sábado, outubro 16, 2021

Saab RBS 70NG

IEDs no Afeganistão

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marine
11 anos atrás

O interessante dos dados e que demonstra que a porcentagem de IEDs descobertas e derrotadas sao a mesma de sempre. O que isso nos ensina e que o inimigo nao esta sendo mais bem sucedido no quesito, pelo contrario no desespero ele so tem uma saida… Tem que colocar mais e mais delas na esperanca de que serao mais bem sucedidas, o que invariavelmente da as tropas mais chances de encontrar “trigger men” e “bomb planters”.

Enfim mais baixas existem devido ao maior numero claro, mas o “success rate” das IEDs continua o mesmo.

Andre_Oliveira
Andre_Oliveira
11 anos atrás

Os dados estão defasados em um ano e a taxa de sucesso nas desmontagens indica um equilíbrio no conflito. Ou seja, há um impasse estratégico e há um forte questionamento nos E.U.A., inclusive por parte de gente da direita, se o custo dos quase 130 mil soldados lá estacionados, 2/3 dos EUA, realmente estão surtindo efeito. Há uma espiral problemática. Se aumentam os ataques militares, aumentam as baixas civis e o apoio internacional cai mais ainda. Ao não realizar estas ações mais contundentes, no entanto, eles permitem o fortalecimento do Taleban e da Al Qaeda que operam por lá e… Read more »

Paulo Costa
Paulo Costa
11 anos atrás

Segundo o Discovery,as primeiras e rudimentares IED,eram Chinesas de 2000 anos atras,eram potes
de barro com polvora preta e pregos,e etc,ligadas
por um rastilho de polvora no mecanismo de pressão
que gerava uma centelha,tudo isto sob o solo.

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -