sábado, outubro 23, 2021

Saab RBS 70NG

MINUSTAH: Militares voltam para casa

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A Base Aérea do Recife (BARF), na última quarta-feira, dia 24 de junho, foi palco do início do desembarque dos militares do Exército Brasileiro destacados no Haiti, em missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU).

O C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira pousou em Recife às 21h20, trazendo de volta para casa 52 militares pernambucanos que já estavam há mais de seis meses naquele país, trabalhando em prol de sua estabilização política.

Os familiares, que horas antes já estavam na BARF aguardando a volta dos seus entes queridos, não puderam conter a emoção ao revê-los. Contudo, antes de efetivamente voltarem para o seio de suas famílias, os militares serão submetidos a quatro dias de exames médicos e psicológicos, para que o estado de saúde de cada um deles seja avaliado.

Até o dia 8 de julho, todos os militares pernambucanos que estão no Haiti devem retornar para o Brasil, e a substituição deles ficará sob a responsabilidade do Comando Militar do Sudeste.

A BARF sente-se honrada em receber esses filhos ilustres da nossa Pátria, que, durante mais de seis meses, abdicaram do convívio de suas famílias, com a importante missão de ajudar a nação amiga.

Fonte: BARF

- Advertisement -

6 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giovani
Giovani
12 anos atrás

Apesar de ser um grande apoiador da participação do Brasil na MINUSTAH acho que essa presença lá já deu o que tinha que dar, e está ficando desgastada, as forças Militares Brasileiras foram lá pra garantir segurança e a ordem social e não salvar o Haiti, isso é problema da ONU e do Governo local.

fullcrum
fullcrum
12 anos atrás

…concordo, tá na hora de voltar pra casa e aprender com as lições da operação em si.

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
12 anos atrás

Gostei de uma coisa em particular: o fato de que esses militares estarem sendo psicologicamente analisados. Imagino que este trabalho seja feito por pessoas bem qualificadas, para que os possíveis traumas que a tropa traga sejam analisados, estudados, entendidos, e, com isso, tentar criar maneiras de se evitar que voltem à ocorrer, ou na impossibilidade de evitar, pelo menos criar formas de expurgar do pessoal os transtornos criados durante a estadia no Haiti.

abraços.

Harry
Harry
12 anos atrás

Seja bem vindo os Hérois, e vale cada centavo gasto, o apredizado
tem sido inestimável para as Forças Armas, que tem sido posto aprova.
Os 1,2 mil integrantes do Exército brasileiro comandam cerca de 8,5 mil soldados do Chile, Uruguai, Argentina e Sri Lanka.
Abs

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
12 anos atrás

Estes sim são heróis!!! Foram fazer um trabalho bonito e de reconstrução, e não os pseudo-brasileiros que vão destruir um país pra defender uma causa absurda em nome da America Way of Life!!

afonso ferreira
afonso ferreira
12 anos atrás

Foi, um importante teste para os nossos soldados, que antes ficavam só na teoria, tendo a oportunidade de praticar os ensinamentos dado nos quateis, mostrar o valor e garra do soldado brasileiro. Em particular fico orgulhoso de meu primo, que fez parte desta tropa que voutou do haiti, grande orgulho para nossa familia pois foi o primeiro a sevir as forças armadas e participar de um conflito.

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -