Home Asas Rotativas Comentário em destaque

Comentário em destaque

363
82

Comentário de um leitor sobre a suposta decisão do Comando do Exército de comprar 18 helicópteros de ataque russos MI-28.

“Parece matéria de jornalista que não sabe o que publicar.
Primeiro: Essa história não chegou no CAvEx, que seria o principal elemento para opnar na escolha da Anv.
O papo que se escuta é que o Brasil queria comprar mais 18 helicopteros russos e que alguns poderiam ser para o EB. PONTO!
E, se fosse verdade, a FAB não iria se intrometer neste ponto. No mínimo algum Brig deve ter dado sua opnião, e o reportezinho escreveu besteira.
Uma coisa que não foi discutida aqui, ainda, é sobre as Horas de Voo. O Brasil comprou cerca de 50 Anv francesas EC-725 (16 para cada força). Esses helicopteros vão chegar nas Unidades Militares e não vão voar como deveriam, pois a hora de voo deles gira em torno de U$ 4.000. Se hoje, com as anv que temos, e com o recurso destinado escasso, voamos quase nada, imagina quando chegar essas Anv, e imagina, ainda, com mais 18 Mi (não sei o valor da HDV)…
Finalizando: eu espero que realmente seja feita esta aquisição, mas, mais ainda, que o Estado Brasileiro se importe realmete com a Defesa Nacional e possa repassar verbas para a operacionalidade das Forças Armadas, não só para a aquisição.”

Cap

82
Deixe um comentário

avatar
82 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
43 Comment authors
mtoPRPAGILIZADORCor TauBaschera Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
joel
Visitante
joel

Quantas horas por ano voam nossos helicopteros atuais? e quantas deveriam voar?
Me aborrecem comentaristas com bolas de cristal. Que falam muito e não apresentam dado concreto algum.

A7X
Visitante
A7X

Acho válido o comentário. Realmente não adianta comprar e depois não ter como manter.

O que vemos é o governo comprando e comprando, mas o orçamento das FA’s continua a mesma miséria de sempre.

Abs.

Gilberto Rezende-Rio Grande/RS
Visitante
Gilberto Rezende-Rio Grande/RS

SEM DÚVIDA sem aumento das verbas operacionais, simplesmente comprar equipamentos não nos levará a lugar algum. Agora é INDISCUTÍVEL que depois que recuperou sua Aviação Militar a falta de um helicóptero de ataque se tornou seu maior GAP OPERACIONAL. Re-lembro que muitos (EU inclusive) estranharam muito a aquisição do MI-35 para FAB quando o EB precisava de um helicóptero de ataque prioritariamente. Acho que aquela notícia na verdade é algo que nós teremos de nos acostumar daqui em diante… E a resposta correta está logo na PRIMEIRA frase: “O ministro Nelson Jobim tem um abacaxi nas mãos.” Quem leu a… Read more »

Julio
Visitante
Julio

Amigo, entendo suas observações, mas não concordo com uma delas, onde diz que primeiro é preciso ver os custos operacionais e repassar verbas e depois adquirir… estamos no Brasil… onde ficamos eternamente reformando equipamentos defasados para dizer que tem uma vida útil maior, depois de muitos anos (isto desde os governos militares) começamos a comprar algumas unidades novas, se ficarmos discutindo eternamente custos e novos repasses de verbas, nada será comprado, então que se compre JÁ e depois de discuta repasse de verbas, pois uma coisa é pedir verba com “teorias” outra é com aeronaves para voar…

Skuda
Visitante
Skuda

Uma pergunta, o MI-28 é mais barato que o Mi-35???

A principio, achei que o Mi-28 tinha um poder de ataque muito maior, e que logo, seria mais caro.

Comparando o poder de fogo de ambas aeronaves, qual seria a de maior poder fe fogo específicamente (sei que o Mi-35 teria até a função de transportes de tropas especiais a mais, mas em se tratando de poder de fogo, qual seria melhor?).

robert
Visitante
robert

se nao tinham dinheiro pra gastar com horas de voo, pq compraram?

aluga uma força armada e pronto. ficar mendigando equipamento é o cumulo.

