Israel conduziu uma “incursão direcionada” usando tanques no norte de Gaza antes de se retirar, disseram seus militares na quinta-feira, enquanto o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu alertava que ocorreria uma incursão terrestre no enclave sitiado.

Um vídeo publicado pelas Forças de Defesa de Israel (IDF) na quinta-feira mostrou tanques e veículos blindados, incluindo uma escavadeira, movendo-se em uma estrada perto de uma cerca no norte de Gaza. Os tanques dispararam artilharia e alguma destruição pôde ser vista nas proximidades.

Em declarações à CNN, o porta-voz das IDF, Peter Lerner, disse que o ataque, que descreveu como grande, mas de alcance limitado, foi “uma operação clara e abrangente destinada a criar melhores condições para operações terrestres se e quando isso ocorrer”.

“Na verdade, enfrentamos o inimigo, matando terroristas que planejavam realizar ataques contra nós com mísseis guiados antitanque”, disse ele.

“Os soldados saíram da área no final da atividade”, concluiu o comunicado das IDF.

O ataque ocorre no momento em que novas imagens de satélite revelam a devastação causada pelas bombas de Israel no enclave sitiado.

À medida que a crise humanitária atinge um ponto crítico em Gaza, com ataques aéreos diários, o combustível vital prestes a acabar e os serviços de saúde paralisados, aumenta a pressão sobre a comunidade internacional para que Israel permita a entrada de ajuda desesperadamente necessária em Gaza, com mais países que defendem uma “pausa humanitária” nos combates.

“Estamos lançando fogo do inferno sobre o Hamas”, disse Netanyahu num discurso televisionado na quarta-feira à noite, ao mesmo tempo que afirmava que Israel “já eliminou milhares de terroristas – e isto é apenas o começo”.

“Ao mesmo tempo, estamos nos preparando para uma incursão terrestre”, acrescentou, mas disse que a decisão sobre quando tal ação seria tomada seria decidida pelo Gabinete de Guerra de Israel.

O primeiro-ministro também reconheceu pela primeira vez que “terá de dar respostas” às falhas de inteligência que permitiram o pior ataque terrorista da história de Israel, dizendo que será “examinado completamente” após a guerra.

Israel prometeu acabar com o Hamas, o grupo militante que controla Gaza, em resposta aos seus ataques terroristas mortais e à onda de sequestros de 7 de Outubro, nos quais 1.400 pessoas, a maioria civis, foram mortas e mais de 200 feitas reféns.

O seu ataque aéreo retaliatório ao que Israel chama de “infraestrutura terrorista” do Hamas devastou desde então o enclave densamente povoado de 140 milhas quadradas, que tinha sido descrito por grupos de direitos humanos como uma “prisão ao ar livre” muito antes do início da atual guerra.

VÍDEO: Israel faz operação terrestre em Gaza com tanques e veículos blindados

FONTE: CNN

Subscribe
Notify of
guest

70 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
8 meses atrás

Testes para saber a reação do outro lado. Acredito que o outro lado saiba disso e vai fazer pequenos ataques de distração, mas só vão mostrar as armadilhas e ataques quando Israel tiver de fato mais dentro do território e quando tiver invadindo de fato.

Ravengar
Ravengar
Reply to  DOUGLAS TARGINO
8 meses atrás

Um erro que vi ali cometido pelo Hamas foi não ter colocado minas antitanque nas proximidades da cerca.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Ravengar
8 meses atrás

Um erro que vi ali cometido pelo Hamas foi ter atacado Israel.

Harpia.
Harpia.
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Concordo.

Last edited 8 meses atrás by Harpia.
Harpia.
Harpia.
Reply to  Ravengar
8 meses atrás

É fácil de corrigir. É só todos os terroristas amarrarem uma mina antitanque na barriga e deitar no chão com a barriga para baixo. Israel para a guerra em pouco tempo. E os palestinos podem criar o estado palestino.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  DOUGLAS TARGINO
8 meses atrás

Foi para dar cobertura aos tratores para abrirem caminho

Caerthal
Caerthal
8 meses atrás

Essa é a fase interessante. Quando o mal absoluto é golpeado para que nunca esqueça.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Caerthal
8 meses atrás

Vc tá falado os judeus, eles relamente são os mal, saquearam terra dos palastinos

andre
andre
Reply to  Rogerio
8 meses atrás

vai estudar

Jose
Jose
Reply to  andre
8 meses atrás

Caro Andre alguns “conselhos” são desnecessários quando dirigido a certos elementos, não esqueça amigo socialista/comunista não trabalha, não estuda, não produz, no mundo de faz de conta deles as utopias se materializam principalmente quando estão sob efeito de algumas substâncias, a especialidade deles é viver de benefícios sociais bancados por aqueles capitalistas malvados que trabalham e produzem.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Rogerio
8 meses atrás

Os palestinos não querem a terra. Aquilo era um pântano com mosquitos ou terra seca. Eles querem o que os israelenses construiram. É como o socialismo, que dura enquanto puderem saquear o que foi feito por outros. Hoje, 60 anos depois da revolução Cuba virou uma terra de ruínas e desolação.

Harpia.
Harpia.
Reply to  Rogerio
8 meses atrás

A palestina e o antigo estado de Israel e Judeia e as outras tribos que compõem o povo de Israel. O nome foi mudado pelos Romanos após expulsarem as tribos hebreias das suas terras e espalharem pelo mundo. Nunca existiu um povo ou pais palestino. Palestina era uma região de vários impérios. Joga o Iphone, as roupas de grife e a nutela fora e vai estudar.

Lucas Meiva
Lucas Meiva
8 meses atrás

EDITADO:
COMENTARISTA BLOQUEADO POR NÃO SEGUIR AS REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Antunes 1980
Antunes 1980
8 meses atrás

Segundo uma tal analista militar do youtube e ex fuzileiro da reserva da marinha.
Israel e os Estados Unidos estão se borrando de medo de invadir Gaza.

E o mundo está contra Israel e as ações de apoio do ocidente.

Last edited 8 meses atrás by Antunes 1980
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antunes 1980
8 meses atrás

se borrando de medo não sei, mas que vai ser difícil, até tropas deles experientes em CQB vão ter dificuldades, no final o resultado vai ser morte de vários integrantes do HAMAS

Realista
Realista
Reply to  Antunes 1980
8 meses atrás

Tem os adolescente de 17 anos especialista em guerra caso preferir .

Leonardo
Leonardo
Reply to  Realista
8 meses atrás

Exatamente, tem vários canais de moleque dizendo aquilo que vcs querem ouvir.

WSilva
WSilva
Reply to  Leonardo
8 meses atrás

Os canais de moleque são do coisa do passado embora ainda lucrem muito espalhando informações de baixa qualidade ou até mentiras na Internet.

A moda agora é os ”professores” e ”especialistas”.

Leonardo
Leonardo
Reply to  WSilva
8 meses atrás

É verdade, entre estes os famosos Professor Hoc, Ancapsu, os cara só fala besteira, além do Hoje no Mundo Militar, o pior de todos.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Antunes 1980
8 meses atrás

Você já ouviu falar da Guerra Árabe-Israelense entre 1948 e 49?
Você já ouviu falar da Guerra dos Seis Dias em 1967?
Você já ouviu falar da Guerra do Yom Kippur em 1973?
Você já ouviu falar da Guerra Civil Libanesa entre 1975 e 85, e o que Israel fez ali?

Na boa, não é Israel que está se borrando.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Só esqueceu de falar do recente ano de 2006 quando Israel foi derrotado pelo Hezbollah, dada a diferença militar abissal foi vergonhoso para Israel. Todas essas guerras que citou foram guerras rápidas, o estado Judeu não está preparado para uma guerra longa, pois possui uma população relativamente pequena de pouco mais de 9 milhões de habitantes segundo dados de 2021, e nesse conflito convocou 360 mil reservistas, ou seja, cerca de 4% de sua população economicamente ativa está mobilizada para esse conflito. Não dá para comparar com a população mulçumana, pois diferentemente dos mulcumanos, muitos jovens israelense estão contaminados pela… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Leonardo
8 meses atrás

Se eu comentário sobre tamanho de população tivesse embasamento os árabes teriam expulsado os judeus daquela região em 48-49.

Israel derrotado..uhum. Claro.
Agora, toma o remedinho e volta para a caminha.

