Home Exército Brasileiro Desembarque de Mísseis Igla para o EB

Desembarque de Mísseis Igla para o EB

9939
63

Ba Ap Log Ex

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 27 de Janeiro de 2016, a Divisão de Importação e Exportação de Material (DIEM), da Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), realizou uma Operação de Desembarque de Mísseis Igla oriundos da Federação Russa. O processo alfandegário levou  sete dias para ser consolidado.

FONTE: Ba Ap Log Ex

Subscribe
Notify of
guest
63 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lc
Lc
4 anos atrás

Definitivamente não dá para levar este país a sério.
Sete dias para desembaraço aduaneiro de um CNTR com equipamento de uso militar importado pelo EB?
Só pode ser brincadeira.

Emerson Alex
Emerson Alex
4 anos atrás

7 dias desembaraçando uma carga desta … falar o que ?

Vader
4 anos atrás

Deus construiu o universo em menos tempo do que se leva para desembaraçar um contêiner no Brasil…

Se demora 7 dias para desembaraçar um contêiner de MÍSSEIS do Exército Brasileiro, vocês imaginem o quanto demora um exportador/importador comum para desembaraçar uma carga comum…

Por essas e outras que somos o Bravphil-PuThânphia… 😉

JUARUX
JUARUX
4 anos atrás

Burrocracia…

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

7 dias ? O Evo vai ganhar a guerra.

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Prefiro o RBS 70, NG então nem se compara, são ótimos.
Compramos, mas deveríamos parar com os Igla.
Com a palavra MESTRE BOSCO.

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás
leandro moreira
4 anos atrás

Exelente noticia, mais misseis igla, e a primeira vez que vejo noticia desses materiais chegando, se nao me engano logo estaremos recebendo os novos M109 do EB, pois o predio do simulador de tiro do mesmo ja esta em fase final de construcao em uma OM que conheco aqui no sul.

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Sete dias só ??? Deram muita carteirada lá para agilizar tanto assim.

Delfim
Delfim
4 anos atrás

Na boa, eu abria o CNTR e contava os mísseis, antes de sair da Alfândega… 7 dias pra liberar um CNTR militar é muuuuito suspeito.
Não quero ver o Sapão da PCERJ dando rasante nas favelas e de repente um Igla atingi-lo.

Bosco
4 anos atrás

Carlos,
Eu acho que os dois são importantes. O RBS-70 é praticamente de outro segmento, cobrindo o que se denomina SHORAD (curto alcance) sendo o sistema antiaéreo de maior alcance/altitude à disposição do EB, já o mais portátil Igla cobre o VSHORAD (alcance muito curto) junto com os canhões.
As características da portabilidade e de operar totalmente de forma passiva do Igla são bem interessantes em muitos cenários.
Um abraço.

Daniel
Daniel
4 anos atrás

O quê? 7 dias para despachar uma carga militar? Rapaz tenho até medo se entrarmos em guerra com quem seja, quando despachassem a guerra acabou.

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
4 anos atrás

7 dias…

Delfim
Delfim
4 anos atrás

Reitero.
Mísseis AA de ombro são desejados por 10 entre 10 grupos terroristas e criminosos de porte.
Isto nem devia parar numa Alfandega, tinha que ser desembarcado numa base militar direto.

Jakson de Almeida
Jakson de Almeida
4 anos atrás

Jura que carga militar precisa passar por processo alfandegário!!!!!!!!!!!!

fagner
fagner
4 anos atrás

As polícias sofreram com a receita antes da copa, foram comprados câmeras infravermelho para uso nas aeronaves policiais. Quase que não deu tempo de usar as câmeras na copa.

Corsário DF
Corsário DF
4 anos atrás

Não tem nem como comentar uma notícia dessas…

Se em tempo de PAZ são sete dias, imagina em GUERRA… Sete anos…

A não ser que o Exército Brasileiro não seja do Brasil…

E a BURROcracia estampada no Pavilhão Nacional…

Realmente é INEXPLICÁVEL esse país.

Sergio Ricardo
4 anos atrás

Sinceramente estamos perdidos !!!

Duanny D.
Duanny D.
4 anos atrás

Aquisição acertada. Aos poucos o exército vai construindo uma defesa antiaérea. Quem sabe um dia chegamos em sistemas HIMAD.

Pedro Mariotto
4 anos atrás

kkkk nen de navio deveria vir

Carlos Campos
Carlos Campos
4 anos atrás

Espero que esse processo alfandegário melhore pq 7 dias é demais, uma vez vi que nos EAU leva questão de horas ou 1 dia. Como o colega Delfim escreveu: deveria ser desembarcado em uma base Militar

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Caro Bosco 3 de fevereiro de 2016 at 19:58
Valeu.
E ainda temos os Guepard.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Desembaraço alfandegário serve para quê? Pagar imposto?
Foi pago imposto nessa aquisição?
Ou é para verificar se tudo que entra no país é o que está no papel?
Se veio de navio deveria ter outras cargas…
Não vejo tanta utilidade nesses mísseis para defesa antiaérea.
Que caça inimigo iria sobrevoar seus alvos?
Gosto de DAA de longo alcance.
Identifica o avião antes que ela dispare misseis o SDBs.

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Nonato 4 de fevereiro de 2016 at 3:17

O desembaraço alfandegário feito pelo EB é para conferir se a carga que está no manifesto está no container.

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Os iglas são para as brigadas de infantaria para defesa delas enquanto os rbs-70 ficam nas brigadas de artilharia aérea, aquisição acertada. Mas 7 DIAS pra desembarcar pqp !!

Delfim
Delfim
4 anos atrás

Trollbuster
Conferência não pode ser feita por oficiais ? Os Igla não podiam ser desembarcados em uma base naval ? Quem faz a segurança de material militar na Alfândega ?
Os Mi-35 vieram em avião Antonov direto pra uma base aérea… não estou gostando,

zorannn
4 anos atrás

A burocracia é cruel! . Não sei se alguns de vcs já importou algum produto de outros países. Eu já comprei alguns componentes para modelismo. Pois bem, a regra era a seguinte: compras de valores até US$50,00 (incluindo-se neste valor o frete) eram isentas de tributação (não sei como está hoje). Quando a compra excedia este valor, a mercadoria era tributada em 70% e como moro em MG, ainda tinha de pagar ICMS porque a mercadoria viria para o meu estado (quem mora em SP paga mais barato pois não recolhe o imposto 2 vezes). Cada encomenda demora em média… Read more »

velame
4 anos atrás

Delfim, esse processo alfandegário, apesar de bizarro, contraproducente e o que mais de ruim se disser dele, infelizmente é normal e corriqueiro nas aquisições de material de emprego militar. Mas fique tranquilo que o controle do EB sobre o material sensível e rígido. E se um dia você, eu e a população do Estado do Rio de Janeiro tiverem o infortúnio de verem uma aeronave da PCERJ ou da PMERJ atingida por um MANPAD, não tenha duvidas que é um presente dos nossos “mui amigos” bolivarianos. Abraço.

gengisduEduardo Pereira
4 anos atrás

zorannn 4 de fevereiro de 2016 at 8:24

Também moro em MG ,Betim, e sobre tarifação, agora tudo é tarifado desde que vc tenha comprado de empresa ou pessoa com CNPJ. Comprei lentes com clips adaptador para dirigir a noite made in China por 28,00 reais e ao chegar tive que deixar 50,50 reais nos correios para pegar a mercadoria a qual demorou mais de 2 meses pra chegar. Saiu tudo por 78,50 ,quase ou pouco mais que o valor se comprado aqui no mercado livre.

Sds.

Felipe Batista
Felipe Batista
4 anos atrás

gengisduEduardo Pereira Também de MG aqui, BH. Mais um detalhe que tive de enfrentar, caso a sua encomenda passe de $500 o processo de importação não é automático, você precisa preencher o formulário DSI e pagar um serviço de despacho aduaneiro para liberar a encomenda, os correios prestam este serviço, chama-se Importa Fácil e custa R$250 por encomenda. Então se passar de $500 tem os 60% de tributo + ICMS + R$250 de despacho.

Everaldo Lameira
Everaldo Lameira
4 anos atrás

Em sete dias, só para desembarque de um material bélico importante para o Exercito Brasileiro.

Brincadeira.

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Delfim 4 de fevereiro de 2016 at 7:49

Que eu saiba é feita por sargentos, pelo menos aqui em SP.

Eu não sei como funciona em encomenda do EB para o EB…

As minhas eles vão conferir se o que eu coloquei na CII bate com o que está no correio.

Mas eu concordo que uma encomenda destas deveria ir direto para uma base militar, que também não são nenhum poço de segurança rs

gengisduEduardo Pereira
4 anos atrás

Felipe que osso hein, o pior é que tem produtos que só se encontra lá fora .

leandro moreira
4 anos atrás

Com mais esta compra qtos deveremos ter agora? Igla, Rbs 70 e guepard. Otimo.

