Home Veículos Fábrica da IVECO em Sete Lagoas será inaugurada no dia 13

Fábrica da IVECO em Sete Lagoas será inaugurada no dia 13

375
27

Guarani

vinheta-clipping-forte1A fábrica de veículos de defesa da Iveco Latin American, instalada em Sete Lagoas, na região Central do Estado, será inaugurada no próximo dia 13. Conforme antecipado pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO, foram investidos R$ 55 milhões na linha de produção e a planta tem capacidade instalada de 115 unidades anuais. Será fabricado no local o blindado Guarani, desenvolvido pela empresa, que é subsidiária do Grupo Fiat, em parceria com o Exército Brasileiro. Até o final de 2013 a produção deverá chegar a 45 veículos.

A Iveco venceu a licitação realizada pelo governo federal em 2007 para fornecer esses veículos de defesa para o Exército. Eles são da família de Veículos Blindados para o Transporte de Pessoal Médio sobre Rodas (VBTP-MR) e substituirão os antigos modelos Urutu, atualmente em uso pelas Forças Armadas brasileira. Outros países também demonstraram interesse no blindado produzido em Minas Gerais.

Em entrevista em abril deste ano, o diretor-geral da divisão de Veículos de Defesa da montadora, Paolo Del Noce, informou que Argentina, Chile, Colômbia e Angola estão entre os países que já procuraram a empresa. Na época, a Argentina estava próxima de fechar um pedido de 14 unidades do blindado. A empresa não confirmou se a negociação foi concretizada.

Ainda de acordo com ele, a Iveco está estudando a viabilidade de incluir mais dois modelos na linha de produção brasileira. As unidades que poderão ser produzidas em Sete Lagoas são a versão militarizada do off-road Trakker e o LMV, veículo leve de tração integral. Os modelos foram apresentados no país em abril, durante uma feira do setor realizada no Rio de Janeiro.

Aceitação – O LMV, que significa em tradução livre veículo leve multifuncional, é produzido na sede da Iveco Defence Vehicles, em Bolzano, no norte da Itália. O utilitário tem grande aceitação na Europa. Além das forças armadas italianas, a Iveco tem fornecido o LMV à Grã-Bretanha, Bélgica e Croácia, entre outros países europeus.

O caminhão Trakker, adaptado para o uso militar, conta com câmbio automático e motor cursor 13, com potência máxima de 380 cv. O modelo de defesa possui também uma versão com cabine de aço balístico que substitui a convencional, fornecendo, conforme a fabricante, proteção máxima ao condutor.

Segundo Del Noce, tanto o Brasil quanto outros países da América Latina já demonstraram interesse na aquisição desses modelos. Diante disso, a empresa estava avaliando a viabilidade econômica do projeto de fabricar os veículos militares. Ele não informou quanto seria necessário investir para iniciar a produção desses modelos em Sete Lagoas.

FONTE: Diário do Comércio, via Orfury

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Claudio Dönitz
Claudio Dönitz
7 anos atrás

Esta torre é PAVOROSA. Ele deve ter pelo menos uns 4 metros de altura com ela. Será que a Elbit não tinha nada mais discreto ou só foi isto que deu para comprar?

mbbbravo
7 anos atrás

Ola ADM, venho pedir a vc ou vcs se eu poderia divulgar meu canal do youtube aqui no seu site, i seu site no meu canal ? desde já obrigado e um grande abraço.. esse é meu canal https://www.youtube.com/user/TheMilitaryPoint

mbbbravo
7 anos atrás

lembrando que o canal é sobre militarismo em geral.

Augusto
Augusto
7 anos atrás

O LMV cairia como uma luva para o exército!

FERNANDO
FERNANDO
7 anos atrás

Não gosto deste blindado.Nem gosto deste contrato com a Iveco.Este contrato foi feito na época do Lula?

FERNANDO
FERNANDO
7 anos atrás

Se for fabricar só o Guarani,esta fabrica vai ficar ociosa logo logo.

