sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saab RBS 70NG

O que ocorreria se a Coreia do Norte atacasse?

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

north-korean-threatens-nulcear-attack-in-face-of-south-korean-military-drills

Guga Chacra

vinheta-clipping-forte1O que ocorreria se a Coreia do Norte lançasse um ataque? Se for contra a Coreia do Sul ou o Japão, provocaria enormes estragos e milhares de mortos. Os dois países, assim como os EUA, reagiriam imediatamente e teria início um conflito regional. No fim, o regime de Pyongyang sairia perdedor e um armistício seria negociado pela China.

Mesmo com este cessar-fogo, o regime provavelmente entraria em colapso. Centenas de milhares de pessoas tentariam cruzar a fronteira para a China e a Coreia do Sul em busca de ajuda humanitária. Os armamentos nucleares e mesmos os convencionais ficariam com pouca fiscalização. Membros do regime tentariam assumir o controle deste arsenal. Seria necessário um número de militares similar ao enviado ao Iraque para tentar manter a paz. A China seria fundamental para a reconstrução do país e a busca da estabilidade.

A economia internacional seria duramente afetada, levando em conta a enorme importância do Japão e da Coreia do Sul.

Um ataque contra os EUA, por outro lado, não teria o mesmo impacto porque certamente fracassaria. A Coreia do Norte dificilmente atingiria o território americano e o escudo em Guam garantiria a segurança.

Seria algo similar ao Irã no Oriente Médio. O regime de Teerã não ameaça os EUA. Mas certamente seria um perigo maior para os seus vizinhos caso obtivesse uma arma nuclear. O Japão e a Coreia do Sul estão para a Coreia do Norte como a Arábia Saudita e Israel estão para o Irã.

Obs: Pela lógica, a Coreia do Norte não atacará. Mas, pela lógica, Saddam não invadiria o Kuwait e a Argentina não tentaria recuperar as Malvinas/Falklands pela força.

FONTE: O Estado de S. Paulo

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

14 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
8 anos atrás

Pura especulação.

A CN poderia efetuar um ataque contra alguma base militar americana do Japão, por exemplo. Os EUA revidariam com toda a sua força, com ou sem ajuda de países locais. Alvos primeiros seriam onde estão estocados armamentos nucleares. Intervenção da China? Pode ser! Mas pode ser que os EUA mandassem à China catar coquinhos: está disposta a pagar para ver? E até que ponto os chineses estariam dispostos a solapar sua economia pra defender a CN?

Marcos
Marcos
8 anos atrás

off topic (1) Uma informação de bastidor para seu timaço de comentaristas. Até recentemente, comandava a ocupação do Morro do Alemão um general responsável pela 9ª Brigada ─ uma tropa de elite das Forças Armadas, desse tipo moderno (é, o Brasil tem) que mistura forças especiais com poder de fogo convencional. Atualmente o mesmo general, que tem três estrelas (é um general de divisão, portanto), comanda a inteligência militar. Consta que ele tirou uma importante conclusão do período de ocupação e imposição de paz no Alemão: a principal força a serviço das diversas facções de criminosos e traficantes é….a PM!… Read more »

Augusto
Augusto
8 anos atrás

Isso é o que irá acontecer se a Coréia do Norte atacar: https://i.imgur.com/WGky2oE.gif

eduardo.pereira1
eduardo.pereira1
8 anos atrás

Vao virar história ,uma mancha no território coreano,mas nao sei nao hein acredito que a CS vai acabar atacando preventivamente . Isso vai passar de meras palavras e movimentaçoes de tropas ,sendo que nao é por nada que a China ja deslocou trocentos pra fronteira com a Coreia .

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
8 anos atrás

Se a Coréia Vermelha atacar será varrida do mapa. Simples assim. E se ousar usar seu arsenal nuclear será eliminada da face da Terra pelos próximos 2 ou 3 billhões de anos.

Marcos
Marcos
8 anos atrás

Coreia do Norte pode lançar míssil em breve, dizem EUA

Após interceptar comunicações militares norte-coreanas, inteligência americana afirma que Pyongyang é perigo ‘real e claro’.

(Com agências EFE e France-Presse)

Marcos
Marcos
8 anos atrás

A CN não estaria fazendo toda essa gritaria se não tivesse a China por trás.

Comando
Comando
8 anos atrás

Fui indagado por um companheiro de arma sobre algum envolvimento do Brasil em toda essa confusão, e vamos ver se concordam comigo: O principal parceiro comercial do Brasil é a China, mas os laços entre EUA e o Brasil estão se estreitando, como o Brasil não iria querer romper a barreira econômica com essas duas potências, acho que ficaria em cima do muro até algum dos dois o incitar a guerra. Que o Brasil mandaria remédio, mantimento, médicos […] é fato, mas se de início não marcasse uma posição, acho difícil os países que estariam envolvidos ficarem quietos diante disso,… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Comando, boa tarde. Discordo de dois pontos: entendo um não vamos ser chamados às armas, nem de longe. Vamos ter uma participação digamos tipo ‘eclesiástica’, distribuição de santinhos e água benta. Não acho que, as Coréias vão se explodir. Entendo que a CN será detonada, caso em que a CS haverá de assumir o controle; não esquece de colocar o Japão e os EEUU na área, pois a China não vai pagar para ver, tantos e tamanhos os seus problemas internos que poderiam ser escancarados em favor, por exemplo, de Taiwan e do próprio Japão que disputa território marítimo com… Read more »

Marcos
Marcos
8 anos atrás

Estava olhando alguns números das duas Coréias e comparando com o Brasil:

Tanques: 4100 (CN) x 2.400 (CS)
Soldados: 1.200.000 x 655.000
Caças: 620 x 460*
Submarinos: 70 x 23
entre outras coisas

*
F-15: 60
FA-50: 20
F-16: 169
F-4: 68
F-5: 170

Tem alguma coisa errada com esse nosso paíph!!!

fabioCrescenti
fabioCrescenti
8 anos atrás

Não acredito que a CN iniciaria esta guerra lançando mísseis contra a CS, Japão e Guam. Ela usa seus “poderosos” mísseis como a URSS usava durante a Guerra Fria, ou seja: Tá vendo, eu tenho, se vc vier eu taco ele em vcs. mais ou menos como a Líbia fez, ameaçou lançar Scuds contra a Itália mas não disparou nenhum. Depois que Sadam lançou contra Israel na 1ª Guerra do Golfo, esse negócio de lançar mísseis passou ser levao muito a sério, principalmente pelos EUA e Rússia, que viram nisso um grande risco, contra eles e seus aliados. Portanto, acho… Read more »

edurval
edurval
8 anos atrás

Senhores,

Tenho uma duvida, as armas nucleares da Coréia do Norte teriam poder suficiente para sendo detonadas no espaço ou atmosfera superior, gerar um PIM?

Ou as mesmas teriam que ser termonucleares para conseguir esse efeito?

Afinal um PIM sobre a Coréia do Sul teria um efeito devastador na economia sem gerar a perda de vidas (com exceção das pessoas ligadas em aparelhos médicos ou em aviões).

Leo Rezende
Leo Rezende
8 anos atrás

Edurval , não seria ” PEM ” ( Pulso Elétro Magnético) ?
E uma curiosidade : Os dispositivos antimísseis ao redor da CN são realmente efetivos para neutralizar um eventual ataque ?

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
8 anos atrás

Edurval: a princípio qualquer dispositivo de detonação nuclear gera pulsos eletromagnéticos; mas evidente que um dispositivo termonuclear tem poder imensamente maior. Esse não é o caso da bomba NC que, aliás, não pode ser lançada a grandes altitudes, posto que montada em dois ou três caminhões. Leo Rezende: como demonstrou recentemente o “Iron Dome” israelense, nenhum sistema antimísseis é imune a falhas. Um sistema antimísseis consegue acertar bastante, mas não consegue eliminar totalmente a ameaça dos mísseis. No caso da NC, provavelmente haveria ataques bem sucedidos. Mas a preocupação maior da Coréia do Sul nem são os mísseis, mas a… Read more »

Últimas Notícias

Alltec apresenta suas inovações tecnológicas na 6ª Mostra BID Brasil

Alltec desenvolveu uma blindagem adicional do Guarani, veículo para transporte de tropas, do Exército Brasileiro A Alltec, empresa de Pesquisa...
- Advertisement -
- Advertisement -