Home Noticiário Internacional Conselho de Defesa da Venezuela apoia ruptura com Colômbia

Conselho de Defesa da Venezuela apoia ruptura com Colômbia

140
32

O vice-presidente venezuelano Elías Jaua declarou na noite de ontem que o Conselho de Defesa da Nação, órgão máximo de aconselhamento para segurança e defesa da Venezuela, apoia a decisão do presidente Hugo Chávez de cortar as relações diplomáticas com a Colômbia, segundo declarações de Jaua à rede de televisão VTV.

Chávez anunciou ontem a ruptura das relações diplomáticas com a Colômbia. A Colômbia acusa o país vizinho de abrigar guerrilheiros das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) em seu território, posição que foi levada ao Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Jaua presidiu a reunião do Conselho convocada de maneira ‘extraordinária’ para analisar a situação. Segundo o vice-presidente, ‘os poderes do Estado e as nossas forças armadas consideram como justa e necessária a ruptura diplomática e chamamos o povo venezuelano a apoiar esta medida’, acrescentou o oficial.

Jaua declarou que o Conselho analisou uma série de medidas para “garantir que o atual governo da Colômbia compreenda que deve respeitar o governo legítimo da Venezuela’.

O documento com as medidas serão entregues a Chávez, segundo Jaua, para avaliação e para que ele decida quais delas serão tomadas, disse ele, sem dar detalhes sobre as características da proposta.

Na reunião, convocada pelo Executivo venezuelano, estavam presentes o vice-presidente Elías Jaua, o chanceler Nicolás Maduro, o ministro de Defesa Carlos Mata Figueroa, e a promotora-geral Luisa Ortega, entre outras autoridades.

O Conselho de Defesa é ‘o órgão máximo de consulta para o planejamento e assessoria do Poder Público (…) em assuntos relacionados à segurança e defesa integral da nação, sua soberania e a integridade do território’, segundo a Lei Orgânica de Segurança da Nação.

FRONTEIRA

O ministro Figueroa declarou após a reunião que a situação na fronteira com a Colômbia é normal, apesar do rompimento das relações diplomáticas.

‘Os 20 mil homens que estão na fronteira me informaram que a situação é normal’, disse o ministro à VTV depois da reunião do Conselho de Defesa Nacional.’Quero que a nação fique tranquila”, completou.

REAÇÃO DA COLÔMBIA

O procurador-geral da Colômbia, Guillermo Mendoza Diago, declarou que há possibilidade de denunciar a Venezuela à Corte Penal Internacional (CPI) por supostamente abrigar guerrilheiros das Farc e do ELN em seu território.

“Se conseguirmos estabelecer isso, e temos informação de que os guerrilheiros se refugiam na Venezuela e as autoridades não fazem nada, e pelo contrários os apoiam, pois então poderíamos já consolidar o que vai ser a denúncia para a Corte Penal Internacional”, disse ele.

Ele disse ter recebido das mãos do governo colombiano uma pasta em que estão documentados ao menos 60 ataques cometidos por guerrilheiros das Farc contra moradores colombianos e depois refugiados na Venezuela.

Ele participou de uma reunião chefiado pelo presidente colombiano, Álvaro Uribe, junto com seus ministros, chefes militares e da polícia.

Até o momento, o governo de Uribe não se pronunciou oficialmente sobre a decisão de Chávez.

CAUTELA

O presidente eleito da Colômbia, Juan Manuel Santos, que deve tomar posse em 7 de agosto, alegou que não se pronunciar sobre o assunto é “sua melhor contribuição” para o conflito bilateral. Em visita ao México, ele também lembrou que “o presidente Álvaro Uribe é ainda o presidente em exercício”.

Já o seu vice, Angelino Garzón, afirmou que o novo governo fará “todo o possível” para restabelecer as relações diplomáticas com a Venezuela. “Faremos todo o possível e utilizaremos todos os amigos que temos em diferentes países do mundo e buscaremos todos os mecanismos diplomáticos para melhorar e fortalecer as relações com os países da região, incluindo a venezuela”, disse Garzón, que está em visita a Quito, no Equador.

O porta-voz da atual presidência colombiana, César Velásquez, informou que “qualquer comunicação” oficial sobre o assunto será centralizada no embaixador do país na Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Alfonso Hoyos, e da representante nos EUA, Carolina Barco. Luis Alfonso Hoyos criticou o rompimento como “um erro histórico” e “imoral”.

Três semanas antes de deixar o governo da Colômbia, o presidente Álvaro Uribe agravou a crise diplomática com a Venezuela ao denunciar que Caracas esconde guerrilheiros em seu território.

As relações bilaterais entre Colômbia e Venezuela foram “congeladas” em julho de 2009 por Caracas, depois do anúncio de um acordo de cooperação militar entre Bogotá e Washington que Chávez considerou uma “ameaça para a segurança regional”.

MUDANÇA DE GOVERNO

“Espero que não ocorra nada de mais grave nesses próximos dias, os últimos de um governo que pretende perturbar a paz antes de ir”, explicou Chávez em referência à saída do presidente colombiano, Álvaro Uribe, do cargo no dia 7 de agosto.

Mais cedo, Chávez disse esperar que o novo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, não esteja envolvido na atual rixa entre os dois países.

“Espero que o novo presidente não esteja inteirado desta agressão. Espero que tome algumas medidas racionais no assunto porque acredito que já uma loucura desatada no palácio de Nariño”, disse Chávez, ao entrar na sede do governo venezuelano, ao lado do técnico da seleção argentina, Diego Maradona.

Durante a campanha eleitoral colombiana, Chávez chegou a alertar que a vitória do ex-ministro de Defesa e sucessor de Uribe podia gerar uma guerra e que seria extremamente difícil restabelecer as relações bilaterais sob seu governo.

Santos, contudo, adotou um discurso de reaproximação e diálogo e chegou a minimizar as acusações de Uribe sobre os vínculos entre Chávez e as Farc. O venezuelano mudou de tom e disse que espera retomar as conversações com o país vizinho depois da posse de Santos. Ele afirmou que não irá na posse por questões de segurança.

ALERTA E EXPULSÃO

O governo de Hugo Chávez anunciou que os diplomatas da nação vizinha terão 72 horas para deixarem o país. O chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, confirmou que após este período a representação colombiana deverá ser fechada.

Já a decisão venezuelana de colocar as fronteiras em “alerta máximo” deve-se ao risco de que o Uribe, “movido por seu ódio contra a Venezuela”, opte por uma ação militar contra Caracas, enfatizou Chávez.

As declarações de Chávez foram feitas ontem em rede nacional de televisão, ao lado do técnico da seleção de futebol argentina Diego Maradona, que está em visita à capital da Venezuela. Maradona disse que “isso não é culpa dos colombianos”, segundo o jornal colombiano “El Tiempo”.

Segundo o porta-voz do governo de Bogotá, o país não pretende “agora” militarizar os mais de 2.000 quilômetros de fronteira que mantém com a Venezuela, que por sua vez já colocou em alerta suas forças na região. “Da parte da Colômbia, sempre haverá fraternidade”, disse Velásquez, segundo o jornal venezuelano “El Universal”.

REAÇÕES

O assessor da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, em declarações à imprensa brasileira, lamentou a decisão venezuelana. Garcia também confirmou que Lula telefonou aos outros dois mandatários para discutir o assunto e que o Brasil tentará mediar o impasse.

“Conversei com Lula e ele está preocupado com isso. O secretário-geral da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), Néstor Kirchner, também me ligou; todos estão incomodados com essa decisão lamentável que tive que tomar, mas não me restava outra alternativa”, declarou o presidente Chávez.

O Departamento de Estado americano reagiu nesta quinta-feira em defesa da Colômbia e com críticas à Venezuela. “Não é uma boa forma de atuar”, disse o porta-voz da diplomacia americana, P.J.Crowley, ao comentar o assunto, pronunciando-se favoravelmente ao grande aliado de Washington na América do Sul.

O secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, pediu que os países “acalmem os ânimos”. Ele afirmou que a OEA “estará sempre disposta” a cooperar, mas alertou que “os passos devem ser dados pelos governos” de Caracas e Bogotá.

ACUSAÇÃO

Ontem, em sessão extraordinária da OEA (Organização dos Estados Americanos), a Colômbia exibiu fotos, vídeos e testemunhos que provariam a presença de ao menos 87 acampamentos e 1.500 guerrilheiros protegidos em solo venezuelano.

O embaixador da Colômbia no órgão, Luis Alfonso Hoyos, afirmou que os acampamentos não são novos “e continuam se consolidando”.

“Não são [apenas] casas. São ao menos 87 estruturas completamente armadas em território venezuelano”.

Em seu discurso, que também contou com fotos e imagens aéreas, Hoyos se concentrou nas informações sobre quatro localidades, que abrigariam os acampamentos nomeados Ernesto, Berta, Bolivariano e Jesus Santrich, situados 23 quilômetros para dentro do território venezuelano.

A Venezuela negou nesta quinta-feira as acusações e alegou que as fotos aéreas mostradas como provas foram tiradas em território colombiano.

“Uma das imagens onde se mostra Pablito em uma suposta praia venezuelana, a cor da areia me faz pensar que é mais parecida com a praia de Santa Marta [na Colômbia], grata cidade porque foi onde morreu nosso libertador. Além disso, a cor do céu e das flores são muito parecidas e isso pode ser tanto na Colômbia quanto na Venezuela”, defendeu o embaixador venezuelano na OEA, Roy Chaderton.

FONTE/FOTO: AFP, FOLHA.COM

32
Deixe um comentário

avatar
32 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Castelo BrancoJ. ClaroanticomunistaVELHO DO MARTito Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Freire
Visitante
Freire

Esse “bolivariano” Chaves deve levar um sápéca iaiá dos colombianos para ver o lugar de ditadorzinho de esquerda bufão que ele é.

Brasil.

Lecen
Visitante
Lecen

A Colômbia não quer uma guerra. Atentem para o fato de que até o momento todas as atitudes agressivas foram causadas pelo governo venezuelano: ameaças de guerra, mobilização de tropas paraa fronteira, insultos ao presidente colombiano, etc… Aliás, nem mesmo se a Colômbia quisesse tal guerra algo poderia ser feito. As Forças Armadas colombianas foram otimizadas para combate assimétrico, contra forças irregulares, e não para uma guerra convencional. O Exército colombiano não possui tanques e nem infantaria mecanizada movida a lagartas. Não possui aviões de combate modernos e nem uma marinha digna de tal nome. Poderia no máximo realizar uma… Read more »

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Caro Lecen, concordo que talvez a Colômbia não esteja de fato totalmente preparada para uma guerra convencional, mas como você mesmo disse ela tem uma boa chance numa guerra defensiva.Pois eu acrescento três pontos importantes neste aspecto.Primeiro, o fator moral, uma nação invadida, em que 80% da população apoia seu governo e odeia o tiranete Chaves e os meliantes das Farc estarão extremamente dispostos a enfrentarem sacrifícios frente a invasores. Segundo, as forças militares e paramilitares da Colômbia estão extremamente adestradas em guerra assimétrica, portanto pode até tomar posições, mas pagará um alto custo para mantê-las. será que a população… Read more »

Lecen
Visitante
Lecen

Fico intranquilo quando vejo um comentário como o do giap49 que defende uma ditadura e ataca um governo constituido legalmente e democrático.

Freire
Visitante
Freire

Giap, amigo a Colombia tem o segundo melhor exercito da AL, os caras estão em combates a mais de 40 anos, nós EB/Aviação temos 4 Apaches/Blak os caras tem mais de 80 Apaches/Blak,em gurras de OP/comand e selva os caras são bons,este Bufão Bolivariano que vc defende merece um SAPÉCA IAIÀ sabe.ele fala que é da terra do maior heroi das Américas, Brasileiro não está nem ai com Simon Bolivar, este senhor não representa nada para nossa Historia.quero que ele e Chaves vão se F….

