quarta-feira, outubro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Coreia do Norte faz alerta de guerra enquanto Hillary visita Seul

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Coreia do Norte afirmou nesta quinta-feira que está pronta para entrar em guerra com a vizinha Coreia do Sul, horas antes da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, chegar a Seul em visita na qual deve debater o programa nuclear e as intenções militares norte-coreanas. A Coreia do Norte ameaçou diversas vezes nas últimas semanas a retomar os confrontos com a vizinha do sul. As ameaças chegam junto com relatos de que Pyongyang está testando mísseis de longo-alcance, uma medida que analistas dizem ser uma provocação à nova administração americana e uma forma de pressionar Seul a reduzir o discurso linha-dura contra o país. “O grupo de traidores não devem esquecer nunca que o Exército do Povo da Coreia do Norte está completamente pronto para uma confrontação”, disse um militar, citado pela agência KCNA.

Hillary disse, ainda em Tóquio, que o teste de lançamento de míssil não ajudaria a causa da Coreia do Norte e que o fim do impasse sobre a desnuclearização depende apenas da cooperação de Pyongyang. O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul avisou que tal lançamento seria motivo para sanções e mais isolamento. As duas Coreias, tecnicamente, ainda estão em guerra, já que nunca chegaram a um acordo formal de paz para encerrar o conflito que durou de 1950 a 1953.

Seul também cortou a ajuda ao vizinho, porque Pyongyang tem sido devagar no processo de encerramento de seu programa nuclear. O país, contudo, ressalta a condição de pobreza do vizinho. O ministro da Unificação da Coreia do Sul disse ao parlamento que a Coreia do Norte ficou 20% abaixo da meta mínima de produção de comida necessária para seus 23 milhões de habitantes, apesar de ter tido uma das melhores colheitas em anos. O pacto de desnuclearização de Pyongyang foi feito em 2005, quando o governo concordou em abandonar todos os seus programas nucleares em troca de benefícios econômicos e diplomáticos. Contudo, ficou paralisado com a relutância da Coreia do Norte em aceitar um mecanismo que permitisse aos Estados Unidos e outros membros na negociação verificar a declaração.

Em 2006, a Coreia do Norte testou um mecanismo nuclear e foi acusada de iniciar programa de enriquecimento de urânio, que seria o segundo passo para fazer mísseis nucleares. Em junho do ano passado, a Coreia do Norte destruiu a torre de resfriamento da usina nuclear de Pyongyang, o símbolo mais visível de seu programa nuclear. O gesto foi um sinal de seu comprometimento em cessar a fabricação de bombas atômicas. Contudo, dois meses depois, o país anunciou que interrompeu seu processo de desnuclearização por causa da recusa dos EUA de retirar o país comunista da lista de nações terroristas, medida anunciada no começo de outubro e que deve dar novo fôlego ao processo.

Ataque

O governo do ditador Kim Jong-il acusou ainda os Estados Unidos de planejar um ataque nuclear. Este é o mais recente de uma série de episódios em que a Coreia do Norte utiliza uma retórica militar. “Os quartéis belicosos dos EUA estão avançando em seus preparativos… numa tentativa de fazer um ataque nuclear preventivo”, disse a mídia oficial norte-coreana.

“Os Estados Unidos falam de diálogo e de paz na península coreana, mas, na verdade, querem aumentar o confronto militar”, disse um artigo no jornal do partido comunista do país, segundo a agência de notícias KCNA.

Sucessão

Hillary afirmou nesta quinta-feira que a incerteza sobre a sucessão do líder norte-coreano Kim Jong-il torna ainda mais urgente delinear uma estratégia para um acordo sobre o programa nuclear de Pyongyang. “Nosso objetivo é tentar obter uma estratégia que […] seja efetiva em influenciar a postura da Coreia do Norte num momento em que toda a situação da liderança é, de alguma maneira, incerta”, disse Hillary a jornalistas a bordo de um avião rumo à capital sul-coreana, referindo-se a informações divulgadas pelos EUA –e negadas por Pyongyang– de que Kim teria sofrido um derrame e não era mais capaz de governar.

Fonte: Folha Online

Nota do Blog: sugerimos também a leitura de outra matéria mostrada no Blog das Forças Terrestres sobre as questões da sucessão do presidente da Coreia do Norte e a possibilidade da região virar um sorvedouro de tropas, na visão de uma organização “think-tank” norte-americana (clique aqui para ler).

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JACUBÃO
12 anos atrás

Esse ditador Norte Coreano devia é se f…

Excel
Excel
12 anos atrás

Caracas, se eles provocarem o sul novamente como fizeram antes, afundando um navio de patrulha da marinha, desta vez o sul vai reagir sem hesitar, pelo menos essas foram as ordens do presidente Lee para o comandante em chefe das forças armadas do país. Noticias afirmam que o exército sul-coreano está mobilizando artilharia (o obuseiro K9) para algumas ilhas perto da divisa litorânea com o Norte e caso seja detectado o lançamento de um míssil ou fogo de artilharia vão revidar bombardeando o lugar de origem do disparo para evitar que sejam efetuadas outros disparos. Na minha opinião o norte… Read more »

Patriota
Patriota
12 anos atrás

A coreia do norte não tem condições de vencer o sul primeiro
porque grande parte de seu arsenal está obsoleto segundo porque
se houverem mais perdas economicas resultariam na falencia do país

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

O discurso norte coreano se parece bastante com o discurso de um vizinho nosso aqui a América do Sul… Só bravatas e nenhum resultado prático…

Excel
Excel
12 anos atrás

Patriota, A maior ameaça da Coreia do Norte é seu arsenal de bombas quimicas e nuclear (se é que ela realmente as tem) que não dependem de equipamentos muito sofisticados para serem utilizados, e o grande número de soldados do seu exército. Além disso, pelo menos em terra a vantagem do avanço tecnológico do sul não será tão decisivo como no ar e no mar, pois a península coreana é muito montanhosa dificultando o uso da infantaria mecanizada como os EUA fizeram no Iraq. Contudo ….. na minha opinião o maior obstáculo para o sul ganhar do norte não está… Read more »

Patriota
Patriota
12 anos atrás

pessoal Bombardeios sul-coreanos seriam devastadores a força aerea da coreia do norte não teria condições resistir muito tempo e quanto a combates em terra e mar não se esqueça que nos estamos falando da Coreia do sul um país que tem um investimento serio na area de defesa e que detem forças armadas extremamente bem equipadas e que é aliada do Tio Sam. Os chineses poderiam ate intervir indiretamente a favor da Coreia do Norte mais não acredito que seria como foi no passado antes a China era um pais isolado e tinha uma politica mais radical mais hoje tenho… Read more »

Roberto CR
Roberto CR
12 anos atrás

Algumas dúvida quanto a este trecho da reportagem: “As duas Coréias, tecnicamente, ainda estão em guerra, já que nunca chegaram a um acordo formal de paz para encerrar o conflito que durou de 1950 a 1953.” 1 – A península da Coréia se tornou um país dividido por conta da ocupação russa de um lado e americana do outro após a II Guerra Mundial. Quando isso foi formalizado oficialmente? 2 – Antes disso ela não era um país unificado sob controle japonês? 3 – O confronto não se deu porque o lado norte da península não aceitou o processo eleitoral… Read more »

Roberto CR
Roberto CR
12 anos atrás

Correção: se estiver enganado, por favor me corrijam.

jose carlos
12 anos atrás

Eu sei que seria uma pergunta para o blog naval mais alguem sabe alguma noticia referente a proposta Sul Coreana referente a transferencia de algumas Unidades Navais etc?

Excel
Excel
12 anos atrás

Algums fotos de soldados do sul na zona desmilitarizada na fronteira com o norte:

http://www.militaryphotos.net/forums/showpost.php?p=3941201&postcount=701

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
12 anos atrás

Excel,

Talvez eu tenha me enganado, mas em uma das fotos, mostra dois soldados de mãos dadas??????????????????????????? isso é que é cumplicidade.

Marine
Marine
12 anos atrás

Vassily,

No oriente medio isso tambem e super comum! Ainda bem que somos brasileiros ne?!! rsrsrsrs

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
12 anos atrás

Marine, Ufa!!!!!!!! Ainda bem que somos “brasilianos” do sul. Pelo jeito, os protagonistas daquela foto são bem dados. Mas, nem sei pq fiquei espantado Marine. Moro bem pertinho de Campinas, e ja vi cada cena mais “bizarra”, que essa foto é fichinha. Parece até que moro no Rio Grande do Sul, tchê……… Deixando a brincadeira de lado, vai aí uma pergunta: É verdade que o Blindado anfíbio AAV-7 está para ser substituido no US Marines???? Pois segundo o Correio Militar ( Mail Call) do THC, o substituto já estaria pronto, é equipado com canhão estabilizado de 30mm, e navega bem… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Vassily,

Apesar de varios atrasos e problemas, sim o AAVs serao substituidos pelo EFV (Expeditionary Fighting Vehicle) so nao sei de cabeca aqui quando.

Juntamente com os Ospreys eles trarao a capacidade nossa de “over the horizon” decadas a frente de qualquer outro adversario.

O EFV e muito mais rapido na agua, tem melhor blindagem e armamento do que os AAVs sem contar sistemas muito mais modernos, o problema como sempre e o preco que fara impossivel de substitui-los um por um.

Marine
Marine
12 anos atrás

Vassily,

Outra que esqueci de falar os AAVs no Iraque foram usados como APCs em funcao de infantaria mecanizada ja os EFV terao capacidade que os colocarao mais para IFVs (infantry fighting vehicles) ja que a tendencia desse uso pelo USMC nao parece que ira mudar tao cedo.

Sds!

Excel
Excel
12 anos atrás

Caro Vassili,
Só vejo duas explicações racionais para isso:
1) Como o Marine explicou esse comportamento não tem maldade no oriente, sendo assim é comum homens pegarem na mão por lá, ou
2) Sendo um país de maioria cristã penso se não estariam num momento de prece pedindo proteção divina.
Contudo existe ainda a possibilidade de que os dois soldados sejam duas bichonas mesmo e não conseguem se desgrudar um do outro mesmo durante o serviço, afinal a carne é fraca por lá também, rsrsrsrs …

Dalton
Dalton
12 anos atrás

EXCEL…entes fotos!!! Lá, eles nao podem ” brincar” em serviço !

abraços

JORGE TERRA
JORGE TERRA
10 anos atrás

Isso vai acabar muito mal, comunista não fecham acordos, eles se acham donos da verdade e são duros de coração.

Últimas Notícias

Turquia e Coreia do Sul assinam declaração para fornecimento de motores para o MBT Altay

Foi assinada uma declaração de intenções entre a Coreia do Sul e a Turquia para o fornecimento de motores...
- Advertisement -
- Advertisement -