Home Artilharia Operação Três Barras 2010

Operação Três Barras 2010

814
20

A Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5) realizou, de 3 a 7 de novembro, a Operação Três Barras, no Campo de Instrução Marechal Hermes, em Três Barras/SC.

A primeira fase do Exercício de Campanha foi destinada ao planejamento e coordenação do apoio de fogo da 5ª Divisão de Exército.

Na sequência, transcorreu o adestramento dos Sistemas de Artilharia de Campanha das organizações militares participantes da Operação.
Cerca de 900 militares, 60 viaturas sobre rodas e 25 viaturas sobre lagartas participaram da realização do tiro real dos calibres 105 e 155 mm, empregando as granadas explosivas, de exercício e iluminativas.

FONTE: EB

CONHEÇA O SEU EXÉRCITO: a Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5) localiza-se em Curitiba-PR e sob o seu comando está o 15º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (15º GAC AP), com sede na cidade de Lapa-PR.

O 15º GAC AP possui obuseiros autopropulsados M 109 de 155 mm e M 108 de 105 mm, ambos de origem norte-americana. O M 109 ainda é uma arma moderna e eficiente, sendo empregada por diversos países e largamente utilizados em ações do Exército de Israel e pelo Exército Americano no Iraque.

Acredita-se que existam quarenta M 109 no EB, todos da versão M109A2/A3 e adquiridos de segunda-mão do Exército Belga. As versões mais modernas do M 109 são conehcidas como M 109A6 Paladin e M 109A6 PIM, em uso pelos EUA e pela Arábia Saudita.

20
Deixe um comentário

avatar
20 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
ReservaGuilhermeSealDeividmarcos silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Hudson
Visitante
Hudson

Estes exercícios são ótimos para o EB, quero ver ele com toda a força.

Berti
Visitante
Berti

Tive a oportunidade de participar de uma manobra de 15 dias no CIMH em Três Barras – SC.

Muito boas lembranças do evento, fiz um diário relatando dia-a-dia os acontecimentos e lembro que nunca caminhei tanto na minha vida (Vida de INFANTE, Rsrsrsrs).

Isso já faz vários anos, mas vejo pelas fotos, os mesmos veículos que fotografei na época.
Impressionante estarem ainda operacionais e serem armas modernas até hoje.
O Brasil precisa modernizar o SOLDADO brasileiro também.

Surpresa agradável esta reportagem

Mexeu com as minhas emoções Poggio

Sds

celso
Visitante
celso

Berti,

Pegou pesado hemmmmm rrsrsrsrrsrs……estes meios de nosso exercito sao poucos, estao muitissimo defasados e nao fariam nenhuma diferença no teatro real de operaçoes se fossem nescessarios.
Dito isso, realmente estao de parabens os homens de manutençao do exercito que conseguem tirar agua de pedra. Estes meios so estao ainda em alguma condiçao pqe sao muito pouco utilizados e portanto tem vida longa ainda (infelizmente). Falta combustivel, falta muniçao, falta…….falta…….falta……ufaaaaaaa Deus queira que nosso pais nao entre em nenhum conflito……..senao ja era……

Sds

Joel
Visitante
Joel

OS M109 A3 foram comprados, 37 unidades, foram comprados do exercito belga e adquiridos entre 1999 a 2001.
Não são um sonho de consumo, mas ainda são peças válidas, a quantidade é que é pouca, quem precisa de aposentadoria e substituto urgente são os M108 de 105 mm.
Abraços

GUSTAVO ROCHA
Visitante
GUSTAVO ROCHA

Que ótimo, mas sequer mencionaram o uso dos morteiros pesados de 120mm por parte do 20º BIB, com um desempenho excepcional em função do contínuo adestramento com a utilização de subcalibre.
Aço!

Ten. Gustavo Rocha
20° BIB

Vader
Visitante
Member

Esses M-109 ainda são boas armas e dariam um tremendo trabalho se tivessem um computador de tiro mais atualizado.

De qualquer forma, muito bom saber que o EB os opera.

Sds.

Pedro
Visitante
Pedro

Na nota final fala apenas do grupo de artilharia Ap da Lapa, mas não teria tambem mais um grupo, localizado em Ctba? Pois perto de onde moro, tem um grupamento de artilharia Ap, mas somente com M108. Até onde sei, o 15º GAC AP com sede na Lapa, tem somente M109 (antes tinha M114 rebocados), sendo os M108 aqui de Ctba. Acho que o nome desse grupamento é 25ºGAC AP. Interessante notar que o EB agrupa em 4 unidades de artilharia a bateria, proximas de si, semelhante ao utilizado pelos países da antiga URSS e diferente do modelo ocidental de… Read more »

Capitan Kirk
Visitante
Capitan Kirk

Em Curitiba, no bairro boqueirão existe o 5° GAC AP , Grupo Salomão da Rocha, onde estão dotados , os obuseiros M 108 de 105 mm.

