terça-feira, julho 27, 2021

Saab RBS 70NG

Chefe do Estado-Maior das FAs dos EUA visita a Amazônia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Manaus – O ministro da Defesa, Nelson Jobim, ressaltou hoje (2), em Manaus, a importância militar do Brasil para as Américas.

Ao receber a visita do chefe do Estado-Maior de Defesa das Forças Armadas dos Estados Unidos, Mike Mullen, Jobim declarou que o estreitamento das relações militares entre Brasil e Estados Unidos representa a consolidação de um patamar de relações Norte-Sul.

Segundo o ministro, um dos maiores compromissos do Brasil com o mundo é cuidar da Amazônia.

“A visita de Mullen ao Brasil mostra a importância do nosso país e o nível de relacionamento que passamos a ter, ou seja, de relacionamento olho-no-olho, com posições claras e definidas. Temos exatamente a intenção de sermos uma potência, participando na América Latina e lembrando sempre que a Amazônia brasileira é cuidada pelos brasileiros em favor do Brasil e do mundo. Ou seja, não há tutela possível sobre a Amazônia que não seja a brasileira”, afirmou o ministro.

Mullen e Jobim se encontraram pela manhã no Comando Militar da Amazônia para avaliar a importância do trabalho desenvolvido pelos militares brasileiros na Região Amazônica. Depois de participarem de cerimônia militar com cerca de 800 homens da Marinha, Exército e Aeronáutica brasileiros, eles sobrevoaram o Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), na capital amazonense.

À tarde, visitaram o 8º Batalhão de Infantaria de Selva, em Tabatinga – fronteira com Peru e Colômbia – e o 2º Pelotão Especial de Fronteira na cidade de Ipiranga. Também participaram da cerimônia militar, em Manaus, o General-de-Exército Augusto Heleno Pereira e o governador do Amazonas, Eduardo Braga.

Mullen ressaltou a importância da sua primeira viagem ao Brasil e disse que, do ponto de vista militar, a parceria entre os dois países é extremamente importante para ambos e para o restante do mundo.

“É uma parceria muito significativa que as Forças Armadas Norte-Americanas tem o privilégio e a honra de ter. O Brasil está no coração de uma região que é vital não apenas para a América do Sul, mas para outros países do mundo. Nós dependemos muito da liderança do Brasil na América do Sul e também temos um grande respeito por esta liderança. Do ponto de vista militar, esse relacionamento é absolutamente viável”, considerou Mullen, que é atualmente o mais graduado assessor militar do presidente norte-americano, Barack Obama.

Também participaram da cerimônia militar, em Manaus, o General-de-Exército Augusto Heleno Pereira e o governador do Amazonas, Eduardo Braga.

Para o governador amazonense, a visita de Mike Mullen aponta a importância do Brasil na política internacional. Na avaliação de Braga, o Brasil desempenha atualmente um papel estratégico na segurança do hemisfério Sul e na interlocução do eixo Norte-Sul na geopolítica mundial.

“A presença do maior assessor militar do presidente Barack Obama na Amazônia para discutir estratégias com nossas grandes autoridades é uma demonstração da maturidade e crescimento do Brasil enquanto nação e da sua soberania sobre a Floresta Amazônica”, afirmou Braga.

FONTE: Agência Brasil

- Advertisement -

44 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Ok. Tudo bem. Más gostaria de ler alguma declaração do ILUSTRÍSSIMO General Heleno. Patriota, um homem de posições firmes eloquente na defesa do Brasil e da Amazônia. As declarações de Nelson Jobim foram extremamentes convincentes ao afirmar que “a Amazônia Brasileira é cuidada pelos brasileiros em favor do Brasil e do mundo. Ou seja, não há tutela possível sobre a Amazônia que não seja a brasileira”… E é isso mesmo! Só precisamos agora dar um jeitos nessas “ONG’s” suspeitas que se espalham pela Amazônia e REVER alguns conceitos como as demarcações de terras indígenas. Acho que hoje, para os EUA… Read more »

Pedro Rocha
Pedro Rocha
12 anos atrás

Senhores administradores do blog a matéria EFV – Veículo de Combate Expedicionário está apresentando erro! Favor verificar!

