Home Divulgação Segurança Internacional em debate no Rio de Janeiro

Segurança Internacional em debate no Rio de Janeiro

77
0

VIII edição da Conferência do Forte de Copacabana reúne especialistas de oito países para discutir os novos desafios na área

Rio de Janeiro, 3 e 4 de novembro de 2011 – Fórum de diálogo entre Europa e América Latina sobre temas para a agenda de segurança internacional, a VIII Conferência do Forte de Copacabana será realizada nesta quinta e sexta, no Hotel JW Marriott, no Rio de Janeiro.

Especialistas da Alemanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, EUA, Grã Bretanha, Uruguai e Venezuela vão tratar dos novos desafios para a segurança coletiva; forças armadas e pacificação urbana; tráfego de ilícitos, fronteiras e segurança nacional; mudança climática e energia como temas de segurança; e ameaças comuns para a segurança marítima.

O evento é o único do setor na América Latina que reúne políticos, acadêmicos, militares, diplomatas e representantes da sociedade civil. Entre os nomes confirmados estão: Ulrich Schlie, Diretor de Planejamento de Políticas, Ministério da Defesa da Alemanha e Markus Kaim, Chefe do Departamento de Segurança Internacional (SWP) da Alemanha.
A oitava edição da Conferência do Forte de Copacabana será aberta pela embaixadora da Delegação da União Europeia no Brasil, Ana Paula Zacarias, pelo representante da Fundação Konrad Adenauer no Brasil, Thomas Knirsch, e pelo embaixador e presidente do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), Luiz Augusto de Castro Neves.
O evento é um projeto euro-brasileiro organizado pela Fundação Konrad Adenauer (KAS) no Brasil, em parceria com o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) e o apoio da Delegação da União Europeia no Brasil.

Sobre a Fundação Konrad Adenauer
Com origem na Alemanha, a Fundação Konrad Adenauer (KAS) leva o nome do cofundador do partido União Democrata Cristã da Alemanha (CDU) e primeiro Chanceler alemão, que aglutinou tradições sociais, cristãs, conservadoras e liberais.

Com mais de 70 escritórios no mundo inteiro e projetos em mais de 120 países, a Fundação Konrad Adenauer contribui por iniciativa própria para a promoção da democracia, do estado de direito e da economia social de mercado. Para assegurar a paz e a liberdade, a KAS apoia continuamente o diálogo sobre política externa e segurança internacional, e o intercâmbio entre as culturas e as religiões.

A Fundação Konrad Adenauer está no Brasil desde 1969. Ao longo dessas quatro décadas, tem trabalhado em iniciativas próprias e em cooperação com parceiros brasileiros, dialogando, trocando experiências e promovendo a produção de conhecimento especializado nas áreas onde se encontram os principais desafios do país.

Sobre o Cebri
O Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), sediado no Rio de Janeiro, é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP),
independente, multidisciplinar e apartidária, formada com o objetivo de promover estudos e debates sobre temas prioritários da política externa brasileira e das relações internacionais em geral. Criado em 1998 por um grupo de intelectuais, empresários, autoridades governamentais e acadêmicos, tornou-se rapidamente referência nacional na promoção de encontros de alto nível, conferências e seminários internacionais.
O Centro atua como um think tank de políticas públicas na área externa do país. Sua missão é criar um espaço para estudos e debates, onde a sociedade brasileira possa discutir temas relativos às relações internacionais e à política externa, com consequente influência no processo decisório governamental e na atuação brasileira em negociações internacionais.
O Cebri produz igualmente informação e conhecimento específico na área externa e propostas para a elaboração de políticas públicas. Linhas de pesquisa resultam em estudos, boletins, relatórios, newsletters e outros produtos específicos para instituições e empresas patrocinadoras.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of