Home Noticiário Internacional Israel e Hamas rejeitam moção da ONU

Israel e Hamas rejeitam moção da ONU

112
0

Combates continuam apesar de Conselho de Segurança pedir cessar-fogo “imediato e duradouro” na Faixa de Gaza

Israel e o grupo islâmico Hamas rejeitaram ontem (9/01) a resolução do Conselho de Segurança da ONU que pede um cessar-fogo “imediato e duradouro” na Faixa de Gaza e a retirada das forças israelenses da região.

A resolução foi aprovada na madrugada de ontem com o apoio de 14 dos 15 membros do Conselho e a surpreendente abstenção dos EUA, aliado tradicional de Israel. “Ao abster-se, os EUA podem estar indicando que se está formando um consenso de que o derramamento de sangue foi longe demais”, escreveu a influente revista britânica The Economist em sua versão online.

O suposto consenso, porém, parece ainda não ter sensibilizado o governo israelense e o Hamas. “Os lançamentos de foguetes (pelo Hamas) nesta manhã demonstram que essa decisão da ONU é inviável e não será acatada pelas organizações palestinas assassinas”, disse o premiê de Israel, Ehud Olmert. Mais tarde, um porta-voz do Hamas disse que o grupo também não estava de acordo com o cessar-fogo porque não foi consultado sobre seus termos e não o considerava “vantajoso para os palestinos”.

Na Faixa de Gaza, os combates continuaram, elevando o número de mortos no conflito para 800 palestinos (segundo fontes médicas em Gaza) e 13 israelenses. Aviões e helicópteros de Israel bombardearam cerca de 30 alvos em Gaza até o amanhecer – entre eles uma TV iraniana. Durante a manhã, a ofensiva foi retomada.

No total, 23 palestinos foram mortos ontem, segundo fontes médicas de Gaza. De acordo com a imprensa israelense, o Hamas lançou mais de 30 foguetes contra as cidades israelenses de Bersheva e Ashkelon, sem deixar vítimas.

A rejeição ao pedido de cessar-fogo do Conselho ocorre um dia após a ONU suspender suas ações em Gaza. A decisão foi tomada porque forças de Israel atacaram duas escolas e um comboio da organização. Ontem, contudo, ela anunciou que recebeu garantias do alto comando militar israelense de que os seus trabalhos humanitários serão respeitados (mais informações na pág. 8).

ABERTURA

A resolução aprovada pelo Conselho na madrugada de ontem foi redigida pelos britânicos e tenta conciliar demandas israelenses e palestinas. Ela prevê, em termos bem vagos, que medidas sejam tomadas para evitar o contrabando de armamento pelo Hamas na fronteira entre o Egito e a Faixa de Gaza – uma exigência israelense.

A resolução também inclui a abertura das passagens entre a região, Israel e Egito – o que aliviaria a situação dos palestinos. O Conselho também exigiu a “distribuição de assistência humanitária sem bloqueios em toda a Faixa de Gaza”.

FONTE: Estadão/AP/Reuters

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
JACUBÃO
11 anos atrás

É, parece que a cobra vai fumar.

Hornet
Hornet
11 anos atrás

No meu modo de ver, acho que Israel está comentendo vários equívocos seguidos…desde desrespeitar vários pontos da Convenção de Genebra, do qual Israel e signatário, portanto tinha o dever de cumprir (desrespeito que pode vir a ser caracterizado no futuro como crimes de guerra se assim o Ocidente quiser, mas só que não vai querer…eu acho), já comentado pelos observadores da ONU (não sou eu que estou dizendo isso), até equívocos diplomáticos e mesmo militares. Além de estar atraindo a antipatia mundial para seu lado (eu mesmo já estou de saco cheio…o que não quer dizer que eu seja contra… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

E só pra complementar…até os EUA já estão ficando de saco cheio dessa matança inútil (a abstenção de seu voto no conselho de segurança da ONU indica isso)…

abraços

Wilson Johann
Wilson Johann
11 anos atrás

Enquanto o povo palestino aceitar e apoiar e existência do Hamas e seu fanatismo doentio contra Israel, vai sofrer com as conseqüências dos atos de terrorismo desse grupo. Israel sempre vai revidar, e cada vez com maior força. Se todos bem lembram, foi o Hamas que desrespeitou o último “cesar-fogo”, desencadeando toda essa reação de Israel. Israel vem há muito tempo sofrendo com o radicalismo de grupos de fanáticos e ideologias anti-semitas. No passado recente metade da população jadaica do mundo foi exterminada. Depois que Israel conseguiu seu território, só conseguiu sobreviver como nação a ferro e fogo, enfrentando, em… Read more »

WAR
WAR
11 anos atrás

PARA TODOS RACIOCINAREM – COPIEI ESTE TEXTO DO BLOG DO REINALDO AZEVEDO DA VEJA ON-LINE. MUITAS E MUITAS VEZES DISCORDO DELE, MAS SUA ARGUMENTAÇÃO CONTRA OS QUE CONDENAM TOTALMENTE ISRAEL E SANTIFICAM O HAMAS É MUITO CONSISTENTE! BOA NOITE A TODOS! “O QUE QUER O HAMAS É interessante saber com quem as pombas lesas da paz pedem que Israel celebre o que chamam de “cessar-fogo” — que, sei, acabará vindo cedo ou tarde. E notem: acho que a cessação das hostilidades é preferível ao confronto armado, é óbvio. Mas é importante saber o que quer o Hamas, não é? Abaixo,… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

War, O problema com o Reindaldo Azevedo, além de sua habitual burrice e seu habitual preconceito, é que ele não é um jornalista confiável…como jornalista eu estou dizendo. Como pessoa eu não sei, não o conheço…mas não compraria um carro usado dele… Ele cita um documento que não é oficial e o coloca como sendo. Não checa a veracidade do documento e sai escreendo suas baboseiras de sempre. O MidEastWeb, de onde ele tirou o documento (na versão em inglês) é um site “aberto”, no qual qualquer um pode enviar o que quiser (mais ou menos como o Wikipédia)…então, como… Read more »

Calpurnius Piso
Calpurnius Piso
11 anos atrás
Bosco
Bosco
11 anos atrás

WAR,
o Reinaldo Azevedo consegue ser pior que o Diogo Mainard.
Não bastasse que “a primeira vítima de uma guerra é a verdade”, ainda tem uns pra complicar mais o meio de campo.

Hornet,
“não compraria um carro usado dele” foi ótimo. rsrsrs…..
Sei que você foi bonzinho com ele, já que quem não tem honestidade profissional não deve prestar também como pessoa.

Um abraço a todos.

WAR
WAR
11 anos atrás

OK amigo. Seria bom termos acesso ao documento original. Você consegue? Eu vou ser o primeiro a denunciar a fraude do cara lá. Não esqueça de que escrevi “MUITAS E MUITAS VEZES DISCORDO DELE”. Quanto aos fundamentalistas de qualquer espécie (INCLUSIVE OS ISRAELENSES, QUE OCUPAM TERRAS QUE NÃO SÃO DELES E ALGUNS CRISTÃOS, QUE NÃO ACEITAM A CIÊNCIA E ADORAM O CRIACIONISMO), francamente, tenho que concordar com o Reinaldo. Aliás, sobre ele, tenho a declarar: 1 – Ele se aproveita da revolta de muitos conservadores contra o avanço do que eles chamam de “esquerdas” (ainda há sentido neste rótulo?) para… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Calpurnius,
Interessante texto.
Por isso respeito o amigo “Marine” que apesar de ser favorável a ação israelense nem ele e nem sua corporação fariam algo semelhante a essa ação desproporcional ao nível de agressão sofrida.
Os Qassans causaram 20 vítimas em 7 anos. Por pior que isso seja, não justifica essa ação indiscriminada por parte das forças israelenses que só entendo com fins eleitoreiros. Mas pode ser que seja um tiro no pé, já que o nível de intolerância a essas ações covardes está se generalizando, inclusive dentro de Israel.
Um abraço meu caro.

Hornet
Hornet
11 anos atrás

War, quem tem que apresentar o documento oficial é ele, e não eu ou nós…ele que levantou essa lebre…o problema é dele em confirmar o que disse, e não um problema meu ou seu…não concorda? Ele que acusou, então cabe a ele as provas. Eu só disse que a fonte dele não é confiável, porque não é mesmo. Ou seja, ele jogou a farofa no ventilador – como sempre faz – mas o que dá sustentação aos argumentos que ele criou, são no mínimo duvidosos…para não dizer falsos. A minha crítica foi a esse tipo de “jornalismo” de quinta categoria… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Bosco,

vc está sendo injusto…o cara é bão…o carro dele é que não é muito…por isso que eu não compraria…hehehe

abraços insectossáuricos

WAR
WAR
11 anos atrás

Ôpa! Com todo o respeito aos demais participantes, inclusive ao Marine: Os fuzileiros americanos nunca mataram inocentes? A USAF e a RAF nunca “torraram” mulheres e crianças alemãs (que apoiavam, sim, os nazis, que torraram milhões de judeus, ciganos, comunistas, democratas, socialistas e todos que se opunham a eles? Aliás, como o Hamás gosta). E os soviéricos, que estupraram milhões de inocentes mulheres alemãs de todas as idades inclusive crianças? O mesmo amigo marine disse aqui que antigamente (invasão da Nicarágua por exemplo e por extensão Vietnam) atirava-se em tudo que se mexesse… E não se esqueçam das crianças, filhas… Read more »

Wilson Johann
Wilson Johann
11 anos atrás

Colega Bosco, Não creio que Israel esteja realizando tamanha ofensiva por causa de sete mortos. Não vamos esquecer as centenas ou mais de vítimas provocadas pelos carros bombas, homens e mulheres bombas, e outras dezenas bombas explodidas com ou sem homens/carros bombas, como aquelas colocadas em restaurantes, bibliotecas, lanchonetes, próximo ou nos prédios públicos, passeios públicos, praças e outros locais de aglomeração de pessoas. Até brasileiros já morreram com esses atentados. Enfim, como escrevi anteriormente (lá no início), a solução está na eliminação completa do Hamas. Se não, vejamos: por que a Cisjordânia está em relativa paz com Israel, se… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

WAR, calma meu caro. Não foi o que eu disse. Os marines já mataram inocentes sim, mas não de maneira sistemática, descarada ou intencional como parece ser o caso agora. Sempre foi uma atitude impensada no calor do combate ou danos colaterais “normais” em operações de guerra onde existe a presença de civis. Nunca foi política explícita ou implícita do governo americano e nem tática das FA americanas as baixas civis. As guerras “politicamente corretas” só começaram a acontecer depois do Vietnã. Não vamos lembrar as barbaridades cometidos por ambos os lados durante SGM senão vamos ficar a noite toda… Read more »

WAR
WAR
11 anos atrás

Amigo,
Wilson Johann em 10 jan, 2009 às 22:06

Taí, gostei do argumento. Na Cisjordânia, ainda tem que ajustar o muro, e ainda retirar os colonos instalados indevidamente. Saindo os radicais, tudo fica mais fácil.
Boa noite a todos!

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Wilson,
mas a muito tempo estes homens bombas não dão as caras.
O motivo alegado foi o retorno do lançamento de foguetes a uns 3 meses atrás se não me engano.
O que eu acho estranho é a infantilidade do Hamas em romper o “cessar fogo” próximo as eleições israelenses.
Um abraço.

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Bosco, talvez este cessar-fogo não tenha sido rompido somente agora…pois, talvez nunca tenha existido de fato. Os dois lados nunca respeitaram devidamente essa propalada trégua de 6 meses… O que aumenta ainda minhas supeitas de que este ataque israelense atual não passa de propaganda eleitoreira…(Depois a gente ainda reclama da chatice do horário político gratuito aqui no Brasil…hehehe) Bem, segundo a BBC: “O acordo de cessar-fogo, que havia sido mediado pelo Egito, foi quebrado diversas vezes na prática. Havia um círculo vicioso. O Hamas reclamava do bloqueio econômico por terra, ar e mar imposto por Israel sobre Gaza. Israel reclamava… Read more »

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

Sobre o caso de Israel vou postar aqui um pedaço do que eu escrevi no outro post: Sobre a situação das tropas de Israel ficarem paradas no meio de uma briga política é uma situação difícil e a culpa não é dos soldados, mas acredito que essa culpa deva ser creditada ao Governo. As tropas não deixaram seus quartéis sem a ordem do Governo Israelense e nesse caso eles estão cometendo um grande crime contra o seus soldados. Quando você manda um homem para a batalha você tem que ver que ele jamais poderá voltar para casa. Será que esses… Read more »

WAR
WAR
11 anos atrás

Amigo Bosco. Os homens-bomba sumiram por causa do muro. Ele e toda a parafernalia de vigilância israelense em torno dele, inclusive com aviões não tripulados e sensores de todo tipo é que zeraram sua “ocorrencia”. O problema do muro é o seu traçado equivocado, protegendo assentamentos ilegais (que precisam sair, volto a repetir). E a lembrança do muro de Berlim, é claro. No mais os americanos estão fazendo algo similar na fronteira com o México, inclusive para barrar “invasores” brasileiros. Repetindo “ad nauseam”: sem os fundamentalistas há solução, mesmo que difícil. Com eles, a carnificina vai continuar. E ninguém pode… Read more »

Alte Makarov
Alte Makarov
11 anos atrás

Vi essa reportagem no New York Times e traduzi para a discussão do Blog. Portanto, quaisquer erros são meus. O link é: http://www.nytimes.com/2009/01/11/world/middleeast/11hamas.html?pagewanted=1&_r=1&hp Guerra em Gaza cheia de armadilhas e engodos Por Steven Erlanger Publicado em 10 de janeiro, 2009 Jerusalem – A abrasiva batalha urbana desenrolando-se na densamente povoada Faixa de Gaza é uma guerra de novas táticas, rápida adaptação e armadilhas letais. O Hamas, com treinamento do Irã e do Hezbollah, usou os últimos dois anos para tornar Gaza em um labirinto mortífero de túneis, armadilhas (booby traps) e sofisticadas bombas de rua (as roadside bombs, que os… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Interessante texto Alte, eu acho que se Israel pretende continuar “parecendo” ser o “mocinho” da história, deveria rever seus conceitos sob pena da opinião pública deixar de lhes ser favorável. Tudo bem que os soldados devam ser protegidos mas não a qualquer custo, já que acredito que o status de “ser humano” tenha precedência sobre nacionalidades e patriotismos. Principalmente às custas de vidas de crianças, caso contrário os israelenses não poderão se mostrar horrorizados frente aos homens bomba se explodindo no meio das ruas de suas cidades. Sem dúvida quem carrega o bastão da democracia, da liberdade, justiça e da… Read more »

Wilson Johann
Wilson Johann
11 anos atrás

Resumindo tudo, depois de ler todos os comentários: todos tem razão e ninguêm tem razão. Tá tudo complicado!!

Abraços!!!