Duanny D.
Duanny D.
4 anos atrás

O pessoal tá opondo. RBS-70 e o Igla. Só pra botar em termos de comparação, o RBS-70 é telecomandado, o Igla é não guiado. Não são armas para os mesmos usos.

Duanny D.
Duanny D.
4 anos atrás

Melhor dizendo, não tem a mesma função dentro da defesa antiaérea.

Bosco
4 anos atrás

Duanny, O RBS-70 é “telecomandado” e o Igla é “autoguiado”. Na verdade o RBS-70 também é autoguiado embora não seja autônomo já que após o lançamento precisa que o alvo permaneça “enquadrado” pelo sistema de mira até o “impacto”. Toda correção na trajetória do RBS-70 é feita de forma autônoma, de modo a permanecer dentro do feixe central do laser que é focado sobre o alvo. O sistema de aquisição de alvo não emite nenhuma ordem ao míssil, apenas foca o laser. Um exemplo de míssil telecomandado e que é adotado pelo Brasil é o Sea Wolf. Esse sim não… Read more »

Duanny D.
Duanny D.
4 anos atrás

Valeu pela aula bosco, mas quando voce autoguiado para o Igla seria por infravermelho?

Bosco
4 anos atrás

Exato Duanny!

fonseca
fonseca
4 anos atrás

infravermelho? como é que alguém vai ficar mirando um avião a jato por um minuto?
quando o cara vê, já passou. pode explicar, Bosco?

Melky Cavalcante
4 anos atrás

7 Dias está ótimo, tinha que ser 70. Se alguém aqui precisar do EB para alguma documentção como o CR, por exemplo, ai sim vão saber o que demora realmente significa.

Bosco
4 anos atrás

Fonseca, Armas antiaéreas devem se posicionar em locais apropriados, de preferência altos e com ampla visão para todos os lados. O ideal contra caças é que seja combinado o um manpads “térmico” com um radar de vigilância que vai dar o alerta da aproximação de ameaças e a direção (azimute) dela. Um caça a 250 m/s que se aproxime a baixa altitude e que seja detectado a 20 km de distância dará tempo para que o Igla seja energizado, que o alvo seja adquirido pelo sistema de mira, e que o seeker tranque no alvo e o míssil seja lançado.… Read more »

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Melky Cavalcante 5 de fevereiro de 2016 at 8:28

Aqui no SFPC/2 não é raro CR demorar um ano.

Defourt
Defourt
4 anos atrás

Faço minhas as palavras do colega de fórum DELFIM:

Delfim 3 de fevereiro de 2016 at 20:41

“Isso nem devia parar numa Alfandega, tinha que ser desembarcado numa base militar direto.”

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

velame
Não faltam “muy amigos” dos bolivarianos em Brasilia… e nos morros cariocas… infelizmente em todo lugar.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Velame
Infelizmente os “muy amigos bolivarianos” tem amigos em todo lugar, a começar por Brasília.

donitz123
4 anos atrás

Sem contar que deve ter uma diferença brutal de preço entre um RBS-70 e um Igla.

João Bosco
João Bosco
4 anos atrás

7 dias para desembaraçar um processo alfandegário de material militar…. pergunto: por quê não desembarcaram esses mísseis em uma base naval do que em um porto comum? Se é um equipamento militar, por quê deveria passar pela alfândega, não deveria ser entregue diretamente ao exército? Coisas que ninguém entende no Brasil…. material militar tendo que passar pela alfândega!!!!!!

dieter91360
dieter91360
4 anos atrás

“O desembaraço alfandegário feito pelo EB é para conferir se a carga que está no manifesto está no container”
Poxa, então é uma boa noticia! O EB comprou tantissimas unidades, que duraram 7 dias para poder contar tudo!!! Rsrsrs

Duanny D.
Duanny D.
4 anos atrás

Fonseca, com essa explicação complementar do infravermelho dá pra ter uma ideia de cada “macaco no seu galho”.
O Igla por exemplo deve enfrentar alguma dificuldade com contramedidas, daí a indicação pra determinadas funções com falou o Bosco. Acredito que o RBS70, por ser guiado laser não sofra com flare, jamming, chaff, mas deve ter o inconveniente de ter que seguir o laser pois é CLOS não é do tipo “dispare e esqueça”. Daí não dá pra apertar parafuso com martelo, nem martelar prego com chave de fenda.