terça-feira, dezembro 7, 2021

Saab RBS 70NG

Que tal o ‘Leclerc’ para o EB?

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

LECLERC 2

Com a aquisição de helicópteros, submarinos e talvez caças de origem francesa pelo Brasil, devido à “Aliança Estratégica” com a França, perguntamos: o MBT Leclerc teria espaço no Exército Brasileiro?

LECLERC 1

- Advertisement -

81 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
81 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Glauco
Glauco
11 anos atrás

Isso seria um sonho!!
e concerteza tem espaço, muito espaço!

Galileu
Galileu
11 anos atrás

Na minha opinião, na situação em que estamos, não só o leclerc mais leopar2, m1, ariete e t90.

Penso que se fosse interesse do EB um tipo de “FX” do EB vamos dizer……..daria 1ºAriete e 2ºLeopard2.

Pro EB hj viável seria o Ariete mesmo.

claudio
claudio
11 anos atrás

Bom tarde povo

Até acho que tem espaço. O meu medo é como ficaria a logistica de transporte do Lecrec

CorsarioDF
CorsarioDF
11 anos atrás

Não tem a mínima condição de operar o Leclerc no Brasil, só para ilustrar o Leopard 2 foi preterido por questões de peso o Leclerc então nem se fala. Um bom MBT, mas existe outros muito mais capazes e “baratos” que os Leclercs.

ST.

gaspar
gaspar
11 anos atrás

na minha opiniao, acho que o EB deveria ter batalhoes especias no quesito destruicao de tanques….
homens munidos de Kornet ou Javellin…
muito mais simples, economico, 100% de eficacia, manuseio e transporte simples…

Andre
11 anos atrás

M1A2, com entrada no desenvolvimento do M1A3 e Javellin’s, e pronto… ataque e defesa de última geração…

ditongo
ditongo
11 anos atrás

Acho melhor investir na aviação do exército com helicópteros ou super tucanos com misseis anti-tanque.

Mas como o assunto aqui é sobre tanques deveriamos tentar desenvolver um novo conceito de Osório, modernizado e com canhão de 120mm L/55.

Outra opção é o T-95. Um novo conceito em desenvolvimento na Rússia, Dizem que este tanque será menor porem capaz de disparar minição antí-aérea pelo canhão principal… dúvida.

ditongo
ditongo
11 anos atrás

Tanque bom é mesmo o que tem “casca grossa” pra suportar os bombardeios aéreos e de artilharias.

Então melhor que os da pessada: Merkava Mk 4 e Leopard 2A6 impossivel.

Outra saida é instalar as novas torres SABRA nos M60 que o EB opera.

gaspar
gaspar
11 anos atrás

nao ha arma melhor do que as estradas e ruas brasileiras… com tanto buraco…

Vader
Vader
11 anos atrás

Estou com o ditongo: MBTs são armas que tendem à obsolescência. Melhor investir em helis.

Mas se fosse para escolher o melhor do mundo: M1A1 Abrams.

O melhor para o EB: Leopard2A6

O melhor para nossas estradas com asfalto de altíssima qualidade: Leopard1A5 🙂

Tadeu
Tadeu
11 anos atrás

Ahh. Por favor me poupe, já basta né?????

Renato
Renato
11 anos atrás

Como o Corsário falou, além do preço acho que um dos motivos da escolha do Leo1 foi justamente o peso. Tudo bem que o Leclerc é 8 ton mais leve, mas ainda assim acho que seria uma logística complicada por aqui. Além do asfalto temos de levar em conta as carretas, as pontes, eventualmente até aviões para levarem os tanques. Afinal um dos principios do EDN é mobilidade não?

Zirium
Zirium
11 anos atrás

To com o ditongo no que se refere ao Osório.
Tanque bom é tanque feito em casa, na época o nosso provou ser um dos melhores em sua categoria mas…

MA
MA
11 anos atrás

Melhor do mundo M1A1? Certeza que não, nem é a versão mais moderna do M1. Mas na questão de tanques, a mudança entre os melhores modelos atuais é muito sútil, o que alguns modelos possuem de vantagem, outros compensam com suas proprias e exploram a desvantagem de cada um. Um combate entre os 5 melhores carros-de-combate do mundo, num cenário plano, sem atmosfera e branco daria empate! Eu acho que pro Brasil, o Leopard 1A6 tá ótimo. Eu desconheço outro blindado que não precisaria de qualquer adaptação da tripulação (em suma, seja ocidental) e que seja leve como ele. No… Read more »

Fabio Silva
Fabio Silva
11 anos atrás

Se for pra investir em tanques que se invista em P&D nacional. UM Osório II heheheh com uma boa capacidade de combate e “baixo” peso, até por que o combate urbano no Brasil, como outros já disseram será um desafio e tanto para os tanques invasores, buracos com mais de 0,7m é facinho de encontrar uhauhahauhua.
Os franceses que fiquem contentes com os subs e possíveis rafales vendidos!!
abraços

Ivan
Ivan
11 anos atrás

Tem uns artigos muito bons sobre Lecrerc! É extremamente moderno, um dos mais modernos em todas as áreas, porém caro, bastante caro!