Junior / São José-SC
Visitante
Junior / São José-SC

kkkkkkkkkkkkk
CIMH, estive lá em 1998, friooooooooooooooooooooo brrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr ainda bem que me bizurei e levei um excelente saco de dormir, senão viraria picolé humano, vi colega praticamente rilinchando de frio e não por falta de aviso, aqui em Florianópolis fazia uns 16º mas na serra 0º, não deu outra.
Outra coisa interessante na região é aquele maldito barro… bicho lazarento.
Saudade disso, atirei de Lança Rojão 2,36, último ano que o 63º BI usou aquilo.
A proposito aquele lugar faz a gente andar que nem camelo no deserto.
CIMH, nunca pensei ver ele por aqui.

Grato

André Lopes
Visitante
André Lopes

Pedro disse:
12 de novembro de 2010 às 19:47

Prezado, o 5º GAC AP, é subordinado a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, com sede em Ponta Grossa.

warrior
Visitante
warrior

Acabei de dar baixa do EB em Março deste ano. Fiquei 7 anos do 16° GAC AP São Leopoldo, o Brasil tem 37 M109 A3, eu monto e desmonto todo o motor se for preciso, um belo motor Detrit Diesel V8 425 cv, eu era MOT VBC/MEC fiquei 6 anos diretos junto ao M109 EB 01484, um dos melhores…. já é grande a saudade.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

E os argentinos, naquela pindaíba tda e a Dna Cristina ajudando, ainda conseguem ter artilharia auto-propulsada 155mm mais moderna e em maior qntidade que o EB do “poderoso” Brasil, da END…
Além do que a metade de baixo da viatura deles, foi fabricada na Argentina mesmo.
Será que o EB teria interesse, uso, a END permitisse, em reformar alguns dos seus M-108 p/ algo semelhante ao M-992 FAASV???

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Na primeira foto se vê o obus logo apos o disparo.
Na ultima foto os M109 estão perto demais,deve ser o inicio da bateria,com carga maxima e com este freio de boca…..Tinhamos requerido mais M-109,alguem sabe como ficou?Muito bom de ver os M-109 do EB….

GUSTAVO ROCHA
Visitante
GUSTAVO ROCHA

UNIDADES ENVOLVIDAS:
15º GAC AP LAPA
BATERIA DE COMANDO DA AD-5
5º GAC AP CURITIBA
20º BIB CURITIBA
E PELO AMOR DE DEUS, O COMANDO DA 5ª BRIGADA DE CAVALARIA BLINDADA É EM PONTA GROSSA, MAS AS UNIDADES ESTÃO ESPALHADAS NO PR…
AÇO! BOINA PRETA BRASIL

GUSTAVO ROCHA
Visitante
GUSTAVO ROCHA

VAMOS PESQUISAR ANTES DE ESCREVER GENTE!
UM ABRAÇO E BOM FERIADO

marcos silva
Visitante

belas imagens dos M109,realmente ponta de lança da artilharia.Mais é um paradoxo,so termos 37 viaturas em serviço no exercito,que força terrestre é esta ?
A moderna guerra,não é pronto emprego de meios,e mobilidade da força.Ainda mais com oito milhões de quilômetros quadrados para guarnecer.
É esperar a nossa estrategia de Defesa nacional atuar.

Deivid
Visitante
Deivid

Fico triste de saber que temos tão poucos M109,deveriamos possuir mais de 100,para causar efeito real.

Seal
Visitante
Seal

Será que as nossas baterias são conectadas por sistema de data-link também?

Os sistemas de artilharia do exército israelense dispõe de radares de tiro com grande precisão,que permite efetuar fogo de contra-bateria com grande rapidez e precisão.

Os radares conseguem calcular a origem dos disparos de foguetes do Hamas e estão conectados por Data-Link ou mesmo ligados por telefone com as baterias auto-propulsadas de 155mm(derivadas do M109-A5,mais modernos que nossos A3).Em situação de guerra aberta,podem responder de imediato

Guilherme
Visitante

Somente para retificar os Obuses M108 105mm AP, que participaram do exercício eram do 5 GAC AP e não do 15 GAC.

Reserva
Visitante
Reserva

Para Berti!
Cara quando você falou modernizar o soldado, você quis dizer?
1- Tem recursos para prepara-lo(alimentação, instrutores capacitados, equipamentos em boas condições, instalações adequadas, soldo[assim já é querer demais])!
2- Ou somente cobrar dedicação exemplar!
O EB que conheci infelizmente so me causa vergonha pois você perde no mínimo 2 anos da sua vida, e quando vem a baixa você e mais um desempregado e te vira mané quem mandou não estudar!
Eu creio que você pensou na 1° opçâo! Pois o EB que encarei era obsoleto, pobretão e desanimado!