Home Foto Soldados do futuro: Deutsches Heer em treinamento

Soldados do futuro: Deutsches Heer em treinamento

741
33

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luis
Luis
9 anos atrás

Essa camuflagem Flecktarn, depois da M90 da Suécia, é o padrão mais bonito para mim. Derivado dos 2 padrões existentes da Waffen-SS, out/inv e prim/verão.
Equipados com fuzis HK G36 – um dos mais modernos do mundo.

Deutschland über alles!

Bruno
Bruno
9 anos atrás

O Brasil tem o projeto COBRA ( Combatente do futuro ) semelhante aos alemães, mas será feito em cooperação com a França, que já tem o FELIN em fase de testes.Esperar pra ver.

Fabio ASC
Fabio ASC
9 anos atrás

Lendo a entrevista de um Legionário Brasileiro que já atuou no Afeganistão entre outros lugares, ele citou que o armamento pessoal alemão é o que mais o impressionou.

Yuri França
Yuri França
9 anos atrás

OFF : Nós sempre comentamos que os soldados brasileiros seguram o fuzil pelo carregador, e que ninguém ve isso em outras tropas do mundo… então reparem na foto do soldado americano.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/10/mortes-em-tropas-estrangeiras-no-afeganistao-aproximam-se-de-600-1.html

Galileu
Galileu
9 anos atrás

FANTÁSTICO! Alemanha sempre me impressionou, olha essa camuflagem, minha preferida muito funcional. G36 um dos melhores, senão o melhor, e os equipamentos de orientação, sonho nosso!! eu particularmente sofria com aquelas cartas desatualizadas! Espero mesmo que o projeto COBRA DO EB não seja mais uma conversa, na minha opinião deveria ser o carro chefe, mas……. Fabio asc Mantenho contato com um colega daqui que foi se aventurar na legião, e ele testou o Felin e no afeganistão, teve contato com os equips alemães, e ele disse a mesma coisa, ficou impressionado se já esta assim imagina esse novo “soldado do… Read more »

Renato
Renato
9 anos atrás

Será que eles também compram o uniforme na China?

Luis
Luis
9 anos atrás

Pelo que o pessoa l comenta o programa ou o equipamento alemão é o que mais impressiona. E quanto ao frances? Qual seria o “status” o rankin do frances tendo em vista que varios programas de modernização estão em andamento.

vide:
http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/sof/soffelin.html

http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/sof/sofidz.html

http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/sof/sofanog.html

Fabio ASC
Fabio ASC
9 anos atrás

´verdade Galileu.

È impressão minha ou o Cuturno tá distoando ali?!?!?!?!?!

Pinochet74
Pinochet74
9 anos atrás

Wehrmacht será sempre Wehrmacht.

Eduardo Costa
Eduardo Costa
9 anos atrás

Olhem a 3º foto e imaginem esse soldado na selva amazonica!!! Só imaginem!!!

Eduardo Costa
Eduardo Costa
9 anos atrás

Quanto tempo ele poderia aguentar????

WAR
WAR
9 anos atrás

É isso aí, Eduardo. Selva é conosco, com os Colombianos e, pra variar, Americanos, sem esquecer dos vietnamitas e similares.
Esse equipamento aí é maravilha, mas tudo tem que se adaptar ao meio e à cultura locais. Chegaremos lá!

Luis
Luis
9 anos atrás

Pinochet74 disse:
24 de outubro de 2010 às 21:02
Wehrmacht será sempre Wehrmacht.

Não é mais Wehrmacht a muito tempo, e sim Bundeswehr. Wehrmacht foi durante o III Reich.
Marinha – Marine
Exército – Heer
Força Aérea – Luftwaffe

MatheusTS
MatheusTS
9 anos atrás

Na minha opinião as armas Heckler & Koch são as melhores no mundo HKG3, MP5, G36, MP7, USP e logico HK416 e HK417 todos muito reconhecidos.
emgraçado pensar que o G36 substituiu o G3 o nosso famoso FAL. A policia federal usa os G36C e K que esculacho no exercito…

pena que a Heckler & Koch vive cheia de acusações de liberar armas para regiões de conflitos.

