segunda-feira, outubro 25, 2021

Saab RBS 70NG

Política Externa com Dilma: nada, absolutamente nada mudou!

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br
  1. Parecia que a presidente Dilma Rousseff ia alterar a política externa populista do governo Lula. Declarações iniciais sobre direitos humanos, no caso de uma iraniana condenada a pena cruel, deu esperanças. Contudo eram só fogos de artifício. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, pelo tempo que viveu e serviu nos EUA, sinalizava moderação. Pura ilusão. Apenas sinalizava. Em pouco tempo, mostrou algo muito diferente.
  2. Na decisão do Conselho de Segurança da ONU sobre a Líbia, o Brasil se absteve, com a Rússia e a China. Um aval ao desequilibrado ditador Gaddafi. Depois veio a pressão sobre o Congresso para rever o acordo de Itaipu, criando um grave precedente. O explícito chavista Marco Aurélio Garcia, assessor internacional da Presidência, justificou a revisão como uma ação “geopolítica”. Melhor seria doar esses US$ 300 milhões da revisão do Tratado de Itaipu. A divulgação do conteúdo do laptop do comandante narcoguerrilheiro Raúl Reyes, evidenciando os espaços livres para as Farc no Brasil, não obteve do governo Dilma nem uma linha de preocupação e indicação investigativa.
  3. A ostensiva atuação do governo, e do PT, na eleição peruana, suavizando a imagem do candidato chavista Ollanta Humala e dando-lhe apoio diplomático (nem tão discreto), foi na mesma direção. Dilma não quis receber a iraniana Shirin Ebadi, Prêmio Nobel da Paz. A decisão do STF sobre o caso do terrorista assassino Cesare Battisti teve claro envolvimento do governo Dilma, antes e depois, por meio do ministro da Justiça. Agora, o país enfrenta um constrangimento com os italianos, que fazem parte da formação econômica e cultural do Brasil contemporâneo.
  4. Dias atrás, o ministro Patriota afirmou que a proposta de advertência ao governo sírio pela repressão com dezenas de mortos, apresentada ao Conselho de Segurança da ONU, não contava com o apoio do Brasil. Em entrevista na sede da ONU, nos EUA, disse com todas as letras: “Os ataques aéreos da Otan na Líbia causaram hesitação entre os membros do CS sobre a adoção de ações contra a Síria -país muito central quando se analisa a estabilidade no Oriente Médio. Ainda existe uma preocupação sistêmica sobre a implementação da resolução 1 .973 (Líbia). Penso que as preocupações sobre a implementação desta resolução estão influenciando a forma como as delegações olham para outras medidas que podem afetar outros países da região -a Síria em particular. Continuaremos monitorando a situação de perto antes de adotarmos uma posição sobre esta proposta específica”.
  5. Em resumo: nada, absolutamente nada, mudou de substancial na política externa além de uma maquiagem inicial, que logo desbotou.

FONTE: Coluna de Cesar Maia na Folha de SP (18).

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
10 anos atrás

E alguém realmente acreditava que iria mudar?

Quanto ao Antônio Patriota, aquela barbichinha não deixa ninguém se enganar. Trata-se de um Celso Amorim pouco reestilizado.

O próprio General-Genérico Jobim já havia afirmado (vazou via Wikileaks) que o cidadão “odeia os EUA”.

Ou seja: é mais do mesmo antiamericanismo barato.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Duvido que Cesar Maia fizesse um papel melhor no lugar do Amorim. Mas as criticas são validas, exceto a parte do Peru, isso não teve nada a ver e é dor de direitista revoltado, o Humala ganhou por causa dos crimes da ditadura Fujimori e não pq o Brasil suavizou sua imagem. Se Humalla não se diz mais chavista, não vai ser Cesar Maia que tem autoridade moral para dizer o contrario. Quanto a Líbia, a campanha da Otan é um fiasco e as bombas nada resolveram, então, não adianta xingar Brasil e Brics e Alemanha, pois a Otan NÃO… Read more »

LuppusFurius
LuppusFurius
10 anos atrás

Concordo Wagner, nunca devemos votar no PT em qualquer das esferas de governo…..ok!!

Observador
Observador
10 anos atrás

Senhores: O período de “lua-de-mel” com o povo, que qualquer governante goza no início de mandato, já acabou, sem que este governo fizesse uma, uma mísera reforminha sequer. A única boa notícia foi a passagem de aeroportos para a iniciativa privada. De resto, mais do mesmo, ou seja, nada. E ainda assim, não há tempo de ter algo pronto nos aeroportos para a Copa do Mundo. Vai ser tudo na base do “puxadinho” nos aeroportos, para esfregar na cara dos estrangeiros toda a nossa incompetência e improviso. Cada vez mais fica evidente a divisão interna do GF entre várias facções,… Read more »

Marco Antônio
Marco Antônio
10 anos atrás

Apesar de não ter relação direta como tópico, versa sobre política externa (opinião muito importante por tratar-se de membro do alto escalão de um governo e, portanto, representar a opinião de um governo):

http://www.defesanet.com.br/geopolitica/noticia/1517/Reino-Unido-e-Brasil–novas-oportunidades

LuppusFurius
LuppusFurius
10 anos atrás

Observador
Fica frio, tá achando ruim com ela?Vaí piorar com a volta ” DeLLe “.

Vader
10 anos atrás

Esqueçam meus caros, é a ditadura do “proletariado” e das minorias, todos devidamente doutrinados por 30 anos de esquerdismo, em sua pior faceta.

Estou lenta mas inexoravelmente chegando à conclusão de que esse país não tem futuro.

E como se disse, nada é tão ruim que não possa piorar.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

“””Estou lenta mas inexoravelmente chegando à conclusão de que esse país não tem futuro.””” kkk eu cheguei a essa conclusão em 1998, no final, depois de um ano de planos patrioticos, e ideias para melhorar isso aqui, então no final do ano escolar falei para um amigo meu : ” Cara, não adianta, isso aqui é uma colônia” ! O que pode se fazer é melhorar um pouco a economia, desemprego , essas coisas assim , mais essenciais. Dá para manter inflação sob algum controle, juros idem, e tal. Mas o BR potência… Podem esquecer. Salvo uma revolução maciça na… Read more »

Wagner
Wagner
10 anos atrás

O legal é que esse meu amigo era de Direita-PSDB, eu era mais a centro-esquerda, na época, mas no final de um ano de estudos chegamos exatamente a mesma conclusão, por vias diferentes !!

Finalmente concordamos em algo !!

Viram como a déntente funciona !??

ah ah ah !!!

🙂

LuppusFurius
LuppusFurius
10 anos atrás

Brasil não tem jeito , vou voltar prá Suiça….

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -