Home Diplomacia Itamaraty prepara nota em que apela pelo fim dos ataques na Líbia...

Itamaraty prepara nota em que apela pelo fim dos ataques na Líbia em nome da paz

81
2

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Ministério das Relações Exteriores prepara, nesta tarde, nota à imprensa em que defende o fim dos ataques aéreos na Líbia e das hostilidades no país. No documento, o governo brasileiro deve destacar a necessidade de buscar a paz e o diálogo, evitando o acirramento do conflito.

De acordo com diplomatas, a nota deve ser divulgada até o começo da noite. O comunicado ocorre no momento em que, alegando proteção de civis, as forças de coalizão internacional completam o terceiro dia de lançamento de mísseis sobre a Líbia.

A iniciativa brasileira segue o exemplo da Turquia e da Índia, que defenderam o cessar-fogo e que o presidente líbio, Muammar Khadafi, entregue o poder como forma de acabar com o impasse e os confrontos na região. Há mais de um mês, a Líbia vive em clima de guerra com forças leais a Khadafi enfrentando oposicionistas.

A crise agravou-se na semana passada, com a decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas de autorizar a imposição de uma zona de exclusão aérea na Líbia e outras “ações”, em caso de necessidade. Na prática, o conselho autorizou a comunidade internacional a determinar intervenção no país.

A decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas foi aprovada por dez países. Não houve rejeições, mas o Brasil, a China, a Índia, a Rússia e a Alemanha abstiveram-se. Para o governo brasileiro, o uso da força na Líbia pode agravar ainda mais a violência na região. O ideal, de acordo com o governo, é buscar o diálogo e a negociação.

O assunto é tema de uma reunião extraordinária hoje (21), em Nova York, do Conselho de Segurança. A pedido do Líbano, os 15 representantes dos países no órgão – dez rotativos, inclusive o Brasil, e cinco permanentes – devem discutir a crise na região e a manifestação de Khadafi anunciando o cessar-fogo. (Edição: Nádia Franco)

FONTE: Agência Brasil

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Observador
Observador
9 anos atrás

Esta nota seria muito bonita se fosse emitida pelo Vaticano.

Ao Papa Bento XVI ficaria bem, em meio a uma guerra civil, conclamar a paz e diálogo. Ao Brasil não.

Depois que o ditador Kadafi (até ontem incensado pelas esquerdas) massacrar os seus opositores, com certeza haverá bastante tempo para a paz e o diálogo.

Marine
9 anos atrás

Para o Brasil dialogo e paz sempre, eterna e imediata ate que Kadafi enterre o ultimo rebelde.

O pais bundao e ingenuo esse nosso!

Desculpem o desabafo mas sao episodios como esse que o Brasil mostra como e completamente fora da realidade mundial.