Manaus (AM) – O Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia (CECMA) inaugurou na tarde desta quarta-feira (13) os mais recentes meios fluviais, os empurradores Solimões e Rio Negro. A aquisição das embarcações ocorreu com o suporte do Programa Estratégico (SISFRON), representando um avanço substancial na capacidade logística da instituição.

Os novos embarcadouros desempenharão um papel crucial no transporte de suprimentos de diversas classes, promovendo a manutenção da capacidade operacional e o estado de prontidão permanente das Organizações Militares do CMA. Essa iniciativa contribui de maneira decisiva para o cumprimento da missão constitucional do Exército Brasileiro na região amazônica.

A incorporação dos Empurradores Solimões e Rio Negro não apenas fortalece a frota fluvial do CECMA, mas ressalta o compromisso contínuo em adaptar e modernizar os recursos logísticos, garantindo uma resposta eficaz às demandas operacionais na vasta e desafiadora Amazônia. Este é mais um passo significativo na trajetória do CMA em assegurar a defesa e a segurança da região, cumprindo sua missão fundamental com excelência.

FONTE: Comando Militar da Amazônia

Subscribe
Notify of
guest

50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Filipe
Filipe
2 meses atrás

Milagre Jesus, não comprarem de algum país estrangeiro!

Underground
Underground
2 meses atrás

Quantas barcaças a MB possui?

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Underground
2 meses atrás

CECMA pertence ao Exercito Brasileiro

Fëanor
Fëanor
2 meses atrás

Que embarcações esteticamente feias, que sejam ao menos funcionais.

Os fenícios muitos anos atrás faziam embarcações melhores, pronto, falei tô leve.

Joao
Joao
Reply to  Fëanor
2 meses atrás

São extremamente funcionais.
Não há estradas para levar o volume e a tonelagem q estes levarão aos Batalhões e PEF, saindo de Manaus.

João Moita Jr
João Moita Jr
2 meses atrás

Vixi!!! Esse tipo de notícia deveria ser mantido sob sigilo completo. Agora sim, vai despencar de vez o balanço bélico da região…

Marcelo
Marcelo
2 meses atrás

Olha a situação que chegamos ? Comemorando a aquisição e operação desses simples meios de transporte!!

Oráculo
Oráculo
Reply to  Marcelo
2 meses atrás

Não vejo como comemoração.

É uma divulgação da aquisição de novos meios logísticos pela Força. Todo dia nas redes sociais do EB eles divulgam coisas parecidas, em unidades de todo país.

Cada um assimila a notícia como quer.

Eu acho interessante saber que a logística do EB na Amazônia está se fortalecendo.
Para cumprir a missão que eles executam, tá ótimo.

São feios? Sim, são horríveis.
Mas se cumprem a missão, ok.
Que venham mais.

Capa Preta
Capa Preta
Reply to  Marcelo
2 meses atrás

Tu tá ligado que guerra se faz com logística né?! E que munição, equipamentos, manutenção e ração não chegam por teletransporte?

FERNANDO
FERNANDO
2 meses atrás

Bah Tche, que embarcação feia!
Alguns vão argumentar, equipamento militar não tem que ser bonito ou feio, mas, funcional.
Ah, dane-se.
Os Romanos construiam embarcações funcionais e bonitas.
Pronto!
Dei minha contribuição!

MATHEUS AUGUSTO
MATHEUS AUGUSTO
Reply to  FERNANDO
2 meses atrás

Dois nicks na mesma seção de comentários ? Pode isso produção ?

Nota da moderação:
Caso vc esteja se referindo ao “Fernando” e ao “Feanor”, são duas pessoas diferentes!

Gabriel
Gabriel
2 meses atrás

– os meios serão muito úteis? sim

– são feios? sim

– alguma pessoas adoram a crítica pela crítica? sim

Santamariense
Santamariense
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

Se não tem, reclamam. Se tem, reclamam porque é feio ou porque não é armado … enfim, só mania de reclamar, sem acrescentar nada de útil.

Nunes Neto
Nunes Neto
2 meses atrás

Todas as embarcações dessa categoria ” Empurradores” são esteticamente iguais, e muito úteis nas regiões de rios, parabéns EB, são como caminhões ou tratores no rio, muita força para empurrar as balsas.

Camargoer.
Camargoer.
2 meses atrás

Olá. São feios. O curioso é que são do EB, não da MB. Eu procurei para saber onde foram construídos, mas não consegui descobrir.

O problema é que eu sempre lembro da escorregada do EB querendo comprar os obsoletos Sherpa…

Joao
Joao
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Pois é…. A MB também tem um monte de caminhão…. Vai entender…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Joao
2 meses atrás

A FAB tem peruas kombi também. Se jogar na água, ela boia.

Carl
Carl
2 meses atrás

Provavelmente construídos em algum estaleiro em Manaus.
Realmente são bem feios, mas todos os empurradores na Amz possuem essas mesmas características.
Poderiam ter alguns reparos lateralizados para metralhadoras, dado o aumento de atividades de piratas nos rios da região.

Nativo
Nativo
Reply to  Carl
2 meses atrás

E proteção contra disparados, porque parece que é todo vazado o barco.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

São embarcações logísticas de transporte…uma balsa “empurrada/rebocada” pode levar toneladas de itens de todas as classes até uma área de operações….é assim que funciona na região e o EB segue os moldes que tem o melhor custo x beneficio regional….e funciona muito bem.
Pergunte a um caminhoneiro a experiência de andar de balsa ou tentar atravessar a transamazonica em época de chuva.

Joao
Joao
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

Boa noite Rafael

É aí q entra algo de importantíssimo.

Se tudo o mais entre dois países fosse igual, só pela a Amazônia, o Brasil seria diferente.
Há necessidade do EB ter capacidades pro EB “não Amazônia” e pro EB “Amazônia”.
Por isso, dentre outros tantos motivos, não se compara bem dois países em termos de Defesa.
Para Orçamento, por exemplo, um PEF (na Amazônia) de 60 homens custa um Batalhão se 600 homens fora de lá.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Joao
2 meses atrás

Acho interessante considerar o custo da previsão nas contas.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Joao
2 meses atrás

ter militares em certas regiões é mais que defesa, em muitas ocasiões é a única presença do Estado.

Brandão
Reply to  Joao
2 meses atrás

o senhor foi O.D em alguma unidade?
No Nordeste tem unidades beeem mais caras…..vide os BEC ou qualquer unidade que tenha “operaçao pipa”

GRAXAIN
GRAXAIN
2 meses atrás

Projeto do tipo “mais barato impossível”! Deve ter lá seu valor logístico considerado para o CMA. Caminhões dos rios amazônicos. Pela qualidade aparente da construção, estarão bem mais feinhas logo, logo…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Na Amazônia as estradas são os rios. Esses navios vão operar no Pantanal também?

Brandão
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Não, são do CMA

Bardini
Bardini
2 meses atrás

É o EB gastando dinheiro com uma função logística que a MB deveria estar exercendo em nossos rios. No fundo, este é mais um caso que retrata a grade inutilidade do Ministério da Defesa. Instituição incapaz de coordenar aquisições e o emprego conjunto de nossas forças. . Enfim. Empurradores… Empurradores são fantásticos, pois podem obviamente, empurrar barcaças projetadas para atender diferentes missões. Transporte de carga, combustível, veículos, material de construção, pode servir de heliponto, pode ser equipada com alojamentos, postos de fiscalização que poderiam ser arrastados para cima e para baixo. Poderíamos até ter hospitais móveis, indo além do conceito… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Bardini
Bardini
Bardini
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Desenhos de algumas ideias, dentro das necessidades de substituir nossos velhos NPaFlu e afins:
comment image

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Caro Bardini Uma balsa pode trabalhar como um grande destacamento logístico avançado que permite operar com certa independência a grandes distancias da própria OM, ou seja, se calcula o tempo da operação e se leva o pacote logístico que garanta o cumprimento dessa missão. Por outro lado também seria possível manter um limitado fluxo nas operações com sistema de rodízio das barcaças, ou seja, quando estiver baixo o suprimento desses galpões flutuantes (conteiner), o EB já mandaria outra para substitui-la, visto que um transporte desse tipo demora semanas para chegar no seu destino. Por outro lado tem um ponto a… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

“Uma balsa pode trabalhar como um grande destacamento logístico avançado que permite operar com certa independência a grandes distancias da própria OM, ou seja, se calcula o tempo da operação e se leva o pacote logístico que garanta o cumprimento dessa missão.” . Concordo. E dá pra ir muito além disto, imaginando várias e várias aplicações… . “Por outro lado também seria possível manter um limitado fluxo nas operações com sistema de rodízio das barcaças, ou seja, quando estiver baixo o suprimento desses galpões flutuantes (conteiner), o EB já mandaria outra para substitui-la, visto que um transporte desse tipo demora… Read more »

Fernando XO
Fernando XO
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

Prezado Rafael, você descreveu perfeitamente o que é o conceito de base de combate ribeirinha… abraço.

Carl
Carl
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Muito legal esse conceito, pelo menos na sua arte, de NPaFlu, taí uma demanda aparentemente esquecida da MB……

Heinz
Heinz
Reply to  Bardini
2 meses atrás

A MB é a pior das 3 forças, um verdadeiro descalabro com o Brasil, o EB e FAB são mais pés no chão, apesar dos apesares, já a MB está desaparecendo.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Bardini
2 meses atrás

“Como disse: isto aí deveria ser uma função da MB” No papel acho tudo lindo, na prática sairia um navio seguindo os requisitos da marinha e o EB ficaria limitado….eu já penso que o EB poderia ter balsas sim e até aeronaves para cumprir exclusivamente missões logísticas.
Obs – Isso é uma discussão sem fim, seria o mesmo que questionar a marinha ter batalhão de operações ribeirinhas e o eb ter batalhão de infantaria na selva operando na amazônia.

Bardini
Bardini
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

“No papel acho tudo lindo, na prática sairia um navio seguindo os requisitos da marinha e o EB ficaria limitado” . Mas é um simples empurrador… Não tem nada de mais neste tipo de embarcação. É muito difícil enxergar uma possível limitação em algo tão simples e que é proveniente do meio civil. . “eu já penso que o EB poderia ter balsas sim e até aeronaves para cumprir exclusivamente missões logísticas.” . Poder ele pode, tanto é que faz. Agora, quem recebe recursos para navegar, é a MB. Quem recebe recursos para voar, é a FAB. Se o EB… Read more »

Alfa BR
Alfa BR
2 meses atrás

Distâncias e tempo de trajeto utilizando o modal aquaviário (e também o modal aéreo) na área do Comando militar da Amazônia (CMA):

comment image

Brandão
Reply to  Alfa BR
2 meses atrás

A FAB nem sempre dá o suporte logístico aos Batalhões e PEF, ela faz o que pode e como pode. O EB tem que ter seus próprios meios, lentos ou não, mas que cheguem onde tem que chegar.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Brandão
2 meses atrás

Nos EUA as força armadas podem usar todo material, independente se é terrestre, naval ou aéreo….cada um sabe onde dói o calo..rs….percebeu-se que os requisitos de cada uma das forças são diferentes e se focou no cumprimento da missão, justificou o motivo e comprou…não tem essa novela.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Brandão
2 meses atrás

Segundo o Comandante da FAB, eles tem aviões modernos e com horas de voo disponíveis para atender as demandas do EB. Só que a FAB não tem recursos de custeio para voar. Por isso, os aviões ficam parados no pátio.

Heinz
Heinz
Reply to  Alfa BR
2 meses atrás

Já era para o EB operar uns Chinooks ou MI26. Essa região necessita disto.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alfa BR
2 meses atrás

Na área do Comando Militar Amazônia (CMA) e Comando Militar do Norte (CMN)*

Reinaldo
Reinaldo
2 meses atrás

Acho o seguinte, meu: deve haver um motivo para serem construídos assim. Agora nada de extraordinário, uma simples aquisição de um equipamento já em uso na região.

Henrique A
Henrique A
2 meses atrás

Para transporte, algo como isso não seria mais adequado?

comment image

Henrique A
Henrique A
Reply to  Henrique A
2 meses atrás

O link que mandei não foi, não sei a razão.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Henrique A
2 meses atrás

não, os empurradores com as balsas são melhores que isso

Orivaldo
Orivaldo
2 meses atrás

Os antigos eram movidos a vapor

carvalho2008
carvalho2008
2 meses atrás

Empurrador…o nome ja diz….empurrador….

comment image

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

comment image