domingo, dezembro 5, 2021

Saab RBS 70NG

USAF x U.S.Army: De volta ao mundo real

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

USAF

O sucesso espetacular do Poder Aéreo durante a Operação Tempestade do Deserto em 1991 levou, enganosamente, muitos aviadores, políticos e boa parte da mídia a apregoarem o inicio de uma nova era, com o domínio desse poder sobre os demais nas operações futuras. Tudo poderia ser resolvido pelo poder aéreo e suas maravilhosas “armas inteligentes”.

Passada a euforia, Somália, Bálcãs, Afeganistão e Iraque (2003) provaram que as coisas não eram tão simples assim e que o ambiente operacional que seria enfrentado pelas forças norte-americanas no futuro não apresentaria condições tão favoráveis e previsíveis como em 1991, uma operação convencional.

Por sorte, alguns lideres da USAF não se descolaram da realidade e perceberam o caráter mutável e imprevisível das operações futuras, que iriam exigir mais do aspecto combinado das forças.

Foram dados os primeiros passos em direção a uma reforma doutrinaria, que pode e deve ser encarada como permanente. A USAF não pode deixar de dar atenção ao seu irmão mais velho e principal cliente do seu poder aéreo entre as forças coirmãs: o U.S.Army.

Afim de manter em permanente evolução a doutrina da força, em julho de 1993, o então Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, Gen. McPeask, determinou o estabelecimento do Air Force Doctrine Center, na Base Aérea de Langley. Em agosto de 1996, o Gen. Fogleman, sucessor de McPeak, foi além e decidiu reorganizar o centro de doutrina por causa da importância crescente de travar a guerra com forças combinadas. Assim foi criado o Headquarters Air Force Doctrine Center (HQ AFDC) na Base Aérea de Maxwell, uma unidade que responde diretamente a Chefia do EM e fica junto com a Air University, Air War College, Air Command and Staff College, Squadron Officer School e o College of aerospace Doctrine, Research and Education (CADRE), beneficiando-se de todos os recursos materiais e intelectuais dessas organizações.

Uma das missões do HQ AFDC é comunicar-se com as atividades de desenvolvimento doutrinário das outras forças e com o Joint Warfighting Center, em Forte Monroe, Virginia; e fornecer, aos centros de treinamento do Exército, apoio e representação em termos de doutrina da Força Aérea.

Dentro do HQ AFDC a Diretoria de Integração Combinada, concentra-se nas questões de doutrina entre as Forças. Sua localização facilita a coordenação com os comandos de doutrina do Exército, da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais, situados na mesma região.

O HQ AFDC também tem pessoal em seis seções operacionais, uma na Base Aérea de Nellis, responsável por questões doutrinarias junto à Air Force Air-Ground Operations School, ao Programa Air Warrioe e aos instrutores do National Training Center do Exército. As outras cinco seções estão estabelecias em locais em que o Exército leva a efeito treinamento setorial de suas armas combatentes: Fort Bliss, Texas – treinamento em defesa antiaérea; Forte Knox, Kentucky – treinamento em blindados; Forte Leavenworth, Kansas – treinamento de armas combinadas; Forte Rucker, Alabama – treinamento de aviação; e Forte Sill – treinamento de artilharia. Em cada local, o pessoal do HQ AFDC serve como representante da Força Aérea junto ao Exército, defendendo a integração adequada do poder aeroespacial com as forças de superfície, articulando a doutrina aeroespacial, discutindo novas questões doutrinarias e participando do desenvolvimento da doutrina do Exército.

- Advertisement -

2 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JACUBÃO
12 anos atrás

BELÍSSIMA FOTO ESTA.

M. Souza
M. Souza
12 anos atrás

Enquanto que no Brasil, a interoperacionallidade entre as forças, resume-se a exercícios esparsos, ao estabelecimento de um comandante de operações dentro do ambiente(se terrestre, um general de exército, se naval um almirante…), ao treinamento de Unidades Especiais para designação de alvos para caças da FAB, nos EUA a doutrina de uma força em separado está intimamente entrelaçada com a outra. Isso por que eles sabem que não importa de que força seja, o socorro têm que vir do mesmo lado!

Últimas Notícias

23° Esquadrão de Cavalaria de Selva recebe instrução sobre simulador da Viatura Blindada Guarani

Tucuruí (PA) – Entre os dias 23 e 24 de novembro, o 23° Esquadrão de Cavalaria de Selva (23...
- Advertisement -
- Advertisement -