Pelo menos duas pessoas ficaram feridas e outra está desaparecida após uma explosão em uma fábrica de armas de defesa no Arkansas

CAMDEN, Ark. – Uma explosão em uma fábrica de armas de defesa no Arkansas feriu pelo menos duas pessoas na quarta-feira e deixou outra desaparecida, informaram os operadores da instalação.

A explosão ocorreu na planta da General Dynamics Ordnance and Tactical Systems em Camden, cerca de 138 quilômetros ao sul de Little Rock, disse um porta-voz da empresa. Inicialmente, a empresa chamou o incidente de “incidente envolvendo pirotecnia”, mas depois confirmou que foi uma explosão.

“Neste momento, estamos trabalhando com os primeiros socorristas e podemos confirmar que o incidente resultou em pelo menos dois feridos e uma pessoa desaparecida”, disse Berkley Whaley, da General Dynamics, em um comunicado. “Estamos cooperando plenamente com as autoridades enquanto elas conduzem sua investigação.”

Whaley também confirmou que a produção foi pausada no edifício onde ocorreu a explosão.

A empresa não forneceu detalhes sobre a extensão dos ferimentos. O Departamento de Gestão de Emergências do estado disse que estava monitorando a situação e pronto para ajudar, mas não forneceu detalhes adicionais.

Um paciente foi tratado na sala de emergência do Centro Médico do Condado de Ouachita e está estável, disse Diane Isaacs, gerente de risco do hospital. Outro paciente foi levado para fora do estado de helicóptero, informou ela.

O hospital foi informado para não esperar mais pacientes, disse Isaacs.

A General Dynamics é uma empresa global de defesa e aeroespacial. A planta de Camden possui mais de 81.750 metros quadrados de espaço de fabricação e armazenamento, e apoia programas militares como os mísseis Hellfire e Javelin e várias munições de morteiro, de acordo com o site da empresa.

FONTE: ABC News

Subscribe
Notify of
guest

55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Heinz
Heinz
17 dias atrás

Acredito que está pessoa desaparecida, não vai aparecer mais, infelizmente. Já vimos um que um drone FPV pode fazer num corpo de uma pessoa, imagina um helfire ou javelin explodindo bem na sua cara.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Heinz
17 dias atrás

Na década de 80, em Cubatão, um duto da Petrobras começou a vazar gasolina… perto dali tinha um favela (vila Socó) e as pessoas começaram a recolher a gasolina e estocar, para vender e fazer algum dinheiro… durante a noite, começou o incêndio.. o número oficial foi de 500 mortos.. mas há uma estimativa de cerce de 2000 pessoas mortas a partir do número de residências que existiam porque não havia registro de quantas pessoas moravam no locai. Foi catástrofe.. O país ainda estava no regime militar e aquilo e muita coisa foi ignorada… poucos anos antes, um vazamento de… Read more »

Jorge Cardoso
Jorge Cardoso
Reply to  Camargoer.
17 dias atrás

“…pouco anos antes…um vazamento na Índia…”

Vila Socó, que o pessoal da Baixada Santista ainda lembra, foi em fevereiro de 84.

O acidente na Union Carbide em Bopal, na Índia, que tornou o isocianato de metila popular, foi em dezembro do mesmo ano.

Ou seja, e como de hábito, mais uma narrativa.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jorge Cardoso
17 dias atrás

EDITADO

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
16 dias atrás

EDITADO

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Campos
16 dias atrás

EDITADO

Rafael M. F.
Rafael M. F.
Reply to  Camargoer.
17 dias atrás

Vila Socó foi oficialmente 93 mortos, e oficiosamente mais de 500, em particular crianças e idosos, número esse baseado no número de crianças que deixaram de ir à escola após o acidente e na morte de famílias inteiras cujos corpos nunca foram reclamados e foram enterrados como indigentes. A maior parte das construções no local na época eram de madeira e bambu (juntou o pior com o ruim), e tratava-se de uma ocupação irregular. Não existiam medidas de detecção de vazamentos na época, só começou a se instalar esse tipo de equipagem após essa tragédia. Tive um amigo ex-petroleiro (já… Read more »

Last edited 17 dias atrás by Rafael M. F.
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rafael M. F.
16 dias atrás

Foi horrível. Lembro de passar pela Via Anchieta anos depois do acidente e ver os restos do local..