Os Leopard 2 é por muitos, o melhor tanque do mundo, mas teria problemas logísticos para o transporte devido o peso.

Que tal o K-2 Sul-Coreano ou o Ariete Italiano?

Já temos acordo firmado com a Itália para o desenvolvimento e compra de Carro de Combate sobre Rodas. Talves Poderíamos tentar fabricá-lo sobre licença!

Leandro RQ
Leandro RQ
11 anos atrás

Com certeza o EB deve ter guardado em alguma gaveta o projeto para reativar a construção de um novo OSÓRIO.
Essa seria uma boa hora pra reativar essa idéia…

Se for pra comprar de fora, é melhor construir aqui.
Isso nós temos capacidade de fazer. Só falta vontade política. E ai que complica tudo…

luiz_sp
luiz_sp
11 anos atrás

Na minha modesta opinião os dois mehores serião o alemão leopard 2a5 ou talvez 2a6 , ou israelense merkava são esses dois caberião perfeitamente , pois sou fã de equipamentos alemães .

MA
MA
11 anos atrás

O Osório era uma colcha de retalhos praticamente, quase nenhuma tecnologia nacional e uma série de componentes importados. Fora que hoje em dia é desatualizadíssimo, teríamos de refazer um projeto, sozinhos, criar tecnologia [que não temos em diversos setores], criar o parque de produção e arranjar compradores!

Se não deu certo antes, qual a garantia que dará agora?

Fabio Silva
Fabio Silva
11 anos atrás

MA disse:
15 de abril de 2010 às 15:25
Tens uma certa razão, mas diferentemente de caças que é extremamente caro seu desenvolvimento, MBT’s tem um custo muito menor, e temos como fazer. Já temos o Aço, motores, transmissão e muitas outras tecnologias, claro que falta muito ainda, mas se não tentarmos jamais conseguiremos…

gaspar
gaspar
11 anos atrás

ja ouvi dizer que carros com lagartas nao tem um bom desempenho na regiao amazonica e pantanera…
no caso seria melhor corros com rodas…
ate que ponto isso eh verdade eu nao sei, mas alegaram o tipo de terreno, a mata muito densa…

MA
MA
11 anos atrás

Mas será que o mercado compensa o investimento? Em minha opnião, não. Acho que teríamos de investir demais para termos algum diferencial e aí as vendas não dariam lucro.

Nenhum privado no Brasil entra nessa e o G.F não tem interesse algo (nem devia ter, em minha opnião).

Leandro
Leandro
11 anos atrás

Chama a IVECO para re-desenvolver o Osório…
O LeClerc é pesado demais para ser operado aqui, além do mais toda a nossa cadeia logistíca já está preparada para os Leopard!
Aproveitando o ensejo, o que o Exército pretende fazer com os M-60 e os M-41C Caxias???? Vai continuar a operá-los ou vai desativá-los conforme a vinda dos Leopard 1A5?
Os M-60 e os M-41 poderiam ser repassados para outros países com o Bolívia e Paraguay?

Bernardo R.
Bernardo R.
11 anos atrás

Não se iludam com um Osório II…. hehehehe
Quem sabe no futuro…..

Acho que devemos fazer aquisições desse porte sim, mas sem FX-Tanque……. hahahaah….. senão vai pro saco qualquer idéia……

Concordo com o vader em adquirir mais helis…… porém, devemo ter um mínimo de blindados com alto poder de fogo para segurança!!

Fabio Silva
Fabio Silva
11 anos atrás

Gaspar o T.O. amazônico e pantaneiro não é favorável ao uso de tanques pesados, no amazônico a logística e também o grande tamanho do CC impede sua utilização e regiões pantanosas também.
MA creio que vale o desenvolvimento da indústria de defesa nacional e também dos subprodutos gerados, afinal queremos ou não ter produtos de ponta sendo produzidos no Brasil?
Leandro pelo que li em um fórum os M41 serão desativados, mas os M60 continuarão ativos, mas não tenho certeza de nada.
abraços

MA
MA
11 anos atrás

Em alguns setores sim Fabio, mas em outros eu não vejo o investimento estatal dando retornos significativos à nossa sociedade ou a ele mesmo, é esforço gasto sem qualquer melhoria e ainda correria o risco de ser cancelado em seu decorrer [sabendo que sem dúvida seria um projeto que atravessaria os mandatos]

Wellington Góes
11 anos atrás

Fábio Silva, essa questão amazônica e pantaneiro não é bem assim, a amazônia e o pantanal não é só floresta e só pantano, o problema que se generalizou de mais e todo mundo acaba pensando assim.

Se por causa disso (terreno inadequado) não tiver-mos CC, então porque a Europa possui CC? Ou seja, existe muitos mais fatores que devemos levar em conta do que apenas esse tipo de argumento.

Até mais!!!

Fabio Silva
Fabio Silva
11 anos atrás

possivelmente atravessaria mandatos, mesmo assim ainda creio que seria um bom investimento.
Mas com as grandes carências que o nosso país padece, não é algo que necessitamos com urgência, assim como os leclerc’s (não temos nem condições logísticas para operá-los).
abraços

Leandro RQ
Leandro RQ
11 anos atrás

Se depender de mim não vai nem um fuzil velho para o Paraguai e a Bolívia.

Dois países sanguessugas que vivem na nossa “aba”. Nunca nos ajudam em nada e vivem pedindo nossa ajuda pra tudo.

Sem falar que toda cocaína e maconha consumida no Brasil vem desses dois países.

Prefiro vender os M41 para o ferro velho do que mandar para o Paraguai ou Bolívia.

mano
mano
11 anos atrás

E o Tamoyo?

Fernando A. G. Molina
Fernando A. G. Molina
11 anos atrás

É claro que um blindado do porte e qualidade do Frances teria espaço no EB, mas acho que ao invez de pensar em Alemão, Frances, ou Americano, deviamos pensar em Brasileiros – Tamoio, Osório, Jararaca, etc…
Todos esses blindados desenvolvidos aqui passando por uma modernização com certaza estariam no mesmo nivel dos estrangeiros. Afinal o Abrans e da mesma época do Osório, mas as modernizações o mantiveram atualizado.
Abraço a todos.
Fernando Molina

Fabio Silva
Fabio Silva
11 anos atrás

Leandro RQ disse:
15 de abril de 2010 às 16:14
Pois é “doar” esses equipamentos e em troca eles negarem o gás natural (Bolívia) e quererem tomar no grito parte de Itaipú, que sequer eles gastaram 1 tostão furado para construir.
Deixa na reserva ou museu, doa para um país africano amigo sei lá, mas essa política de boa vizinhança que as vezes nosso governo faz , não é recíproca.
abraços

Nick
Nick
11 anos atrás

Com o novela FX-2 chegando ao fim…. aguardem a próxima atração! FX-T o Tanque!!! 😀

Concorrentes :

Mocinha : Giat LeClerc
Vilão: M1A2 Abrams
Par romãntico : Lepard 2 A6

Aguardem a próxima atração do MD.

ps.: desculpem a brincadeira apenar para descontrair =]

[]’s

gerson carvalho
gerson carvalho
11 anos atrás

Caros amigos, acho realmente que deveriamos desenvolver um tanque e de preferencia que ele coubesse no kc390.

WAGNER JORGE BH
11 anos atrás

Olha é muito bom!
Mas nos nao estamos comprando muita armas só de um país nao???
Se um dia o BRASIL entrar em guerra com um país forte e da OTAN!Tipo o que aconteceu com ARGENTINA!
A INGRATERRA pediu que a FRANÇA mandava o ponto fraco do MISSIL EXOCET!
E a e como que fica????????

VALEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Patriota
Patriota
11 anos atrás

Se for para comprar um MBT fabricado no exterior , eu acho que a melhor opção é o K-2 black Panther.

Skill
Skill
11 anos atrás

Aqui nao tem espaço para um destes não.

Melhor seria como ja falaram ..varios pelotões armados com Kornets.

Os blindados que o EB possui dá para fazer graça com os “ermanos”…só.

Como somos “Força de Defesa” então nada melhor que Kornet e RPG32.

Minas anti carro…

A não ser que o Brasil queira intimidar com invasão alguma nação (que nao éo caso)

CosmeBR
CosmeBR
11 anos atrás

Claro que teria, mas prefiro uma versão modernizada do Osório 100% nacional!

BRASIL ACIMA DE TUDO

humberto
humberto
11 anos atrás

Dizem que enquanto o exercito brasileiro for de maioria conscrita, não tem muito sentido em termos equipamentos onde exista sofisticação (tanto em operação como manutenção), pois mais sofisticado, mas complicado é o treinamento.
Então..vamos continuar de Leopard I por anos..
[]

Gaspar
Gaspar
11 anos atrás

Galante, pelo amor de deus, não inventa. Imagina se o Lula e o Jobim virem isto.
Querem um MTB: Leopard, Merkava ou T-90. Mas o sonho seria um Osório ou Tamoio NG (nova geração).

Fernando D. Cabral
Fernando D. Cabral
11 anos atrás

Prefiro o Merkava IV, não sei se o preço seria melhor, mas além do blindado Israelense ter boa potência de fogo, a mesma do Leclerc, ainda trasnporta um pequeno grupo de infantes, único na sua categoria que tem essa caracteristica, peculiaridade que dá uma certa vantagem tática aos seus utilizadores, especialmente nos ambiente urbanos ou para evacuação de feridos em ambiente hostil.

WAGNER JORGE BH
11 anos atrás

Já pensou a AVIBRAS fazendo esse blindado no BRASIL!
http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/ter.aspx?NN=188

VALEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Alberto
Alberto
11 anos atrás

Vejo o comentários e noto um pouco de desconhecimento ou engano. O EB não precisa de um só CC. Para as forças blindadas, o Leopard adquirido agora é suficiente. O Chile tem o 2, mas não faz fronteira com o Brasil. Quem faz e tem um CC bom, é a Venezuela, mas no teatro de operações amazônico não tem diferença. Os CC sobre rodas estão sendo estudados para as futuras brigadas de infantaria mecanizada. Quanto aos heli e misseis AC, é o seguinte: heli são caríssimos de manter, não excelente desempenho em qualquer tempo e DEMAIS para nossas potenciais ameaças.… Read more »

Lanterna Verde
Lanterna Verde
11 anos atrás

Esse aí não tem a menor chance, mas o Leclerc 2 pode até ter, pois será mais leve e menos, porém, acredito que o Brasil irá adquirir algum blindado russo, agora qual deles ainda é muito cedo para se pensar, mas por que não um T-90 ou T-95.

MA
MA
11 anos atrás

O T-95 nem sequer sabemos se vai para frente. O Putin disse esse ano que pretende cortar gastos com projetos desnecessários e citou o T-95. Se for verdade, significa que ele sequer existirá.

BLACK PANZER
BLACK PANZER
11 anos atrás

Boa noite ! Na minha opinião os russos não porque se não me falha a memoria o blindado russo usa munição de calibre diferente e a sua logistica também não é confiavel já que é p/ sonhar porque o nosso EB não fecha um pacote grande com Alemanha e Italia com a Italia já vem os 2000 guaranis e também poderia vir também Centauros e da Alemanha poderia vir os LEOPARDS A6 os GEPARDSe também os pumas na minha opinão com uma cavalaria blindada dessas não tem p/ niguém aqui na américa latina . TKS FUIIIIII

BLACK PANZER
BLACK PANZER
11 anos atrás

Boa noite ! errei os LEOPARDS são os LEOPARDS 2 A6 .TKS FUIIIIIIIIII

brazilwolfpack
brazilwolfpack
11 anos atrás

Quando ficar obsoleto,o Brasil compra uma duzia…

Danilo Brasil
11 anos atrás

Por falar em tanque olha só esta notícia do site http://www.tecnodefesa.com.br ,depois do PAK-FA vem aí o tanque russo de quinta geraçao.Deixe respostas.

Darkman
Darkman
11 anos atrás

Pelo amor de Deus França de novo !!!!!!!!!
Não façam isso !!!
Estãoa chando caro esse MBT para o EB ??? Se estão comprando Rafaleco Francês a peso de ouro pq não comprar essas Jaca de largatas !!!

Que venham tanques da Rússia !!! Chega de França !!!

Darkman não suporta mas a França

Abs.

Últimas Notícias

Saab apresenta soluções inovadoras em defesa e segurança na 6ª Mostra BID

Entre os dias 7 e 9 de dezembro, a Saab participa da 6ª Mostra BID, no Centro de Convenções...
- Advertisement -
- Advertisement -