sábado, outubro 16, 2021

Saab RBS 70NG

Exército simula combate gritando ruído de tiros

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Com orçamento reduzido, numa pindaíba que é uma das maiores de sua história, o Exército brasileiro se vê agora na contingência anedótica de substituir as balas de festim por recursos onomatopeicos. A ordem é economizar, por esse motivo, agora, no treinamento de combate em algumas unidades militares, os tiros são simulados como em brincadeiras infantis, gritando o ruído das rajadas: “Ra-ta-po-po!”


Nem de festim

Oficiais generais temem que muitos dos integrantes do Exército concluam o período de treinamento sem disparar um único tiro.

Pindaíba

O general Augusto Heleno disse certa vez que no Exército falta verba até para gasolina, em eventual deslocamento de tropas à fronteira.

Melhor ser PM

As Forças Armadas têm os salários achatados. No DF, um PM iniciante ganha mais que um capitão do Exército com nove anos na caserna.

Bolso vazio

“Grevistas de sangue azul”, como Dilma chama fiscais da Receita e da Vigilância Sanitária, ganham 60% a mais que generais do Exército.

FONTE: Coluna do Cláudio Humberto

COLABOROU: Marcos

- Advertisement -

31 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
31 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
vassilizaitsev
vassilizaitsev
9 anos atrás

Se essa notícia for verdadeira, estamos pior ainda do que eu imaginava. Será o cúmulo do ridículo um instrutor dando a seguinte ordem: – Recruta, faça o matraquear de uma MAG com a boca, e logo, pois a tropa precisa saber como é o barulho,…………. – Sim senhor, agora mesmo………. Ra ta ta ta ta ta……… – Seu b……….. isso é a Browning .30. Acha que estamos na IIGM??????? somos um exército moderno, do século XXI. – Me desculpe senhor, o recruta nunca ouviu ou viu uma MAG disparando uma rajada, senhor! – Engraçado, e como sabe imitar a Browning… Read more »

Marcos
Marcos
9 anos atrás

Estamos indo por caminhos perigosos.
Sempre haverá aquela coisa inesperada, aquilo que não se espera, que não deveria acontecer, mas que acontece, e que eventualmente nos leva para um buraco.
Imagine-se por exemplo, por pane, por falha estrutural, por qualquer acidente fortuito perdemos três ou quatro aeronaves F-5. Pronto! Fica no solo toda a frota.

Baschera
Baschera
9 anos atrás

O eminente jornalista não escreveu nada sobre a falta de papel higiênico……

Um sargento me disse, tempos atrás, que o pessoal fazia uma “vaquinha” mensalmente para tentar amenizar a m…. da “fartura”…..

“Farta” de tudo….. principalmente vergonha na cara de certos políticos.

Sds.

Luis
Luis
9 anos atrás

Isso é o que dá gastar a maior parte do orçamento com pagamento de pessoal, aposentadorias nababescas e pensões de filhas parasitas. As 3 forças estão mais quebradas do que arroz de terceira!

Marcos
Marcos
9 anos atrás

Luis

Pensões de filhas e em alguns casos, netas. É a aposentadoria perpétua. E tem gente que fala mal de um certo bigodudo, Senador, poeta, escritor, proprietário de uma Capitania Hereditária, que recebe pensão como ex-Senador, ex-Presidente, ex-Governador, ex-funcionário do Tribunal de Contas da tal Capitania Hereditária, mais o polpudo salário de Senador, porque exerce ainda o mandato. Mas voltando aos milicos: conheci um que recebia R$90 mil por mês, como ex-milico, ex-FEB, ex-Vasp, ex…, cujos filhos metiam a mão na grana.

Não há como esse país dar certo.

hamadjr
hamadjr
9 anos atrás

Esse eminente jornalista era o aspone do nobre senador e ex-presidente F. Collor, ou melhor porta voz do caçador de marajá, que afirmava a inocência do collorido, acho que ele sente falta dos tempos da casa da dinda.
Não ter munição nos quartéis, fala sério.

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Engraçado, dinheiro para isso tem:

21/08/2012
Horário eleitoral gratuito custou R$ 4 bilhões desde 2002
http://www.contasabertas.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=989&AspxAutoDetectCookieSupport=1

Por isso que falta para outras coisinhas ….Aliás, não era para ser gratuito ?!?!?!?

vassilizaitsev
vassilizaitsev
9 anos atrás

E o pior de tudo é que grana em si até que existe (O Ministério da Defesa possui o 3º maior orçamento), mas quase 90% é gasto com folha de pagamento. Custeio, investimento em novas tecnologias e novas táticas ficam para depois. Como resultado, temos um Exército com 200 mil integrantes mal preparados para um conflito sequer de média intensidade. Nossa sorte é que nossos vizinhos (quase todos) estão iguais ou pior que nós. Tiro desta lista o exército colombiano, o chileno e o venezuelano, cada um com características distintas de interogações….. O colombiano está bem treinado para combater insurgentes… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
9 anos atrás

Se a notícia for verdadeira, e pode ser que seja, o que é que esse CONGRESSO dispensável que temos faz que não toma ao menos uma atitude de vergonha e patriotismo na vida? JAMAIS um milico de vergonha sairia gritando Ra-ta-po-po! Se for verdadeira a notícia, Deus queira que um poder mais alto se alevante e tome conta de nós…

aldoghisolfi
aldoghisolfi
9 anos atrás

COMPLETANDO:

MAS se for mentira, quero ver o Cláudio Humberto sendo processado pelo MPF por aviltar a imagem do Exército com um mentira destas; mas em nível tal quero ver isso, que se nada acontecer as partes passam a se merecer. Será que vamos ter de passar a sacolinha para ajudar o Exército? A que ponto chegamos, caráca?

Velame!
Velame!
9 anos atrás

O adestramento do EB é dividido em períodos: Básico, Qualificaçao e Adestramento. No primeiro, o Sd aprende a ser combatente e a defender seu aquartelamento. Essa fase é priorizada em todos os quartéis. Na Qualificação, o Sd aprende a atuar dentro de sua Arma (Infantaria, Cavalaria,…). Nessa fase já ocorrem os primeiros prejuízos. Alguns módulos são atingidos em seu índice mínimo. O período de Adestramento já ocorre de maneira diferenciada entre as diversas Brigadas (teoria do cobertor curto!). O EB prioriza as Bda estratégicas, as de fronteira e as próximas às instalações críticas. Paralelo a isso tudo segue a formação… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Será que o EB aceitaria, a doação de algumas matracas da Revolução de 32???

Requena
Requena
9 anos atrás

Esse Cláudio Humberto adora falar mal do Exército.
Essa notícia não merece crédito.

Giordani
Giordani
9 anos atrás

O claudio humberto(com letra inicial minúscula) consegue a façanha de ser pior que o burrochat. E Seu claudio, nós sabemos do teu Passado…com quem andavas…mas tem uma coisa boa nessa informação: Assim o EB pode ter até phaeser! Tzimmmmm!!!

graanbarros
graanbarros
9 anos atrás

Quantas unidades de Infantaria do Exército possuem os kits receptores laser da Suécia usados em treinamento simulado? Parece que os Fuzileiros Navais já possuem também.
http://www.youtube.com/watch?v=uCKUGYwSqE4

graanbarros
graanbarros
9 anos atrás

Na verdade esse é o vídeo do treinamento do Exército:
http://www.youtube.com/watch?v=CqVi-wcyYww

Vader
9 anos atrás

Senhores, não se enganem: eu fiz muito “pow-pow” quando era aluno de infantaria, isso há quinze anos atrás (e nada indica que tenha mudado muito de lá para cá). Isso é normal, munição de festim é uma coisa cara (quase tão cara quanto munição real), não tem dotação pra todo mundo ou para qualquer mísero exercício de maneabilidade. Se esse fosse o maior dos problemas, tava tudo certo. O problema maior de nosso EB não é esse. O problema é atirar com um fuzil de 30 anos, que “solta as pecinha” quando se rala muito com ele. O problema é… Read more »

Ozawa
Ozawa
9 anos atrás

O Comando do Exército Brasileiro, em alusão à matéria publicada na coluna do Jornalista Cláudio Humberto,vem a público para:

_ Sr. Cláudio Humberto ! Ra-ta-po-po-po-po !

Cláudio Humberto: Ploft…

Vader
9 anos atrás

Ah sim, e nem vou falar do soldo. Apesar de tudo, ainda que não fosse por mais nada, os militares brasileiros ainda seriam verdadeiros heróis. Tem que ter muito amor pela pátria pra ganhar a miséria que ganham e ter que engolir o que engolem. Aliás, um comandante de brigada ganhar menos que um auditor da Receita Federal; um piloto de caça ganhar menos que um ascensorista do Senado; ou o comandante do Porta Aviões ganhar menos do que um Delegado da Polícia Federal; tudo isso é uma receita para o desastre, aqui ou em qualquer país do mundo. Os… Read more »

Requena
Requena
9 anos atrás

Pô Vader, não fala mal dos M113.
O E.B. tá modernizando eles.
Tão ficando bons ó…

http://www.youtube.com/watch?v=WLYa7ONpmgc

aldoghisolfi
aldoghisolfi
9 anos atrás

Deus do Céu!… Se ninguém contestar o Vader, páro de comentar, pois a realidade que ele apresentou
_e ele merece toda a confiança_ é completamente diferente da realidade que vivi como milico em Bagé. Essa realidade eu desconheço e sou capaz de assumir a síndrome do avestruz…

Giordani
Giordani
9 anos atrás

Muito capinei a entrada do V COMAR… 🙁

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Requena disse: 26 de agosto de 2012 às 23:19 Caro Requena, Ótimo vídeo mas, vejo mais uma reforma do que modernização. No TO atual mesmo com a tal modernização, qual suas chances ? Se fosse uma aos moldes israelenses, recebendo mais blindagem, proteção contra minas, mais eletrônica e pelo menos uma torre nos moldes da Remax, aí sim eu comeaçria a considerar como uma modernização. Do jeito que está sendo feito, seria um ótimo veículo para treinamento ou uso por forças policias. Se não me engano, vi em fotos algumas polícias o utilizarem obviamente sem metralhadoras e substituindo a esteira… Read more »

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Requena disse:
26 de agosto de 2012 às 23:19

Ah sim, me desculpe se não entendi como uma ironia!! rsrsrsrsr!!!!

Vader
9 anos atrás

aldoghisolfi disse:
27 de agosto de 2012 às 9:35

Amigo Aldo, falei do que vivenciei e de algumas unidades que conheci. Não sei como é realidade em todas elas.

Penso que se foi muito diferente do

Vader
9 anos atrás

Ops, desculpem-me. Continuando:

Penso que se o que o amigo vivenciou foi muito diferente do que vivi, o amigo teve sorte. Muita sorte.

Mas claro, essa é apenas minha opinião…

Sds.

shipbuildingbr
9 anos atrás

graanbarros os “navais” na verdade foram os pioneiros no uso desse tipo de equipamento no Brasil.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
9 anos atrás

VADER: vivenciei farta alimentação (reverte) de muita qualidade, farta munição, fartura de viaturas, inclusive blindados, fartura de combustível, jósta de fardamento (mandei confeccionar o meu), excelentes generais e coronéis que, seguramente não permitiriam esse lamentável estado de depauperação que mencionastes.

graanbarros
graanbarros
9 anos atrás

Obrigado, shipbuildingbr!

Optimus
Optimus
9 anos atrás

Caro, aldoghisolfi! Não contesto como faço coro com o Vader! Vivenciei isso no meu SMO na 1ª Cia de Guardas em Porto Alegre, isso em 99! E tenho como provar inclusive com fotos: eu rastejando com “mosquetão” pra poupar o FAL, minha farda praticamente sem cor depois de 2 dias de “campo”, e o capacete que usávamos era os de ferro da segunda guerra – aqueles mesmos do soldado Ryan (fato o qual fazia sempre brincadeira, que possivelmente era de algum pracinha que voltou da Itália) – e posso garantir: não dei DEZ tiros entre munição real e festim no… Read more »

vassilizaitsev
vassilizaitsev
9 anos atrás

Optimus,

Posso estar enganado, mas o colega aldo fez uma crítica disfarçada de elogio. leia o comentário dele novamente com mais calma e talvez veja igual eu vi…..

Ou eu posso estar totalmente enganado.

abraços.

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -