não ser playstation 2

yuri
yuri
Reply to  bruno
9 meses atrás

quebrado, do jeito que o brasil quase sempre esteve( salvo poucos e curtos períodos na história ), não, não poderia.

Yuri
Yuri
Reply to  Yuri
9 meses atrás

Que não valia nada.

WSilva
WSilva
9 meses atrás

”Embora 28 nm não seja a tecnologia mais avançada disponível (com empresas como TSMC e Samsung já produzindo em escalas de 5 nm ou até menores) ”
.
O que TSMC e Samsung fabricam a 5nm ou menores são os chips, porém as máquinas para produzir esses chips são da holandesa ASML, sem elas, sem chips.

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Sabe onde fica a TSMC né ?? em Taiwan e ela é a maior operadora das “impressoras” máquinas de litrografias holandesas, se os chinezes invadirem e anexarem a ilha eles teram acesso a essa tecnologia que tanto cobiçam pois ai seriam auto suficientes em Chips e poderiam por exemplo controlar para quem a TSMC poderia exportar… Mais cientes dessa possibilidada os Americanos “pediram” para a TSMC construir uma fábrica da em solo americano,. o que esta sendo feito no Arizona, investimento de 12 bilhões de dolares….

Marcos
Marcos
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

12 bi em investimento, vale cada centavo, já num certo país tupiniquim , 12 bi para parlamentares ficarem quietos…mas é a vida.

WSilva
WSilva
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

A TSMC também está construindo uma fabrica no Japão, porém não se deve confundir as coisas, a reunificação da China(que inclui Taiwan) é uma tendência histórica e não motivada por um amontoado de máquinas altamente tecnologicas em poder da TSMC.

Sun Yat Sen, Chiang Kai Shek e Mao já falavam sobre a reunificação da China lá nas primeiras decadas do século XX muito antes da TSMC existir.

Yuri
Yuri
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Realmente, o pcch não vai tocar na TSMC não, eles não se interessam nem um pouco por isso( confia )

Neural
Neural
Reply to  WSilva
9 meses atrás

EDITADO

WSilva
WSilva
Reply to  Neural
9 meses atrás

”Ideia deles e tirar parte da produção de Taiwan”

Sim, ideia dos EUA e não de Taiwan. Taiwan não tem escolha.

Quanto mais fabricas da TSMC fora de Taiwan menos emprego e produção em Taiwan.

Em 15 anos esse monopolio que Taiwan hoje detem estará acabado

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  Neural
8 meses atrás

Sim é isso ai…

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  WSilva
8 meses atrás

bom claro amgo, sem duivda, não é só por causa da TSMC, não estou confundindo nada, só estou dizendo que é um “plus” um fato a mais euma informação muito importante a meu ver…Veja os chips menores dão vantagem aos equipamentos eletronicos ocidentais em geral e especialmente aos militares, por isso os EUA proibem a venda destas máquinas a CHINA.

WSilva
WSilva
Reply to  rodrigo maçolla
8 meses atrás

Sim, a TSMC seria um baita bonus. Agora quando a China anunciar sua máquina DUV capaz de produzir em escala industrial seus chips 7nm então a China terá vencido o bloqueio americano. Ir além disso é outra história, vai precisar ter dominio de tecnologia EUV que hoje somente a ASML tem OU descobrir um novo metodo litografico igualmente eficaz ou superior. Porém, ter um ecosistema capaz de produzir chips de 7nm será uma conquista gigantesca para China e quem subestima essa capacidade só pode ser louco. Assim como há os cheneizados por aí querendo que a China ultrapasse o Ocidente… Read more »

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

Rodrigo, se os próprios taiwaneses não destruírem essas máquinas no caso de uma invasão chinesa, pode ter certeza que os americanos destruirão.

Underground
Underground
9 meses atrás

A CEITEC fabricava chips com qual espessura?

Alexandre Galante
Reply to  Underground
9 meses atrás

A CEITEC tem um parque fabril que hoje trabalha com a tecnologia de até 350 nanômetros.

http://www.ceitec-sa.com/pt/acesso-a-informacao/perguntas-frequentes

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  Alexandre Galante
9 meses atrás

Pois é Galante a CEITEC é publica né.. uma Estatal certo ? No governo passado era para ela ser vendida , privatizada…. ou até fechada. A meu ver era o correto a se fazer… Não sei como esta esse processo atualmente ??

Last edited 9 meses atrás by rodrigo maçolla
Realista
Realista
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

Correto a não se fazer né ..

obi wan
obi wan
Reply to  Realista
9 meses atrás

Tudo bem com o seu dinheiro não? Mas se a CEITEC evoluir trazer beneficio para o povo Brasileiro, você tem o dever vim a publico que você não tem direito algum dos beneficio da CEITEC, igual você fez agora no seu comentário que não aceita a CEITEC.

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  obi wan
8 meses atrás

O dinheiro que eu ganho com meu trabalho tudo bem sim, graças a Deus.. Não fico esperando beneficio de Ninguém, me avise então “Sr. obi wan” quando tiver evolução siginificativa nesta empresa que vou bater palmas,. veja não sou contra a empresa existem muitas estatais importantes e que geram beneficios mais esta na minha opinião ja perdeu o bonde faz tempo. e eu não preciso esperar nada,

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  rodrigo maçolla
8 meses atrás

“perdeu o bonde”.
Que bonde?
Não me consta que o imenso mercado para chips e circuitos vá desaparecer tão cedo.
Há mercado para o chip de 5 nm, há mercado para o de 28 e há mercado para outros de maior espessura e menos tecnologia agregada.
E não se engane.
“o seu dinheiro”, que você dá tanto valor, não indo para isso, provavelmente, irá para algo muito menos interessante que isso.
Aliás, dinheiro que não falta é o dos fundos eleitoral/partidário, das emendas parlamentares, das verbas de gabinete, das aposentadorias compulsórias de magistrados etc etc.

Nativo
Nativo
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

Voce ainda não entendeu nada da corrida por essa tecnologia.

Roberto
Roberto
Reply to  Nativo
9 meses atrás

Investimento estatal é a base dessas tecnologias, até a Samsung recebe rios de dinheiro do governo sul coreano.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Roberto
9 meses atrás

Investimento estatal sério com perspectiva de alavancar a economia sim. Agora aqui estatal é para fins políticos, gestão e perspectiva de negócio não é objetivo. No caso o investimento lá fora é feito no financiamento as empresas, não se montando estatal.

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  Nativo
8 meses atrás

Ok, Então me explica ?

Roberto
Roberto
Reply to  rodrigo maçolla
9 meses atrás

As chinesas também são estatais

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Roberto
9 meses atrás

não são, são privadas subsidiadas, poderíamos fazer o mesmo com a CEITEC mas não tem vontade política pra isso, muito melhor trazer a SAMSUNG para cá e fechar a CEITEC

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

A Samsung quis comprar a Unitec, não a Ceitec. Mas o BNDES não quis vender o que levou a empresa a parar atividades.

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

“muito melhor trazer a samsung”.
Falta só combinar com os sul coreanos…

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Alexandre Galante
9 meses atrás

A Unitec ainda tem condições de fábricar, a Ceitec não mais. Mas o BNDES travou a compra da Unitec pelos coreanos que iriam produzir Chips para seus equipamentos aqui. Sem chip, não se vende equipamentos eletrônicos. Mas é possível vender Boi que não usa chip. Sem contar que chip para boi é muito mais simples e facilmente acessado no mercado.

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
9 meses atrás

Grande avançao para eles claro mais como o amigo “WSilva” ja comentou ainda estão longe das máuinas holandesa ASML que podem fabricar chips com precisão de 5 a 3 nanômetros… mais é lógico , custam a bagatela de US$ 300 milhões cada. 

Adriano
Adriano
Reply to  rodrigo maçolla
8 meses atrás

A sml não fábrica Chips e a máquina de 3 n custa 2 bilhões de dólares

Francisco Vieira
Francisco Vieira
9 meses atrás

Muitas vezes o fato do irmão não nos emprestar o carro dele faz com que a gente compre o próprio carro.

Zé da Silva
Zé da Silva
9 meses atrás

Em menos de 5 anos eles copiam as máquinas dos outros.

João Borges
João Borges
9 meses atrás

Nem todos os semicondutores precisam ser fabricados no menor nodo. As pessoas pensam só em CPU/GPU e esquecem o resto… Existe um enorme mercado para processos de 14nm até os 90nm, mesmo nos dias de hoje.

comment image

Last edited 9 meses atrás by João Borges
IvanF
IvanF
Reply to  João Borges
9 meses atrás

Gráfico bem interessante!

Curioso como a litografia de 10nm saiu de linha, aparentemente substituída pela de 7nm, e a de 20nm parece ter chegado “atrasada” (já existia a de 16nm) e mal foi utilizada.

rodrigo maçolla
rodrigo maçolla
Reply to  João Borges
8 meses atrás

Sim amigo é verdade você tem razão, por isso mesmo é que não precisamos de uma estatal para fabricar com 350nm.. Deixa isso para outros e compramos estes já prontos, Precisamos de uma Empresa que seja de ponta, ai justificarai o investimenteo do governo. mas do jeito que esta não. é minha opinião

Last edited 8 meses atrás by rodrigo maçolla
Carlos Campos
Carlos Campos
9 meses atrás

Bom em breve em Litografia vão passar o Japão se já não passaram, correndo atrás dos Europeus agora, povo acha que é impossível superar ASML, mas os Japoneses destronaram os americanos em CHIPS, e na corrida os Japas estagnaram numa máquina EUV de 32nm, por isso perderam para a ASML, os Holandeses então destronaram os Japoneses, agora a China tá se empenhando a destronar os Holandeses.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

Vídeo mostrando como os Japas descobriram a aplicação do EUV para CHIPS e como eles perderam a corrida para os Holandeses
https://www.youtube.com/watch?v=8_OOta7Y6Ik

IvanF
IvanF
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

Vídeo interessante!
Mas se entendi direito, o grosso da pesquisa mesmo foi financiada pelos EUA, que fizeram depois a parceria lá com a ASML. Isso explica porque os holandeses só vendem a máquina pra quem os EUA aprovam.
E interessante ver como os japoneses chegaram perto, o quanto é caro entrar nesse mercado e que parecem existir outras alternativas possível na manufatura de semicondutores.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  IvanF
8 meses atrás

acertou, muitas patentes são américanas, e parte da ASML é americana, o Jp vendo isso jogou a toalha pq a TSMC e a Intel iam com a ASML

IvanF
IvanF
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

O Japão tá correndo por fora com outro tipo de tecnologia, por nanoimpressão. Se vai dá certo ou não, só o tempo dirá: https://gizmodo.uol.com.br/canon-lanca-equipamento-que-podera-superar-chips-da-linha-iphone-15-pro/

Heli
Heli
9 meses atrás

Não estarei vivo, porém se estivesse veria o Brasil daqui a 30 anos ainda nos commodities minério de ferro, soja, suco de laranja, café in natura e madeira (ilegal) da Amazônia, além de carnes. Tecnologia agregada pra quê né….

Lola Avila
Lola Avila
Reply to  Heli
9 meses atrás

Concordo… há um certo orgulho em ser a horta do mundo…

Last edited 9 meses atrás by Lola Avila
DanielJr
DanielJr
Reply to  Heli
9 meses atrás

Eu tenho mais de 30 anos de idade, e é isso aí mesmo. Era assim quando eu era criança, hoje em dia continua. Não tem motivo para mudar alguma coisa daqui a pocuo.

Paulo Roberto
Paulo Roberto
Reply to  DanielJr
8 meses atrás

Pois é.Um país que considera educação um gasto e não um investimento só se pode esperar isso

Jose
Jose
9 meses atrás

Não sei exatamente quais componentes a ASML produz e quais compra de terceiros para a fabricação destes equipamentos, mas uma das partes mais importantes (talvez a mais segundo especialistas) desse equipamento é feito pela Zeiss.

Marcelo Danton
Marcelo Danton
9 meses atrás

Vocês estão confundido empresas que compraram a “máquina que fabrica chips” ALEMÂ/holandesa…que é a UNICA no mundo que fabrica, custa 300 milhões de dólares e 4 anos para ficar pronta.
A China esta anunciando que desenvolveu uma MAQUINA dessas…28 nm é MUITO TOSCO AINDA. e o segredo é o LASER a ser empregado. LASER tosco, chip com nanometros grosseiros, serão fabricados.
Lembrando que essas máquinas são que nem submarinos…se for grosseiro/barulhento…de nada serve.
Não adianta ter laser avançado com vibração da máquina alto…e eu acredito piamente que a vibração dessas maquinas chinesas são iguais aos seus submarinos.

Last edited 9 meses atrás by Marcelo Danton
Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Marcelo Danton
9 meses atrás

Países com terremoto/ventanias fortes podem dizer adeus para fabricar/hospedar essas máquinas de 2-6 Nm…aumenta exponencialmente os custos e erros na fabricação.
Uma fábrica de 10 mil metros quadrados precisa de mais de 2000 estacas de 40-60 metros de profundidade para atenuar/eliminar vibração.
Isso para 6 Nm…se for menor, tipo 2Nm.. não sei como ficará.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Marcelo Danton
9 meses atrás

então, Japão, C do Sul e Taiwan não podem fabricar chips

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

EUA tbm não. Queria saber de onde ele tirou essas coisas…

WSilva
WSilva
Reply to  Jadson S. Cabral
9 meses atrás

Ele disse ”países” mas acho que no fundo quis dizer que a região onde essas máquinas operam não pode ter atividades sismicas pois tremores poderiam afetar a sensibilidade da máquina.

Last edited 9 meses atrás by WSilva
Paulo
Paulo
Reply to  Marcelo Danton
9 meses atrás

A Canon está anunciando uma máquina com concepção diferente, por 50 milhões de dólares, capaz de fazer chips com 1nm.
Está em teste.
Se aprovada, a ASML já era…

Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Paulo
9 meses atrás

Se der errado como “o tal anúncio por cientistas sul Coreanos” da obtenção da supercondutividade em temperatura ambiente..né?! Qual é o mais fácil acontecer?!? Tem uma técnica muito boa para novos negócios/conceitos e descobertas feito pelo Walter Disney para seus contos. 1-TEM de ter a vitima, 2-TEM de ter o vilão, 3- TEM de ter o “principe”, 4- TEM de ter….por ai vai… A PIXAR de Steves Jobs fez a mesma coisa…só que.. 1- NÃO TEM que TER a vitima….e segue o mesmo conceito. Para quem não entendeu… O conceito de Disney…ACABA, DESTROI a CRIATIVIDADE, pois a ENGESSA. A PIXAR… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Paulo
9 meses atrás

poderia me passar essa informação da Canon, pois ela saiu do EUV, no Japão a empresa mais avançada em Litografia é a Nikon

IvanF
IvanF
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

Ele deve tá falando dessa tecnologia: https://gizmodo.uol.com.br/canon-lanca-equipamento-que-podera-superar-chips-da-linha-iphone-15-pro/

A máquina pelo jeito já existe, tem o potencial, mas não e garantia de produção, vide os tantos atrasos nas produções em novas litografias que a TSMC teve (e Intel, e certamente todas).

Pra quem tem dinheiro sobrando, tá aqui o portfólio completo da Canon: https://global.canon/en/product/indtech/semicon/

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  IvanF
9 meses atrás

A questão não é só fazer o chip com a menor litografia, mas sim fazer uma uma maneira que compense. Isso é extremamente caro e a TSMC só é o que é hoje porque conseguiriam desenvolver um processo de fabricação de trilhões de semicondutores por ano, o que barateou muito o processo. Além do mais, eles não fabricam apenas os chips mais avançados, eles fabricam praticamente todo tipo de semicondutor, dominando o mercado mundial. Se você não consegue fazer isso, não adianta.

IvanF
IvanF
Reply to  Jadson S. Cabral
8 meses atrás

Sim, tem toda a cadeia de produção e custos, mas concorrência serve pra isso. Mercado tá aí crescendo, tem que correr atrás se quiser uma fatia, não precisa ser todo o bolo.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  IvanF
9 meses atrás

Muito legal, se for verdade isso é incrível, colocaria o Japão no limite da tecnologia para fabricação de semicondutores, já que a TSMC vai fazer uma fábrica lá, poderiam comprar uma máquina dessas para testar a produtividade e a qualidade.

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

Essa máquina da Canon é mais propaganda do que realidade, pelo menos na produção de chips avançados.

Sander Hofman da ASML escreve em seu boletim informativo semanal Always Be Curious. “As grandes desvantagens são que o processo de fabricação mecânica da Canon é lento e causa inerentemente microdistorções no wafer. Isso afeta o alinhamento entre as camadas subsequentes em um chip e causa defectividade. o pior pesadelo do fabricante de chips.”

Como disso noutro post, não há como competir com a ASML hoje e no futuro próximo, esquece.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Bom, a verdade é que essa tecnologia está ultrapassada, por isso que disse: “se for vdd”, pois não existe dados para que acreditemos no que a Canon diz

Andrey
Andrey
9 meses atrás

Tem muita gente dizendo que a China nunca vai chegar no nível de sofisticação do Ocidente porque o Ocidente levou décadas pra isso, mas o processo de inovação é lento e o de reprodução é mais rápido. Do jeito que eles estão investindo nesse setor, até 2030 eles já vão estar dominando a produção de chipes de 3 nm e 2040 eles vão ser os maiores produtores de tecnologias de ponta dada a capacidade industrial do país considerado a fábrica do mundo.

Last edited 9 meses atrás by Andrey
Scudafax
Scudafax
8 meses atrás

É impressionante a arrogância dos comentários aqui no blog. Sempre tentando diminuir, ridicularizar, subestimar o esforço dos países alheios. Como se o Brasil conseguisse lançar satélites ao espaço e fabricasse semicondutores. O pessoal não olha para o próprio umbigo…
Vejam algum documentário sobre educação na China, leiam sobre os resultados do PISA e analisem os resultados das olimpíadas de matemática.

Manus Ferrum
Manus Ferrum
Reply to  Scudafax
8 meses atrás

São os famosos anglo-saxões de Osasco.

SUTERMINATOR
SUTERMINATOR
8 meses atrás

Espero que a AI ajude a china com esses cálculos e consigam chegar a 3nn em pouco tempo.

O Brasil poderia se beneficiar com tudo isso. Mas oq importa é CPI 🤡

Tana
Tana
8 meses atrás

Creio que poderíamos afirmar que a China da década de 90 está para o Japão da década de 70 e a República da Coréia da década de 80. Então, observando onde o Japão e a Coréia estão, podemos imaginar onde a China chegará…

Geraldo Gomes
Geraldo Gomes
8 meses atrás

Fora equipamentos de ponta como celulares de última geração, chips de 28nm tem uma gama enorme de equipamentos que podem os usa-los, e sendo da China mesmo, com custo bem baratos. E o lucro vai financiar as pesquisas para tecnologias mais densas.

Geraldo Gomes
Geraldo Gomes
8 meses atrás

E tem um gargalo tecnológico, é mais fácil chegar de 28nm para 7nm do que sair de 7nm e chegar em 2nm, ou seja, a China tem grande chance de chegar perto do ocidente em um tempo não muito longo.

Ander
Ander
8 meses atrás

Nossa o q é a Seitec comparando com isso? Se a China está 20 anos atrasada estamos 100 anos.