Last edited 8 meses atrás by Emmanuel
Leonardo
Leonardo
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

”Agora, toma o remedinho e volta para a caminha”. Bom vc deve ter algum problema de interpretação de textos ou é quem precisa de fato tomar um remédio, pois me referi ao tamanho da população, caso o conflito seja demorado, inclusive comentei que todos os conflitos citados foram rápidos, haja visto, que um desses conflitos leva o nome do tempo que durou, ou seja, 6 dias. Agora querer analisar um conflito pelo tamanho do exercito, por que das outras vezes foi assim ou assado, pelos equipamentos que cada lado possui, é coisa de canal de molecada, Israel não tem profundidade… Read more »

Last edited 8 meses atrás by Leonardo
Paulo
Paulo
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

O pessoal nasceu em 2005 e vem querer entender Israel kkkkkk

Leonardo
Reply to  Paulo
8 meses atrás

“O pessoal nasceu em 2005 e vem querer entender Israel kkkkkk”

Mais um dos que são fãs de canais feitos por moleques de 17 anos, inclusive fazendo parte da membresia que apóia esses canais financeiramente.

Faz-me rir!!!!! 😂😂😂😂😂😂😂😂

É isso aí, toca o barco!!!!!

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Paulo
8 meses atrás

Exatamente.
Sem noção da realidade que Israel vive há dois mil anos.

Charle
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Não só israel como todos os povos que vivem na região há mais de cinco mil anos. Independentemente de “serem escolhidos” ou não. Pois todos eles, sem exceções, merecem o respeito da humanidade.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Antunes 1980
8 meses atrás

E porque Israel ainda anão invadiu, não vai ser fácil, tipo um passeio no parque, onde irão lá para atirar em alguns patos? Se Israel é tão poderoso, então porque os EUA tiveram que enviar dois porta aviões e seus respectivos grupos de batalha e ainda enviaram um navio de assalto anfíbio que leva algumas unidades de F-35 com 2000 fuzileiros? Não podemos esquecer do Reino Unido que enviou dois ou três navios. “E o mundo está contra Israel e as ações de apoio do ocidente.” O engraçado disso tudo é que o Sul Global não apoia Israel, a tá… Read more »

Maurício.
Maurício.
8 meses atrás

Vou dar alguns pitacos do que Israel poderia fazer em relação a faixa de Gaza. Primeiro, reforçar bastante o número de soldados para patrulhar os cerca de 60km de fronteira terrestre, mas reforçar mesmo, todos devem estar fortemente armados e com apoio de veículos blindados 4×4 também fortemente armados, assim como um número constante de navios patrulha nos cerca de 40km do litoral. Os cerca de 12km de fronteira com o Egito é complicado, em tese é problema do Egito, mas Israel deve estar sempre atento também. Segundo, retirar as sanções, sanções só ajudam a criar ainda mais tensão e… Read more »

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

4 – Servir um belo jantar para a família dos sequestrados e os sequestradores em um Hotel 6 estrelas em Tel Avive

Carlos Campos
Carlos Campos
8 meses atrás

Pessoal a tecnologia LIDAR poderia ser usada para localizar a entrada dos túneis ? ou parte deles

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
8 meses atrás

A impressão que se tem é que, caso fosse um inimigo mais equipado e preparado a nível UCRÂNIA, essa fileira de veículos teria sido tocada de mesma forma que aconteceu com os Russos.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
8 meses atrás

Guerras diferentes, tu não viu o tanto de tanques e blindados israelenses todos juntos e misturados parados na fronteira? Se fosse contra um país minimamente armado, seria um desastre, já que estariam ao alcance da artilharia e aviação inimiga, mas o Hamas em tese não tem essa capacidade toda.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Egito pensou assim e se deu muito mal.

A força aérea de Israel, assim como a sua artilharia, reduziria qualquer coisa do Hamas a pó. Assim como foi feito com os egípcios, libaneses, jordanianos e todo mundo que tentou entrar ali.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Tu está falando de uma guerra de mais de meio século atrás, até pouco tempo atrás se falava de Israel como se fosse um país quase que inviolável, mas foi atacado por terroristas por ar, terra e mar, se falava em Trophy isso, Trophy aquilo, hoje o Trophy faz par com as gaiolas tão criticadas quando os russos usam. Deixar tanques e blindados parados e reunidos hoje em dia aconteceria o mesmo que acontece na Ucrânia, tanto por parte dos ucrânianos como por parte dos russos. Usar uma guerra de mais de meio século atrás não é parâmetro para os… Read more »

Heinz
Heinz
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Israel deixa os tanques parados assim porque sabem eu os meios do Hamas são quase inexistentes para um ataque massivo contra aglomerações militares israelenses, o forte deles é lançar mísseis e foguetes contras as cidades e alvos civis em Israel.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Se não fosse parâmetro as academias militares não estudavam movimentos feitos na II guerra mundial nos dias de hoje.

Já ouviu falar do assalto a Brécourt Manor? Com certeza que não.Vai dar uma lidinha.
É estudado em West Point até hoje.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Querem estudar? Que estudem…
Agora, se alguém chegasse pra você e dissesse que Israel seria invadido por terroristas por ar, terra e mar, que tocariam o terror, que invadiriam bases, que matariam centenas de civis incluindo soldados, que os tão falados Merkava com seus Trophy teriam que usar gaiolas no estilo russo, tu ia acreditar? Provavelmente não…

Werner
Werner
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Hoje vc sabe que seria muito diferente,por mais que eu admire Israel não sou torcedor para achar que se Israel enfrentar um Egito de agora venceria fácil,a situação seria muito diferente,o Egito gasta e muito,estão bem armados.

Paulo
Paulo
Reply to  Werner
8 meses atrás

Não ia ser fácil, ia ser goleada, e nem ia virar o campo pro segundo tempo. Kkkkk

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Werner
8 meses atrás

Gastar muito não é sinônimo de saber usar.
Arábia Saudita é a prova viva disso.

Israel sabe usar na perfeição tudo o que tem, essa é a diferença.
A pequena diferença.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
8 meses atrás

Israel tem uma das melhores forças aéreas do mundo. Provavelmente Israel teria o controle do espaço aéreo como tem agora.

Qualquer coisa que voasse ou disparasse contra Israel seria destruído.

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
8 meses atrás

Pra vc ver. Mas ainda não perderam uma Guerra.

Nei
Nei
8 meses atrás

Se é amigo do ocidente, é inimigo né. Sempre apoiando terrorista você.

naval762
naval762
8 meses atrás

Põe na conta do hamas.

Rafael Aires
Rafael Aires
8 meses atrás

Aliado pode jogar bombas na cabeça de criança que tá tudo bem.

Last edited 8 meses atrás by Rafael Aires
Sensato
Sensato
Reply to  Rafael Aires
8 meses atrás

Seu silêncio seria mais útil que seus desenhos.

fjuliano
fjuliano
8 meses atrás

“Bombas que derrubam construções inteiras, hospitais, estações de energia e demais alvos civis, são civilizadas e elegantes. Esse tipo de ataque é civilizado, dentro dos padrões e de acordo com os patrões. Lindo de se ver. Nada de terror em matar centenas ou milhares de civis diariamente, até porque nada justifica matar crianças como o Hamas fez. Nada justifica matar crianças brancas. Isso feito é plenamente justificável bem como deve ser, matar o máximo de crianças, bebês, mulheres, idosos e etc palestinos já que estes nada tem a ver culturalmente e racialmente com o dito ocidente. É plenamente justificável e… Read more »

Nativo
Nativo
Reply to  fjuliano
8 meses atrás

Pois é! Vingança é a justifica obvia da continuidade da operação, pois o número de mortes no lado de Gaza já ultrapassa em mais de 3 vezes, os mortos pelo hamas.

Tuacha
Tuacha
Reply to  Nativo
8 meses atrás

Justificar a morte de inocente só faz sentido para o atacante. O hamas também tentou justificar a morte de inocesnte.

Paulo
Paulo
Reply to  fjuliano
8 meses atrás

O meninão precisa estudar antes de postar. Infraestrutura civil sendo usada para fins militares vira alvo militar, e é coberto por lei o ataque. Se informar é bom.

fjuliano
fjuliano
Reply to  Paulo
8 meses atrás

Olha só o sábio da barba branca destilando “conhesimentu”! o youtube está cheio desse tipo, esse aí deve ter um canal lá tb para variar. Esse argumento de “escudo humano” e “infraestrutura civil usada por terrorista” justifica simplesmente qualquer ataque e foi criado para isso mesmo. É na verdade um escudo sim, escudo de Israel para justificar ao mundo qualquer ataque. Não existe sequer argumento crível, só esses absurdos ditos por cara pálidas como vc, em privar simplesmente milhões de pessoas de mantimentos básicos para a vida como água por exemplo, combustível para geradores de hospitais e várias outras coisas.… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
8 meses atrás

Israel vai terraplanar parte daquele pedaço de mundo e embaixo de toda terraplanagem vão estar os bons civis palestinos, que não tem nada a ver com a história, e os terroristas do Hamas.

Depois de 2023, o Hamas pensará algumas vezes em fazer alguma incursão contra Israel.

Rocha
Rocha
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Estive em territórios palestinos e sinceramente é difícil os tais bons “palestinos”, o ódio é generalizado e hereditário. Eu tenho vários bons “palestinos” colegas em redes sociais e todos ficaram felizes com os ataques, sentem orgulho… no fundo todos esse bons “palestinos” são simpatizantes do terror. Não vejo mais nenhuma legitimidade em uma causa que simpatiza com ataques a alvos civis.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Rocha
8 meses atrás

Existem pessoas boas entre os palestinos, assim como existem os maus entre os judeus.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Cristãos, judeus, islámicos e budistas podem ser boas e más pessoas. O problema do islamismo é que o próprios livros sagrados dizem clara e repetidamente que escravizar, ferir e matar infiéis é algo desejável. Não seja tolo, procure se informar.

Magaren
Magaren
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

Boa parte dos terroristas do Hamas estão escondidos em tuneis usandos refém como escudos..

Caerthal
Caerthal
Reply to  Emmanuel
8 meses atrás

As primeiras e as últimas vítimas do Hamas serão os palestinos. Fazer o quê?

Marcelo
Marcelo
8 meses atrás

Depois do último ataque do Hamas, só sobrou uma opção para Israel: ser implacável. Será a aplicação de máxima força convencional para mandar uma mensagem dissuasória para os grupos armados e países inimigos no Oriente Médio. Os civis palestinos tem que ser retirados de Gaza o mais rápido possível ou será um massacre. Esse conflito é muito antigo e a palavra misericórdia há muito deixou de ser usada pelos dois lados.

MATHEUS AUGUSTO
MATHEUS AUGUSTO
Reply to  Marcelo
8 meses atrás

Ah é por que a história está cheia de exemplos de como essa abordagem sempre dá certo.

Orivaldo
Orivaldo
8 meses atrás

Essa escavadeira é de respeito

RDX
RDX
8 meses atrás

Já ouviram falar no Hezbollah ? A imprensa antisemita enche a boca para exaltar a capacidade militar dessa organização terrorista. Recentemente tal imprensa disse que os Hezbollah é muito mais poderoso que o Hamas. Sim, e de fato é. Pois bem, durante a guerra do Líbano 2006, o “poderoso” Hezbollah apoiado pelo Irã e com liberdade de ação no Líbano conseguiu destruir 5 Merkavas (20 foram penetrados), abater 1 helicóptero de transporte e matar 120 soldados. Então parem de delirar (e chorar) pois o fim do Hamas está próximo.

Heinz
Heinz
8 meses atrás

Excelente, hora de começar extermínio do Hamas, e seus asseclas terroristas, não se esqueçam que há membros do ISIS lutando ao lado do Hamas, deixaram até bandeiras quando atacaram Israel. A vingança é um prato que se come frio, e quem tiver com pena, leva pra casa…

MATHEUS AUGUSTO
MATHEUS AUGUSTO
Reply to  Heinz
8 meses atrás

Tá demorando pra começar.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Heinz
8 meses atrás

Só não esqueça como o ISIS nasceu, foram invadir uma nação livre e soberana com a desculpa das tais armas de destruição em massa, o resto é história…

Last edited 8 meses atrás by Maurício.
Heinz
Heinz
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

não importa como nasceu, mas sim as barbáries que cometeram, pra você ver, que até os russos lutaram contra eles.

Harpia.
Harpia.
8 meses atrás

E para quem está defendendo o Hamas. Procure o estatuto deles na internet e leiam. O Hamas não defende a criação e a existência de um estado palestino. Ele defende a existência de um grande califado islâmico em toda região E prega o massacre de todo o povo judeu em Israel e de todos os cristãos, ateus e praticantes de outras religiões. No estatuto eles são contrários a tudo que esses “defensores” das minorias oprimidas pregam. No estatuto e nas suas ações na faixa de gaza eles proíbem a liberdade de escolha, homossexualidade, de culto e expressão. Aceitam a escravidão… Read more »

Harpia.
Harpia.
8 meses atrás

Estou vendo os comentários e fico impressionante no que o mundo se transformou. Todo defendendo causas nobres e populares. Liberdade de expressão, Liberdade de culto, Liberdade sexual, liberdade de gênero, não a violência, racismo, misoginia e etc. E quando podemos mostrar o quanto as nossas causas são nobres. Vejo todo mundo xingando e desrespeitando as pessoas. E defendendo causas não por princípios, mas porque a causa A e contra causa B e não gosto da causa B porque é apoiada pela causa C que não gosta da causa A. Não importa que a causa A defenda valores que antagônicos com… Read more »

Caerthal
Caerthal
Reply to  Harpia.
8 meses atrás

Leia Olavo de Carvalho e comece a entender todo essa teatrinho.