Vader
Visitante
Member

É isso. Tirando todo o ufanismo vermelhuxo e antiamericano boçal dos cumpanhero, o fato é que faltam as verbas para operar os tais equipamentos que serão adquiridos. E o contingenciamento das verbas de defesa continua, apesar do blábláblá cretino dos cumpanhero.

proside
Visitante
proside

Um sargento do 3º BAvEx me informou que 60% da verba do EB é destinado para a aviação.

Deivid
Visitante
Deivid

Bélo comentario,o Brasil não da a minima para suas forças armadas,o Brasil é um pais cheio de condições para manter um grande poder militar,mas a falte de interesse nas forças armadas é o que nos mata!!

@wagner
Visitante
@wagner

nao entendi patavina sobre o que estão discutindo até agora…

🙂 🙂

@wagner
Visitante
@wagner

Por mim comprem, uns 18 destes barateia a produção para os russos formarem uns esquadrões ! O Putin agradece !!! Aliás, poderiam comprar uns 30, ajudaria bastante Moscou…
Uns 50 destes e controlaremos todo o Cáucaso!!
É mesmo uma excelente decisão !

Lucas
Visitante
Lucas

Pra facilitar
Volta à ter só 2 forças armadas, 2 comandos, o da Marinha que comanda a marinha de guerra e os fuzileiros (mais separados da armada) e o do Exército, comandando a força terrestre e a força aérea… se pensar bem uma força aérea não tem muito sentido de ser um braço separado, pode ser junto mas separado do EB como os FN deveriam ser da MB

Vader
Visitante
Member

Acabo de saber que a tal matéria sobre os helicópteros MI-28 do Exército teria sido mais uma vez “plantada” na Isto É por um certo nosso conhecido “jornalista” (que ainda tem o desplante de se achar “especializado em Defesa”) e que atualmente presta serviços para o Governo Federal.

Consta que tal matéria foi plantada com o propósito exclusivo de “alfinetar” a FAB, dado que o mesmo tem tentado uma entrevista exclusiva com o Comandante Saito, e este tem se recusado a recebê-lo.

Ou seja: esqueçam essa história toda. O que o sujeito escreve não vale um centavo furado.

Sds.

Marco antonio Lins
Visitante

Srs

Como é feito esses calculos ? O que se leva em conta para considerar custo operacional? Valor de U$ 4000,00
por hora. Todas as vezes que se vai adquirir material vem essa historia. Que tem custo maior, é um usado,
ou novo? Esta na cara que o usado,depreciação mais rapida, consumo bem maior, a substituição das peças
são maior quantidade.Pode se ter menor quantidade e melhor qualidade.

jose maria
Visitante

Ai pessoal ninguem esta prestando atenção na reportagem Os nossos helicopteros que compramos com muitos sacrificios sonhado por gerações de nossos pilotos que custaram uma fortuna para ser exato +_ Us$ 368.0000.000,00, estão ao relento a sol e chuva e a umidade amazonica, prestem atenção a reportagem vejam onde e como estão os nossos sabres eu simplismente não consigo acreditar. o pessoal do blog deve investigar isso olhem a reportagem

reportagem sobre os mil mi 35 sabre

Artur Paulo
Visitante
Artur Paulo

Realmente em Campo Grande o Esquadrão Poti ainda não tem um local adequado para acondicionar os AH2 Sabre’s, simplesmente é uma vergonha.
Mas ainda fica a pergunta qual pé o armamento que será utilizado nos AH2, alguém sabe? Pois pelo a info que recebi fora o canhão o restante não seria de fabricação russa.

Gerson Victorio
Visitante
Gerson Victorio

Arthur,

o Poti(2º/8ºGAV) = Porto Velho/RO
Campo Grande = (2º/10ºGAV) (Pelicano)

Eugênio
Visitante
Eugênio

Eu heim… Fico sem entender nada. Ninguém lê as Colunas de Economia?? pelo que é publicado, o BraSil encontra uma Arábia Saudita por semana na prospecção do Pré-Sal. Acho que o único problema será se o ídolo do Vader vencer as eleições…
Aguardem a divisão dos Royalties do Pré-Sal, ao repartir, veremos. É grana e muita. O percentual para a Defesa Nacional é considerável. A MARINHA exige 15%, mas, 1,5% já seria magnífico.