Celso
Celso
7 anos atrás

Nao sou expert nestes assuntos, porem, vi uma reportagem sobre este aspecto da torre ser muito alta onde se tem uma vantage e uma desvantagem. A vantagem eh q esta instalaçao permite um ambiente interno mais espaçoso e confortavel aos tripulantes/soldados, alem do que, a arma pode ser melhor usada contra alvos mais distantes (horizonte) c ajuda dos sensores o q lhe da maior chance de atirar primeiro maior A desvantagem, seria a visual, tendo o perfil mais elevado facilmente observado pelo inimigo e sendo alvo facil tbm. Enfim, me desculpem se nao me expressei corretamente e a reportagem foi… Read more »

colombelli
colombelli
7 anos atrás

Cláudio, o Celso abordou muito bem a questão. A torre tem todos os sistemas de tiro e armazenamento da munição (30mm e 7,62mm) fora do corpo do carro e por isso acaba sendo alta. Porém, o canhão e os sensores podem ser rebatidos de forma que sua altura reduz bastante quando não estiverem em operação. Em situação de combate, acaba não fazendo muita diferença. Se o carro esta desenfiado, aparecendo so a torre, o que conta é o tamanho dela e ela em si não é muito grande. Por outro lado se o carro não esta desenfiado, esta exposto completamente,… Read more »

Cimirro
Cimirro
7 anos atrás

Alguém poderia, se possivel, me confirmar os seguintes pontos:
a) O EB vai adquerir o modelo 8×8 armado com canhão 105 mm para substituir o cascavel ?

b) O EB já confirmou a aquisição dos mesmos?
Desde já, muito obrigado.

Cimirro
Cimirro
7 anos atrás

Alguém poderia, se possivel, me confirmar os seguintes pontos:
a) O EB vai adquerir o modelo 8×8 armado com canhão 105 mm para substituir o cascavel ?

b) O EB já confirmou a aquisição dos mesmos?
Desde já, muito obrigado.

Cimirro
Cimirro
7 anos atrás

Alguém poderia, se possivel, me confirmar os seguintes pontos:
a) O EB vai adquerir o modelo 8×8 armado com canhão 105 mm para substituir o cascavel ?

b) O EB já confirmou a aquisição dos mesmos?
Desde já, muito obrigado.

Bosco
Bosco
7 anos atrás

As torres de 30 mm da Elbit (UT30 ORCWS) são mais altas que as equivalentes da Rafael (RCWS-30).
Muito provavelmente isso se deve a uma preferência de cada empresa e não há algum fator de restrição tecnológica.
O que é evidente é que a torre da Elbit (do Guarani) é mais alta e mais robusta e parece ter uma maior provisão de cartuchos de 30 mm, num carregador anelar.
Já a torre da Rafael é mais baixa e mais delicada, com o que parece ser uma provisão menor de cartuchos de 30 mm num carregador tipo cofre.

colombelli
colombelli
7 anos atrás

A Argentina pelo jeito será so fogo de palha. não irão comprar nada. O EB cedeu sua preferência para que, se houver a aquisição, os carros para a Argentina fossem feitos primeiro. Pediram um protótipo para “avaliar” que foi enviado. Na verdade, ao que se esta vendo, era para dar aquela espionada no vizinho. Cimiro O 8×8 esta em fase inicial de projeto, com financiamento pela FINEP e prvisão de conclusão do protótipo em 02 anos. A substituição do Cascavel estava destacada para ser feita pelo 6×6 com canhão de 90mm, sendo necessárias 418 unidades. O EB não mencionou até… Read more »

Bosco
Bosco
7 anos atrás

Correção: há = a

Wagner
Wagner
7 anos atrás

I ideal seria uma Engesa, e não uma multivulneravel ao humor de relações estrangeiras, mas tá ótimo.

Finalmente faremos nossos proprios veiculos de combate, até que enfim, quando eu era pequeno, eu estava em 1993, eu lia uma Verde Oliva de 1986, com propaganda da Engesa e acreditava que todos aqueles tanques e aquela fabrica estavam lá, producindo. Cheguei a pensar que teriamos 300 Osorios…

Fiquei muito triste quando me falaram que a Engesa estava falindo, os Osorios sucateados e que nem o Ogum tinha entrando em produção.

O decepção… acabou meu patriotismo na época… kkkkkkkkkk !

🙂

Vader
7 anos atrás

Não há previsão alguma de aquisição pelo EB de uma futura VBTP-R de 8 X 8.

Torço por esse blindado, apesar de considerar que podia ser melhor. O EB merece uma VBTP nova no estado da arte.

Mas o que queria ver mesmo é o EB/Iveco (ou outra) desenvolver um blindado sobre lagartas para substituir o M-113. Aí sim a Infa Bld ia ficar fera.

Rafael
Rafael
7 anos atrás

Há sim a previsão de aquisição de guaranis 8×8 o próprio exercito ja publicou isso no site, e a trilogia ja expôs isso aqui t

Rafael
Rafael
7 anos atrás

Mas é um milagre ninguém aparecer pra reclamar…

Rafael
Rafael
7 anos atrás

Há sim a previsão de aquisição de guaranis 8×8 o próprio exercito ja publicou isso no site, e a trilogia ja expôs isso aqui também….

http://www.forte.jor.br/2012/09/19/guarani-8×8-segue-em-frente/guarani-8×8-2012/

http://www.exercito.gov.br/web/midia-impressa/feed/-/journal_content/56/16541/2097695?refererPlid=16560#.UbHiThG9KSM

O pessoal antes de dar certeza às coisas, podiam ao menos se dar o trabalho de pesquisar

colombelli
colombelli
7 anos atrás

Rafael, a decisão de desenvolver um protipo 8×8 so ocrreu recentemente, neste ano de 2013. No princípio se falava nos dois tipos de veículos, mas após os testes do primeiro protótipo 6×6, o 08 rodas foi abandonado, tanto que ja estava certo que o armado com canhão seria o 90mm e 6×6. Após a exposição do protótipo em feiras e por pedidos de outros paises (especialmente dos argentinos) que mostraram interesse em um 8×8 é que foi retomado o projeto. Note que desenvolver não é adquirir. O Osório e o Tamoio, além do Sucuri também foram desenvolvidos e não foram,… Read more »

Rustam
Rustam
7 anos atrás

colegas que vão me dar uma tabela completa das características do BTR?
Gostaria de comparar em termos de um BTR-82A russo

http://www.youtube.com/watch?v=0tgG0bydj2s

FERNANDO
FERNANDO
7 anos atrás

Postei 3 comentarios no site ,e não estão liberados.Comentarios depois que os meus foram postados.Alguma coisa errada?obrigado.

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

A torre Elbit é aberta e vulnerável, a alimentação do canhão e os sensores estão expostos.
Se danificada alguém terá que sair do veículo, p/ consertá-la ou ao menos remediá-la.
Sob fogo do inimigo.

(http://snafu-solomon.blogspot.com/2013/05/fnss-pars-news.html)

O ideal seria uma rws completamente fechada, como estas:

(http://snafu-solomon.blogspot.com/2013/05/textron-does-turrets.html)

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

Prestem atenção a 1ª foto, nestes tempo de ameaças assimétricas, é algo que falta ao “Guarani”:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2013/06/kamaz-63969-mrap.html)

Da Polônia, c/ amor:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2013/06/rosomak-family-of-vehicles-photo-essay.html)

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

Aranha de 6 patas…

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2013/06/doosan-dst-company-tarantula-6×6.html)

“…e defesa contra minas ( fato, este ultimo, aprendido na campanha da África do Sul em Angola). Mas…”

Para esta ameaça a resposta não foi somente aumentar a altura do vão livre, mas o chassis em forma de “V”.

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

Parece que alguém se incomodou c/ aquela rws, c/ jeito de robot de filme de Hollywood, que equipará o “Guaraní”:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2013/06/vbtp-mr-6×6-guarani-torc.html)

Te cuida, Elbit!!!

rsbacchi
rsbacchi
7 anos atrás

Mauricio R. escreveu em 8 de junho de 2013 às 11:55
“… A torre Elbit é aberta e vulnerável, a alimentação do canhão e os sensores estão expostos.
Se danificada alguém terá que sair do veículo, p/ consertá-la ou ao menos remediá-la.
Sob fogo do inimigo. …”.

Mauricio, isto também não é valido para a torre REMAX?

Bacchi