Heinz
Heinz
Reply to  Camargoer.
16 dias atrás

A negligência estatal, junto de um povo ignorante causaram essa tragédia.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Heinz
16 dias atrás

Foi horrível… o pessoal mais novo nem sabe do acidente.. é algo que me atormenta há décadas..

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
17 dias atrás

Será alguma operação de sabotagem?
Não é a primeira explosão em fábrica de material de defesa. Já houve outra recentemente nos EUA e na Alemanha.

Alexandre Galante
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Esses cigarros são perigosos…

eliton
eliton
Reply to  Alexandre Galante
17 dias atrás

Alguem precisa tirar os cigarros do Ivan urgentemente.

Alexandre Galante
Reply to  eliton
17 dias atrás

🙂

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  eliton
17 dias atrás

Esse Ivan era voluntário na CIPA da fabrica, não faltava em nenhuma reunião e dava duro para tudo dar errado conforme o planejado…rs

Marcelo Soares
Marcelo Soares
Reply to  Alexandre Galante
17 dias atrás

E a vodka kkk.

Carlos
Carlos
Reply to  Alexandre Galante
17 dias atrás

Paiero…

Zoe
Zoe
Reply to  Alexandre Galante
17 dias atrás

Tambem logo lembrei do Dimitri..

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Alexandre Galante
17 dias atrás

Kkkkkkkk
Fumar é contra indicado mesmo, né?

Jodreski
Jodreski
Reply to  Alexandre Galante
16 dias atrás

Cigarro era Russo e o isqueiro era Chinês. Foi pura sabotagem!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Nogueira… lembra da explosão no paiol da MB, creio que na Ilha do Governador? Tem os incêndios nos navios e submarinos em manutenção… lembro de uma explosão em um paiol clandestino de fogos de artifício.. teria sido em Osasco? Não lembro… também seria possível incluir o acidente com o Concorde… creio que um navio da MB explodiu sozinho durante a I Guerra… e o triste caso do nosso VLS. Por outro lado, teve a destruição da usina de água pesada na Noruega (eu acho), a destruição do reator do Iraque por Israel.. .os ataques de drones, inclusive aquele contra uma… Read more »

Elintoor
Elintoor
Reply to  Camargoer.
17 dias atrás

E o Tonelero, que não explode, mas afunda…

Charle
Charle
Reply to  Camargoer.
17 dias atrás

Teve também o acidente no paiol do Exército na década de cinquenta. Foi aqui no R.J. Esse quase ninguém lembra mais.

Last edited 17 dias atrás by Charle
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Charle
17 dias atrás

Opa.. não sabia.
Rapaz. Nem consigo i.aginar o estrago

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Camargoer.
17 dias atrás

É por essa linha de coincidências que não descarto a possibilidade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

São como as bruxas…

Domanski
Domanski
Reply to  Camargoer.
16 dias atrás

En brujas no creo, pero que las hay, las hay

Cerberosph
Cerberosph
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Pode ser explicado também pela contratação de pessoas não capacitadas. Urgência devido a guerra

Paulo Leite
Paulo Leite
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Não é incomum os patamares de segurança se deteriorarem quando uma fábrica está trabalhando a todo vapor (imagino que eles estejam produzindo equipamento para mandar para a Ucrânica/Israel).

Já vi isso de perto, onde alguns gerentes pediram, de forma indireta, para nós fazermos algumas vistorias menos rígidas só para poder entregar os produtos a tempo para o cliente.

José 001
José 001
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Começou a comemorar o final de semana na quinta-feira?
Ah!
Lembrei!
Ai é feriado, 04 de julho.
Agora tá explicado.
Divirta-se bastante mas sempre com muita moderação e juízo.

Elintoor
Elintoor
Reply to  Comte. Nogueira
17 dias atrás

Esse pessoal do Putin fuma demais!

BraZil
BraZil
Reply to  Comte. Nogueira
16 dias atrás

Há um desaparecido. Pulverizado ou embarcando em algum submarino oculto na costa do Golfo? Teorias à parte. o fato é que os Americanos não estavam acostumados a produzir munições ao nível Russo, Norte Koreano e Chinês e olha que nem chegam perto ainda. Então, é outra coincidência. assim como a outra explosão a alguns meses, as pecinhas esquecidas dentro de caças, a gasolina contaminada, as mortes de militares e de adidos de embaixadas etc..