Freire
Visitante
Freire

Giap é Petista Bolivariano? Tá explicado!

Brasil acima de Tudo.

Freire
Visitante
Freire

Giap? sabe quem foi Giap! se não sabe ele o verdadeiro GIAP foi um grande Matador de pessoas no Camboja. eu teria vergonha de usar um pseudonimo/nik de um monstro desse.

Brasil.

Lecen
Visitante
Lecen

Ignorando os ataques político-ideológicos, farei alguns comentários a respeito dos absurdos escritos pelo giap49: 1) Chávez de fato foi eleito democraticamente. Desde então (mais de 11 anos no poder), ele já prendeu diversas pessoas simplesmente por criticarem-no, retirou qualquer poder e capacidade administrativa dos governadores e prefeitos que fazem parte de partidos da oposição, fechou jornais e canais de televisão que realizaram críticas a seu respeito, etc, etc… Isso se chama “ditadura”. 2) O Brasil de fato não se tornou república em 1822 e nem tinha razão para tanto: os brasileiros eram a favor da monarquia na época. E foi… Read more »

Freire
Visitante
Freire

O giap , sou BRASILEIRO e simon bolivar para mim e 99% dos Brasileiros não me dizem nada, ele pode ser Heroi para os Petistas Bolivarianos , não sou “tucano ” como vc mesmo insinuou, sou Brasileiro.e de fato vc adoraria uma uma republiqueta bufona do chaves por aqui, rsssss, vc leva jeito nos seus comentários defendendo o chaves em um hipotética guerra com a Colombia. meu o Chaves é Bufão.E vc sabe o recado que Pai de D. Pedro I disse ao mesmo? “Antes que algum aventureiro se intrometa por aqui ( diretamente a Simon Bolivar) faça voçê mesmo… Read more »

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Símon Bolívar se fosse vivo cuspiria na cara de gente como Fidel, Chaves, Evo e toda corja. Simon era um ferrenho defensor dos princípios iluministas que guiaram tanto a revolução francesa quanto a Independência Americana e lutou contra a tirania americana apoiado em princípios do liberalismo clássico que são exatamente o oposto desta m…. chamada socialismo do século XXI.
Ah e o pseudonimo Pinochet74 é uma homenagem à esquerdalha latinoamericana.

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Uribe foi eleito democraticamente e saiu do governo após dois mandatos entregando o poder a seu sucessor democraticamente eleito, apesar das Farc tentarem melar o processo eleitoral com sequestro e assassinato de candidatos e atentados a postos eleitorais.
Chaves foi eleito democraticamente e usou mecanismos plebicitários democraticids para infiltrar as instituições, colocar só cupinchas nos três poderes, calar a imprensa e se perpetuar no poder. Quem não vê diferença entre essas duas formas de governar, ou tem sérios problemas cognitivos, ou tem cegueira ideológica incurável.

Freire
Visitante
Freire

KKKK, gostei Pinochet, rsssss

lc
Visitante

Pinochet74,

Gostei da homenagem.kkkk
Agora, se aparecer um “Médici” por aqui, os vermelhinhos terão um “chilique”.hehehe.

Falando sério, essa estórinha de que ” tal mané foi legalmente constituído “, que todo esquerdista vocifera quando algum tiranete querido deles é criticado, já encheu o saco.
Quer dizer que se eu sou eleito eu posso fazer qualquer m…?
Alguns se esquecem que um determinado “bigodinho” na década de 30 também foi legalmente constituído e espalhou josta no mundo todo…

Vader
Visitante
Member
Vader

O Tiranete-Palhaço de Caracas procura desesperadamente uma guerrinha para elevar sua popularidade.

É o mesmo processo que fez a ditadura argentina nas Malvinas.

O resultado todos se lembram.

As Forças Armadas Bolivarianas da Venezuela não detém capacidade expedicionária nem para tomar Trinidad & Tobago (olhem no mapa).

Uma guerra Colômbia X Venezuela seria o túmulo do Chavez.

E olha que nem precisa do Tio Sam para se meter. Basta fazer o que ele sempre faz: mandar dinheiro e armas. Pois treinamento as FFAA colombianas já tem de sobra.

