Múcio afirma que Defesa não permitirá que Venezuela tente entrar na Guiana pelo território brasileiro

73

Exército da Venezuela em desfile

Ministro da Defesa afirmou que o Brasil irá garantir segurança na fronteira

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse à CNN nesta sexta-feira que o governo está atento a eventuais movimentações na fronteira com a Venezuela diante da possibilidade de que o país tente invadir a Guiana usando o território brasileiro.

“Precisamos ter cuidado. É como se seu vizinho quisesse invadir outra casa usando a sua. O que não podemos permitir é que a Venezuela, querendo entrar na Guiana, use nosso território. Estamos atentos. A Defesa não vai permitir que use território brasileiro para outro país entrar em briga”, disse.

Neste domingo, haverá um referendo, convocado por Nicolas Maduro, para que os cidadãos avaliem se apoiam que a Venezuela fique com uma área pertencente a Guiana chamada Essequibo. Uma das perguntas é se a população autoriza o governo a usar “todos os meios” para retomar a área, que ocupa quase dois terços da Guiana. O território tem reservas de petróleo.

O ministro disse à CNN que o Exército ampliou tropas na região, algo que já estava previsto, mas foi antecipado diante da possibilidade de aumento da tensão.

“Por enquanto é um problema da diplomacia. Mas como a fronteira é nossa responsabilidade estamos atentos e antecipamos um reforço de tropas que já faríamos”, disse.

Para evitar uma escalada, o Itamaraty também está buscando uma solução pacífica com apoio do Palácio do Planalto.

FONTE: CNN

Subscribe
Notify of
guest

73 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
2 meses atrás

Os estertores de um regime claudicante…

PACRF
PACRF
Reply to  Dagor Dagorath
2 meses atrás

Assemelha-se ao regime militar da Argentina, que sem respostas às demandas socioeconômicas da população e sob uma repressão brutal, resolveu invadir as Malvinas. O desfecho da história todos conhecem.

Rafa
Rafa
Reply to  PACRF
2 meses atrás

Militares brasileiros já estão atuando para manter a fronteira limpa.

comment image

Last edited 2 meses atrás by Rafa
chris
chris
Reply to  Rafa
2 meses atrás

Acredito que o governo brasileiro, mais uma vez, só quer aparecer…

Eles não precisam passar pelo território brasileiro !

Eu espero que os EUA intervenham desta vez… O problema nao eh a Guiana… Nem a Ucrânia… O problema eh esses ditadores acharem que o ocidente se acorvadou… E começarem uma nova onda de invasões… Como a que culminou na 2a guerra mundial, com milhões de mortos !

Wagner
Wagner
2 meses atrás

O Brasil não tem meios suficientes em Roraima pra se opor a um grande ataque da Venezuela.

Bueno
Bueno
Reply to  Wagner
2 meses atrás

Terão capacidade de impedir se a Venezuela resolver passar o rubicão?

LeoRezende
LeoRezende
Reply to  Wagner
2 meses atrás

E nem a venezuela tem meios para lançar um grande ataque onde realmente possa utilizar seus números de maneira onde possa ganhar essa guerra hipotética de modo rápido e fácil. Isso sem falar na ameaça onipresente do porrete da USN et amicos tuos. Faltam meios anfíbios,aeromóvel ou transporte de paraquedistas em números suficientes para ataques em grande escala. Os principais rios da região poderiam ser dominados por uma pequena força compatível com os meios disponíveis,mas o problema são a distância e os flancos tomados por floresta virgem. Logistíca difícil e guerra irregular drenariam recursos preciosos para sua manutenção. Meios terrestres… Read more »

Alexandre
Alexandre
Reply to  Wagner
2 meses atrás

Mas tem meios de movimentar tropas e equipamentos em pouco tempo para a área, coisa que a Venezuela não tem!

Sergio
Sergio
Reply to  Wagner
2 meses atrás

O Brasil não tem meios nem pra enfrentar uma tentativa de tomada do poder pelo consorcio CV/PCC, amigo. ” Sorte” nossa que eles preferem dominar e governar de outra maneira.

MARS
MARS
Reply to  Sergio
2 meses atrás

É muita ignorância mesmo… Alguns fazem questão de não usar o cérebro nos dias atuais… Preocupante!!!

FELIPE
FELIPE
Reply to  Sergio
2 meses atrás

Sua ignorância me assusta. Apesar da obsolência de muitos meios, temos 356.000 militares ativos, e ao menos uns 30.000 muito bem treinados e quipados como forças de Elite.O crime organizado não prefere agir nas sombras, eles simplesmente não possuem alternativa.

Sergio
Sergio
Reply to  FELIPE
2 meses atrás

Grato pela resposta. Bem gostaria crer no contrário. Mas não é possível. Não suportariamos sequer, combates contra o exército boliviano. Que dirá uma potência regional agressiva sustentada pelo blofeld do Kremlin e seus associados de Pequim. O que me preocupa realmente é a reação do atual governo brasileiro. E a vantagem que alguns tirariam disso pra ocupar o pedaço. Mas continuo não crendo que o maluquinho dará o passo fatal. Se fizer veremos a USAF desfilar nos céus dessa privada sem saída a vista chamada América Latina.

leonidas
leonidas
Reply to  Sergio
2 meses atrás

Na verdade o que este ditador pleno quer fazer é oficializar a vigilância do espaço aéreo amazônico por forças da Otan agindo supostamente em defesa da soberania da Guiana (enquanto vai comendo pelas bordas a nossa soberania e das demais nações sobre a vasta e riquíssima região amazônica…)

Luiz Carlos
Luiz Carlos
Reply to  Sergio
2 meses atrás

Se vc chama nossa região de privada , o que tá fazendo aqui , porque já não foi , pra Europa, ou USA , talvez Ásia,
Fica desfazendo da terra que abriga em paz e que te alimenta , mas é bem a cara mesmo de pessoas ingratas e maumorada com a vida.

Rafael Aires
Rafael Aires
Reply to  Sergio
2 meses atrás

PCC não aguenta com a Rota, não. Rsrs

PACRF
PACRF
Reply to  Wagner
2 meses atrás

Nem a Venezuela possui meios suficientes para manter um conflito de média ou de longa duração contra o Brasil. Afinal, não dá para comparar a infraestrutura industrial do Brasil com a da Venezuela. Além disso, nenhum país das Américas aceitaria uma ação desse tipo, talvez a Nicarágua. Só a Rússia talvez simpatizasse com essa aventura para legitimar a invasão da Ucrânia. No entanto, sem um único porta-aviões operacional ficaria difícil. Lembrando que a Rússia sequer está dando conta da Ucrânia.

Vinícius
Vinícius
Reply to  Wagner
2 meses atrás

Basta deslocar uma tropa para lá.

Fëanor
Fëanor
2 meses atrás

Agora imagina uma força de blindados venezuelana passando por terras indígenas na região da Raposa Serra do Sol?

Destruindo a vegetação local e ameaçando os povos originários durante o processo?

Como esse governo, que é conivente por debaixo dos panos, vai justificar um descalabro como esse pra seus apoiadores?

Thiago Marques
Thiago Marques
Reply to  Fëanor
2 meses atrás

Se esforçou pra construir esse “ponto de vista” hein…

deadeye
deadeye
Reply to  Fëanor
2 meses atrás

Eu duvido que os blindados consigam operar lá

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  deadeye
2 meses atrás

Olá. Olhando a imagem no google maps, dá para perceber que a fronteira entre a Venezuela e a região do Essequibo é de floresta. Não há como deslocar tropas mecanizadas ou motorizadas por ali. Por outro lado, a fronteira entre o Brasil e a Venezuela naquela região está toda desmatada, o que permitiria a passagem de tropas por ali até Essequibo, mas depois, o território da Guiana é todo de selva novamente, encurralando a tropa entre a fronteira com o Brasil e a floresta. Não faz sentido estratégico nem tático ocupar Essequibo na fronteira com o Brasil, muito menos cruzando… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

“Por outro lado, a fronteira entre o Brasil e a Venezuela naquela região está toda desmatada, o que permitiria a passagem de tropas por ali até Essequibo” . O que você está vendo pelo maps, não é fruto de desmatamento, mas sim o Lavrado de Roraima. É um região de Savana, que é propicia ao emprego de forças blindadas, meios de transporte terrestre, sistemas de defesa antiaérea de grande desempenho e assim por diante… . “Não faz sentido estratégico nem tático ocupar Essequibo na fronteira com o Brasil, muito menos cruzando tropas pelo território brasileiro, o que criaria um problema… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Bardini
Santamariense
Santamariense
Reply to  Bardini
2 meses atrás

O que você está vendo pelo maps, não é fruto de desmatamento, mas sim o Lavrado de Roraima. É um região de Savana,…”

Eu acredito que ele saiba disso, mas usa-se esse tipo de comentário para reforçar um discurso maior. É capaz até de afirmar que o dito desmatamento ocorreu nos últimos 4 anos.

Ravengar
Ravengar
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Nem precisa de muito esforço para adentrar ali Bardini, é só a Venezuela usar estradas vicinais na divisa com o Brasil,contornando o posto de fronteira e usando veículos descaracterizado,adentrar nas rodovias e chegar a Guiana,já em relação aos equipamentos pesados,faz a mesmas coisa, porém utilizando as estradas durante o período da madrugada.

Heinz
Heinz
Reply to  Ravengar
2 meses atrás

sim claro, porque a FAB não tem drones e nem helicópteros para ver isto… É cada teoria.

Ravengar
Ravengar
Reply to  Heinz
2 meses atrás

E aonde está baseado estes ” helicóptero 🚁 e drones?”
Até chegar a Roraima os venezuelanos já atravessaram a fronteira…

Heinz
Heinz
Reply to  Ravengar
2 meses atrás

Puts……

Caerthal
Caerthal
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Achismos 24 h/dia.

Junior
Junior
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Professor um pouco de geografia básica: aquela região não tinha floresta, não foi desmatada, é uma “savana”. Muito capim.

silvom
silvom
Reply to  Fëanor
2 meses atrás

dois minutos de bobagens

Boitatá
Boitatá
2 meses atrás

Isso quer dizer que se não passar pelo Brasil, pode?

RPiletti
RPiletti
Reply to  Boitatá
2 meses atrás

Passar pelo Brasil e não passar pelo Brasil são situações muito diferentes.
Essa declaração é apenas para a imprensa, Maduro quer o território da Guiana e não uma confusão com o Brasil.

FERNANDO
FERNANDO
2 meses atrás

Chamem o Rambo e os mercenários.
Resolvem o problema fácil, fácil
Bem, nos filmes é assim né!

Henrique
Henrique
2 meses atrás

ai chega no dia, o caras usam o território pra fazer a passagem e o governo emite um notinha tosca:

“ai ai ia Venezuela, muito feiu você, isso não se faz… teamos desapontado, agente sumus neutro e prezando pela paz”

JapaSp Jantador
JapaSp Jantador
Reply to  Henrique
2 meses atrás

Kkkkkkkkk li com q voz do lula

Charle
Reply to  JapaSp Jantador
2 meses atrás

Tão feia quanto aquele antigo ocupante do Planalto com a língua travada…

Bueno
Bueno
Reply to  Henrique
2 meses atrás

kk, Mano ! estou torcendo muito para a Venezuela fazer isto… quem sabe assim o alto comando das forças armadas joga o tão falado livro END de 1001 noites de paginas na  lata do lixo e façam realmente um programa descente que possa ser executado e coloca pressão no congresso, CREDEN e todos puxadinhos que existem para faz de conta que estão atentos ao tema Defesa…

Rosi
Rosi
Reply to  Bueno
2 meses atrás

Eles Vão se encontrar e da um aperto de mãos e um caloroso e fraterno abraço

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

Já está permitindo com a meia dúzia de militares que colocaram lá.

