segunda-feira, agosto 2, 2021

Saab RBS 70NG

Obama apoia cadeira permanente para Índia no Conselho de Segurança

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Presidente americano se oferece para mediar diálogos entre indianos e paquistaneses

NOVA DÉLHI – O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou-se nesta segunda-feira, 8, favorável a uma cadeira permanente para a Índia no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Falando ao Parlamento indiano, Obama afirmou estar ansioso por “um Conselho de Segurança reformado que inclua a Índia como um membro permanente”.

Conseguir o apoio dos EUA para sua pretensão de integrar o Conselho era visto pela Índia como um ponto muito importante na agenda do país anfitrião durante a visita do presidente americano. Funcionários afirmaram, porém, que Obama apoia essa inclusão da Índia como membro permanente no principal órgão apenas no contexto de uma reforma mais ampla do Conselho, o que pode levar anos.

O Brasil também busca obter uma cadeira permanente no órgão. Atualmente, os membros permanentes, com poder de veto, são EUA, França, Rússia, China e Reino Unido. O órgão toma as mais importantes decisões sobre conflitos e diplomacia no mundo.

Obama também afirmou que estava disposto a desempenhar “qualquer papel” requisitado por Índia e Paquistão para fomentar a paz entre as duas nações vizinhas que possuem armas nucleares. Em seu terceiro e último dia de uma viagem à Índia, Obama disse que os dois países têm um interesse em reduzir as tensões na região, e que os EUA “não podem impor uma solução para esses problemas”.

O líder norte-americano falou em entrevista à imprensa ao lado do primeiro-ministro indiano, Manmoham Singh. O Paquistão, um país de maioria muçulmana, e a Índia, de maioria hindu, já travaram guerras e mantêm fortes suspeitas entre si. Funcionários indianos acusam, por exemplo, o serviço de inteligência paquistanês de ajudar a orquestrar um ataque em Mumbai em 2008, que matou 166 pessoas.

A Caxemira tem sido o principal ponto de fricção entre as duas nações. A região é dividida entre Índia e Paquistão, e Islamabad pede uma intervenção internacional para resolver o impasse, o que os indianos rechaçam. Após os ataques de novembro de 2008 em Mumbai, a Índia cancelou o diálogo de paz com o Paquistão. Os dois países já retomaram um diálogo para “construir a confiança” envolvendo chanceleres e outros funcionários nos últimos meses.

Após a entrevista à imprensa, o ministro das Relações Exteriores do Paquistão, Mehmood Qureshi, reiterou que seu país quer dialogar com a Índia e está comprometido a eliminar o terrorismo e desmantelar qualquer rede extremista operando no país. As informações são da Associated Press.

FONTE: Agência Estado / Agências Internacionais

NOTA DO FORTE: Enquanto isso o Brasil, que também aspira a um assento no CS, insiste numa Política Externa equivocada e que bate de frente com os EUA.

- Advertisement -

101 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
101 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
10 anos atrás

Opa, jah estah aqui… Vou postar o que falei no outro post…
“Quanto a noticia da India/EUA… Nao misturem as coisas… Apesar do discurso americano dizer que nao ira conter o crescimentoo da China, eles tem que ter realmente um “aliado de peso” na regiao para contrabalancear…
Ao contrario dos “estrategistas” tupiniquins, tipo MAG Top-Top, os americanos nao dao ponto sem noh…”
E digo mais… Quem eh o peso na America Latrina para o Brasil contrabalancear? Venezuela? Chile (que eh baba-ovo dos omih)?

acquanauta
acquanauta
10 anos atrás

Quem não tem força miltar, não possui força diplomática!!!!!!! O Brasil está muito longe de uma cadeira permanente no CS.

souzat19
souzat19
10 anos atrás

Neste ponto, discordo da nota do editor. Como disse o Amorim, se for para ser capacho de qualquer potência, então não serve pra nós, se conseguirmos a vaga no CS será por outra forma e não por leniência.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

souzat19 disse:
8 de novembro de 2010 às 12:29

Então por favor nos esclareça como chegar ao CS…

Infelizmente quem manda no mundo são os gringos, russos e no futuro os chineses.

O resto, é resto e subordinado a algum destes três.

Você não sobe sendo capacho, mas se aliando a quem manda.

Ficar lambendo a bota de aliado do segundo escalão, não levará o Brasil a lugar nenhum.

Vplemes
Vplemes
10 anos atrás

Enquanto a India se utiliza de uma politica externa pragmatica, o Brasil fica nesta politica atrazada e estupida de confrontação pela confrontação. O que ganhamos confrontando os Estados Unidos sem necessidade? O que ganhamos apoiando aquele protótipo de ditador em Honduras? O que ganhamos apoiando e defendendo o Irã? O que ganhamos apoiando o Chaves? Não acho que devamos aceitar qualquer imposição dos Estados Unidos, mas esta politica de ficar procurando motivos para peitar os americanos é sem sentido e anteprodutiva. Nossos governante não perdem uma oportunidade para espicaçar os americanos (vide nosso min. da defesa que vive dizendo que… Read more »

RtadeuR
RtadeuR
10 anos atrás

O que é que o OSAMA …ops, quer dizer OBAMA não consegue.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Vplemes disse:
8 de novembro de 2010 às 12:40

É a velha lógica do chora menos, quem pode mais!

Pedro
Pedro
10 anos atrás

Senti um forte odor de choro de vira lata no comentario do editor! CS é um bando de jogo de interesses entre varias nações. Isso de A apoiar Z para entrar com vaga permanente é bonito só na hora da foto, pois o apoio do Obama à India de muito pouco valerá para essa, uma vez que seu principal voto contrário vem da China! Cabe lembrar ao editor esquecido, que quando da concorrencia do FX, a França tambem deu publicamente o apoio ao Brasil, algo que os EUA fazem igual a India devido a seus interesses nucleares e militares lá.… Read more »

Thiago
10 anos atrás

Acho uma visao parcial e punitiva a nota do editor sobre a atuaçao da Política Externa brasileira em relaçao aos EUA. Se olharmos o historico das relaçoes entre India e os USA veremos que nunca foi muito boa,teve muitos contrastes e tensoes, na rodada de Doha podemos ver isso, como tambe na esfera militar. O que aconteçe agora è a necesidade por parte dos EUA de consolidar està relaçao( um dos motivos è o que tem jà dito Marcelo: “…tem que ter realmente um “aliado de peso” na regiao para contrabalancear..”) mas como sempre nunca abrem mao do que realmente… Read more »

gerson carvalho
gerson carvalho
10 anos atrás

Caros amigos, mais uma vez os insolentes americanos mostram que não dão a minima para seus vizinhos e aliados, pois, apoiam a India e nunca esse tal de barack veio ao Brasil.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Pedro disse: 8 de novembro de 2010 às 13:13 É impressionante como o FHC não sai da mente de vocês, nem depois de quase 9 anos de ter saído do poder! Pergunto ao colega: Os indianos podem não conseguir por causa da China, certo ? E o que o Brasil conseguiu até agora com a França, que não facadas nas costas em questões importantes para a nossa política externa ? Dos franceses até agora só conseguimos o apoio para o Conselho de Segurança e convenhamos. Na hora do “vamos ver” entre a França e os EUA, os gringos mandam bem… Read more »

Nick
Nick
10 anos atrás

Para ter uma cadeira permanente no CS da ONU, tem que ter uma maioria, ou um voto NÃO , pode impedir?

No mais, os EUA tem interesse real em uma Índia forte, política e militarmente, de olho na China. Ao contrário da França, em que o apoio ao Brasil é meramente uma forma de contrabalançar as compras de material militar francês.

