Home Artilharia Novas unidades da 43ª Brigada de Artilharia de Campo do Exército da...

Novas unidades da 43ª Brigada de Artilharia de Campo do Exército da Venezuela recebem seus equipamentos e dotações

437
0

A 43ª Brigada de Artilharia de Campo do Exército da Venezuela, ativada em março de 2011, continua com o seu processo de estruturação e dotação, com a ativação de novas unidades e a recepção de novos materiais de fabricação russa. Esta unidade, orgânica à 4ª Divisão Blindada, tem a sua sede em Fort Conopoima, na cidade de San Juan de los Morros, capital do estado de Guárico, na região central do país.

Quanto às novas unidades, foram ativados recentemente o 433º Grupo de Artilharia General Juan José Flores e o 434º Grupo de lançadores de foguetes múltiplos Geral Alberto Müller Rojas. Estas duas unidades táticas se juntam ao 431º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado General Bartolomé Salom e à 4301ª Bateria de Comando.

O 433º Grupo de Artilharia Mista 433 está equipado com o sistema de lançadores múltiplos 9K51 BMP-21 Grad (40 tubos) de 122 mm e com obuses autopropulsados 2S19 Msta-S de 152mm. Enquanto isso o 434º Grupo de lançadores múltiplos dispõe somente do sistema Grad.

Deve-se notar que os Msta-S são complementados pelo sistemas de controle de fogo Mashina-M instalado em um veículo blindado Posto de Comando/Controle  de Tiro de Artilharia MT-LBu. De sua parte, os BMP-21 Grad são complementados pelo sistema de controle de fogo Kapustnik-B, instalado em um caminhão tático de 6 toneladas, 6×6 Ural 4320.

Em relação ao equipamento da 43ª Brigada, está previsto o recebimento do sistema de lançadores múltiplos (12 tubos) 9A52 BM-300 Smerch de 300 mm. Também está previsto a ativação de novas unidades organizacionais, grupos de Artilharia de Campanha, Abastecimento e Transportes, Comunicações e Manutenção, entre outros.

FONTE: Infodefensa

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Forças Terrestres

NOTA DO EDITOR: o sistema 2S19 Msta-S é muito mais avançado do que qualquer outra peça de artilharia semelhante existente no Exército Brasileiro. Para saber mais sobre este sistema, veja a matéria especial aqui no blog das Forças Terrestres.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of