Pelo menos 103 pessoas morreram após a explosão de duas bombas perto do túmulo do general iraniano Qasem Soleimani nesta quarta-feira (03/01) — quando a morte dele por um ataque de drones conduzido pelos Estados Unidos completou quatro anos.

As explosões atingiram uma procissão perto da mesquita Saheb al-Zaman, na cidade de Kerman, no sul do país. Soleimani nasceu na região.

Segundo dados citados pela emissora estatal Irib e atribuídos ao departamento local de serviços de emergência, 103 pessoas morreram e outras 141 ficaram feridas nas explosões. Alguns dos feridos estão em estado crítico.

Entretanto, nos últimos anos, separatistas árabes, o Estado Islâmico (EI) e outros grupos jihadistas sunitas reivindicaram a autoria de ataques mortais contra forças de segurança e santuários xiitas no Irã.

Depois do líder supremo, o aiatolá Ali Khamenei, Soleimani era visto como a figura mais poderosa do Irã. Ele foi morto pelas forças americanas no vizinho Iraque, em 2020.

O incidente de quarta-feira ocorre em meio ao aumento das tensões na região. O vice-líder do grupo palestino Hamas, apoiado pelo Irã, foi morto na terça-feira (02/01) em um aparente ataque de drone israelense no Líbano.

Imagens transmitidas pela TV estatal mostraram que centenas de pessoas estavam reunidas na periferia leste de Kerman quando ocorreram as duas explosões.

A mídia iraniana informou que a primeira explosão ocorreu às 14h50 no horário local (8h20 em Brasília), a cerca de 700 m do cemitério do Jardim dos Mártires, ao redor da mesquita Saheb al-Zaman.

A segunda teria ocorrido cerca de 15 minutos depois, a cerca de 1 km do cemitério.

‘Vimos pessoas caindo’

A agência de notícias Tasnim, afiliada à Guarda Revolucionária do Irã, citou fontes que afirmaram que “dois sacos contendo bombas” foram aparentemente detonados “por controle remoto”.

“Estávamos caminhando em direção ao cemitério quando de repente um carro parou atrás de nós e uma lata de lixo contendo uma bomba explodiu”, afirmou uma testemunha citada pela agência Isna

“Só ouvimos o som da explosão e vimos pessoas caindo.”

O Crescente Vermelho, organização de socorro, disse que entre os mortos está pelo menos um paramédico que foi enviado ao local da primeira explosão e foi atingido pela segunda.

Imagens parecem mostrar que o túmulo de Soleimani não foi danificado.

Como comandante do braço de operações externas da Guarda Revolucionária, a Força Quds, ele arquitetou a política iraniana em toda a região.

Ele foi responsável pelas missões clandestinas da Força Quds e pelo fornecimento de verbas, orientação, armas, inteligência e apoio logístico a governos aliados e grupos armados, incluindo o Hamas e o Hezbollah.

O então presidente dos EUA, Donald Trump, que ordenou o assassinato em 2020, descreveu Soleimani como “o terrorista número um em qualquer lugar do mundo”.

FONTE: BBC News Brasil

Subscribe
Notify of
guest

92 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
NEMO revoltado
NEMO revoltado
1 mês atrás

Mossa…

Esquece, deixe pra lá!

leonidas
leonidas
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não tenho certeza que o Mossad possa estar envolvido nisso pois dado o contexto não seria a melhor ação logo após o ataque no Líbano ao membro do Hamas. O fato é que o Irã tem um bom número de etnias convivendo em um espaço geográfico e existe razões para que elas aproveitem o momento de instabilidade na região para acender o pavio. De todo modo o Irã é um regime nefasto na região e os EUA já deveriam a muito tempo ter atacado o Irã (não com infantaria pois isso é loucura) mas com armas inteligentes e sobre seus… Read more »

Talisson
Talisson
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Penso que é do interesse de Israel que o Irã incendeie por dentro. Revolução colorida ta aí pra isso. Aquele movimento feminista, embora legítimo, não me engana. Sempre parte de uma causa legítima. Pode ser algo nos moldes da Siria, onde EUA e Israel fomentaram uma torre de babel de grupos terroristas. Então, na minha opinião, o ocidente incitou alguma minoria desconte para acender o pavio com esse ataque. Para os torcedores eu digo, é chumbo trocado, não tem santo ali. Exemplo, Israel e Irã apoiam milicias. Ambos correram (bravamente) atrás da bomba atômica e ignoraram as ameaças externas. O… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Caro. Este atentado não tem caráter étnico, mas tem um contexto político claro. Neste caso, as vítimas são pessoas civis.

Também não faz sentido imaginar que os EUA tenham a prerrogativa de derrubar governos e regimes.

Todas vez que os EUA fizeram isso, deu errado.

leonidas
leonidas
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

O fator étnico é (depois do religioso) a principal razão para nações multiculturais terem insurgências colega.
E as diferentes etnias vivem sob a mão pesada dos clérigos persas…rs

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Então… “este” atentado não tem conotação étnica. Ele foi realizado durante um evento em homenagem a uma militar morto no Iraque durante um ataque dos EUA.

A escolha da data define claramente a natureza politica do atentado.

Um atentado étnico teria escolhido um outro tipo de alvo, como por exemplo, uma mesquita ou uma igreja, uma embaixada ou algum outro alvo óbvio que deixaria claro usa intenção.

leonidas
leonidas
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Foi o Estado Islâmico, logo o motivo foi sectário…

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Os Persas não são Árabes…

leonidas
leonidas
Reply to  Bigliazzi
1 mês atrás

Por óbvio, do contrário não seriam persas…

Scudafax
Scudafax
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Discordo. O regime nefasto na região talvez seja outro. É o que tem bases militares para roubar óleo da Síria e o que sustenta a ocupação das Colinas de Golã.

leonidas
leonidas
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Vou descrever regime nefasto: Proíbe liberdade religiosa. Proíbe liberdade de expressão. Controla Internet. Trata legalmente mulheres como pessoas tuteladas por homens. Trata com penas que vão de prisão a morte pessoas LGBT+ Este é o critério razoavel para definir regime nefasto. Manipular governos é coisa que ocorre por parte de quem tenha força desde o inicio da civilização sedentária, lá por volta do fim do paleolítico. Entao todos fazem ou poderiam fazer isso, a questão é quem tenha seriedade para tornar sua nação poderosa a ponto de ocupar a função de manipular regimes. Mas até isso o Irã faz, via… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Caro. Parece terrorismo doméstico. Não há objetivo estratégico ou militar em explodir uma bomba para atingir civis. Aliás, uma boa discussão, afinal cabe uma condenação por todos os governos.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Discordo. Semear caos interno é característico das agências de inteligência estrangeiras. Vide os assassinatos de cientistas nucleares iranianos algum tempo atrás. Além disso, segue histórico:

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Caro. Matar um cientista, um general ou uma autoridade tem um objetivo definido.

Explodir uma bomba no meio da população, como em Oklahoma ou na maratona de Boston, uma bomba em um caminhão de combustível, colocar uma bomba em um show, explodir bancas de jornal, colocar gás venenoso em um trem de metrõ ou explodir uma estação de trem.. é um perfil de terrorismo doméstico.

são alvos difusos… criam vítimas, comoção nacional, geram insatisfação com o governo, reforça a visão política de grupos extremistas e alguma vezes, deflagram processos políticos imprevisíveis.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Gerar caos interno, com um suposto ataque terrorista interno, é uma bela ação de inteligência e sabotagem. Um adversário em caos interno é uma presa mais fácil que um adversário unido. Além disso, não há qualquer controle legal das atividades do Mossad, faz o que o primeiro ministro manda.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Bem. São hipóteses. Não dá para afirmar isso ou aquilo, pelo menos por enquanto. Geralmente, quando se tem pouca informação, o mais adequado é usar a explicação mais simples. Ao longo do processo, quando novas informações vão aparecendo, é possível descartar algumas
ideias e revisar outras.

Neste momento, pelo que sei, não dá para cravar nada..

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Não costumam fazer terrorismo, atentados para matar civis, o que costumam fazer é selecionar alvos políticos ou militares dos inimigos e eliminar sem danos colaterais.
Isto no Irão, como já se sabe, foi serviço do EI, que ironia das ironias, só segue a doutrina Iraniana.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Na sua sanha de atribuir todo o mal do universo aos imperialistas infiéis, acabou te apressando e mordeu a língua:

https://www.forte.jor.br/2024/01/04/estado-islamico-reivindica-autoria-de-ataques-no-ira/

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A palavra é “Terror”… o objetivo é demonstrar que os Persas continuam sendo Persas… e nunca serão aceitos pelo EI em sua intenção de ajudar os árabes… essas briguinhas tem alguns milênios…

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

O EI já reconheceu a autoria do atentado terrorista.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás
Scudafax
Scudafax
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Pesquise sobre “Operation Northwoods”. Isto nos EUA, com um controle legal mais robusto que Israel.

Kkce
Kkce
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Descansa, _________O ISIS reinvidicou o ataque. É mais um caso de mulçumano brigando com mulçumano. Brigas de cunho político e religioso que sempre existiram naquela zona. Irã provando do próprio veneno.

COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O RESPEITO. NÃO ROTULE OS OUTROS PARA NÃO SER ROTULADO.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  Kkce
1 mês atrás

Persas não são Árabes… isso não é uma questão de religião.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Bigliazzi
1 mês atrás

Persas e árabes, em sua maioria, são muçulmanos. Agora, se esse atentado tem cunho religioso, aí é outra história.

Kkce
Kkce
Reply to  Bigliazzi
1 mês atrás

Eu sei, por isso usei a palavra “mulçumanos”. Irã e ISIS é uma questão religiosa também, xiitas x sunitas. No próprio comunicado eles falaram nisso.

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Apenas terror? Ou a busca por reconhecimento e liberdade (um Hamas Cover tocando o terror no vizinho).

O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

E agora que o Estado Islâmico assumiu como fica a vergonha? Kkkkk

AVISO DOS EDITORES:

ESSE ESPAÇO É PARA DEBATES E NÃO PARA DISPUTAS PESSOAIS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Scudafax
Scudafax
1 mês atrás

O Mossad não está brincando em serviço, talvez. O sangue está infelizmente sendo jorrado no Oriente Médio.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Os israelenses não fazem esse tipo de atentado, explodir pessoas aleatoriamente em uma procissão. Quem costuma fazer isso é militante muçulmano. Eles fazem ataques direcionados, como o de ontem em Beirute.

Faver
Faver
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

O que ninguém falou até agora é quem estava participando do evento. Seriam alguns alvos importantes? Ou foi para incendiar a opinião interna iraniana?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Faver
1 mês atrás

Ao que parece, a maioria era civil mesmo. Típico atentado terrorista que foca em criar pânico e vítimas civis.

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Correto!!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Exato. Parece um atentado doméstivo.

Scudafax
Scudafax
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Discordo. Até porque jogar bombas de 2000 libras em Gaza não me parece muito distante disto. O regime em Israel não tem amarras legais em ações de sabotagem e inteligência e assassinatos, fica tudo na decisão do primeiro ministro o controle do Mossad.

Lembre-se de Dimona: Israel sequestrou o funcionário israelense em plena Itália.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Nada a ver com nada. Sintonize sua argumentação com fatos e dados.

Se fosse do Missão seria algo totalmente diverso de suas operações passadas.

Se for o ISIS motivo não deve faltar. Podem estar dando um recado: Estamos aqui e ativos.

O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

_

COMENTÁRIO REPETIDO APAGADO. MANTENHA O BLOG LIMPO.

ESSE ESPAÇO É PARA DEBATES E NÃO PARA DISPUTAS PESSOAIS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Thiago Santos
Thiago Santos
1 mês atrás

Eu não duvido nada disso aí ser trabalho interno da ditadura para justificar uma escalada mas também não duvido nada de ser trabalho do Mossad (apesar de na minha cabeça, não fazer o menor sentido). Essa é uma questão que talvez nunca saberemos

André Bueno
André Bueno
Reply to  Thiago Santos
1 mês atrás

Não é de se duvidar, algo como o que foi tentado no Rio Centro no início dos snos 80. Porém, penso ser obra da oposição com apoio externo. Não houve reivindicação.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  André Bueno
1 mês atrás

Pois é. O Rio Centro foi apenas um deles. Teve o plano de explodir o gasômetro do Rio de Janeiro, usando tropas do Parasar e também o plano de explodir o abastecimento de água do Rio de Janeiro.

Contudo, neste caso, acho que foi um atentado doméstico, mais parecido com a recente tentativa de explodir um caminhão tanque no aeroporto de Brasília.

Joao
Joao
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A lenda do PARASAR explodindo o gasômetro….

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Joao
1 mês atrás
Santamariense
Santamariense
Reply to  Joao
1 mês atrás

Eu não duvido e nem acredito. Só pergunto por que empregaram os PARA-SAR. Eles saltariam de paraquedas, tomariam o local e explodiriam tudo? Qual a lógica disso? Se fosse para infiltrar membros de OpEsp, seria mais lógico Forças do EB ou da MB…enfim, me parece bem fantasioso. Mas, não dá pra se ter certeza de nada.

Macgaren
Macgaren
Reply to  Thiago Santos
1 mês atrás

Independente de qualquer coisa, Mossad não tem culpa!

Thiago Santos
Thiago Santos
Reply to  Thiago Santos
1 mês atrás

Mistério resolvido, foi o Estado Islâmico que fez o atentado

lucena
lucena
1 mês atrás

Parece que terrorismo é uma avenida de mãos duplas e se tratando desse expediente… os iranianos não fica para trás se compararmos eles com o mossad,cia,MI6,FSB ..etc
.
Isso ainda vai render muita coisa que até o diabo se envergonharia em fazer .

lucena
lucena
Reply to  lucena
1 mês atrás

A al-nusra…um grupo fundamentalista sunita…um braço da al-quaeda atuante na Síria. neste grupo há muitos integrantes do hamas que juntos com o estado islâmico combate o governo da Síria que por sua vez é apoiado pelos iranianos e russos. . Al-nusra combatendo em território sírio contra o governo da Síria…. recebia muito apoio do governo de Israel… até logístico. . A questão é … o governo de Israel …até onde está envolvido ou em conluio com este grupo fundamentalista ?… lembrando que o Hamas é uma criação da irmandade mulçumana e fora no passado apoiado financeiramente pelo governo de Israel… Read more »

Dr. Mundico
Dr. Mundico
1 mês atrás

Posso até estar enganado, mas os EUA prestaram um grande favor ao regime teocrático iraniano ao matar esse general. O homem era uma liderança regional , estava em ascensão e agia de forma autônoma em relação ao poder central dos aiatolás.
Claro que ninguém assume isso, mas a morte desse general foi bem conveniente e bem vinda.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

Hummm não sei se foi os Israelenses não, tá com cara de Sauditas

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Também pode ser terrorismo doméstico, cujo objetivo era criar o maior número de vítimas civis.

Não sei dizer qual era o objetivo, por isso me dá impressão de ser terrorismo doméstico, algo parecido á explosão do prédio federal em Oklahomra, nos EUA.

JPonte
JPonte
1 mês atrás

Não necessariamente o Mossad , o regime iraniano não é uma unanimidade e possui inúmeros e fortes inimigos internos lutando pelo poder …. além do Mossad há os inimigos internos finaciados pelos reinos do golfo … profissionais em desestabilização …. há países centro asiáticos ….. ha muitos além do Mossad … falar que tudo que acontece no Oriente Médio é ação do Mossad é uma bela propaganda exterior gratuita ao Mossad e a Israel aqui ajuda a construir uma aura de invencibilidade que não corresponde à realidade .

O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
Reply to  JPonte
1 mês atrás

_

COMENTÁRIO REPETIDO APAGADO. MANTENHA O BLOG LIMPO.

ESSE ESPAÇO É PARA DEBATES E NÃO PARA DISPUTAS PESSOAIS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

ChinEs
ChinEs
1 mês atrás

Com a Mossad não se brinca, eles controlam todo o Medio Oriente , não têm como escapar dos caras, nesse caso o Iran e o Hezbolla/Hamaz se ferrarão ao atacar o território de Israel, acordaram um astuto monstro assassino chamado de Mossad… Agora é pedir perdão a Israel e sair da Faixa de Gaza.

Delfim
Delfim
1 mês atrás

Prefiro ver a lista de mortos primeiro, se houver apoiador(es) do Hamas, Hezbollah ou dos houthis na lista, aí sim acreditarei que foi um (bom) serviço do Mossad.

Henrique de Freitas
Henrique de Freitas
1 mês atrás

2024 promete. Irã vítima de “terrorismo” interno.

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
1 mês atrás

Neda Soltan foi covardemente assassinada a tiros pela guarda revolucionária Islâmica do General Soleimani

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
1 mês atrás

O que acontece toda vez que tem algum atentado no Irã,? Culpa agentes externos ignorando a barbárie que comete contra seu próprio povo como o assassinato de Neda Soltan criou uma oposição radical que existe no Irã contra a ditadura teocrática dos Aiatolás .

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
1 mês atrás

O IRÂ tem tantos inimigos interno e externos ( diga-se por culpa da sua própria politica) que é dificil mesmo apontar quem foi o autor….

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Há muita dissidência interna; Vem daí. Mas é claro que no contexto não perderão oportunidade em culpar a turma do Mossad. Que, certamente, está com ” sangue no zoio”.

GRAXAIN
GRAXAIN
1 mês atrás

Colhendo a tempestade que plantou! Esse é o custo de ser fomentador de tantas guerras por procuração e de se fazer sempre de vítima, parece até uma ala política de nosso país. Por outro lado, vão justificar com esses eventos o prosseguimento do programa nuclear para fazer a bomba e os infiéis judeus e cristãos.

Frederico Boumann
Frederico Boumann
1 mês atrás

Li todos os comentários, acredito que isso foi terrorismo interno, por todas as características. Todavia ficam dizendo que poderia ter sido o Mossad, mas esse atentado foge das linhas de trabalho, atacar gratuitamente, sem um foco em algo ou alguém muito importante, definitivamente não foi o Mossad. Mas, se for para especular, repito só especulação, por que não poderia ter sido os ucranianos? Como vingança pelo fornecimento dos drones suicidas? O último ataque do exército ucraniano a Belgorod claramente foi uma vingança aos ataques russos direcionados à população ucraniana. Me parece que o Governo de Kiev não mais respeitará a… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Frederico Boumann
1 mês atrás

Olá Fred. Concordo que este atentado tem característica de terrorismo doméstico. Acho improvável que o governo ucraniano iria organizar um atentado terrorista no Irã por causa da ajuda á Rússia…. primeiro, não mudou nada. Segundo, se fosse descoberta uma ligação, seria o fim do governo Zelensky. O alvo politico é o governo do Irã, mas o atentado vitimou a população civil. Típico terror doméstico. Nem mesmo dá para considerá-lo um ataque de retaliação, como geralmente são os atentados internacionais. Geralmente, um terrorista doméstico espera que o seu atentado desencadeie algum processo de desestabilização em algum processo político, que pode ser… Read more »

Scudafax
Scudafax
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Discordo. Há precedentes para ataques semelhantes planejados por potências estrangeiras, vide referência abaixo:

https://abcnews.go.com/amp/US/story?id=92662&page=1

Frederico Boumann
Frederico Boumann
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Como vai Camargo? “Acho improvável que o governo ucraniano iria organizar um atentado terrorista no Irã por causa da ajuda á Rússia…. primeiro, não mudou nada. Segundo, se fosse descoberta uma ligação, seria o fim do governo Zelensky.” Sem exageros Camargo, acabar com o governo, menos… bem menos. No máximo o que ocorreria seriam notas de repúdio, mas mesmo assim, haveria muitos que, veladamente, apoiariam o ataque. Um ataque desse (na hipótese ultra distante de ter sido a Ucrânia), se descoberto, colocaria uma pressão interna muito grande nos aiatolás por retaliações, e provavelmente descambaria para uma guerra declarada entre Ucrânia… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Frederico Boumann
1 mês atrás

Olá Fred. Primeiro, deixando claro que acho improvável que o governo da Ucrânia tenha qualquer relação com este atentado. Isso é fundamental. Hoje, a Ucrânia esta gastando 1/3 do PIB com a guerra. A infraestrutura civil do país está comprometida. Mais de 4 milhões de ucranianos deixaram o país como refugiados de guerra. A Ucrânia depende inteiramente de ajuda militar externa para sustentar a guerra. É um contexto desfavorável para Zelensky. Além disso, Zelensky declarou que talvez as eleições de 2024 serão canceladas, sem falar no fracasso militar da ofensiva ucraniana, frustrando todo o apoio dado para a Ucrânia que… Read more »

Scudafax
Scudafax
1 mês atrás

Com a palavra, John Bolton, o mesmo que disse que já planejou golpes em outros países:

https://www.newsmax.com/newsmax-tv/john-bolton-newsmax-iran/2024/01/03/id/1148133/

Scudafax
Scudafax
1 mês atrás

Aliás, sugestão aos editores: realizar matéria sobre as afirmações de John Bolton sobre golpes, guerras e a doutrina Monroe, sim, ele a defende abertamente Hoje em dia. Para aqueles que apregoam a dependência de material tecnológico e militar estrangeiro:

https://observer.com/2019/04/john-bolton-monroe-doctrine-sanctions-venezuela-nicaragua-cuba/amp/

Last edited 1 mês atrás by Scudafax
Ricardo Torres
Ricardo Torres
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Sugestão aos editores:

Te bloquear, está enchendo a paciência com suas teorias conspiratórias e o seu ódio contra Israel…..🙄🙄🙄

Last edited 1 mês atrás by Franz A. Neeracher
Scudafax
Scudafax
Reply to  Ricardo Torres
1 mês atrás

Suprimir o contraditório é realmente um caminho para o conhecimento.

Sergio Machado
Sergio Machado
1 mês atrás

Essa do DAESH não cola muito. Penso ter dedo do Bibi tentando arrastar o Irã para o conflito direto e, assim, trazer o EUA também, de modo a salvar a própria pele.
São mais de 60 dias, zero reféns libertados, pesadas baixas, pressão interna alta e o Hamas mostra resistência prevista, graças a pela rede de túneis e uma logística ainda não cortada.
Fora o estrago na já combalida imagem internacional de Israel visto o massacre civil em Gaza.
Será que o Irã cai? Não creio.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Sergio Machado
1 mês atrás

Se Israel quisesse arrastar o Irã para algum conflito, teria eliminado alguém do alto escalão iraniano que é o modus operandi israelense. Qual seria o sentido em provocar um ataque que nunca foi feito por israelenses antes, sem qualquer ganho militar, e deixando dúvidas da autoria? Não tem sentido nenhum ser Israel.
Israel teria feito um ataque de modo que olhassem e dissessem “foi Israel!”, não um que parece qualquer grupo islamista por aí.

Last edited 1 mês atrás by Monarquista
Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Monarquista
1 mês atrás

“Qual seria o sentido em provocar um ataque que nunca foi feito por israelenses antes, sem qualquer ganho militar, e deixando dúvidas da autoria? Não tem sentido nenhum ser Israel.” Todo sentido: obrigar o EUA a entrar na bronca, dar outro patamar para o conflito, unindo a opinião pública interna e assim o atual governo manter-se no poder. Receita velha, usada pela Argentina, por exemplo. Lembrando: Israel está dependendo de material militar americano para enfrentar o….HAMAS. Imagine contra um exército regular com o poderio do Irã, que embora tenha uma força aérea antiga, tem uma poderosa força de mísseis, drones… Read more »

Scudafax
Scudafax
Reply to  Sergio Machado
1 mês atrás

Exato ao ponto. Basta analisar os diferentes jornais e declarações. Há ao menos cinco reportagens de políticos influentes, alguns com ligação com Israel, apregoando que agora é a hora de atacar o Irã. Segue um exemplo:

https://www.haaretz.com/opinion/2023-11-01/ty-article-opinion/.premium/there-will-never-be-a-better-time-for-israel-to-strike-in-iran/0000018b-8758-df47-a3df-ff592b2b0000

Monarquista
Monarquista
Reply to  Sergio Machado
1 mês atrás

O Isis já assumiu. Fim.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Monarquista
1 mês atrás

Pessoal, trabalhem com fatos. Há vários discursos pregando um ataque direto ao Irã agora, neste momento, tanto em Israel quanto nos EUA. Portanto, há histórico de atentados contra civis serem planejados por governos estrangeiros para justificar guerras. Vide a Operation Northwoods.

Após estudarem sobre a referência, fiquem à vontade para discutirmos.

https://abcnews.go.com/amp/US/story?id=92662&page=1

Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Concordo que é muito cedo para excluir a participação israelense, que de certa forma, é legítima. Lembrando que Hezbollah e os Houthis atacam Israel sob orientação e apoio de Teerã.
Embora há relatos que o ISIS assumiu, será que seriam capazes de atuar nessa profundidade em solo iraniano sem apoio de uma agencia estatal?
Creio que não.
O governo Bibi tem muito a ganhar com a entrada do Irã no conflito, talvez sua própria sobrevivência política.

Franz A. Neeracher
Reply to  Sergio Machado
1 mês atrás

Já houve antes vários atos terroristas dentro do Irã praticado por grupos sunitas assim como atos praticados por grupos xiitas em países de maioria sunita.
Além de grupos separatistas do Beluquistão Iraniano que também já fizeram isso no passado.
Nenhum país terá algo a ganhar caso haja um conflito EUA x Irã.

O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
Reply to  Sergio Machado
1 mês atrás

———
___

COMENTÁRIO REPETIDO APAGADO. MANTENHA O BLOG LIMPO.

ESSE ESPAÇO É PARA DEBATES E NÃO PARA DISPUTAS PESSOAIS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
1 mês atrás

E agora que o Estado Islâmico assumiu “a bomba” (tu dum tsss), o que o “Irão” irá fazer?
1-Atacar a Síria?
2-Atacar o Afeganistão?
3-Atacar o Iraque?
4-Atacar todo mundo?
5-Culpar os EUA e xingar pela internet?
6-Culpar Israel e não fazer nada?
7-Enfiar o rabo no meio das pernas e ficar quietinho pra não se Ferrar mais?

Last edited 1 mês atrás by O vingador com cérebro
Scudafax
Scudafax
Reply to  O vingador com cérebro
1 mês atrás

Bem, leia as duas fontes abaixo e conclua com fatos:

http://cgsrs.org/publications/31

https://edition.cnn.com/2024/01/04/middleeast/iran-islamic-state-attack-kerman-intl/index.html

“ISIS considers the Shia branch of Islam to be heretical and has targeted shrines and religious sites in Iran previously.”

ISIS é sunita e inimigo do Irã, portanto, uma agência de inteligência inteligente, fomentaria e apoiaria, secretamente, suas ações de modo a apoiá-lo, dependendo da situação e ordens dadas.

Scudafax
Scudafax
Reply to  O vingador com cérebro
1 mês atrás

Além disso, Israel já provou, em mais de uma ocasião, ser capaz de operar profundamente no Irã. Conforme pode ser visto na referência abaixo:

https://www.nytimes.com/2018/07/15/us/politics/iran-israel-mossad-nuclear.html

Monarquista
Monarquista
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Claro, foram os israelenses mancumunados com o estado islâmico… e com os reptilianos.

JPonte
JPonte
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Israel é muito bom ….. mas os sauditas são melhores em conhecer muito bem persas e árabes …. há um certo desconhecimento do poder silencioso dos reinos do golfo e da ação egípcia como braço armado dos reinos . Acho que estamos assistindo muito filme de Hollywood que é bancada por ricos judeus que fomentam a ideia de uma potência israelense , são excelentes de fato mas não são os únicos excelentes de fato na região … há muita expertise em guerra irregular na região …..

JPonte
JPonte
Reply to  O vingador com cérebro
1 mês atrás

Ou seja como sugeri lá atrás , insurreição interna com apoio logístico dos reinos do golfo , se pressionar bem pesquisado quem financia os jihadistas wahabistas islâmicos chegarão longe de Israel e perto das monarquias do Golfo .
O que o Irã irá fazer que já não esteja fazendo ? Nada …… não há o que fazer que já não estejam fazendo …..

Sergio
Sergio
1 mês atrás

O ISIS assumiu. Já está nas mídias. Foi ação de homem bomba.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Sergio
1 mês atrás

Leia as fontes colocadas abaixo. Resumo, há histórico de agentes do Mossad infiltrados no Irã, há histórico de inação de Israel para com o Estado Islâmico, sunita, e, portanto, uma agência inteligente como o Mossad poderia facilmente induzir, propor, apoiar e financiar o ISIS no Irã, como parte de uma estratégia elaborada de “Divide and Conquer”, permitindo que um ataque direto seja mais fácil.

Last edited 1 mês atrás by Scudafax
O vingador com cérebro
O vingador com cérebro
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Nem desenhando quer entender kkkkk continue firme aí kkk

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Papagaio de Pirata

Bigliazzi
Bigliazzi
1 mês atrás

Interessante ver que o Irã não esta imune a atentados terroristas. Aberta uma segunda frente. Sempre lembro que os Iranianos não são Árabes… e as rusgas entre Persas e Árabes remontam à milênios… segura essa jaca Irã. Fica a duvida: Qual dos lados o nosso governo irá apoiar, o lado dos que lutam pela liberdade e reconhecimento… ou o do Irã (qualquer semelhança com o que aconteceu em Israel é mera coincidência)…

ODST
ODST
Reply to  Bigliazzi
1 mês atrás

Já apoiou o Irã. Imediatamente após o atentado o desgoverno chamou o acontecido de “terrorismo”, com todas as letras, coisa que não fizeram no ataque do HAMAS contra Israel