[]’s

Nick
Nick
10 anos atrás

Caro editores, o comentário acima é meu, digitei errado o e-mail; desculpem.

[]’s

Hugo
Hugo
10 anos atrás

Concordo plenamente com a “nota do forte”. É isso que dá querer ser independente demais, e bater de frente com os EUA em diversos assuntos. Isso pode ter prejudicado não só os planos do molusco em conseguir uma cadeira no CS mas até mesmo a venda dos SuperTucanos aos EUA. Vejam o que a mídia internacional publicou: “Os EUA nomeou o ex-chefe do Departamento de Estado Bureau de Assuntos do Hemisfério Ocidental e um passaporte diplomático pesado com um falcão reputação Thomas A. Shannon como novo embaixador para o Brasil às vésperas das eleições no país. Ele se esforçou para… Read more »

Andre Luis
Andre Luis
10 anos atrás

Honestamente, é perda de tempo o Brasil buscar apoio para uma cadeira no CS. Isso é e sempre será briga de cachorro grande. Nem entro no mérito de ser submisso ou não a alguém. O fato é que o país tem coisas mais importantes para resolver antes de brincar de FA. Deixa isso pra quem tem condição de atuar de forma global. E na verdade só os americanos podem fazer isso. O CS é na verdade uma chancela para todas as operações americanas. Melhor contar com o apoio de um CS, e mesmo assim nem sempre corroborando com a decisão,… Read more »

newton.carvalho
newton.carvalho
10 anos atrás

Obama está perdido… triste, mas essa é a grande verdade.

Galileu
Galileu
10 anos atrás

O Brasil quer entra pro CS permanente?? lol

Sério, jura? só pode tá em zuando…..hahah

Brasil perdeu a chance de tentar, veja bem, tentar, quando entraram essa corja que está lá naquele deserto chamado brasília.

RatusNatus
RatusNatus
10 anos atrás

A declaração de qualquer Presidente dos EUA é irrelevante.
É mais ou menos a mesma coisa dele declarar que vai transferir tecnologia pro Brasil.
Citou ele a data da reforma do CS? Alguma previsão? Neste século?
hehehe

A respeito da nota da editoria, se for pra ser capacho, prefiro não fazer parte do CS.
A política externa do Brasil nunca foi tão acertada. Aliás agora, só agora, temos uma política externa para criticar.
Qual era mesmo nossa política externa antes do Lula? alguém lembra?
Se alguém lembrar aí me diga.

RodrigoBR
RodrigoBR
10 anos atrás

Já sei quem vai ganhar a licitacao MMRCA na India…. 🙂

Mauricio
Mauricio
10 anos atrás

Eu me lembro de um comentário que nossos embaixadores tiravam os sapatos e limpavam os pés com um pó branco antes de entrar na casa branca. Fala sério…

Marco Antonio
Marco Antonio
10 anos atrás

souzat19 disse: 8 de novembro de 2010 às 12:29 Neste ponto, discordo da nota do editor. Como disse o Amorim, se for para ser capacho de qualquer potência, então não serve pra nós, se conseguirmos a vaga no CS será por outra forma e não por leniência. Assino em baixo. O único meio não leniente de conseguir a vaga é formar uma articulação de emergentes, como foi feito com tremendo sucesso em relação ao aumento do poder de voto no FMI, e isso o Brasil vem fazendo bem. Não entendo a preferência do editor pelo entreguismo. Se o vencedor da… Read more »

RatusNatus
RatusNatus
10 anos atrás

Excelente comentário Marco.

Concordo e assino embaixo!

Marco Antonio
Marco Antonio
10 anos atrás

Complementando, o CS, bem como a ONU, atualmente servem pra que? Para os EUA terem uma alternativa de legitimidade a qualquer ação sua. Se não tiverem, agem da mesma forma. O único membro com poder de veto são os EUA e isto não tem sustentação na condição de membro e, sim, no poderio militar. Tendo em consideração esta desimportância prática do CS, pergunto: tem momento melhor para tentar entrar? Respondo: Não. Se o fato de ser membro do CS tivesse alguma importância, aí é que não teríamos chance. Momento histórico chave é este que vivemos. Então pq entrar no CS?… Read more »

Mineiro
Mineiro
10 anos atrás

Marco Antonio,

Voto com o relator.

