Putin: paz só será possível após ‘desnazificação’, ‘desmilitarização’ e ‘neutralidade’ da Ucrânia

123

Quase dois anos após início da ofensiva militar, presidente russo afirma que posições de suas tropas estão bem estabelecidas e que esforço internacional para minar Moscou falhou

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira que a paz com a Ucrânia só será possível quando Moscou alcançar seus objetivos de desmilitarizar e “desnazificar” o país vizinho — dois aspectos da ofensiva que o Kremlin reitera desde o início da campanha militar, em fevereiro de 2022.

— Haverá paz quando alcançarmos nossos objetivos. Eles não mudaram. Vou recordá-los sobre o que falamos: a desnazificação e a desmilitarização da Ucrânia e o status de neutralidade — afirmou Putin durante sua entrevista coletiva anual em Moscou.

Por “desnazificação”, Putin se refere à sua acusação de que o atual governo ucraniano tem a participação de elementos neonazistas e, por “desmilitarização” e “neutralidade”, à reivindicação antiga de que Kiev não entre na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Quase dois anos após lançar sua ofensiva contra Kiev, o presidente russo assegurou que melhoram a cada dia as posições do Exército russo no país vizinho — em províncias que a Rússia já considera parte do próprio território.

— Em quase toda linha de frente, nossas Forças Armadas melhoram suas posições. Quase todas estão em fase ativa — detalhou o presidente, afirmando que haveria 617 mil soldados russos combatendo no país vizinho.

Com a guerra assumindo o formato do que muitos especialistas chamam de impasse — sem que a Ucrânia consiga romper as duras linhas de defesa russas, e Moscou longe das tentativas iniciais de avanço contra Kiev e a parte mais a oeste do território ucraniano —, o apoio financeiro ocidental para o conflito parece estar mudando.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, viajou a Washington no começo da semana em uma tentativa de garantir que o financiamento americano a seu país não seja cortado. A frustração com a limitada contraofensiva lançada no segundo semestre deste ano contra as tropas russas ameaça o apoio Ocidental, que espera resultados para respaldar a ajuda bilionária.

A ausência de um avanço constante, porém, não diminui a preocupação dos aliados da Otan com as futuras pretensões de Putin, o que pode ser a garantia de um apoio prolongado. O secretário-geral da aliança ocidental, Jens Stoltenberg, afirmou nesta quinta-feira que há um “risco real” de Putin não limitar sua agressão apenas à Ucrânia, caso atinja seus objetivos.

— Se Putin vencer na Ucrânia, há risco real de que a agressão não vá parar por lá. Nosso apoio não é caridade, é um investimento em nossa segurança — disse Stoltenberg.

Seguindo em frente

A ajuda financeira e liberação de equipamento militar foi apenas uma das frentes de auxílio do Ocidente à Ucrânia desde o começo da guerra. Os EUA e seus aliados também impuseram uma série de embargos e sanções à economia russa, no que foi classificado por Moscou como uma “guerra comercial”. Embora grandes redes tentam encerrado sua atuação no país do Leste Europeu, Putin disse estar confiante que o país tem capacidade de seguir em frente.

— [A Rússia tem uma] margem de segurança suficiente, [devido à] forte consolidação da sociedade russa, à estabilidade do sistema financeiro e econômico do país e ao aumento das capacidades militares — disse Putin. — [Essa margem é] suficiente não só para sentir confiança, como também para avançar.

Ainda de acordo com o presidente russo, o país espera um crescimento do PIB de 3,5% para este ano, embora a previsão de inflação entre 7,5% e 8% sejam uma preocupação para o Banco Central.

No campo militar, Putin negou ter planos para uma nova convocação de reservistas, apontando que 486 mil soldados foram recrutados voluntariamente.

FONTE: O Globo

Subscribe
Notify of
guest

123 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MMerlin
MMerlin
2 meses atrás

Pré-requisitos:
– desnazificação: Nem os russos acreditam nessa “nazificação”;
– desmilitarização: Impossível. É abrir mão da auto-defesa; e
– neutralidade: É impedir a entrada do país junto à Otan e União Europeia.

Putin pede que a Ucrânia não tenha forças militares e também não possua associação com quem poderia protegê-la de uma eventual invasão.
E tem gente aqui que acredita na pureza do garoto, que as intenções da Rússia são legítimas e que Zelensky deveria aceitar as condições impostas.
Só falta o Putin colocar também como condição a cobrança de imposto anual da Ucrânia. É brincadeira.

Last edited 2 meses atrás by MMerlin
Hcosta
Hcosta
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

Como tenho dito desde o início, tudo propaganda para esconder o verdadeiro motivo.
A Ucrânia democrática e a seguir a Bielorrússia, seria uma repetição da queda do muro de Berlim, uma sequência de eventos que, provavelmente, teria como resultado a queda do regime de Putin.

Aí as pessoa perceberiam, se já não o percebem, que a culpa da sua situação não é devido a uma ameaça externa mas sim a um regime que prospera com o país na miséria.

Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Como assim “democrática”? Eliminaram a oposição, proibiram partidos e cancelaram eleições.
Parece mais uma democracia fantoche a fim de salvaguardar um satélite para interesses EUA/ OTAN.

Jose
Jose
Reply to  Sergio Machado
2 meses atrás

Sempre aparece desculpa pra defender o ditador russo…

Charles
Charles
Reply to  Jose
2 meses atrás

É só ver os vídeos, José. De pessoas, homens, sendo arrastados nas ruas e mandadas para o Front.
Já fui pra Ucrânia mais de uma vez, tenho amigos de lá que tiveram que fugir.

Jose
Jose
Reply to  Charles
2 meses atrás

Charles mas nesse ponto não há nada de novo gostemos/concordemos ou não, qualquer país que esteja em guerra “convoca” inclusive o nosso.

Nei
Nei
Reply to  Charles
2 meses atrás

Também tenho amigos e eles me dizem ao contrário. Vai sabe né!

Antonio Cançado
Reply to  Charles
2 meses atrás

Você quer dizer pra defender seu país, né?
Lembrando que na Rússia também se arrasta gente pra mandar pro front, só que pra invadir a Ucrânia…
Eu, hein

Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Jose
2 meses atrás

Sempre aparece alguém com sérias dificuldades de interpretação de texto. Putin, Rússia…nada foi sequer citado.

Antonio Cançado
Reply to  Sergio Machado
2 meses atrás

Se não fossem o Putin e a Rússia essa conversa nem estaria acontecendo…

Hcosta
Hcosta
Reply to  Sergio Machado
2 meses atrás

Nunca disse que é uma democracia plena até porque um país invadido nunca terá as mesmas capacidades para a promover, mas continua a funcionar. E é esse o caminho e certamente sem retorno ao que a Rússia fez e pretende regressar.
E proibiram alguns partidos e por boas razões.

Mas é sempre engraçado como os defensores de Putin ficam muito “indignados” por não haver democracia nestes países…

Antonio Cançado
Reply to  Sergio Machado
2 meses atrás

Isso que você disse se aplica à Rússia, não à Ucrânia…
Zelensky foi eleito pelo voto popular.
Quem tem interesse em ter a Ucrânia como satélite é justamente a Rússia, meu chapa…

Leonardo Cardeal
Leonardo Cardeal
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

O cara invade um país e pede que esse país que ele INVADIU não tenha contingente militar.
É pra chorar ou rir?

E ainda tem um monte de mosca morta que bajula esse cara aqui na trilogia.

Eromaster
Eromaster
Reply to  Leonardo Cardeal
2 meses atrás

Eu acho que você não entende o que está ocorrendo na Ucrânia. O problema não é Ucrânia em si, mas sim, a expansão da OTAN.

Leonardo Cardeal
Leonardo Cardeal
Reply to  Eromaster
2 meses atrás

Amigo, esse discurso de fronteira da OTAN não cola. O que o Putin tem é saudade da URSS. Com meio mundo armado de ICBM pouco importa fronteira da OTAN.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Eromaster
2 meses atrás

quanta besteira!

Nei
Nei
Reply to  Eromaster
2 meses atrás

Você realmente você acredita nisso?

O xadrez 5D dele, conseguiu a Finlândia na Otan e praticamente a Suécia.

Felipe
Felipe
Reply to  Leonardo Cardeal
2 meses atrás

E tem gente que apoiou um golpe antidemocrático (abertamente crerditsdo aos EUA) que tirou um presidente legitimo do poder…

Renato B.
Renato B.
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

Para quem começou com uma invasão isso já é sinal que está cansado. Se ele está apenas fingindo negociar ou tentando se colocar num ponto vantajoso para negociar é outra história. Mas acredito que ele está é procurando um ponto para poder sair cantando vitória e salvar a própria imagem.

Vitor
Vitor
Reply to  Renato B.
2 meses atrás

Pergunta ao ucraniano a realidade, ele vai dizer outra coisa se ferramos…

fjuliano
fjuliano
2 meses atrás

Zelensky: You promised to support Ukraine till the end.”

