terça-feira, agosto 3, 2021

Saab RBS 70NG

EUA podem ter pela frente uma “crise nuclear”

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

O governo de Barack Obama estaria a caminho de ter de lidar com uma “crise nuclear”. A previsão, que já circulava anteriormente em centros de estudos, sobretudo conservadores, foi feita publicamente por William Perry, secretário da Defesa dos Estados Unidos entre 1994 e 1997.

Ela causou preocupação entre especialistas em Washington por contar com elementos de veracidade comprovada. Comporiam o eixo central a disposição de Israel de não permitir que o Irã desenvolva um programa nuclear armamentista e movimentações nesse sentido, como a convocação para entrevista com o primeiro-ministro israelense do principal articulador, nos anos 80, do ataque ao reator do Iraque.

O encontro coincidiu com treinamento de aviões de Israel tendo como alvos “hipotéticos” instalações nucleares do Irã. O aviso de Perry voltou à cena com o encontro entre Obama e o primeiro-ministro israelense, o conservador Binyamin Netanyahu, na semana passada, em Washington.

Ficou claro que os dois divergem sobretudo quanto a prazos. Obama adotou como estratégia um possível entendimento direto com o Irã, combinado ao mesmo tempo com uma escalada de pressões multilaterais que façam o país desistir de imaginar-se o futuro portador da bomba atômica. Isso teria de acontecer até 2010, enquanto Israel se mostra convencido de que é preciso dar um basta ainda neste ano, com a opção militar em cima da mesa.

Obama propôs aos russos a retomada de negociações envolvendo o tratado de redução de armas estratégicas com a esperança de que isso contivesse ambições nucleares de modo geral. Seria a antevisão de um universo livre de artefatos de destruição em massa. Em mente, estavam sobretudo a Coreia do Norte e o Irã.

Mas a Coreia do Norte explodiu um segundo artefato, apesar das sanções que se lançaram contra ela após o teste de 2006, e o Irã observa o potencial de contenção da comunidade internacional.

Se ela não consegue imobilizar as pretensões nucleares do regime de Kim Jong-il, por que não também ir em frente com as suas? A turma do ex-presidente George W. Bush já se coloca em campo procurando capitalizar as dificuldades de Obama nesse campo, chamando de erro “potencialmente desastroso” uma política de “maior engajamento” diplomático com adversários dos EUA. Ou seja, de esforços de convencimento que por enquanto “congelam” a opção militar.

Eles disseminarão “fraqueza e indecisão” por parte dos Estados Unidos e não conseguirão estancar a proliferação, disse Nile Gardner, da Heritage Foundation, um dos centros de estudos neoconservadores que propõem, ou propunham, dado o fracasso de Bush, usar o poder militar dos Estados Unidos na construção de uma ordem capitalista mundial. A invasão do Iraque, um desastre, seria a abertura. Agora tratam de explorar, e com isso recuperar terreno, o que acusam de fraqueza de Obama.

Entram aí o teste norte-coreana e a decisão reiterada do Irã de alcançar o status já alcançado por Israel, o de potência nuclear. A ONU tem razão quando fala em maior ameaça à humanidade.

FONTE: Folha de São Paulo

- Advertisement -

80 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
80 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hornet
Hornet
12 anos atrás

Marine, tá difícil de entrar no Chat…não tá sobrando tempo. Mas assim que der vou lá…(sábado de noite normalemnte é melhor pra mim)… Historiador “pé-de-chinelo” nada…vc já é meu colega de profissão. Não só a constituição dos EUAm como todo o processo de formação da democracia norte-americana são importantes para o mundo. Mas a França leva uma certa primazia por ter sido a mãe da criança…hehehe Historicamente a coisa se deu assim: embora os EUA tivessem feito sua “revolução francesa” (a Independência, no caso) alguns anos antes da Revolução Francesa, existem algumas diferenças que tornaram a Revolução Francesa mais importante… Read more »

João Curitiba
João Curitiba
12 anos atrás

Ainda hoje a Coréia do Norte fez nova bravata, conforme o site do jornal Zero Hora de Porto Alegre: “A Coreia do Norte ameaçou nesta quarta-feira com uma possível resposta militar contra a Coreia do Sul e assinalou que já não se vê vinculada ao armistício assinado por ambas as nações ao término de sua guerra em 1953, segundo informou a agência norte-coreana “KNCA”. O regime comunista de Pyongyang reagiu assim à decisão do Governo de Seul de participar plenamente na iniciativa americana contra o tráfico de armas de destruição em massa, o chamado PSI, e assegurou que a península… Read more »

FERNANDO
FERNANDO
12 anos atrás

Tá pegando fogo, segundo o calendario maia
o mundo acaba em 2012.
Vou comprar um guarda sol, para aproveitar melhor a vista
hehehehehehehehehe

Felipe Cps
Felipe Cps
12 anos atrás

Quanto à Coréia do Norte: O que os Aliados (EUA, CS e Japão) irão fazer é colocar uma quarentena na Coréia do Norte, nos moldes da feita com Cuba nos anos 60. Pyongyang então vai retaliar contra-atacando a CS, fornecendo o álibi que os EUA esperavam pra bombardear o país e reduzir o programa nuclear e as forças militares da CN à inoperância. Vão fazer mais ou menos o que foi feito com o Iraque na Desert Storm: não atacar por terra, simplesmente bombardear. E aí esperar o Kim Jong-il morrer para ocupar de vez (lembrando que o ataque por… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
12 anos atrás

Fernando: um guarda-sol e muito protetor solar FPS 5.000… 🙂

João Curitiba
João Curitiba
12 anos atrás

Caro Felipe Cps A Coréia do Norte teria condições de atingir uma ou duas cidades da Coréia do Sul. Não mais do que isso. Um ataque ao Japão seria mais difícil. O míssil seria interceptado ainda em vôo. Isto se ela dispuser de mais bombas. Não acredito que tenha. Poder para destruir o mundo, só mesmo EUA e Rússia. Nem a China tem. O mais estranho é que em 2000 o ditador Kim Jong-Il e o presidente sulcoreano Kim Dae-Jung deram as mãos num encontro de cúpula em Pyongyang, capital da CN. Na época até o trem voltou a circular… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
12 anos atrás

João Curitiba: o problema é a “zelite” comunista norte-coreana, que não larga o osso de jeito nenhum, nem que o resto do povo tenha que morrer do primeiro ao último… Mas que esses coreanos não batem muito bem da bola, ah isso não batem mesmo, rs…

Abs.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Depois das BURRADAS (pra não dizer outra coisa), que fizeram no Iraque e na economia mundial os conservadores se aproveitam da crise norte-coreana para ganhar dividendos políticos da atual administração americana.

São mesmos uns idiotas que não possuem uma visão de mundo maior que seus próprios umbigos. Enfiaram a economia mundial no r###@#@#bo, mentiram ao invadir o Iraque e agora querem meter o pitaco?

Vão pra roça bando de JACÚS!!!

Marine
Marine
12 anos atrás

Vamos comecar com o papo de ideologia politica ou vamos discutir a atual crise e geopolitica? Para um pais que almeja permanencia no Conselho de Seguranca qual tem sido a resposta do Brasil a atual crise? Estaria o mundo e a populacao civil ocidental disposta a prevenir a Coreia do Norte de continuar com seus planos? Qual as possiveis ramificacoes que a capacidade nuclear norte-coreana teriam para o resto do mundo? O que ocorrera quando seu “Dear Leader” morrer? Os militares brigaram entre si pelo poder ou permitirao que seu filho de 26 anos lidere o pais? Que tal discutirmos… Read more »

Marlon
Marlon
12 anos atrás

Prezado Marine. Segue abaixo a postura do MRE quanto a questão da crise nuclear na península Coreana. Ministério das Relações Exteriores Nota nº 238 – 25/05/2009 Governo brasileiro condena veementemente o teste nuclear realizado pela República Democrática e Popular da Coreia (RPDC), hoje, 25 de maio. O teste viola a Resolução 1718, adotada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas em 14 de outubro de 2006. O Brasil expressa a expectativa de que a RPDC se reintegre, o mais rapidamente possível e como país não nuclearmente armado, ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP). Da mesma forma, o Governo… Read more »

Tadeu
Tadeu
12 anos atrás

da reportagem: “…um dos centros de estudos neoconservadores que propõem, ou propunham, dado o fracasso de Bush, usar o poder militar dos Estados Unidos na construção de uma ordem capitalista mundial. A invasão do Iraque, um desastre,..” João curitiba: “O mais estranho é que em 2000 o ditador Kim Jong-Il e o presidente sulcoreano Kim Dae-Jung deram as mãos num encontro de cúpula em Pyongyang, capital da CN. Na época até o trem voltou a circular entre os dois países possibilitando que parentes separados pela guerra se reencontrassem. O que teria acontecido depois disso? ” …………………………….. O que aconteceu foi… Read more »

callia
callia
12 anos atrás

Tadeu , concordo plenamente , nada a acrescentar

Andre Luiz
Andre Luiz
12 anos atrás

Alguem ai tem dados sobre a capacidade dos norte-coreanos?