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

Eu não duvido que seje verdade…….Fizeram isso com a PF….Jogo de interesses…..Corporativismo…..MI-28…..Mais um tapa na cara da FAB….Consequentemente….Picuinha e ciume besta da força com a outra…….A FAB em vez de ficar tentando se meter em assuntos que não lhe desrespeitam deveria estar se preocupando em resolver seus problemas como o FX2 ou pelo menos lançando boletins e comunicados oficias assim como faz sempre a Marinha…E deixar de se preocupar com corporativismos relacionados a helicópteros……..Foram competentes na escolha dos MI-28…Brilhante….O problema da FAB não é a falta de recursos mas a falta de capacidade de gestão…..Cada instituição tem seu orçamento proprio… Read more »

grifo
Visitante
grifo

Notícia falsa plantada pelo sujeito de sempre.

Consta que tal matéria foi plantada com o propósito exclusivo de “alfinetar” a FAB, dado que o mesmo tem tentado uma entrevista exclusiva com o Comandante Saito, e este tem se recusado a recebê-lo.

Caro Vader, eu apostaria em uma briga entre representantes da Rosoboronoexport, um acusando o outro de cobrar mais caro.

Reginaldo Bacchi
Visitante
Reginaldo Bacchi

Por favor, o que é “Anv”?

Bacchi

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“Eugênio disse: 31 de outubro de 2010 às 4:18 ” “Aguardem a divisão dos Royalties do Pré-Sal, ao repartir, veremos. É grana e muita. O percentual para a Defesa Nacional é considerável. A MARINHA exige 15%, mas, 1,5% já seria magnífico” E infelizmente todo este dinheiro distribuído sera desperdiçado em coisas que não trarão retorno/desenvolvimento algum a este pais…Como sempre se faz com os recursos naturais/riquezas deste pais….Mais uma vez….Como sempre….O “Pau-Brasil” sera “dado” aos extraterrestres…Pela caboclada…Em troca de “espelhos, apitos, pentes, machados e chocalhos”….Ainda ficam deslumbrados com os objetos dos deuses-astronautas….Vendo que ainda conseguem facilmente se beneficiar dessa caboclada…Trocam… Read more »

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

Agora me dão licença que irei me arrumar(Bota o nariz de palhaço….Tradição) pra ir “vota”…………

Nick
Visitante
Nick

Talvez o ponto mais importante, sobre a matéria, despezando se é uma notícia plantada ou não é fato que o Cap, Gilberto e o Vader afirmaram: Sem aumento das verbas operacionais, que representam 0,3% do PIB hoje. Teremos rainhas do hangar, da garagem, e dos estaleiros. TEM de haver um revisão nessa Lei Orçamentária, primeiramente adequando o % do PIB com novas equipagens que serão evidentemente mais caras, e que também permita investimentos por parte das FAs treinamento e futuros upgrades nesses equipamentos que estão sendo adquiridos. Também TEM de haver alguma blindagem contra a tesoura do Ministério da Fazenda… Read more »

Nick
Visitante
Nick

errata:

despezando = desprezando

[]’s

Vader
Visitante

Eugênio disse:
31 de outubro de 2010 às 4:18

“Acho que o único problema será se o ídolo do Vader vencer as eleições”

Prezado, meu “ídolo” é Darth Sidious, não o Nosferatu… 🙂 Não é porque eu detesto a petralhada e sua Matrioshka que eu gosto muito mais do Vampiro e seus bicudos…

Aliás, hoje é Haloween, já sabe: mate uma bruxa… 🙂

Quanto aos “royalties do pré-sal”, ahahahaha, você não tem lido muita notícia ultimamente não né?

Te contar um segredinho então: já foi “dividido” o bolo: e não ficou NADA para qualquer Força Armada.

eduardo
Visitante
eduardo

O Brasil é um país esquisito. Primeiro damos helicópteros de ataque para a força aérea, coisa que nenhum país sério do mundo já fez. Em todos eles os helicópteros de ataque ficam sob comando do exército. Depois consideramos a possibilidade de comprar dois modelos de helicópteros de ataque, coisa que só os EUA, com seu orçamento multibilionário, fizeram (Apache e Cobra). Será que o mundo inteiro está errado e só nós estamos certos? Depois ficam reclamando que não tem dinheiro. Se eu fosse do Ministério do Planejamento e visse essa M…. sendo feita, tentaria de toda forma cortar a grana… Read more »

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Vader disse:
31 de outubro de 2010 às 10:05

Já fui dar a minha chinelada nela!

Lucas
Visitante
Lucas

afinal eu não entendi , eh fake ?

ou so co mentario é fake ?

Lucas
Visitante
Lucas

comentário*

Iank
Visitante
Iank

Na minha opinião, se essa noticia for real, tanto faz, virem + Mi-35 ou Mi-28, será uma bela aquisição, e os dois são duas maravilhas da engenharia, claro que o Mi-28 seria muito melhor, mais pelo que sei o EB não tem nenhum Helicóptero de ataque, então qual dos dois for escolhido estará de bom tamanho.

Sds a todos;

Fábio Mayer
Visitante
Fábio Mayer

Eugênio,

Não virá um centavo do Pré-Sal para as FFAA, isso já foi descartado na redação do marco regulatório.

Vplemes
Visitante
Vplemes

Reginaldo Bacchi disse:
31 de outubro de 2010 às 7:12

Por favor, o que é “Anv”?

Bacchi, é uma abreviação para aeronave.

Abços,

P.S.: Pena que saiu do aeroespacial, seus comentarios e da Elisabeth fazem muita falta.

Marcos Ferreira
Visitante
Marcos Ferreira

Prezado suposto Capitão do CAvEx: -Se o Exército Brasileiro quisesse o Mi 35 teria adquirido as 4 unidades que ficara opcional a Forca colocada como opcão pelo Min. da Defesa. -A época, a Forca elaborou um estudo que aponta como vetor um Helicóptero de Ataque puro, apresentando esse como base da recusa dos 4 Mi35 que poderia adquirir como opcão. -Há um General de alta patente lotado no Min. da Defesa que é a favor do Mi35. Está alegando que os Fennecs modernizados poderiam cumprir as atividades delegadas a um Heli de Ataque puro, ficando o Mi35 para outras atividades… Read more »

claudio (R J)
Visitante
claudio (R J)

Lucas disse: 30 de outubro de 2010 às 22:19 Pra facilitar Volta à ter só 2 forças armadas, 2 comandos, o da Marinha que comanda a marinha de guerra e os fuzileiros (mais separados da armada) e o do Exército, comandando a força terrestre e a força aérea… se pensar bem uma força aérea não tem muito sentido de ser um braço separado, pode ser junto mas separado do EB como os FN deveriam ser da MB Igual a qual pais? Enquanto isto no mundo real, as três forças continuam seus treinamentos conjuntos, cursos os mais variados com vagas distribuídas… Read more »

Seal
Visitante
Seal

“…Uma coisa que não foi discutida aqui, ainda, é sobre as Horas de Voo. O Brasil comprou cerca de 50 Anv francesas EC-725 (16 para cada força). Esses helicopteros vão chegar nas Unidades Militares e não vão voar como deveriam, pois a hora de voo deles gira em torno de U$ 4.000. Se hoje, com as anv que temos, e com o recurso destinado escasso, voamos quase nada, imagina quando chegar essas Anv, e imagina, ainda, com mais 18 Mi (não sei o valor da HDV)…” Pelo jeito a h/v de nossas aeronaves de aviação do EB deve ser abaixo… Read more »

@wagner
Visitante
@wagner

Porto Velho não consegue armazenar os Mil Mi 35 ??

Grande, depois o helicoptero apodrece porque estava estocado no meio de um lago e daí aparecerão ” os sábios” dizendo
” viram, equipamento russo é muito feio !!”

Baschera
Visitante
Baschera

Já há obras em andamento dos hangares que abrigarão os Mi-35 Sabre na Base Aérea de Porto Velho.
A foto do link abaixo ja é um pouco velha, de Out/2009.

http://img204.imageshack.us/img204/1014/dsc00270x.jpg

Sds.