Biden: This IS the end”

Zeca
Zeca
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Quem está segurando as coisas lá são os republicanos. Mas isso é coisa interna deles que logo será resolvida, assistência para a Ucrânia é política de Estado para eles.

fjuliano
fjuliano
Reply to  Zeca
2 meses atrás

Cara, a opinião pública dos EUA está cada dia mais contra o envio dos rios de dinheiro para esse atoleiro que é a Ucrânia. Apesar de que isso que eu vou dizer vai contra as ilusões patéticas de muitos aqui, os EUA tem problemas graves a nível econômico e social que demandam investimentos aos bilhões e estou falando de pobreza, miséria, desemprego, criminalidade, falta de estrutura, educação e etc etc etc… Acompanho muitos programas e podcasts de americanos famosos e vejo comentários sobre isso cotidianamente. O próprio Trump (à frente nas pesquisas presidenciais diga-se de passagem) não se acovarda um… Read more »

Werner
Werner
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Vc fala uma verdade e muitos não gostam. Uma coisa que não dá para entender os EUA enviam bilhões de dólares para outros países e possuem um dos piores sistemas de saúde do mundo e falta de moradia(pessoas têm emprego,mas moram em carros). Vai entender .
Se o Bidê for “impixado” a ajuda vai seguir o mesmo volume ou vai diminuir?

Lte
Lte
Reply to  Werner
2 meses atrás

Nas colônias culturais dos EUA, como o Brasil, a média acha que os EUA é Disney/Hollywood e que é só chegar lá para viver o “sonho americano”…

O mundo real é que o EUA tem inúmeros indicadores de terceiro mundo para uma parcela cada vez maior de sua população…

Está em franco declínio social e sem solução a vista… A tendência é piorar e o futuro é cada vez mais incerto com o extremismo político irreconciliável das facções antagonistas no país…

fjuliano
fjuliano
Reply to  Lte
2 meses atrás

Excelente.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Lte
2 meses atrás

Mesmo processo que vivem TODOS os países democráticos que se renderam ao radicalismo oriundo das redes sociais que deram voz aos idiotas, o Brasil incluso!

Zeca
Zeca
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Já houveram guerras onde a opinião pública americana foi contra e isso não impediu que elas continuassem sendo financiadas pelo governo deles. Trump também prometeu muita coisa e não cumpriu. E o que ele faria, tirar dinheiro da guerra na Ucrânia para construir casa popular? Crise imobiliária não é exclusividade americana e nem se imagina que um dia ela será resolvida, até porque muitos dos que lucram em elas são os mesmo que financiam campanhas por lá. Não tenha fé em político.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Zeca
2 meses atrás

O processo de gentrificação das grandes cidades norte-americanas é causado pelo número de bilionários sedentos por exibicionismo, que estão valorizando imóveis, aquisições e alugueres a um tal ponto que os cidadçaos comuns, inclusive de classe média, não conseguem mais suportar o custo.

Atirador
Atirador
Reply to  Zeca
2 meses atrás

¨Houveram¨é de matar Camões de novo !!!!

Zeca
Zeca
Reply to  Atirador
2 meses atrás

Obrigado por corrigir.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

É publico e notório que os EUA têm problemas sérios com o custo de vida que é cada vez maior porque as cidades ‘fashion’ e goumetizadas de hoje em dia estão ficando proibitivas para cidadãos comuns (inclusive os de classe média), e criminalidade, drogas e armas, que andam de mãos dadas com os “wokes” que pretendem mudar a história do país e do mundo na defesa de seus interesses estritamente pessoais, travestidos de consciência social e proteção de minorias. Mas ainda estão numa situação em que os gastos militares, mesmo aplicados externamente, não são discutidos, porque geram riquezas para o… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Fabio Mayer
Quirino
Quirino
Reply to  Zeca
2 meses atrás

O que esta impacando o envio de ajuda a Ucrânia é a questão da imigração para os Estados Unidos, os republicanos quer uma reforma completa e os democratas se negam. Se você acha que resolver esse debate sobre imigração nos Estados Unidos será rápido você não conhece a politica americanos, esse debate entre republicanos e democratas acontece a décadas sem grandes avanços. Outro ponto importante é o fato de 60% da população americana ser contra o envio de mais ajuda a Ucrânia e de eleições americanas estarem chegando. Te garanto uma coisa, se por milagre esse ajuda sair pode ter… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Quirino
Zeca
Zeca
Reply to  Quirino
2 meses atrás

O não resolvido ainda pode ser uma resolução para os ucranianos. Para eles, não interessa se os problemas internos americanos serão resolvidos ou não, o que importa é como sua guerra é usado como moeda de troca.

Jose
Jose
Reply to  Quirino
2 meses atrás

Quirino e nessa questão quem será que tem razão democratas ou republicanos, a resposta não é difícil, assim como não é difícil entender o porque dos problemas sociais americanos terem aumentado absurdamente nas ultimas 2 décadas, não há país no mundo que tenha privilegiado o assistencialismo “barato” que tenha obtido sucesso, inclusive nações bem sucedidas mas que por questões políticas ideológicas nortearam seu foco dando ênfase ao assistencialismo “barato” tiveram uma queda substancial na qualidade de vida do povo, vide o próprio EUA, na Europa a Alemanha entre muitos outros.

deadeye
deadeye
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Acabaram de aprovar 300 milhões em ajuda, e mais 6bi estão sendo negociados. Menos

Marcelo Soares
Marcelo Soares
2 meses atrás

Guerra sem fim. Pena do povo ucraniano. Milhares de mortos, feridos, prisioneiros de guerra, desalojados. Muito triste o que estão passando há quase dois anos.

Jose
Jose
Reply to  Marcelo Soares
2 meses atrás

Culpa do ditador russo, que tem fâs aqui de carteirinha!

Felipe
Felipe
Reply to  Jose
2 meses atrás

Isso começou em 2014 graças aos EUA. Estuda um pouco…

Nilton L Junior
Nilton L Junior
2 meses atrás

Adendo Declarações do presidente russo Vladimir Putin nos “Resultados do Ano” – parte 1 Bloco socioeconômico: Graças à elevada consolidação da sociedade e à estabilidade do sistema financeiro do país, a Rússia lidou com a pressão. O país acumulou esta reserva nas últimas décadas. Além disso, o desenvolvimento da componente militar também desempenhou um papel importante. A economia russa tem força suficiente para avançar. Espera-se que o crescimento do PIB russo até o final do ano seja de 3,5%, este é um bom indicador. Para um país como a Rússia, a sua simples existência sem soberania é impossível. O principal… Read more »

Junior
Junior
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Fonte: O Globo. Parece somente reproduzir Tass ou Sputink. E tem gente que reproduz e aumenta os dados. É verdade esse bilete!

Patta
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Deu preguiça de lerkkkk

Heinz
Heinz
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

É muita Vodka!

Junior
Junior
Reply to  Heinz
2 meses atrás

Ou La Plata sendo enviada pra conta bancária.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Dados econômicos mirabolantes divulgados pelo Putinstão, são impossíveis de serem verificados, porque o próprio Kremlin interrompeu a divulgação de inúmeros dados e séries históricas. São portanto aleatórios e propositais. Já foi provado que não condizem com a realidade russa.

Gabriel
Gabriel
2 meses atrás

A história é bacana, pois por vezes tende a se repetir, mesmo que os agentes não sejam os mesmos. A Alemanha de Hitler assinou um pacto de não agressão com a Polônia e cinco anos depois invadiu a Polônia (e depois só foi parado com custo de muitas vidas). A Rússia agora prega uma “desmilitarização” e “neutralidade” da Ucrânia, para haver paz, enquanto deixa mais de 1/2 milhão de militares ocupando parte do território ucraniano. Vamos aguardar para ver o quanto inocentes serão os ucranianos e os demais países europeus. Por fim, até uma criança sabe que os custos desses… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

“Vamos aguardar para ver o quanto inocentes serão os ucranianos.”

Os ucrânianos já se mostraram inocentes, lá atrás, quando acreditaram na ladainha russa, americana e inglesa para se desfazerem das nukes…

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
2 meses atrás

Seria interessante o Ocidente propor uma Ucrânia desmilitarizada desde que os Russos libertem o que já tomaram. A OTAN não precisa dela para pressionar a Rússia, há armas de longo alcance suficientes para fazer esse papel.

Underground
Underground
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
2 meses atrás

A Rússia não invadiu a Ucrânia por questões de ameaças militares, até porque os sistemas ucranianos eram muito antigos, invadiu porque se sentiu no direito de invadir.

Realista
Realista
Reply to  Underground
2 meses atrás

Assim como os EUA não invadiu o Iraque por causa das supostas armas de destruição em massa ou o Afeganistão por causa de terroristas ..

Nada de novo.

Underground
Underground
Reply to  Realista
2 meses atrás

A diferença é que os EUA não tomaram o território do Iraque, embora eu possa entender a obsessão por Saddam.

Felipe
Felipe
Reply to  Underground
2 meses atrás

Só saquearam todo petróleo.

Realista
Realista
Reply to  Underground
2 meses atrás

Tomaram não kk só estão lá até hoje roubando petróleo .

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
2 meses atrás

A Polônia aprendeu através do sofrimento na mão dos nazistas e depois dos soviéticos, os judeus também fizeram a lição de casa, já a Ucrânia com a queda da união soviética acreditaram nesse conto do vigário. Se refletir esquecendo um pouco as fronteiras atuais e focar na região do território (Ucrânia + Polônia atual), verá que na história a região sempre sofreram com campanhas militares partindo dos dois lados (orientais e ocidentais). Só acho que pedir para um país abrir mão de sua soberania é condenar o próprio povo a escravidão (não é exagero), não sejamos ingênuos a Otan está… Read more »

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
2 meses atrás

Achar que a Ucrânia aceitará ser desmilitarizada, depois da agressão gratuita, das mortes, dos bombardeios e dos estupros coletivos que são parte da doutrina de guerra da Rússia e da antiga URSS, é no mínimo ingenuidade. Os ucranianos podem perder a guerra, mas não se renderão, nem aceitarão por bem essas imposições deste ditador de m…!

JHF
JHF
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
2 meses atrás

“Seria interessante o Ocidente propor uma Ucrânia desmilitarizada desde que os Russos libertem o que já tomaram. ” O problema de Sevastopol, a frota do Mar Negro, a Crimeia, Donbass e Lujanks não se resolvem com este tipo de proposta.

Victor F
Victor F
2 meses atrás

Das duas uma: Ou Putin fica com os territórios que ele controla, mas vai ter uma Ucrânia que vai acabar se militarizando tanto quanto ou mais que a Polônia Ou ele devolve todos os territórios Ucranianos e ela se desmilitariza contando com garantias internacionais de que caso a Rússia resolva relembrar o Sec 18 novamente os outros países como EUA e etc vão entrar com “boots on the ground”. Garantias essas pura e exclusivamente defensivas. sem alocação de nenhuma força na Ucrânia seja Russa ou Ocidental. Qualquer coisa diferente disso eu vejo essa guerra durando ad eternum, seja em maior… Read more »

KKce
KKce
Reply to  Victor F
2 meses atrás

Meu amigo, a Ucrânia já caiu nesse papinho de garantias internacionais lá na época da queda da União Soviética, confiou nos russos que disseram nunca agredir a ucrânia, está ai o resultado. Não vão cair nesse papo outra vez. E nem devem, chega a ser patético alguém sugerir que eles façam isso.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Victor F
2 meses atrás

Ou regressam a delimitação dos tratados de Minsk, uma área muito mais limitada e que não impede o acesso a grande parte do Donbass, mar de Azov, acesso à Crimeia e a grande parte dos recursos da região e colocam uma força da ONU, militar e civil, na parte ocupada e desmilitarizada pelos Russos. Assim lá se vai o argumento de proteger as minorias. E fazer algo como no Kosovo, se daqui a alguns anos e com a situação estabilizada, deixar que a autodeterminação dos povos funcione. A Crimeia será diferente e ou há uma força naval internacional para proteger… Read more »

fjuliano
fjuliano
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Tratados de Minsk que foram violados pelos governos ucranianos e inclusive pelo governo do Zé. E isso é fato (1+1=2) que nem a imprensa ocidental ensaiou negar ou maquiar.

Hcosta
Hcosta
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Gosto destas afirmações “mic drop”… Foram violados por ambas as partes e é quase impossível saber quem começava um duelo de artilharia. Coloque aí o número de vítimas civis no ano anterior à guerra e como isso justifica as centenas de milhares de mortes depois da 2ª invasão. E como seria fácil para a Ucrânia causar milhares de mortes civis e recuperar o que faz parte do seu país. E o Zelenskyy recuou as peças de artilharia para não haver dúvidas e manter o acordo. Mas qualquer um percebe, agora olhando para trás, o acordo só serviu para a Rússia… Read more »

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Victor F
2 meses atrás

Quando a Ucrania entregou seu arsenal nuclear, decretou que cedo ou tarde a Rússia lhe atacaria, era só questão de tempo. E nisso eu concordo com muitos foristas daqui: culpa do ocidente, que imaginou ser melhor ter apenas uma potencia nuclear na Europa, do que deixar a Ucrania ter este espaço também.

Plínio
Plínio
2 meses atrás

Nenhuma novidade, ele vai se apegar neste discurso porque sabe que se voltar atrás, vao querer a cabeça dele… enquanto isto milhares de russos vao para o matadouro Ucraniano que ele inventou e o preço desta guerra para a Rússia será monstruoso em termos de consequências….

fjuliano
fjuliano
Reply to  Plínio
2 meses atrás

Matadouro fica claro para que lado é quando a média de idade dos regimentos que são obrigados a lutar pelo governo do boneco é de quase 50 (cinquenta) anos de idade. Matadouro fica claro quando já é notícia aberta que o governo do boneco está recrutando mulheres. Matadouro fica claro quando um canal de tv ucraniano soltou que as baixas ucranianas superam um milhão. Preço monstruoso para a Rússia é algo dito desde março de 2022. Só lamento para quem desejou e arquitetou isso. “Por aqui tudo bem” dizem os russos e a propósito: vários vídeos do ano de 2022… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Chega a ser ridículo essa história de um milhão de baixas. Ao nível a que isto chegou onde um vídeo, aparentemente só uma pessoa o viu e escrito com erros gramaticais por alguém que não sabe escrever em ucraniano se transforma em realidade.

Oráculo
Oráculo
2 meses atrás

Esse discurso foi para o público interno. Ele não iria mudar nenhum vírgula do que falou desde o início da invasão. Foi um discurso mais do mesmo, pra fortalecer a posição do governo Putin dentro de casa. Mas eu concordo com o Putin em um ponto, que ficou subentendido na sua resposta. A guerra chegou num estágio de “não retorno”. Nenhum dos dois lados vai ceder. É impossível falar de paz nesse momento. Ainda mais que em breve os dois países passarão por eleições. Com Putin e Zelenski concorrendo a reeleição. Nenhum deles vai querer demonstrar fraqueza perante o inimigo… Read more »

fjuliano
fjuliano
Reply to  Oráculo
2 meses atrás

Zelenski já deixou claro em novembro que não haverá eleições e, evidentemente, ele vai continuar. Há quem diga que ele perderia eleições livres se essas fossem feitas no oeste inclusive. Mas o q fica claro é que o boneco gostou de atuar e seguir o roteiro dos patrões que nunca sequer pisaram uma única vez em solo ucraniano.

Jose
Jose
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

Como defende o ditador russo. Num pensamento muito simples, sem entrar nas leis locais e afins, o cidadão quer eleições com o país sendo atacado por covardes todos os dias. E toma-lhe “boneco” pra lá…”boneco” pra cá. Todos comentários giram em torno disso desde sempre. Bizarro…

ODST
ODST
Reply to  Oráculo
2 meses atrás

Eleição na Rússia? Alguém acredita nisso? rsrs

Oráculo
Oráculo
Reply to  ODST
2 meses atrás

Pois é.
Eleições “daquele jeito” russo.

Um exemplo, o líder da oposição russa – que democraticamente está preso – desapareceu na prisão.

Esse tipo de democracia é uma coisa realmente interessante.

Sonho de consumo de um pessoal aqui no país das bananas.

alexandre
alexandre
2 meses atrás

Eles quis dizer submissão total a ele, acabar com o exercito Ucraniano, Estado tampão..

Bosco
Bosco
2 meses atrás

“paz só será possível após ‘desnazificação’, ‘desmilitarização’ e ‘neutralidade’ da Ucrânia”
“Se não vamos continuar a jogar aviõezinhos com motor de motosserra em vocês para o resto da eternidade.”

Kommander
Kommander
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Você quer que gastem milhões de dólares para desenvolver um motor de avião para um drone? Kkkk

fjuliano
fjuliano
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Para vc ver hein…. apoio logístico e com equipamentos da OTAN 24/7, com a evidente presença de militares estrangeiros operando sistemas de defesa aérea complexos como o MIM-104 Patriot e outros, e “avioezinhos com motor de motoserra” estão a fazer um estrago digno do boneco sair mendigando todo tipo de ajuda mundo afora o tempo todo. Apesar da cúpula do governo do boneco sempre soltar que “Os russos lançaram 50 drones e nós conseguimos abater 56!!!” Mas que avioezinhos danados né?

RODES
RODES
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

mais 72 horas em Kiev, aguente firme camarada

Alexandre
Alexandre
Reply to  Bosco
2 meses atrás

O primeiro passo para a derrota e subestimar seu oponente!
O Ocidente sabe muito bem qual é o jogo jogado pelos russos. Assim como os russos sabe como o Ocidente está jogando. A única coisa certa nessa guerra é que, independente do resultado, a o povo ucraniano já é e está condenado a ser ,se não o único, o maior derrotado! Está na hora de buscar uma paz negociada!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

Sim, se há algo que esta guerra ensinou foi como a Rússia subestimou a Ucrânia e o seu povo.
Agora joga para o empate…

Scudafax
Scudafax
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Diz o brasileiro, que produz caças, lança satélites e produz sistemas defesa aérea, além de centenas de milhares de munições vagantes.

Kommander
Kommander
2 meses atrás

Já vi discursos piores, como dizer que o Iraque tinha armas de destruição em massa.

Mas cada mentiroso tem seu tempo.

Marcelo De Luca Penha
Marcelo De Luca Penha
2 meses atrás

Esse blá, blá, blá do Putin é patético. Estou novamente esperando a Ucrânia congelar, o Ocidente entrar em profunda crise econômica, a ajuda militar à Ucrânia cessar e a Rússia chegar em Kiev. Enquanto isso vamos olhar ao redor. Opa, parece que Israel está dando cabo do Hamas sem maiores problemas no Oriente Médio e a Venezuela também já baixou a bola com a Guiana. Há sinais de que a cortina de fumaça do Putin está sendo levada pelo vento.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Marcelo De Luca Penha
2 meses atrás

E o preço dos combustíveis estáveis e baixos…

Vitor
Vitor
Reply to  Marcelo De Luca Penha
2 meses atrás

A canoa chamada Ucrânia virou água.

Marcelo De Luca Penha
Marcelo De Luca Penha
Reply to  Vitor
2 meses atrás

Isso é uma questão de ponto de vista. Para mim parece mais que o encouraçado Ucrânia, apesar dos danos, continua navegando e em condições de revidar o fogo russo.

Orivaldo
Orivaldo
2 meses atrás

Aguarde mais 72 hrs Putin

RODES
RODES
2 meses atrás

3 dias em Kiev, o filme

Bispo
Bispo
2 meses atrás

Trump vence a eleição… Ucrânia capitula 🙃

OTAN Europa entra em desespero, rs…

Putin convida Trump para visitar à Rússia… que aceita 💪

Os ucraninazis , rs , choram… 😭

BraZil
BraZil
Reply to  Bispo
2 meses atrás

kkkkkkkk. Não provoque. E os Eurob..mb..s tendo que engolir em seco e aceitar o gás russo novamente.

Bispo
Bispo
Reply to  BraZil
2 meses atrás

Alemanha abre negociação com Putin para restabelecer uma parceria energética(gás barato pra kct).

França diz que a Rússia é…rs ..confiável… desde que não se sinta ameaçada 🙃

Reino Unido entra no modo … show me the money… restabelecendo uma “parceria transparente” com a oligarquia russa.

Pit
Pit
Reply to  Bispo
2 meses atrás

Trump tem rabo preso na Ucrânia com o papo do filho do Biden, acha mesmo que ele vai dar de bandeja ao congresso americano razão para um impeachment???

Heinz
Heinz
2 meses atrás

A verdade é que Putin tem a mesma visão de Stalin sobre os ucranianos, acham que são um povo inferior e que devem ser escravos da Rússia. Me diga o que os ucranianos ganharam todos estes anos sendo “aliados” dos russos? O país mais pobre da europa.
Putin está louco, e se ele ganhar na Ucrânia ele não vai parar, Georgia, Cazaquistão, Moldávia que se preparem.

fjuliano
fjuliano
Reply to  Heinz
2 meses atrás

Stalin sequer era russo, era natural de Gori na Geórgia. Leonid Brezhnev, que liderou a URSS por quase 20 anos (de 1964 até 1982) era, adivinha, ucraniano. O restante do seu comentário, devo dizer, já explica esses devaneios.

Hcosta
Hcosta
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

De que maneira o fato de Estaline ser da Geórgia é mais importante do que os seus atos deliberados de opressão sobre estes povos?
Hitler também era da Áustria mas isso não o impediu de perseguir judeus e muitos outros cidadãos alemães.

E ter um líder Ucraniano “compensa” tudo o que Estaline fez…

Heinz
Heinz
Reply to  fjuliano
2 meses atrás

O que tem a ver o C# com as calças? Nossa, o fato de Stalin ser Georgiano não muda os fatos e as ações que ele fez.

Charles
Charles
Reply to  Heinz
2 meses atrás

Com a primeira parte do que vc falou eu concordo, aí achar que o Putin vai invadir a Europa, é viagem!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Charles
2 meses atrás

Mas uma guerra híbrida já é possível…

Heinz
Heinz
Reply to  Charles
2 meses atrás

Eu não citei nenhum país da OTAN, leia meu comentário novamente, e verá que Citei, Georgia, Moldávia e Cazaquistão.
A Geórgia os russos já invadiram há um tempo atrás, agora foi a Ucrânia, você sane que os russos possuem um enclave na trasnistria né? Bem no coração da Moldávia. Acorde para a realidade!

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
2 meses atrás

A paz só será possível quando eu quiser e atingir os meus objetivos, pois eu quem decido quem é nazista*

Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
2 meses atrás

Tradução do DefesaNet de alguns tweets do Alexander Dugin sobre os planos sino-russos para o mundo.

Urgente – Rússia, via Alexander Dugin, confirma confronto Global – DefesaNet

RDX
RDX
2 meses atrás
Charles
Charles
Reply to  RDX
2 meses atrás

O autor desses artigos da Forbs sobre a Ucrânia é o mais tosco. Imparcialidade 0.
Todos os artigos dele são tendenciosos e nesse ponto inúteis.

lucena
lucena
2 meses atrás

Nessa guerra entre a Rússia e a Ucrânia … há muitas lições a prender e uma delas … é que a doutrina militar da OTAN, usando a Ucrânia como uma ferramenta operacional para demostrar tal doutrina na prática… não teve êxito .
.
A Ucrânia foi rifada e usada como cobaia pela OTAN ….. uma coisa monstruosa e desumana contra uma nação inteira …. aconteceu naquela região.

Vitor
Vitor
Reply to  lucena
2 meses atrás

Tem florista que sai sangue pelo olho que o real é diferente do virtual…A vida que segue

Leonardo Cardeal
Leonardo Cardeal
Reply to  lucena
2 meses atrás

Que dó Né. Malvada a Otan. A Ucrânia estava quietinha e a Otan foi lá infernizar ela….

Miopia demais algumas pessoas, invertem os fatos. Agora é o rabo que corre atrás do cachorro….

Last edited 2 meses atrás by Leonardo Cardeal
Zenótico
Zenótico
2 meses atrás

Se os Estados Unidos concederem uma vitória a seus adversários mais uma vez – se com um muxoxo e um dar de ombros abandonarem mais um aliado dizendo :”Não importa, não nos afeta”, estarão assinando o atestado de óbito de sua condição imperial. Não importa se a intenção inicial era, como provavelmente era, usar a Ucrãnia contra a Russia sem considerar seus interesses – vai parecer fraqueza. Não importa se eles tem problemas internos ou de orçamento – potências tem que saber lidar com isso sem deixar de lado as exigências da geopolitica. Não importa se o americano comum não… Read more »

Zorann
Zorann
2 meses atrás

Putin está certo.

Se não querem paz, bora acabar com a Ucrânia

José
José
Reply to  Zorann
2 meses atrás

Surreal ler esse tipo de comentário.

Zorann
Zorann
Reply to  José
2 meses atrás

Surreal é ler um lacrador de plantão.

naval762
naval762
2 meses atrás

Noventa por cento de perda das tropas e setenta por cento dos blindados, quem está desmilitarizando quem?

Eromaster
Eromaster
Reply to  naval762
2 meses atrás

Onde viu essa propaganda?

Jefferson B
Jefferson B
2 meses atrás

A duma russa cheio de nazistas e ele querendo o fim de nazistas kkkkk
Esse é o palhaço de Moscou!

Fábio De Souza
Fábio De Souza
2 meses atrás

O Zelensky , vai ter que negociar com a Rússia , através da Diplomacia .
Ou a Ucrânia , está fadado ao fracasso , pois é visível o cansaço dos Países Europeu com esse Conflito .

Last edited 2 meses atrás by Fábio De Souza
Marcos
Marcos
2 meses atrás

Resumindo: A paz só existe quando o mais forte quer!!!!…. País forte e soberano tem forças armadas fortes.

Scudafax
Scudafax
2 meses atrás

Prezados, Putin é adepto do „escalar para deescalar“. Repare que a anexação da Crimea em 2014 não foi reconhecida internacionalmente, contudo, com mais territórios sobre controle, ela pode ser reconhecida como parte de um acordo de paz. Ou seja, a Rússia compra com sangue o reconhecimento da Crimea, de valor inestimável.

Vedo
Vedo
2 meses atrás

A Rússia eh o único obstáculo entre a Otan e seu domínio total do mundo.

Vedo
Vedo
2 meses atrás

O império dorme e acorda pensando em como destruir a Rússia.v

Neural
Neural
Reply to  Vedo
2 meses atrás

Essa guerra demonstrou que ter dinheiro não significa ser bom de guerra. Rússia não tem tanto dinheiro, mas tem tradição militar e é boa de guerra. Paiseco do leste Europeu que se cuide, Urso tá chega faminto

Hcosta
Hcosta
Reply to  Neural
2 meses atrás

Boa em soldados morrerem na guerra…

José
José
Reply to  Neural
2 meses atrás

Comentário doentio esse.

Jefferson B
Jefferson B
2 meses atrás

Guerra é sempre derrota!
A Rússia já perdeu!

Antonio Cançado
2 meses atrás

Em resumo, a paz só será possível após a subjugação da Ucrânia às vontades a aos ditames desse psicopata assassino covarde…
Só que é muito provável que isso não venha a acontecer, pelo menos não como nos planos dele…

paulof
paulof
2 meses atrás

Amanhã ele muda o discurso e diz que a Ucrânia nunca existiu.