Tamanho do exercito, equipamentos e tudo mais?

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Acabei de ler nos jornais que os EUA já se pronunciaram mais duramente em relação ao ocorrido desta semana. A Hillary já deixou claro que os EUA irão apoiar a Coréia do Sul e o Japão em caso de um conflito…e pelo visto (acabei de ver na TV seu pronunciamento, e percebi a forma como ela falou), ela não estava brincando, não. A questão que o Marine colocou também me chamou a atenção: o que o Brasil fará diante desta crise? Até agora, pelo o que eu pude acompanhar nos jornais, o Brasil (assim como o resto do mundo) repudiou… Read more »

Jose Adelino
Jose Adelino
12 anos atrás

Acho que estes imbecis ja esqueceram o que é uma Grande Guerra e estão brincando com fogo. A China tem a CN como seu pupilo e não vai deixar os EUA massacrarem seu aliado sem fazer nada. É muito arriscado p/o mundo deixar armas atomicas na mão de um maluco. Talvez já seja tarde demais e a solução deverá ser muito sangrenta, principalmente p/ aqueles que não estão na cupula do partido comunista, que deveram fugir p/ a China quando a coisa engrossar.

Marine
Marine
12 anos atrás

Hornet,

Concordo com voce e mais, Obama esta sendo testado como alguns ja suspeitavam. Cabe agora ver se sua politica de reconciliacao e diplomacia cerrada ira funcionar ou sera apenas ingenuidade de campanha.

Sds!

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Marine,

agora é a hora da prova dos nove…vamos ver o que vai acontecer.

abração

Jacubão
12 anos atrás

A coisa tá ficando preta para o mundo.

germa
germa
12 anos atrás

http://www.defesanet.com.br/wars1/iran_nuc.htm

http://www.defencetalk.com/north-korean-blast-smaller-than-thought-expert-19255/

acredito que tudo vai ficar na esfera da retórica 😉

mas vou dar uma prourada no arsenal da NK ver se eles tem alguma
chance.

Da guerra
Da guerra
12 anos atrás

Quem também tem uma ‘crise nuclear’, além do CS, é o governo Brasileiro, que em sua desvairada “política externa” resolveu abrir uma embaixada na koreia do norte, atando relações com uma ditadura comunista assassina de seu próprio povo. E pensar que se não fosse o bloqueio naval ao CASTRO, hoje teríamos outra ditadura comunista, ameaçando seus vizinhos nas Américas.

germa
germa
12 anos atrás

ah tem mais.
olha lá o video do roberto godoy

o link é meio grande
então o link esta em baixo da foto da hillary

wi
wi
12 anos atrás

Prova dos nove está passando o povo americano,vamos ver se ele vai lutar por sua liberdade de fato! Infelizmente a democracia esta sendo destruida lá dentro do USA mesmo. o texto abaixo expressa bem o que penso a respeito do Obama. by Andrew Hughes 23/Maio/2009 Após oito anos do pesadelo Bush-Cheney, durante os quais assistimos à destruição selvagem do Afeganistão e do Iraque, a negação cínica de séculos de Direito concebido para proteger os mais básicos direitos humanos e uma política externa digna de Genghis Khan, surgiu a “Grande Esperança Negra” na pessoa de Barack Obama. A consciência colectiva mundial… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Da guerra,

não sei se vc leu o que escrevi mais acima, mas foi noticiado nos jornais que o Brasil suspendeu a abertura desta embaixada devido a essa crise. Não teremos embaixada nenhuma na Coréia do Norte até segunda ordem.

E eu não sei der onde vc tirou que a política externa brasileira é desvairada…ao menos o mundo não acha isso. Estamos sempre sendo elogiados, mundo afora, por nossa política externa…mas enfim…cada cabeça uma sentença…

abraços

Marine
Marine
12 anos atrás

PQP!