Joker
Joker
9 anos atrás

Qntos quilos de bateria um combatente desse deve levar?

Bruno
Bruno
9 anos atrás

Joker disse:
25 de outubro de 2010 às 5:03

Poucas gramas.O peso de todos os equipamentos fica o mais distribuído possível.A Autonomia dessas baterias é de mais ou menos 24 horas.

Fabio ASC
Fabio ASC
9 anos atrás

MatheusTS, concordo que é triste, mas se não venderem para regiões em conflito vão vender pra quem? Vaticano.

Depois de 24 hs os soldados metem o dedo na tomada e recarregam.

fn
fn
9 anos atrás

Pqp,os caras usando o que todo mundo acha de mais moderno em equipamento militar,e tem comentárista preocupado com o boot do alemão, outro que o cara ta equipado demais para a selva.Tão procurando chifre em cabeça de cavalo.
Eu só queria que nossos burocratas das FFAS tivessem metade da vontade que eles tem para reequipar nossas Forças Armadas.

Sds

Luis
Luis
9 anos atrás

MatheusTS disse: 25 de outubro de 2010 às 0:24 Na minha opinião as armas Heckler & Koch são as melhores no mundo HKG3, MP5, G36, MP7, USP e logico HK416 e HK417 todos muito reconhecidos. emgraçado pensar que o G36 substituiu o G3 o nosso famoso FAL. A policia federal usa os G36C e K que esculacho no exercito… Faltaram a submetralhadora UMP, mais moderna que a MP5 e a MG4, metralhadora derivada da FN Minimi. Assim como os fuzis de precisão PSG-1 e MSG90. Obs.: O HK G3 é um fuzil e o FN FAL é outro. São modelos… Read more »

Miguel
Miguel
9 anos atrás

É a pura tradição prussiana são os melhores!

ABULDOG74
ABULDOG74
9 anos atrás

Para Galante:
O CFN já está em estudos para mudança de configuração de uniforme camuflado, inclusive existem BOOT`s sendo testados pelas tropas de Fuzileiros Navais.
Traga-nos mais informações.
ADSUMUS.

Mustafah
Mustafah
9 anos atrás

E nós sendo obrigados a utilizar esses horrorosos fuzis MD 97, que tem gente, possivelmente que nunca os utilizou, elogiando, chega de experimentalismos, vamos comprar a licença da HK e fabricar por aqui o G-36. A Federal é que é esperta

claudio (R.J)
claudio (R.J)
9 anos atrás

Muito peso, Soldado no Brasil tem de andar leve: GPS pode sofrer efeitos de EW, tem de saber orientaçãopor cartas e utilizar bussola (Oficial oe tem a questão das baterias; FAL/7,62 esta combinação pesa bem mais do que HK G-36 ou M-4 tem de escolher o que deixar para trás para levar mais munição; Aqui o clima geralmente é quente e úmido e com muita carga em cima o sujeito tem grandes chances de não cumprir a missão; Temos poucos meios mecanizados, as distancias são grandes então o Soldado tem de levar de tudo um pouco na mochila (comida, água,… Read more »

claudio (R.J)
claudio (R.J)
9 anos atrás

Muito peso, Soldado no Brasil tem de andar leve: GPS pode sofrer efeitos de EW, tem de saber utilizar carta e bussola (Oficial ou Graduado de Infantaria tem de conhecer e bem) e tem a questão das baterias; FAL/7,62 esta combinação pesa bem mais do que HK G-36 ou M-4 tem de escolher o que deixar para trás para levar mais munição; Aqui o clima geralmente é quente e úmido e com muita carga em cima o sujeito tem grandes chances de não cumprir a missão, tem de levar mais munição; Temos poucos meios mecanizados em proporção ao grosso da… Read more »

Marine
9 anos atrás

Puxa vida, tem gente que acha que so soldado de terceiro mundo aprende a usar bussola…Sera que os imbecis da Europa ainda nao entenderam que GPS pode ficar sem bateria?

Quanto pensamento e achismo simplorio.

PUMA15
PUMA15
9 anos atrás

Muito padrão as fotos 100% operacional!

claudio (R. J)
claudio (R. J)
9 anos atrás

Marine disse: 25 de outubro de 2010 às 18:04 Puxa vida, tem gente que acha que so soldado de terceiro mundo aprende a usar bussola…Sera que os imbecis da Europa ainda nao entenderam que GPS pode ficar sem bateria? Quanto pensamento e achismo simplorio. Eu opino sobre o pouco que conheço, continuo achando que o apuro nas disciplinas básicas (fogo e manobra) aplicadas no âmbito das pequenas frações de tropa até o nível de Pelotão, juntamente com apoio aéreo eficaz (saber o que pedir, saber o que entregar) é que acaba fazendo a diferença nos conflitos atuais. De toda a… Read more »

Marine
9 anos atrás

Claudio,

Ser mestre dos basicos sempre fara a maior diferenca em qualquer confronto de infantaria, Major Dick Winters que o diga mas nem por isso se pode dizer que avancos tecnologicos e de TTPs sao luxurias sem valor.

As miras oticas sao apenas um pequeno exemplo disso e sao um fator multiplicador sem argumento contra.

Com relacao a IEDs, sim tomaremos sempre cuidado e continuaremos a chamar o EOD para desativa-las 😉

Sds!

Pedro
Pedro
9 anos atrás

Meu Deus! Fico imaginando esses soldados terem que correr com toda essa bugiganga no corpo, ou terem que pular ou se em fogo se abaixar e rolar. Isso sem falar em “andar em silencio” pois com toda essa roupa e equipamento, um grupo de 12 soldados faz mais ruidos do que uma escola de samba! Alguem assistiu o Platoon aqui? Se lembram no começo, quando o cara é novato, o sargento chega e ve eles com um monte de coisa, e tira quase tudo? Lembram de como esse sargento tinha pouco equipamento mas como era um excelente soldado? E agora,… Read more »

Marine
9 anos atrás

Poxa vida, nao tem jeito mesmo…. Tem gente que nao sabe a diferenca entre “approach load” e “combat load” e ainda se acha expert no assunto. Nao e possivel que tem gente que acha que soldado de mochilao vai fazer emboscada ou patrulha ne?! Outros acham que qualquer coisa nova ou eletronica e frescura, bem se fosse assim imagino o que os primeiros mosqueteiros falaram do rifle? Outros mencionam peso mas se esquecem que o maior peso no “combat load” do soldado moderno e seu colete e suas placas ESAPI mas sera entao que o soldado tem que ir ao… Read more »

Bruno
Bruno
9 anos atrás

O pessoal aqui defende extremos.É óbvio que não podemos depender única e exclusivamente de coisas eletrônicas para navegar, mirar ou seja lá o que for.É preciso que os soldados saibam se virar sem nada disso.Um soldado BOM acha o rumo olhando o sol e a hora, mas isso não significa que um GPS ajudaria muito.Também estão se esquecendo que esse parafernalha eletrônica aumenta a efetividade do combatente.Sistemas de gerenciamento de campo de batalha, datalinks, miras noturnas e outros só aumentam a capacidade do homem.Quanto ao peso que tem bastante gente dizendo ser absurdo, um soldado armado com o FELIN francês,… Read more »

fn
fn
9 anos atrás

Quem já usou GPS e óculos de visão noturna sabe a diferença que faz ter estes equipamentos,principalmente na velocidade de se localizar e plotar alvos.A tecnologia veio para ficar mas não podemos estar a merce dela,se por um acasso muito distante os EUA nos invadirem primeira coisa que perdemos é o sinal de GPS.Por isso carta e bussula estarão sempre na cartilha de instrução. Quanto ao gps todos tem que saber usar mas na fração(gc ou pel) só um carrega o gps as baterias são distribuidas entre o GC cada um leva algumas unidades pelo menos era assim acho que… Read more »

lucas lasota
lucas lasota
9 anos atrás

Ainda bem que temos gente especializada que se dedica a rebater o achismo do povo ai!

Valeu pela perseveranca de sempre!