RL
RL
12 anos atrás

Tudo o que vem para ajudar, vem para somar. No caso das ONG´s amigo Zero Uno, eu defendo a expulsão integral de TODAS. Pq todas são suspeitas. Partindo-se do ditado que diz “Ninguem da nada de graça a ninguem”, esses caras estão aqui por algum motivo óbvio. Quanto ao tópico da matéria, eu acredito ser de extrema relevância a aproximação do Brasil com os EUA no intercâmbio militar, porem isso tem que ser feito com ponderamentos e precauções, afinal o ditado para este assunto tb vale o mesmo. “Ninguem da nada de graça a ninguem”…Algo sempre tem em troca. Não… Read more »

Jacubão
12 anos atrás

O interessante é o fato de não vermos ONGs nas favelas do Brasil, no nordeste com essa seca implacável, ONGs cuidando das crianças carentes do país, cuidando dos outros índios que não são da região amazônica, e que por sinal, muitos estão passando por necessidades,
ONGs brigando pelas comunidades que foi ao ar no FANTÁSTICO do último fim de semana,e etc,etc…
Os nosso governantes sabem muito bém o que está acontecendo na amazônia brasileira, só que fingem que não estão vendo.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Jacubão.

O problema é que essa história de ONG’s na Amazônia Brasileira vem se arrastando por anos a fio e nenhum Governante teve a coragem de dar um basta nisso. Esse pessoal de Ong, se comprovado os crimes que acaso tiverem cometidos, devem ser presos, julgados e presos no Brasil. A maioria deles não passam de um bando de ladrões das nossas riquesas! São criminosos internacionais, sustentados por empresas, governos e outros mais! E ainda recebem também dinheiro do nosso governo para usurpar aquilo que pertence ao Brasil e ao seu Povo! ISSO É RIDÍCULO E CRIMINOSO!

Abraços.

Ulisses
Ulisses
12 anos atrás

Por favor preciso de uma resposta:

NÓS TEMOS MINIGUNS?

SDS.

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Ulisses…

Nós temos sim…utilizados em nossos helicopteros.

sds

fernando
fernando
12 anos atrás

nunca vi nenhuma minigun em helicopteros ate hoje,somente a m60 fixada na porta do helicopetero…

Ulisses
Ulisses
12 anos atrás

Obrigado Dalton,mas gostaria se alguém tivesse mais detalhes.

Obrigado.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

A marinha usa miniguns. No Corpo de Fuzileiros navais…

Abraços.

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Ulisses…

Os Black Hawks da FAB os utilizam. É isso que vc queria saber ?

sds

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Recentemente o Brasil adquiriu junto aos Estados Unidos 6 unidades do helicóptero Sikorsky UH-60L Blackhawk que veio armado com a metralhadora M-134 Minigun, sendo a primeira vez que a Força Aérea Brasileira opera esse tipo de armamento. No CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS: A FN Herstal já forneceu 600 metralhadoras MINIMI para a Marinha do Brasil e mais algumas unidades da versão SPW para o Exército Brasileiro, porém, até o momento, não fomos contatados no que diz respeito a uma eventual substituição do FAP. É lógico que a MINIMI seria a escolha natural, haja vista ser a única arma com uma… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

PE-RI-GO
não me agrada nada militares estadunidenses na amazônia!