Sds.

lc
Visitante

Giap49,
Quem começou não me interessa. O que me interessa é que ninguém seja ele comuna, nazi, liberal, budista, neo petencostal ou o raio que parta; têm o direito de após ter sido democraticamente eleito, solapar a democracia, rasgar a constituição, suprimir as liberdades individuais em nome do bem comum. Entendeu caro Vo Nguyen?

Vader,
Tens razão. O palhaço está procurando confusão justo com um exército que apesar de não ter experiência em confrontos clássicos, têm 40 anos de bagagem em contra-insurreição.
Acho que o chapolim vai atolar os garotos dele num lamaçal enorme.

Vader
Visitante
Member
Vader

lc: É a velha tática populista-demagógica de desviar a atenção da população para um inimigo externo. Ocorre com o Chavez que, como os EUA não dão mais a menor bola pra ele, ele está ficando sem ter em quem colocar a culpa da miséria, quebradeira, falta de empregos, falta de alimentos, falta de energia, falta de liberdade, falta de segurança pública, enfim, falta de tudo, na Venefavela. E as pesquisas de opinião já estão a refletir isso. Então, pra poder continuar a fingir que ele é um governante democrático (coisa que não é, e mostrar-se-á de fato quando ele estiver… Read more »

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Giap, andou sonhando ou não sabes ler. Onde eu disse que o Giap verdadeiro era Cambojano, meu filho. O asssassino comuna cambojano era o Pol Pot que matou míseros 3 milhões de pessosas numa população de 8 milhões (proporcionalmente ao total de população ganhou até do outro comuna Mao tse tung que matou 70 milhões , mas numa população na época de 500 milhões). Seu herói Giap era mais modesto, matou cerca de 1 milhão, chacinando os montaignards católicos, os mestiços de franceses e todo e qualquer opositor po cerca de 30 anos. Foi realmente um brilhante general, responsável pela… Read more »

lc
Visitante

Vader,

Pois é, se o fanfarrão não conseguir unir a opinião pública contra o inimigo externo da vez, ele vai acabar arrastando a Venezuela para uma guerra civil.
Haja vista as milícias populares armadas por ele e o controle de alguns setores de segurança entregues nas mãos dos cubanos.

Sds.

Freire
Visitante
Freire

Giap, tú é um bufão igualzinho ao chapolim bolivariano.rosna , rosna, mas na hora, do cala a boca como fez o Rei Juan Carlos ao Chapolim Bolivariano.vc cala. defender um Bufão dá nisso, rsssss.

Brasil acima de tudo.

lc
Visitante

giap49 disse:
23 de julho de 2010 às 16:25

Caro Vo Nguyen,

Ainda bem que, por enquanto, se quisesse, eu poderia escrever uma carta como sugeriste.
Agora, caso eu vivesse na Venefavela, Cuba ou em qualquer país outrora governado pela ideologia que professas, certamente eu seria encarcerado.

Fantoche? Ser partidário da livre iniciativa e das liberdades individuais é ser fantoche?
Já entendi, para você quem não reza pelo livro vermelho, não fez parte de nenhum DA na USP, não usa bolsa de couro a tiracolo nem camiseta do che-quévara é fantoche dos EUA.

Freire
Visitante
Freire

Giap, vc fica defendendo este Simom Bolivar,este sr.não faz parte da nossa historia cara.faz parte sim D.pedro I e II, O grande Duque de Caxias que é patrono de nosso exercito.e muitos outros. e não Simom Bolivar,ele é heroi para os Venezuelanos,agora com nova nacionalidade “Bolivariano”o Chapolim Colorado Bufão mudou o nome da nacionalidade e das forças Armadas deles, não é mais Venezuelano é “BOLIVARIANO”ele é um Bufão, Chaves sonha com uma América do Sul UNICA para “ELE” ser o Grande Heroi BOLIVARIANO e MANDATÁRIO, é a UTOPIA DESTE BUFÃO, inspirado em Simom Bolivar que tinha o mesmo sonho, mas… Read more »

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Giap- é “faça” e são “ofensas”
Giap fazia parte do Politburo vietnamita e é conivente dos crimes. Assi como Kruschev apesar de renegar Stalin foi conivente com seus crimes enquanto integrava o politburo soviético.E quanto a se fazer de vítima ,quem sou eu de querer ensinar o padre-nosso ao vigário.

Freire
Visitante
Freire

Giap, vai lá na Venezuela e verá como é lá.se quizer tomar um scoth tem que comprar no mercado negro.aqui vc compra em qualquer super mercado.esta é a diferença!

Brasil.

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

É a coceirinha totalitária de querer enviar os opositores ao paredón, é que nem o tique nazista do cientista nuclear do filme Dr. Strangelove do Kubrick, não dá para esconder muito tempo.

Soldier
Visitante
Soldier

U$$ 5000. Esse foi o que a CIA pagou para os sindicalistas Chilenos fazerem greves para sabotar o governo de Salvador Aliende. O engraçado é que todos os sindicalistas eram de esquerda… Quanto a Duque de Caxias, este sim foi um grande BRASILEIRO. É chamado de PACIFICADOR porque em todas as revoltas que combateu, mesmo aquelas que dividiriam o Brasil em vários países de uma mesma língua como acontece no restante da América do Sul, Caxias solicitava ao Imperador ANISTIA PARA TODOS E SEM PERDA DE DIREITOS POLÍTICOS. NUNCA mandou alguém para o paredão. Em Cuba, foram mais de 18.000… Read more »

Tito
Visitante
Tito

É isso ai, está na hora de cultuarmos nossos Heróis e frear esse culto idiota a pessoas que não tem nenhuma importância na nossa historia, chega de Tche, Bolivar, Giap e o escambau.

Duque de Caxias neles.

Pinochet74
Visitante
Pinochet74

Aliás também é hora de homenagear os heróis atuais , como os que vivem morrendo combatendo nossas Fracs nos morros do Rio. Vejam no site: http://zentropa.info , no post da data Givedí,22 Luglio 2010, Ore 21:55, um vídeo em ingl~es que honra os policiais militares cariocas.

Freire
Visitante
Freire

KD o giap,jeap dele atolou, rsssss. ficou com vergonha de defender este MANIÁCO,BUFÃO CHAPOLIM COLORADO.procure “operação traira” e veja o que a FARC fez em nosso Território.será que vc ainda vai dar razão a eles depois de ver “operação traira”.pense nisso.

BRASIL.

VELHO DO MAR
Visitante
VELHO DO MAR

Seja simétrica ou não; tenha apoio externo ou não; termine rapidamente ou não; tenha muitas baixas ou não; onere os cofres colombianos/bolivarianos ou não, nada importa. Quando falemos de crises financeiras internacionais (forjadas ou não), não podemos considerar interessante (penso que alguns dos senhores até vibram e desejam) que haja uma guerra em nosso continente. O ator alienígena continua o mesmo de sempre, cabe aos sulamericanos escolher entre atender seus caprichos e necessidade de fincarem definitivamente o pé na Amazônia, ou não. Sem tomar partido de ninguém, insisto na tese de que nada, nem mesmo uma guerra entre os países… Read more »

anticomunista
Visitante
anticomunista

Giap 49,
pq vc não muda para um país comunista e para de usar máquinas criadas por países ocidentais, especialmente os EUA?

J. Claro
Visitante
J. Claro

Giap pode se estrebuchar da forma que for, mais esse duelo com o Pinochet 74já era. Pinochet 74 tem argumentos sólidos e nesse caso eu diria que vc tá perdendo o seu tempo.

Castelo Branco
Visitante
Castelo Branco

O Exercito Brasileiro jah surrou os comunistas 03 vezes.
Em 1935 (Intentona), em 1964 (Contra Revolucao) e em 1972/74 (Xambioa).
Nao custarah nada, absolutamente nada surrah a quarta vez.
Parabens Pinochet e amigos, pelos seus comentarios.
Ainda ha brasileiros dignos