Tutor
Tutor
17 dias atrás

Teorias de conspiracionistas irão aparecer de todos os lados. Mas, onde tem gente trabalhando, tem espaço para incompetência, negligência ou imprudência. E quando você soma isso à materiais explosivos, inflamáveis, biológicos, químicos etc, m… podem acontecer.

Romão
Romão
Reply to  Tutor
17 dias atrás

Sim, só é uma “surra” quando a tragédia é na Rússia. Quando é na OTAN, é fatalidade. 🙂

Heinz
Heinz
Reply to  Romão
17 dias atrás

Cara, a Rússia está em guerra, então a probabilidade de acontecimentos como este por lá é 1000% superior.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Heinz
17 dias atrás

E nessa guerra os estadunidenses são partes e não neutros!

Heinz
Heinz
Reply to  Alexandre
16 dias atrás

sim, e?

Tutor
Tutor
Reply to  Romão
17 dias atrás

Quando o país está em guerra, uma fábrica bélica sua explode, e o inimigo na guerra assume que foi um ataque seu, sim. Aliás, não exatamente uma surra.
Não é o caso dessa planta industrial.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
17 dias atrás

essa matéria me lembrou a explosão daquele paiol da marinha (acho que foi em 95)….uma sugestão de matéria para o poder naval, na época as informações eram escassas.

BraZil
BraZil
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
16 dias atrás

Sim. Salvo engano, foi na Ilha de Santa Bárbara, pertinho do Porto e do meu querido São Januário. Assustou muito, pois chegou a estilhaçar vidraças.

Franz A. Neeracher
Reply to  BraZil
16 dias atrás

Foi na Ilha do Boqueirão.

BraZil
BraZil
Reply to  Franz A. Neeracher
16 dias atrás

Obrigado. Pertinho também

Bispo de Guerra
Bispo de Guerra
17 dias atrás

Culpa dos Chineses, russos, iranianos…😆

Voltando ao mundo real …. estatisticamente , nos últimos 8 anos , nos EUA , houveram 28 explosões desse tipo.

Fonte: https://dustsafetyscience.com/combustible-dust-incident-report/

Nada de operação sabotagem.

Nos Estados Unidos, há uma média de aproximadamente 150 incidentes químicos graves por ano, o que inclui explosões e vazamentos perigosos em fábricas e instalações de armazenamento de produtos químicos. Esses incidentes acontecem aproximadamente uma vez a cada dois dias –

Fonte:
https://www.poynter.org/reporting-editing/2023/chemical-accidents-united-states-every-two-days/

orivaldo
orivaldo
17 dias atrás

Rapaz, por um momento pensei que fosse uma Refinaria Russa, ou um conjunto Habitacional Ucraniano

Maurício.
Maurício.
17 dias atrás

Essas bitucas de Marlboro fazem um belo estrago!

Elintoor
Elintoor
Reply to  Maurício.
17 dias atrás

Meu pai fumava o Continental. Um dos piores. Mais barato, também fez um belo estrago (nele).

Alexandre
Alexandre
Reply to  Elintoor
17 dias atrás

Belmont era pior!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
17 dias atrás

Acho que é uma forma de comemorar o dia 04 com bastante fogos.

BraZil
BraZil
Reply to  Nilton L Junior
16 dias atrás

kkkkkkkkkkkkkkk

Gabriel BR
Gabriel BR
17 dias atrás

Fabricas de explosivos são ambientes de altíssima periculosidade

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
17 dias atrás

O Putin avisou que teria retaliação.

Agora só falta o Biden retornar as ameaças com as mesmas palavras.

BraZil
BraZil
Reply to  Rogério Loureiro Dhierio
16 dias atrás

Caras, do jeito que o Biden está, melhor não se expor muito. Se os chips cerebrais do Elon Musk já estivessem operacionais, aí teríamos um belo roteiro de Hollywood, em que o Presidente Biden seria um líder teleguiado, um mero fantoche atendendo a interesses muito maiores que a própria figura do Presidente. mas sabemos que não é assim, ou é?

Gabriel BR
Gabriel BR
17 dias atrás

Sinistro

Bigliazzi
Bigliazzi
17 dias atrás

RIP

Senhor Maskarado
Senhor Maskarado
17 dias atrás

Espero que os trabalhadores fiquem bem