Home Noticiário Internacional Tropas do Sri Lanka cercam rebeldes no norte do país

Tropas do Sri Lanka cercam rebeldes no norte do país

230
5

Sri Lanka

O Governo do Sri Lanka exortou hoje os cerca de 200 mil civis tamil cercados pelos combates no nordeste do país entre o exército e os rebeldes tamil a deixarem a zona de conflito para não serem apanhados entre fogos.

“O Governo apela a todos os civis para entrarem na zona dita de ‘segurança’ logo que possível” pois as autoridades “não poderão responsabilizar-se pela segurança de pessoas que vivem na vizinhança dos rebeldes dos Tigres de Libertação de Eelam Tamil (LTTE)”, segundo um comunicado.

Desde há uma semana que o exército do Sri Lanka combate um grupo de rebeldes num triângulo de 300 metros quadrados de selva, o último território ainda nas mãos dos separatistas do LTTE.

Neste departamento de Mullaittivu, cuja capital caiu a 25 de Janeiro, cerca de 200 mil civis tamil ficaram sitiados e centenas de habitantes foram mortos no último mês em bombardeamentos dos militares ou dos rebeldes.

Colombo assegurou ter aberto há 15 dias uma zona desmilitarizada onde aqueles civis se podem refugiar.

Mantendo-se surdo aos apelos internacionais para um cessar-fogo, o governo do Sri Lanka deu ao LTTE até sábado à noite para deixar partir os habitantes de Mullaittivu.

Depois, lançou domingo o seu assalto final para “libertar” completamente o ex-Ceilão, antiga colónia britânica marcada por 37 anos de conflito entre a maioria cingalesa budista e a minoria tamil hinduista, que já causou cerca de 70.000 mortos.

Tomada do ‘bunker’ do líder rebelde

O Exército do Sri Lanka tomou posse nesta terça-feira (03/02) do bunker do líder dos tigres tâmeis no norte da ilha, dentro da ofensiva final contra um último contingente dos rebeldes separatistas, anunciou o ministério da Defesa.

O número um dos rebeldes, Velupillaï Prabhakaran, não estava no local, escondido em uma plantação de coqueiros no departamento de Mullaittivu. O bunker estava equipado com geradores elétricos, sistemas de ar condicionado e instalações médicas.

Além disso, as tropas cingalesas capturaram a última pista de pouso a partir da qual a guerrilha separatista dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) lançava ataques aéreos na ilha.

A pista de dois quilômetros de comprimento foi controlada pelas tropas que avançavam em direção a Thirivilaru, no distrito de Mullaittivu. Nenhum avião foi encontrado local, mas as autoridades acreditam que os tigres tâmeis têm cinco aviões espalhados pela ilha.

O governo do Sri Lanka estimulou na segunda-feira os quase 200 mil civis tâmeis que se estão no meio do fogo cruzado dos combates entre o Exército e os rebeldes dos LTTE a abandonar a zona de conflito.

Mulher-bomba mata 24 pessoas no Sri Lanka
Publicado em 09.02.2009, às 07h38

Uma suposta mulher-bomba suicidou-se e provocou a morte de mais 24 pessoas nesta segunda-feira (9) quando soldados cingaleses inspecionavam civis em fuga de uma zona de guerra no norte do Sri Lanka, informou o Exército do país.

‘Mulher-bomba’

A primeira ação suicida de grande porte no Sri Lanka em mais de um mês alimenta temores de que os rebeldes do Exército de Libertação dos Tigres do Tamil Eelam (LTTE) passem a recorrer a táticas de guerrilha em sua luta contra as forças do governo.

Na manhã de hoje, quando o ocorreu o atentado, mais de 800 civis já haviam deixado a zona de combate depois de serem inspecionados por soldados, disse o general de brigada Udaya Nanayakkara, porta-voz do Exército.

A mulher-bomba detonou os explosivos que carregava consigo quando foi abordada por soldados, suicidando-se, matando mais 24 pessoas e ferindo 20, prosseguiu ele.

FONTE: Agências internacionais

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Patriota
Patriota
11 anos atrás

É me parece que a brigada dos “tigres negros ” continua a existir
apesar de decadas de guerra civil, os tigres negros são considerados
uma divisão de guerrilheiros de elite dos tigres tameis ultilizam taticas suicidas espero que desta vez o exercito do siri lanka
ponha fim a este conflito que ja matou cerca de 70.000 pessoas.

Roberto CR
Roberto CR
11 anos atrás

“…Sri Lanka combate um grupo de rebeldes num triângulo de 300 metros quadrados de selva…”

Não acho que o lugar tá meio apertadinho? Tá certo esse número de 300m²?

Dalton
Dalton
11 anos atrás

Roberto Cr

Nao dá nem para brincar de esconde-esconde…rs

A noticia que vi fala em 115 milhas quadradas de selva, ou quase 200 kms quadrados!

abraços

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
11 anos atrás

Realmente, essa informação pode estar errada. O campo de batalha, onde ocorre esse “possível” último combate desesperado deve ser bem mais amplo, tal como o Dalton citou.

abraços.

trackback
11 anos atrás

[…] depois do pronunciamento do presidente, o brigadeiro Udaya Nanayakkara disse que a ação militar no nordeste continua, e qualificou-a como “uma operação de resgate […]