Tem que mandar os Leopards, Astros e Gripens equipados com meteor e spice 1000 para lá.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

Basicamente o Governo sinaliza que a Venezuela pode fazer o que bem entender.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

Só queria saber como é que leopards iriam chegar lá

Mars
2 meses atrás

Imaginando que a Venezuela cumpra as ameaças e tome Esequibo pela força, quais cenários podem se desenrolar depois? Imagino que o Brasil vai se comportar da mesma forma que no conflito Rússia x Ucrânia esperando que a Guiana ceda o território para Venezuela, ou melhor, a ”Guina não pode querer tudo”. rs Os outros países de região vão repudiar e devem pautar algum tipo de sanção mas não devem fazer nada do ponto de vista militar. A ONU deve seguir essa mesma linha com sanções e exigindo a saída do território mas não deve ter nenhuma espécie de coalizão militar… Read more »

Sergio
Sergio
2 meses atrás

Ainda duvido que chegue às vias de fato. O Problema , observando as notícias que chegam da Venezuela, é que parece que a onda lá está se avolumando. Esse triste, mais um, tiranozinho latino americano, pode acabar “empurrado” pra guerra. Os americanos devem estar na expectativa. É a oportunidade…obs: Nosso ministro da defesa fala da preocupação em não permitir a passagem de tropas por nosso território em caso de conflito mas não da agressão em si . Vai ser aquele teste pro governo do garotao do mecanismo.

Zeca
Zeca
2 meses atrás

Espero que Maduro não se atreva. Caso contrário, haverá nota de repúdio.

bjj
bjj
Reply to  Zeca
2 meses atrás

Pois ele que fique atento. O Brasil é a maior potência mundial na produção e utilização de notas de repúdio

GRAXAIN
GRAXAIN
Reply to  Zeca
2 meses atrás

“O que os olhos não veem, o coração não sente.” Se o punhado de bravos do pelotão de fronteira de Pacaraima não perceberem a passagem do Exército Bolivariano pelos mais de 130km de fronteira com a Venezuela das terras da Reserva Raposa Serra do Sol, o Brasil nem sente nada! Só se algum agente do IBAMA ou patriota de ONG que opere na reserva abrir a boca!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Zeca
2 meses atrás

“Caso contrário, haverá nota de repúdio.”

Não se esqueça que temos pólvora! 😂

Wilson França
Wilson França
Reply to  Zeca
2 meses atrás

Espero que o Brasil intervenha militarmente.
E que tu seja convocado.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Wilson França
2 meses atrás

Caro WF. Ainda que suponho que seu cometário tenha outro contexto, não há como o Brasil intervir militarmente na Venezuela ou na Guiana, a não que seja uma tropa de paz da ONU.

Contudo, o objetivo de uma missão de paz é garantir cessar-fogo ou proteger populações, nunca para “garantir” território.

Emmanuel
Emmanuel
2 meses atrás

O chefe de Múcio concordou com o que ele disse?
Ou é só bravata para inglês ver?

Diplomacia que eles falam, não é????
Diplomacia para impedir uma ditadura de invadir uma democracia.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Emmanuel
2 meses atrás

Caro. Espero que sim, porque se o tomou uma decisão em um assunto desta gravidade sem consultar o presidente provavelmente será demitido.

FELIPE
FELIPE
2 meses atrás

Até o momento apenas 130 militares em Pacaraima, um reforço de 60.

GRAXAIN
GRAXAIN
2 meses atrás

Como o Múcio fará isso? Dobrando o contingente do Pelotão de Fronteira? vai aumentar de sessenta e poucos para cento e vinte homens? Entendi!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  GRAXAIN
2 meses atrás

Depende. Qual o tamanho da tropa venezuelana na fronteira com o Brasil? Eles estão armados com o que?

GRAXAIN
GRAXAIN
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Tranquilo, hermano. Las tropas bolivarianas en la frontera permanecerán desplegadas de manera similar a las brasileñas. Mientras tanto, la fuerza expedicionaria de invasión tiene más de 130 kilómetros de frontera para atravesar sin ser detectada en la Reserva de los Indígenas.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  GRAXAIN
2 meses atrás

Bebiendo cueca-cuelas.. riso

Maurício.
Maurício.
2 meses atrás

“Ministro da Defesa afirmou que o Brasil irá garantir segurança na fronteira.”

E vai ficar só nisso mesmo…

Junior Souza
Junior Souza
2 meses atrás

Se eles decidirem passar o atual governo vai prover todos os meios para isso e ainda criticar a Guiana por se defender.
Eu não tenho a menor dúvida disso.

Alfa BR
Alfa BR
2 meses atrás

“Os desafios nacionais para o emprego da Força Terrestre em combate convencional no estado de Roraima, frente a atual conjuntura geopolítica com a Venezuela”

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Link para o download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/8522

comment image

naval762
naval762
2 meses atrás

A venefavela vai invadir e as FFAA brasileiras não vão fazer nada.

Heinz
Heinz
Reply to  naval762
2 meses atrás

O que será uma vergonha gigantesca, e o enterro definitivo do Brasil como potência na América do Sul, pois isso abre a possibilidade de uma base permanente americana na Guiana.

FELIPE
FELIPE
2 meses atrás

Num país sério já teriamos no mínimo um esquadrão de caças de prontidão em Boa Vista , nem que fosse 6 F-5M armados com mísseis ar-ar e bombas.

adriano Madureira
adriano Madureira
2 meses atrás

É em uma hora dessas, de incertezas quanto a paz, que faz falta algumas aeronaves robustas…

comment image

comment image

comment image

adriano Madureira
adriano Madureira
Reply to  adriano Madureira
2 meses atrás

Acredito que aqueles que negativaram a postagem, deve ser daquele grupinho que ou é pacifista/ desarmamentista , ou acha que estamos bem defendidos com nossos poderosos esquilos…

comment image

comment image

comment image

adriano Madureira
adriano Madureira
2 meses atrás

comment image

Quem sabe agora com essa demonstração hostil na região, os palhaços de Brasília levem a sério os constantes pedidos dos militares, que há anos vem sendo negligenciado…

Oque faltaria seria apenas uma atitude agressiva de Maduro para com o Brasil

comment image

adriano Madureira
adriano Madureira
2 meses atrás

Quem sabe com essa crise, nossas deficiências sejam mostradas e jogadas na cara desses cretinos engravatados, que só sabem discursar e fala bonito, mas nada de ajudar a defesa da nação.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  adriano Madureira
2 meses atrás

Tem muito engravatado nas ffaa, que só sabe falar bonito e usar os recursos disponíveis para benefício da corporação.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
2 meses atrás

Muito pouco. O Brasil já deveria ter dito em alto e bom tom que não aceitará uma guerra na América do Sul, muito menos nas nossas fronteiras.
A gente deixa os outros fazerem o nosso papel e depois reclamamos que não temos importância.
Sério que é preciso os EUA intervieram? É literalmente o nosso quintal. Nós quem devemos remediar a questão

cipinha
cipinha
2 meses atrás

Se o Brasil fosse realmente um país serio, já teria dado um forte chega pra lá na Venezuela “não admitimos nenhuma tentativa de desestabilização na região e muito menos qualquer tipo de conflito”

JapaSp Jantador
JapaSp Jantador
2 meses atrás

Agora uma visão pragmática,
Brasil tem que usar dissuasão na fronteira e só. Proteger a Guiana é trabalho americano, eles que lucram lá bilhões lá, nós só teríamos perdas.
A coisa pode mudar se a Guiana oferecer benefícios, mas até agora arreganharam so pros EUA

Mario
Mario
Reply to  JapaSp Jantador
2 meses atrás

Até que enfim um comentário coerente nessa torrente de asneiras

Mig25
Mig25
2 meses atrás

Se a Venezuela resolver mesmo tomar essa região a manu militari, será um grande erro estratégico. Primeiro, não tenho dúvidas que os EUA estão esfregando as mãos com essa possibilidade de intervir na região, e, de quebra, derrubar o maduro e instalar um governo aliado no lugar. Vai colocar de vez a maior potência militar dentro da Amazônia, e dificilmente eles irão sair… É isso que a diplomacia brasileira tem que alertar à Venezuela. Seria suicídio político do Maduro, no momento que os americanos estão abrandando as sanções. Segundo, seria um erro ainda muito maior invadir o Brasil e nos… Read more »

André
André
Reply to  Mig25
2 meses atrás

Se o BR for jogado nesse buraco, poderá invocar o TIAR. Não acho que o Biden deixaria de atender o TIAR nesse caso.