Cordialmente.

Zavva
Zavva
10 anos atrás

Alguns afirmam que o apoio do Obama a Índia não tem relevancia, então que relevancia tem o apoio do Sarkozy ?
Se tambem é nenhum, então de que vale esta aliança estratégica com a França ?

Wellington Góes
10 anos atrás

O Obama jogou pra platéia, até parece que apenas um membro decide esse caso, se ele defende a Índia, por tabela defende o Brasil, escrevam o que eu digo, nenhuma reforma ocorrerá se apenas Índia ou Japão forem escolhidos, a banda não toca assim, mas como são as teorias mirabolantes, fiquem a vontade.

Até mais!!!

Capitain Kirk
Capitain Kirk
10 anos atrás

Basta a China vetar a entrada da Índia no CS da ONU e fim de papo. Agora tanto India quanto China tem muitos interesses em comum e ambos são membros do grupo chamado BRIC, ( Brasil,Rússia, Índia e China). Certamente a China apoiará a entrada da Índia e talvez até o Brasil apóie, se for mìnimamente, inteligente.

roni
roni
10 anos atrás

o brasil la fora e uma piada como um pais que e uma piada pode ter cadeira permanente na onu como o brasil e o pais do futuro em 2510 deixaremos de ser uma piada ai poderemos ser membro permanente da onu

Marco Antônio
Marco Antônio
10 anos atrás

Zavva disse: 8 de novembro de 2010 às 17:03 Na minha opinião, ambos os apoios não têm a mínima relevância. Exatamente por este motivo, não vejo o que o Brasil pode estar perdendo (como opina, preocupado, o editor). Para exemplificar o que chamo de política externa “entreguista”, cito a adesão do BRASIL, SEM CONTRAPARTIDA, ao TNP. Aí estava uma oportunidade de barganha pelo CS, apesar de, pessoalmente, discordar desta hipótese (sou crítico contumaz da adesão e acredito que o caminho é rever o TNP, fazendo as potências nucleares rumarem ao desarmamento ou desobrigando países como o Brasil de se abster… Read more »

Marco Antônio
Marco Antônio
10 anos atrás

roni disse:
8 de novembro de 2010 às 19:56

Com todo o respeito, se para alguns “lá fora” o Brasil é uma piada é pq estes “alguns” conhecem brasileiros (que são uma piada) e tem este tipo de opinião do país onde vivem e pelo qual deveriam mostrar um pouco de respeito, inclusive pelos demais brasileiros, como eu, que me senti ofendido com este comentário. Não o censuro (pq isto é a maior idiotice que alguém ode fazer), mas reservo a mim o direito de emitir a minha opinião em resposta.

paulo damasceno
10 anos atrás

senhores,moro aqui no estados unidos ja fazem 25 anos.
os estados unidos so pensam neles e mais ninguem,se depender dos estados unidos o brasil nunca vai ter assento na cadeira principal da onu e digo mais o brasil
precisa renovar as suas forcas rapidamente porque quando nao dao para eles,eles tomam na forca militar.enquanto isso o nossos governantes brincam de fazer defesa,thxs

roni
roni
10 anos atrás

marco pesso desculpas por telo ofendido mas essa e a realidade o brasil nao e respeitado la fora como o brasil e nos brsileiros mereçemos isso por causa de nossos politicos enquanto isso nao mudar nao adianta sonhar em ter uma vaga permanente na onu mas respeito a sua opniao assim como voçe respeita a minha

Henrique
Henrique
10 anos atrás

Caros amigos,
O Brasil só poderá pensar efetivamente em ter uma cadeira permanente no CS da ONU o dia em que for uma potência militar, dominar política e coerentemente a AL e tiver em seu inventário alguns artefatos nucleares.
Antes disso… esqueçam!
Abraços

Lyon
Lyon
10 anos atrás

q raiva, esse Lula queimou o filme brasileiro lá fora, se aproximando da ditadura de Hugo Chavez, foi ingênuo ao apoiar o Irã… e ainda acha que sendo o maior comprador bélico da França ela vai nos apoiar sempre se o Brasil quer ser importante lá fora, deve começar reequipando as forças armadas, pois isso trará consequências demorar 10 anos pra escolher um caça, fala sério, quando ele entrar em operação já vai ser obsoleto…só por causa dessa teimosia de transferência tecnológica era muito mais fácil ter comprado uns 120 caças da Rússia e participar no desenvolvimento do novo caça… Read more »

Vader
10 anos atrás

Se o tal CS da ONU não serve para nada (e não serve mesmo, vide EUA no Iraque, Rússia na Geórgia e China no Tibet), alguém me explica a insistência da PeTralhada asquerosa que nos governa em entrar nessa bossa?

Grato.

No mais, o Brasil vai entrar como membro permanente do CS da ONU no mesmo dia em que eu aprender a lamber meu cotovelo e cantar ao mesmo tempo “Die Die My Darling” do Misfits. 🙂

DaGuerra
DaGuerra
10 anos atrás

É claro que vamos que conseguir, já contamos com os apoios, não totalmente confirmados de: arrriiennntttinnaa, venesueeelllaa, polííiviiiaa cooompadre. Em africa mizifio: zimbabwe e sudão. Na Ásia: potências como iran e….quem mais? Há claro, nosso caro amigão europeuzinho sarkozy, hulalá…

Vader
10 anos atrás

PS: ah sim, os caríssimos editores tem uma paciêcia de Jó…

Admiro-os…

Michel Lineker GM
Michel Lineker GM
10 anos atrás

O Galante está certissimo se eles são os “donos” do pedaço como vamos entrar lá tentando sempre brigar com eles?

Claro que entendo o Marco pois até agora ninguem explicou a vantagem do Brasil ser membro(principalmente se tratando de um País que não investe nas suas FA)

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

A minha mensagem a todos aqui….É apenas que……………..Busquem conhecimento……….. 🙂

http://www.youtube.com/watch?v=LEf8ucei3Kk

Taw
Taw
10 anos atrás

Po, véio… deixa de ser ingênuo. Brasil ficou de 4 pros yanques por anos, nunca ganhou nada!! Pelo contrário… só perdeu! as Forças armadas só ficaram sucateadas… agora é que o bagulho tá começando a andar… Os eua sempre foram contra o desenvolvimento tecnológico militar brasileiro… não é a toa, temos potencial, se vc conhece o mínino da nossa história tu sabe disso. A política externa do Brasil é reconhecida até pelos yanques… só brasileiro mesmo pra querer achar problema nela… esse desse ser daqueles que “só é bom o que é de fora”. Acorda, cumpade! Agora é nóis da… Read more »

Manock
10 anos atrás

Caros, O CS de segunça da ONU será reformado mais cedo ou mais tarde por uma questão muito simples. A ordem internacional vem se alterando no pós guerra fria, e o dito instituto não mais representa as relações internacionais. Se não for reformado perde sua legitimidade se tornando inútil. Infelizmente, o que mais conta para a “candidatura” de algum país não é seu peso militar, como muitos aqui querem. Se fosse este o quesito ou a condição a China não teria conseguido sua vaga no pós 2 guerra, ou alguém aqui acha que na época a China era uma potência… Read more »

Emílio Matos
Emílio Matos
10 anos atrás

KKKKKKKKKKK…
Boa Cor Tau

Manock
10 anos atrás

Caro Galante, não entendi muito bem o que vc chamou de política externa equivocada. Economicamente a estratégia de Celso Amorin de diversificação de mercados foi o que impediu o Brasil de praticamente quebrar sua economia na última crise. Se 70% dos nosso produtos ainda estivessem endereçados ao mercado Norte Americano, como estavam nos idos de 2000, estariamos agora profundamente impactados. A busca de novos mercados fez com que menos de 30% das nossas exportações se dirigissem aos EUA. Hoje não somos dependentes de nenhum comprador em especial. Politicamente o Brasil não entrou em choque com os EUA em nenhum momento… Read more »

Marco Antonio
Marco Antonio
10 anos atrás

Vader disse: 8 de novembro de 2010 às 22:27 Vader, na minha visão, o motivo da insistência é aquele que coloquei em comentário anterior: Marco Antonio disse: 8 de novembro de 2010 às 16:50 A questão da “petralha”…..não sei se contribui para validar a sua opinião. Marco Antonio disse: 8 de novembro de 2010 às 16:35 “Enfim, acho que uma discussão sempre é salutar entre pessoas que conseguem ter a compreensão de que opiniões que visem o melhor para o Brasil devem ser respeitadas. Quando a argumentação parte para uma preferência ideológica tanto interna (discordância do governo atual/futuro) quanto externa… Read more »

Leandro RQ
Leandro RQ
10 anos atrás

Vader disse:”No mais, o Brasil vai entrar como membro permanente do CS da ONU no mesmo dia em que eu aprender a lamber meu cotovelo e cantar ao mesmo tempo “Die Die My Darling” do Misfits.”

Hahahahahahahah Sensacional!!!

E concordo que os editores do blog são uns abnegados. Porque pra aguentar essa turma da PaTrulha não é fácil…

Aliás como essa turma da esquerda gosta de aparecer aqui no blog quando o tema em questão são os erros e fracassos da adminsitração do Molusco…

@wagner
@wagner
10 anos atrás

Concordo, não sei o que o PT tem a ver com a matéria em questão…

A questão é a Índia. Será ótimo, pois a Índia pertence aos Brics e está aumentando seu poder, e tem um governo bem estruturado ao contrario do Paquistão.
E para a Rússia é uma maravilha, um aliado a mais no CS a ajudará a conter pressões dos EUA. É duvidoso que a India vote contra a Russia no CS considerando-se as alianças estratégicas entre as duas potências. E lógico, para conter a China também é muito bom.

@wagner
@wagner
10 anos atrás

Galera, esqueçam o Brasil nessa discussão, nem vale a pena…

@wagner
@wagner
10 anos atrás

E o que afinal o Lula tem a ver com a matéria ??? Quem está convidando a India é o Obama e não o Lula !

Leandro RQ
Leandro RQ
10 anos atrás

Sobre o Brasil no CS da ONU.

Dizem que a Dilma vai tirar esse fanfarrão do Celso Amorin de lá. Deus queira que seja verdade.

Se fizer isso, terá dado um grande passo para o país conseguir voltar a ser respeitado internacionalmente.

Porque hoje em dia, ao contrário do que dizem os membros da PaTrulha, as grandes potências estão pouco se lixando pra gente.

AURIVERDE
AURIVERDE
10 anos atrás

…Esse apoio americano à Ìndia faz cair a máscara da hipocrisia… Pelo TNP, a Índia deveria sofrer sansões por não ser signatária desse tratado…Isso é o que reza o texto. Mas é proposta como MP do CS!!!! …Os fatos e as ações são diferentes dependendo da hora…Para além de não sancionarem a Ìndia, os estadozunidos concordaram em transferir tecnologia nuclear para fins pacíficos para ela, quebrando assim – mais uma vez – as regras do TNP. …o que está ocorrendo agora é a velha tática do sanduíche, como descreveu von Clausewitz…da mesma forma que a França se aliava com a… Read more »

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -