Home Foto Colômbia demite militares suspeitos de executar jovens

Colômbia demite militares suspeitos de executar jovens

313
5

Exército da Colômbia

Há suspeitas que a prática de execuções seja comum no Exército da Colômbia

Três militares foram demitidos do Exército da Colômbia por ligações com execuções extrajudiciais que estão sendo investigadas no país.

Os três coronéis pertencem à 15ª Brigada Móvel, que opera na província Norte de Santander, próximo à fronteira da Venezuela. Eles foram destituídos pelo comandante do Exército da Colômbia, o general Mario Montoya.

Há indícios que sugerem que jovens desempregados e pobres de favelas de Bogotá eram seqüestrados e mortos, para serem apresentados como combatentes derrotados no conflito armado na Colômbia, o que teria rendido promoções aos oficiais.

A demissão dos coronéis pode ser o começo de um escândalo dentro das forças de segurança do governo do presidente Álvaro Uribe.

Eles foram demitidos em conexão com 11 casos sob investigação do Ministério Público. Mas há relatos de ações semelhantes que teriam acontecido em outras regiões do país.

O ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, tentou se distanciar do escândalo, afirmando que alguns militares estão no Exército apenas interessados em provocar mortes na guerra contra guerrilhas, mas que essa não é a política do governo.

Uribe, que também se manifestou sobre as possíveis execuções extrajudiciais, admitiu que existem indícios de graves abusos de direitos humanos no Exército colombiano.

Fontes do escritório do Ministério Público afirmam que centenas de militares estão sendo investigados por casos semelhantes, e que o assassinato de jovens para criação de estatísticas artificiais na luta contra as guerrilhas pode ser uma prática generalizada no Exército.

 

Exército

Nota do Blog: A Brigada Móvil N.º15 é parte da 2ª Divisão do Exército Nacional da Colômbia. Essa Divisão conta com cinco Brigadas e um Comando Operativo, que executa ações de segurança e engenharia (construção).

Fonte: BBC

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
11 anos atrás

Fala sério, não duvido nem um pouco da veracidade dessa notícia. Pior, são coronéis, oficiais de alta patente.

Nessa “guerrinhas” da vida como essa, sempre sobra para quem não tem nada à ve com a história, entra de gaiato.

Luis Augusto
Luis Augusto
11 anos atrás

Vassily não me espanta ter coronéis envolvidos nestas atrocidades não! é que no Brasil só sobra para peixe pequeno(cabo, soldado, sargento), e o grande nunca aparece, mais vai dizer que alguns comandantes não sabem disso? se não sabem é pura incompetência, no minimo.

konner
konner
11 anos atrás

A organização Anistia Internacional pediu hoje [28 de out.] aos Estados Unidos que suspendam a ajuda militar à Colômbia até que o país contenha um aumento nas mortes de civis cometidas por agentes de segurança. A diretora da organização não governamental para as Américas, Renata Rendón, disse, em Washington, que vários indicadores alarmantes devem piorar. “As mortes relacionadas ao conflito, as execuções extrajudiciais, a morte de civis por paramilitares e por guerrilhas, as desaparições forçadas de mulheres e as mortes de sindicalistas aumentaram entre 2006 e 2007”. Renata apontou que é preciso lembrar desses dados, enquanto o presidente dos Estados… Read more »

konner
konner
11 anos atrás

O governo do presidente Álvaro Uribe anunciou nesta quarta-feira, 29, o afastamento de 25 militares, incluindo três generais do Exército.

Eles foram acusados de “conspirar com delinqüentes” para cometer crimes, inclusive homicídios.

A decisão foi tomada, segundo o presidente e seus comandantes, por causa da desaparição de 11 homens no início do ano de um bairro em Soacha, ao sul de Bogotá.

Os cadáveres apareceram em uma vala comum no nordeste do país, e alguns deles foram apresentados como guerrilheiros mortos em combate.

Marine
Marine
11 anos atrás

Os responsaveis estao sendo punidos, a Anistia Internacional deve agora deixar a Colombia em paz para que ela possa continuar sua luta contra a FARC que tem sido tao bem sucedida este ano.