Ulisses
Ulisses
12 anos atrás

Obrigado Dalton e Zero Uno.

zocca
12 anos atrás

no velho testamento da biblia, avia um Rei que queremdo fazer media com seus vizinhos, comvidou um outro Rei para conhecer o seu Reino, e mostrou tudo o que tinha sob seu dominio, inclusive suas armas de guerra e todo o seu exercito. ERA TUDO O QUE O OUTRO REI E FALSO AMIGO QUERIA SABER, PARA DERROTA LO., ESSAS VISITAS DE COMANDANDES MILITARES ESTRANGEIROS< E ESSES INTERCANBIOS MILITARES NAS ORGANISACOES MILITARES NA AMAZONIA, SAO INFORMAÇOES IMPORTANTES QUE NENHUM FALSO AMIGO DESPRESARA ,E AI NAO ADIANTA FICAR CANTANTANDO DE GALO.

WAR
WAR
12 anos atrás

Tudo que os americanos quizerem saber sobre nós, eles saberão. Existem satélites, aviões espiões não detectáveis por nosos radares e, é claro a CIA. Ou esquecemos dela? Precisamos ser amigos do Império. Sem subserviência e exigindo tudo o que for possível em troca. E, embora eu respeite todas as opiniões, acho que o resto é papo furado. Boa noite a todos!

JACUBÃO
12 anos atrás

Tem que matar essas pragas ruim.

Cinquini
Cinquini
12 anos atrás

O duro é saber quem é coisa ruim né? Na dúvida vamos matar todo mundo, assim fica mais fácil e justo 😉

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Nem… Esse Comandante deve ter ficado bem esperto quando viu o pessoal do Cigs. Ou alguém aí acha que não foi feito uma pequena demonstração. Esse comandante sabe que o Exercito Brasileiro é imbatível naquele teatro de operações. Ele sabe que nem os seus melhores homens aguentam o tranco. E já que o Brasil é uma país amigo melhor aproveitar.

Levaram ele para voar sobre a amazónia. Ele viu o tamanho da trolha que ia encontrar lá!

Fábio Mayer
12 anos atrás

Os soldados brasileiros de selva são os melhores do mundo. Bem equipados, são imbatíveis nesse cenário e os americanos sabem disso.

Aliás, os americanos aprenderam muito ao entrar na luta contra as FARC e o narcotrafico na Colômbia. Hoje eles sabem que toda sua tecnologia não é suficiente para operações em cenário de selva.

Se tivessem esse conhecimento na Guerra do Vietnã, poderiam até vencer.

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Nossos soldados de selva sao muito bons…mas…aí dizer que sao os melhores do mundo…porque tiveram alguns encontros com tropas das Farcs é outra coisa. Desde a Segunda Guerra, o Brasil nao se envolve em nenhuma guerra e portanto, nao dá para comprovar como nos sairiamos na realidade. Enquanto isso, sem falar na larga experiencia adquirida na segunda guerra mundial, onde os americanos lutaram em selva contra os japoneses que eram verdadeiros fanaticos, os americansos estiveram envolvidos em diversas guerras. Vamos supor que os americanos desejem a Amazonia…porque vcs acham que eles iriam perder tempo caçando nossos soldados no meio da… Read more »

Roberto
Roberto
12 anos atrás

Nós iremos mostrar como operamos,disse Nelson Jobim. É o início de uma série de visitas que se tratam do Brasil. O Brasil não pode fazer com os Estados Unidos qualquer tipo de operações conjuntas dentro do território brasileiro porque a legislação americana exige que os soldados americanos sejam submetidos à sua legislação pelos atos praticados em território brasileiro”, completou. De acordo com o (CMA), ele iria participar, ainda ontem, de um jantar no Comando Militar da Amazônia. Na segunda-feira, participa de palestras no Centro de Instrução de Guerra na Selva (GIGS). Depois segue para o Pelotão Especial de Fronteira (PEF)… Read more »

claudio alfonso
claudio alfonso
12 anos atrás

Olá amigos,
Se ele quer realmente ser amigo deveria primeiro retirar todoas as suas pseudo ONGs da amazônia. Não existe relacionamento de confiança com ninguém quando se trata de amazônia, em especial com os EUA.

WAR
WAR
12 anos atrás

Dalton em 04 mar, 2009 às 11:36

Faço minhas as suas palavras. Esqueceu do Vietnam, onde eles perderam a guerra, mas aprenderam pra caramba (e massacraram gente pra caramba também. Aliás, para ser absolutamente honesto, devo dizer que os inimigos deles lá não eram nem um pouco santos. Matavam também civis e inocentes, em nome de algo que não dá certo).
Grande abraço a todos!

Mário Meirelles
Mário Meirelles
12 anos atrás

Companheiros. O Brasil não é o Vietnã e nem a Bolívia. Os EUA sabem disso. Nós somos uma grandiosa nação já consolidada e historicamente construída. Eles sabem que o negócio aqui não ia ser brincadeira, em qualquer cenário.
Se no Iraque e no Afeganistão eles não estão conseguindo controlar imagine num país como o Brasil.

Eles é que nos respeitem. Nós não vamos até lá… Mas que les também não venham para cá… se não a cobra vai fumar !!!!

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Muito bem Mario Meirelles.

Pertinente a sua colocação.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Dalton… A nossa estratégia militar está preconizada na Guerra de Resistência. É aquilo que o Vietnam fez entende? Resistir de qualquer maneira, empregando todos os meios para fustigar o inimigo até que ele se desgaste tanto militarmente quanto com a opnião pública de seu país. Quanto aos nossos Guerreiros de Selva, na minha opnião são os melhores sim. Muitos soldados americanos vieram para o CIGS fazer um “estágio” de 03 semanas (21 dias) e aluguns deles simplesmente não conseguiram completar o tal estágio assim como muitos outros soldados de várias nações. 03 semanas é o máximo que o CIGS oferece… Read more »

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Outra coisa…

Converso com muitos amigos que foram ou são militares e também com muitos que nunca estiveram nas forças armadas. A opnião de muitos deles é que defenderiam sim o país de qualquer ameaça estrangeira, seja ela qual for.

Não pensem que não hà patriotas neste país. Podem ter a certeza absoluta que uma grande parcela da população brasileira daria seu sangue para defender este grande País.

Abraços.

Marine
Marine
12 anos atrás

Primeiro de tudo esse papo de invasao americana na amazonia e tao improvavel que e conversa de leigo ufanista na minha opiniao! Segundo, quem acha que se por algum acaso de Deus os EUA decidi-sem nos atacar eles colocariam soldados no chao realmente desconhece planos militares e guerra moderna, ainda esta imaginando conflitos no estilo 2GM que alias uma guerra com o Brasil com certeza causaria um confronto global! Mas ja que estamos aqui perdendo tempo com situacoes “what if this, what if that…” A unica coisa que um pais como os EUA teriam que fazer e 1- Bloqueio naval… Read more »

Dalton
Dalton
12 anos atrás

O que mais posso dizer… Nunca estive em uma guerra,alias, nenhum de nossos militares desta geraçao, da geraçao passada e da futura também nao ao contrario do Marine que tem uma experiencia real, e acho que deve ser frustrante principalmente para militares de carreira, esta ” virgindade ” e nao estou ironizando absolutamente ! Ontem mesmo no blog naval, houve quem comentasse, E NAO FOI APENAS UM, que se o Brasil se aliasse a Argentina na guerra das Falklands, nem com o apoio dos EUA a Inglaterra venceria. No imaginario deles, iriamos mandar nossa frota combater no estilo da jutlandia,… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Marine, vc está totalmente certo. E gostei do seu comentário…foi direto no ponto, inclusive na questão da estratégia de um “ataque ao Brasil”. O pessoal precisa entender que não temos como nos defender militarmente das grandes potências mundiais…ao menos não no caso de um ataque total e global. Por isso que sou contra a bravataria que às vezes se instala por aqui. Aliás, como vc sabe, também sou crítico dessas idéias ufanistas, bem como do seu oposto aparente. Na minha opinião o ufanismo é apenas o outro lado da moeda do sentimento de vira-lata. Nos dois casos ninguém vê a… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Já que o assunto aqui é Brasil e EUA, vou deixar uma reflexão do intelectual Mangabeira (não digo do ministro Mangabeira, mas sim do Mangabeira prof. de Harvard), com a qual concordo plenamente: “O Brasil é o país no mundo mais parecido com os EUA, embora não se reconheça esse fato em nenhum dos dois países. São de tamanho quase idêntico, fundados na mesma base, de povoamento europeu e de escravidão africana. Cada um é o mais desigual de seu tipo: os EUA, dos países ricos; o Brasil, dos países grandes em desenvolvimento. Paradoxalmente, nesses dois países muito desiguais, a… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Dalton e Hornet, Perfeito tambem o comentarios seus! Nao tenho nada a acrescentar… Dalton, Realmente e frustrante ver tem hora tanto amadorismo e catacao de marra…O pessoal deixa as vezes a emocao tomar conta do raciocinio e fazem comentarios sem pensar…Voce tambem tocou em um ponto importante quando mencionou Michael Moore, ele e os que pensam como ele tem toda uma propaganda que distorcem o verdadeiro povo americano e infelizmente se ate os que moram aqui as vezes nao enxergam, imaginem entao quem esta no Brasil e nao tem acesso ao outro lado da historia. Como ja disse aqui antes,… Read more »

Cinquini
Cinquini
12 anos atrás

Depois das considerações do Marine, Hornet e Dalton eu não tenho nem o que acrescentar. Só queria dizer que nós temos que ser realistas em tudo e a realidade nem sempre é o que gostaríamos, por isso eu acho que temos que tomar cuidado com essas declarações ufanistas! Durante a Segunda Guerra Mundial nós éramos o 2º país mais industrializado do Ocidente, perdendo apenas para os EUA e mesmo assim o nosso parque industrial era ridículo! Guardando as devidas proporções pensem bem se é diferente hoje? Temos uma senhoa area industrial, mas o que essa area industrial pode fazer contra… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Cinquini, só uma correçãozinha…acho que nós éramos, durante a II WW, o segundo país mais industrializado das Américas…e ainda assim era uma industrialização meia boca pra caramba (não tínhamos indústria de base, por exemplo)…só nos industrializamos de fato a partir da década de 50, ou seja, no pós-II WW. Do Ocidente não dava pra ser, porque tinha a Alemanha, a França, a Inglaterra, a Holanda etc. eu sei que foi só um lapso seu…mas a “correção” é a mania minha de professor, não esquenta não…hehehehe E hoje, de certo modo, é bem diferente…estamos entre os oito países mais industrializados do… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Cinquini,

E só pra complementar:

e não sei se, na época, estávamos na frente da Argentina e do Canadá…creio que não. Eu precisava conferir isso…mas enfim…

De qualquer modo….(vingança maligna…hehehe)…hoje já passamos eles todos…principalmente os portenhos…kkkkkkkkkkkkkkk

5 vezes campeões do mundo e eles só 2 vezes (sendo uma delas roubada)…kkkkkkkkkkk

abração

Hornet
Hornet
12 anos atrás

ou melhor, as duas vezes foi roubada…pois teve aquele gol de mão do Maradona também…enfim…

RodrigoBR
RodrigoBR
12 anos atrás

Concordo com quase tudo que ouvi sobre Brasil X EUA, também não sou anti-país algum, mas gostaria de apenas alertar os amigos que os EUA também não são um “mar-de-rosas” para nós. Os EUA principalmente, assim como outras potências, a décadas sempre manipularam ou atrapalharam nosso desenvolvimento de acordo com seus interesses. Dentre muitos casos estão o fim da ENGESA quando da constatação da superioridade do Osório, nos dar “permissão” a quem devemos vender nossos produtos(Super Tucanos), pregação pelo mundo de que a Amazônia deveria ser internacionalizada, etc. Atualmente, os EUA proibiram as vendas de componentes e peças que fazem… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

RodrigoBR, Apesar de achar seu exemplo da ENGESA uma competicao economica em que obviamente os EUA teriam o interesse de suas empresa antes das nossas, “pregacao” de que a amazonia e do mundo como diz voce so vem da extrema esquerda americana, dos hippies que gostam de “abracar arvores” como dizemos aqui, bem no estilo de doidos varridos como Al Gore. Essa ideia nao tem menor cabimento na mente do povo americano “mainstream”. As tais boias ninguem sae de onde sao, pelo menos nao nos aqui no blog entao voce esta apenas deduzindo e insinuando sem saber. Apesar de nao… Read more »

Cinquini
Cinquini
12 anos atrás

Companheiro Hornet, Eu escrevi Ocidente pois certa vez eu vi um video do Departamento de Estado norte-americano, no período da Segunda Guerra aonde eles aparesentavam o aliado Brasil aos norte-americanos, sabe aqueles videos jornais? E nesse vídeo era a informação que eles davam, falavam que nós éramos a sgunda maior indústria do Ocidente. Eu lembro que rolou um discussao sobre que “Ocidente” era esse justamente por inumeros países líedres de tecnologia como a França e a Alemanha (só para citar esses dois) mas a conclusão que chegamos é que eles se referiram ao “Ocidente” como o lado em que estamos… Read more »

RodrigoBR
RodrigoBR
12 anos atrás

Marine, Não afirmei que eram dos EUA, mas realmente insinuei. Insinuei porque acho que a probabilidade de ser é grande, mesmo não tendo provas. Que outros países teriam essa capacidade e probabilidade tão alta? A Rússia teria capacidade, mas ela está participando do desenvolvimento do VLS, foi contratada para estudar o projeto e definir correções ou sugestões no mesmo e desde o acidente em Alcântara tem colaborado com as investigações. Outro país com capacidade e probabilidade alta é a França, já que possui uma base de lançamento de satélites de Kourou na Guiana Francesa que é concorrente direta da Base… Read more »

RodrigoBR
RodrigoBR
12 anos atrás

Sobre a questão do UAV / VANT encontrado no litoral do Ceará que reportei no meu comentário anterior:

http://www.defesanet.com.br/tecno1/drone.htm

Marine
Marine
12 anos atrás

RodrigoBR, Nao se preocupe, entendi o que quis dizer e agradeco sua estima por mim! Podemos discordar em alguns pontos mas vermos a “bigger picture” das coisas mundiais…Pode ficar tranquilo que esse negocio da Amazonia nao pega aqui no lado “mainstream”, como disse antes e coisa de extrema esquerda, humanista, internacionalista, utopicos salvadores do mundo… Agora, claro nao posso te dizer se ja houve debates em universidades ou cadernos com a Amazonia como regiao internacional neles ou nao, nao duvido, mas nao quer dizer que seja o que o governo pregue ou o que a populacao em sua maioria acredite.… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Amigo roqueiro Cinquini, Entendo…mas a definição de Ocidente não é geográfica. Ou, pelo menos, não pode ser entendida apenas como geográfica. O Departamento de Estado dos EUA até, por algum motivo qualquer, pode ter usado uma definição geográfica para se referir ao conceito, tal como vc disse. Mas a rigor, o conceito é histórico e se refere à Civilização Ocidental. E o que seria essa civilização ocidental? É aquela civilização que se desenvolveu na Europa, desde o Renascimento e das Grandes Navegações, em torno das idéias de humanismo, liberdade, autonomia, igualdade, racionalidade etc., e em torno de uma organização social… Read more »

Últimas Notícias

Taiwan testará mísseis Patriot III nos EUA

TAIPEI (Taiwan News) - Os militares de Taiwan em breve testarão mísseis Patriot III no White Sands Missile Range...
- Advertisement -
- Advertisement -