sábado, setembro 18, 2021

Saab RBS 70NG

Cabo do Exército é suspeito de participar de roubo de fuzis em Caçapava (SP)

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Um cabo das Forças Armadas foi preso no domingo (17) por suspeita de ter envolvimento no roubo de sete fuzis de um batalhão do Exército em Caçapava (116 km de São Paulo) no dia 8 de março deste ano.
Segundo informações do Exército, o cabo –que não teve o nome divulgado– foi preso após ser citado por outro suspeito detido no sábado (16) em São José dos Campos (97 km de São Paulo). Desde a prisão, o cabo permanece detido no 6º Batalhão de Infantaria Leve, o mesmo de onde as armas foram roubadas.
Na semana passada, a Polícia Civil recuperou um dos sete fuzis roubados do batalhão. A arma estava enterrada em um terreno baldio em Caraguatatuba. A polícia chegou até o local após receber uma denúncia anônima de que um homem teria sido visto enterrando um objeto no local.
Apenas um dos fuzis roubados ainda não foi localizado. Os outros foram encontrados nas cidades de Jambeiro (a 120 km de SP) e São José dos Campos (97 km de SP).

Roubo

No dia 8 de março deste ano, um grupo de assaltantes invadiu dois postos de sentinela do batalhão e levou as armas.
Para recuperar as armas, o Exército chegou a montar a Operação Ypiranga. Cerca de 700 homens se dividiram entre buscas nas cidades vizinhas de Caçapava, Taubaté e na região sul de São José dos Campos por um mês. Nenhum fuzil foi localizado durante a operação.
O resultado da operação foi o pânico nos moradores e uma investigação do Ministério Público Federal em São José dos Campos enviou um ofício ao Comando Militar do Sudeste pedindo informações sobre a operação.
A Procuradoria questionava supostos abusos na operação, que teriam sido divulgados em veículos de comunicação. De acordo com o órgão, moradores das regiões ocupadas pelo Exército estariam sendo obrigados a obedecer um toque de recolher, sob o risco de sofrer agressões físicas.
O Exército não fala sobre a investigação que levou à recuperação dos fuzis alegando que o caso está sob segredo de Justiça.

FONTE: Folha Online

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
André
André
12 anos atrás

Essa notícia não é de se estranhar. Com certeza havia gente do EB, e de dentro do quartel, participando desse roubo.
Sds a todos.

angelo sardo
angelo sardo
12 anos atrás

Investigação é atribuição da Polícia Civil, ou seja, da Polícia Judiciária, a qual mal ou bem, possui preparação e homens experientes para tal trabalho. Abraços.

lvs1303
lvs1303
12 anos atrás

vergonha vergonha vergonha

Últimas Notícias

Saab recebe pedidos de Carl-Gustaf M4 e munições

A Saab recebeu pedidos para o rifle sem recuo Carl-Gustaf® M4 com munição incluída. O valor do pedido combinado...
- Advertisement -
- Advertisement -