Manock
Visitante

Já passou da hora de parar com o CHORORÔ de que o governo não repassa verbas suficientes para as Forças Armadas.. Coitadinho dos milicos…, os governos civis não se importam com defesa, tadinhos…, a população não dá a mínima para assuntos estratégicos, ohh dó! Isto é MENTIRA! Isto serve para encobrir a verdade da má gestão dos recursos por parte dos comandantes da força. Nossas forças Armadas estão sucateadas porque nossos comandantes são incopententes e descompromissados com a Força. No ano de 2009 o orçamento de defesa brasileiro superou o canadense. Enquanto nós passificávamos o Haiti, o Canadá guerreava no… Read more »

Manock
Visitante

Orçamento de defesa de alguns países no ano de 2009, segundo o SIPRI: (em mi de dólares – % PIB em 2008)

Brasil 27,124 – 1.5
Canadá 20,564 – 1,3
Rússia 61,000 – 3,5;
India 36,600 – 2,6
Argentina 2,608 – 0,8
Espanha 19,409 – 1,2
Suécia 6,135 – 1,3

Falta mesmo dinheiro?

Manock

Marco antonio Lins
Visitante

Srs
Eu não entendo,adquiri-se o material não se prepara para receber. Tanto tempo poderiam ter feito todos os galpões em pre-moldados.

Vader
Visitante

Manock disse: 31 de outubro de 2010 às 16:53 Prezado, vc esqueceu de dizer que o pagamento de SOLDOS e PENSÕES na Inglaterra, no Canadá, em Israel, etc., etc., etc, é DESVINCULADO do orçamento de defesa. Ou seja: não entra no “orçamento da defesa” ou o que o valha TODO o pagamento de pessoal, que é feito à parte do orçamento de defesa. Até concordo contigo que se há de reformar muita coisa nas Forças Armadas, mas é MENTIRA que o dinheiro chegue da forma que você fala. E pior: o pouco que chega para investimentos é contingenciado pela DRU,… Read more »

thiago
Visitante
thiago

1- as compras militares no brasil e sempre politica
2- seria muito bom

J. MessiaH
Visitante
J. MessiaH

Seria a melhor opção para o EB?

Luis
Visitante
Luis

É preciso desvincular o pagamento de soldos e pensões do orçamento para o MD, para que as FA tenham $$$ para compra de equipamentos e capacidade operacional.

…e a Dilma “Bruxa do 13” Escopeta ganhou…

Lucas
Visitante
Lucas

Ta a dilma ganho mas então oque o serra ia fazer ?

Juarez Castro
Visitante
Juarez Castro

Srs. Esta noticia do fake jornalaista espeicalizado, ´´e uma total afirmação de desconhecimento e recalque. Pela FAB,o Eb pode comprar de asas delta e nave espacial Enterprise, até porque a força tem muiiito masi que se preocupar. O outro colega que afirmou ser puro ciúme da FAb em relação aos VANTS da PF, gosatria de lembra-lo que o controle aéreo neste país ainda é responsabilidade da FAB, e que ainda não se tem doutrina de uso de VANTs total,mente desenvolvida e pessoal com qualificação operacional. Em caso de acidente aéreo envolvendo o VANT da PF e uma aéronave, a reposnabilidade… Read more »

Artur Paulo
Visitante
Artur Paulo

O Thiago por favor favor não se ofenda mas escreva Brasil com letra maiúscula, nossa Nação merece respeito

Artur Paulo
Visitante
Artur Paulo

Prezado Manok quanto aos orçamentos temos um grande problema, pois mais de 60% deste é folha de pagamento, pois temos um grande problema que são os pensionistas, não sou contra mas conheço pessoas que os bisavôs, avôs ou tataravôs participaram de algum conflito e após gerações e gerações alguma integrante ainda recebe, só em minha família existem duas pessoas que ganham e mesmo achando incoerente tais benefícios não abriram mão pois alguém iria receber em seu lugar.

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“Juarez Castro disse: 31 de outubro de 2010 às 20:52 Srs. Esta noticia do fake jornalaista espeicalizado, ´´e uma total afirmação de desconhecimento e recalque. Pela FAB,o Eb pode comprar de asas delta e nave espacial Enterprise, até porque a força tem muiiito masi que se preocupar. O outro colega que afirmou ser puro ciúme da FAb em relação aos VANTS da PF, gosatria de lembra-lo que o controle aéreo neste país ainda é responsabilidade da FAB, e que ainda não se tem doutrina de uso de VANTs total,mente desenvolvida e pessoal com qualificação operacional. Em caso de acidente aéreo… Read more »