Desse jeito vou comecar a achar que no Brasil so se tem acesso a midia extrema liberal americana….So se ve gente “quoting” esse tipo de jornalista e reportagem, sera que ninguem tem acesso a mais nada??!

Roger.T
Roger.T
12 anos atrás

do artigo de Andrew Hughes

“…os direitos do povo e ajudar a nascer um país totalmente controlado por aqueles que sempre estiveram à espreita nas sombras do poder. Foi prometida “mudança” e ela foi entregue na forma de um aprofundamento do pesadelo distópico.”

Quem seriam esses que estiveram à espreita nas sombras?

muita conspiração..

Felipe Cps
Felipe Cps
12 anos atrás

Amigo Marine: aqui no Brasil até quem nem sabe o que significa é esquerdopata; 16 anos de pensamento politicamente correto PSDBoso e PeTralha destruiu qualquer bom senso e honestidade de pensamento que anteriormente havia, ao passo que instaurou a hipocrisia politicamente correta no seio da sociedade…

Pra quem “sobreviveu” é essa luta diária…

Abs.

Omega
Omega
12 anos atrás

Guerra não é bom, principalmente no momento de crise atual, mas acho melhor uma ação militar agora do que retardar e pagar para ver. Quem tem armas nucleares e um sistema de lançamento de primeira (isso mesmo, precisa ter um míssil capaz), pelo menos hoje tem fala grossa. Emfim, econômicamente e por uma questão de ética não seria bom guerra, mas acho que para os EUA e aliados da região seria uma coisa boa intervirem na Coréia do Norte. Nem China, nem Rússia iria gostar, mas por uma questão de equilíbtio futuro, porque a China vem aí, e ter uma… Read more »

Omega
Omega
12 anos atrás

ah, cometi uns erros de portugues, perdoem-me digito do celular, é complicado.

Grato.

Da guerra
Da guerra
12 anos atrás

Hornet, e vc ,não sei bem, acho que não digeriu o que escrevi acima. A decisão já tinha sido tomada, e agora o governo Brasileiro, vendo a c…. mancada,teve que voltar atrás,mas como vc disse: TEMPORARIAMENTE ?? Os ilustres aguardam o que? piongyang voltar atrás?? há há há…seriam eles também amadores (ou dissimulados)? O mais engraçado é que criticam tanto os EUA, mas querem jogar a crise apenas nas mãos do Tio Sam, como se não afetasse toda a comunidade internacional.

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Quem disse temporariamente?

Eu disse até segunda ordem…e essa ordem pode ser: never more!

abraços

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Da Guerra, ah! tá agora que entendi sua posição…como eu sou inocente! Vc está insinuando que o fato de o Brasil ter pensado em abrir uma embaixada na Coréia do Norte mostra que existe alguma relação entre o governo brasileiro e o governo coreano, não é isso? Nossa! Que barbaridade de pensamento curto!!!! Vc por um acaso sabe pra que serve uma embaixada? Não sei se vc sabe mas os EUA , durante a Guera Fria, tinha uma embaixada na URSS, e vice versa…assim como hoje os EUA tem uma embaixada na China…e a China também tem uma embaixada nos… Read more »

João Curitiba
João Curitiba
12 anos atrás

Hornet

Agora que eu me toquei numa coisa. O Brasil ainda não tinha embaixada na Coréia do Norte? Quem nos representava lá? Será que um consul honorário?
A boa prática diplomática “exige” que todos os países tenham representação diplomática em todas as nações amigas. E eu desconheço que o Brasil não seja amigo de uma nação sequer. “Tamo ralado”. Haja embaixada ou consulado.

Abraços

luiz
luiz
12 anos atrás

todos tem o direito de fazer testes nucleares!! os americanos e outros tiveram seu direito…

apoio os norte coreanos!!!

Marine
Marine
12 anos atrás

Joao Curitiba,

Muitos paises nao tem consulados ou embaixadas em varios paises, na maioria das vezes agem por intermedio de uma embaixada/consulado amigo entendeu?

Abs!

Roberto CR
Roberto CR
12 anos atrás

João Curitiba Ia responder, mas o Tadeu já deu a dica. A constatação da “existência de um eixo do mal” melou tudo. Um dia alguém ainda vai apresentar uma boa explicação sobre como, e porque, o povo americano votou em Busch na primeira eleição. Talvez o Marine possa colaborar com alguma opinião “de fora do círculo de especialistas” que inundam os noticiários. E por falar em Marine: muita calma companheiro, porque o resto só faz mal a saúde. Eu também estou nesse seu barco navegando no mar dos comentários. E não tenho a paciência do Hornet. Com o tempo a… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

João-Cuitiba, não sei te dizer… O que eu sei é que o Brasil começou a pensar em abrir uma embaixada na Coréia do Norte em 2001…de lá pra cá esse projeto ficou tramitando no Itamaraty, até que se decidiu por abrí-la nesta sexta-feira (dia 29 de maio). E aí veio essa crise toda dos testes nucleares (coincidência macabra, né?) e o Brasil, prudentemente, suspendeu a criação da embaixada na mesma hora. O plano foi suspenso, pelo o que pude entender, porque abrir a embaixada neste momento poderia ser perigoso (inclusive para o próprio embaixador brasileiro que trabalhartá na CN) e… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Roberto Cr,

Estou tentando evitar entrar nesse papo de politica, porque o que eu disser aqui vai haver aqueles que vao me chamar de suspeito…

Eu tenho minhas opinioes pessoais mas nao cabe a mim comentar sobre meu Commander-in-Chief.

Hardy Har Har
Hardy Har Har
12 anos atrás

A Segurança Interna agora define “terroristas” como aqueles que acreditam na Constitição, na primeira, segunda e quarta emendas. Veteranos que retornam estão a ser visados pela negação dos seus direitos da segunda emenda. A “Lista de observação terrorista” de mais de um milhão, em rápido crescimento, está a ser utilizada como a base para a negação aos cidadãos dos direitos de viajar e trabalhar. Har har har, classificar esse texto como proveniente da “midia extrema liberal americana” é dose. Não vou colocar link, mas quem estiver interessado google search “Napolitano Apologizes for Offending Veterans After DHS Eyes Them for ‘Rightwing… Read more »

COMANDANTE MELK
COMANDANTE MELK
12 anos atrás

Senhores, como já havia comentado em outro post, esta situação na peninsula coreana é extremamente complicada. Estou para dizer que por hora, é interesane para as potências como os EUA, Russia e China a manutenção do status quo nas duas coréias. Sem contar que para o Japão tambem é interesante que tudo se mantenha como esta. Explico, como afirmei no outro post, se fosse deflagrado um conflito hoje entre as duas coréias, crêio que a Coréia do Norte levaria a pior. E aí, oque ocorreria após a derrota da Coréia do Norte? A principio haveria a reunificação das coréias, tudo… Read more »

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Comandante Melk… o espolio nuclear norte coreano é muito pequeno, fala-se em meia duzia de armas taticas e eles ainda nao tem capacidade de colocar tais armas em misseis. A Coreia do Sul já utiliza energia nuclear para uso civil, atraves de tecnologia de ponta na area…parece que eles andam superando seus professores americanos. A preocupaçao do Comandante seria com relaçao aos técnicos da Coréia do Norte, que após uma hipotetica reunificaçao, repassariam os conhecimentos aos colegas do sul quanto a fabricaçao de armas atomicas? Uma Coreia reunificada, democratica, teria necessidade de armas atomicas? Nao poderia ela continuar tendo boas… Read more »

wi
wi
12 anos atrás

Marine,

espero que você esteja certo e o texto acima completamente equivocado, todos nós, só temos a ganhar com isto.

Más sinceramente? tenho minhas dúvidas…muitas!

– Hardy Har Har,

Jacob Singer…hahhahaahaha

Marine
Marine
12 anos atrás

Querido Har Har, Trechos do texto mencionado pelo senhor Wi contem opinioes do autor que embora possa ser um conservador, tais trechos seguem claramente a prose dos liberias extremos no New York Times, MSNBC, Huffington Post, ACLU, Code Pink e outros. Quero deixar claro que nao reclamo do senhor Wi, alias chego a concordar com ele em varios pontos (nao posso abertamente criticar meu Comandante-Chefe), apenas ja nao suporto mais as asneiras liberais da mainstream midia americana que infelizmente parece ser a unica vista pelo resto do mundo. Mas ja que o senhor e tao sabido do assunto ira reconhecer… Read more »

J Roberto
J Roberto
12 anos atrás

Aquela região da Ásia está se transformando num barril de pólvora. Estes dias passou um filme na tv sob o título “Segundo em Comando” com o ator Jean Clean Van Dame,na qual ele foi designado para proteger a Embaixada Americana num país que não me lembro o nome agora,dos separatistas apoiados pelas tropas do General Borghovi. Com poucos fuzileiros navais,junto eles tiveram que fazer proezas para proteger a Embaixada e os civis da embaixada, dos ataques dos rebeldes e dos tanques do General Borghovi que se encontravam naquele lugar e dar proteção para o presidente daquele país. É um filme… Read more »

massa
massa
12 anos atrás

Marine, O problema coreana envolve um jogo de interesses entre as grandes potências da região, se não existe interesse dos americanos, chineses e russos em entrarem em uma guerra, então a questão basicamente seria interna, isto é, jogada que envolve interesses internos/externos da política norte-coreana ( bravata e tentativa descarada de arrancar algum dinheirinho dos americanos, japoneses e sul-coreanos! ) Na verdade, a preocupação maior dos EUA é o Irã e a questão da proliferação Nuclear no Mundo, isso sim é o grande problema que todos devemos nos preocupar e que tem tirado o sono de Obama. Qto ao Brasil… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Massa, Concordo com sua analise sobre a peninsula da Coreia, aquilo e vestigio da guerra fria ainda com guerra por “proxys” e a Coreia praticamente chantageando o resto do mundo por energia e subsistencia basica. O problema tanto la quanto com o Ira e como vc citou proliferacao nuclear em especial a organizacoes nao representantes de estados. Na minha opiniao uma eleicao no Ira mesmo com uma vitoria da oposicao nao mudara fundamentalmente o pais ja que e controlado pelo Aitollah, mudanca viria com o tempo conforme as novas geracoes cheguem ao poder. Tenho minhas duvidas quanto a capacidade de… Read more »

massa
massa
12 anos atrás

Marine, O maior problema é realmente a proliferação nuclear no mundo, e a chave da questão etá no Irã. Penso que o desejo dos estrategistas americanos é conseguir um acordo geral que consiga acomodar as ambições iranianas, que é ser potência regional no OM e ao mesmo tempo garantir a segurança dos Israerenses. Seja qual for o resultado das eleições presidenciais no Irã, qualquer acordo deve implicar num reconhecimento por parte do Irã quanto à existência de Israel como nação, e em troca, o reconhecimento americano do programa nuclear iraniano ( permissão do Irã de possuir a tecnologia bélica nuclear,… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Hornet,

Exatamente! O Bosco tem hora que diz coisas que eu me pergunto: “Cara da onde ele tirou/achou isso? Eu que estou aqui dentro acabei de ouvir falar ou ainda nem vi…” Hehehe.

Com relacao a “prose” sobre a democracia e a politica, eu como historiador de pe de chinelo e vc como profissional tenho certeza que acha muito interessante tambem as ideias defendidas na constituicao americana e o que levou a revolucao deles. Muito interesante esse periodo politico-social humano no final do seculo XVIII.

P.S. Esta sumido nos chats! Carga horaria pesada ainda imagino…

Sds!

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Marine em 27 mai, 2009 às 15:12

“Vamos comecar com o papo de ideologia politica ou vamos discutir a atual crise e geopolitica?”

Me parece que a matéria deste tópico cita a reação dos conservadores americanos à política de Obama não é mesmo? Então, claramente eu não fugi do assunto como REPETIDAMENTE dos administradores do Blog pedem.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Seguindo, acho que o Massa fez um comentário bastante pertinente aqui. Realmente a Coréia do Norte está usando estes testes para forçar um acordo com o mundo ocidental. Afinal em 1999 a Coréia do Norte fez um acordo com os EUA. Este acordo firmava que os EUA forneceriam Petróleo para a Coréia do Norte e este paralisaria seu programa nuclear. Este acordo foi cumprido durante 04 anos e foi quebrado em 2003. Isso fez com que os norte-coreanos reativassem seu programa nuclear devido a quebra deste acordo. Sobre a ameaça nuclear, o mundo sempre esteve à sua sombra. Já imaginaram… Read more »

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

Marine em 27 mai, 2009 às 17:14
Hornet,

“Concordo com voce e mais, Obama esta sendo testado como alguns ja suspeitavam. Cabe agora ver se sua politica de reconciliacao e diplomacia cerrada ira funcionar ou sera apenas INGENUIDADE de campanha.”

É Marine, rsssss. Agora DESCOBRI a sua “verve política”.

Abração meu caro. E boa sorte sempre.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -