segunda-feira, dezembro 6, 2021

Saab RBS 70NG

Primeiro-ministro da Ucrânia acusa russos de invasão e pede reunião da ONU

Destaques

201457169_ucrania010314

ClippingO primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Yatseniuk, pediu hoje aos países ocidentais a convocação urgente do Conselho de Segurança das Nações Unidas devido à crescente presença de tropas russas em território ucraniano.

“A Rússia intensificou substancialmente a presença militar na Ucrânia”, acusou Yatseniuk, referindo-se ao êxito da contraofensiva dos separatistas no Leste do país e à captura de dez soldados russos em território ucraniano. Para Kiev, as tropas russas combatem no Leste da Ucrânia, o que explica os avanços dos separatistas no campo de batalha, e por isso pede ao Ocidente medidas mais eficazes no sentido de travar a suposta agressão da Rússia.

“É preciso congelar os recursos financeiros de Moscou até que a Rússia retire as Forças Armadas e o armamento do território da Ucrânia”, disse ainda o chefe do governo. Yatseniuk afirmou também que as “sanções adotadas (até ao momento) não deram resultados” e defendeu que o Ocidente “deve considerar o congelamento de todos os ativos russos e paralisar todas as transações financeiras bancárias da Rússia nos países membros da União Europeia, Estados Unidos e países do G7 (Grupo dos países mais desenvolvidos do mundo)”.

A Lituânia acusou também a Rússia de “invasão militar evidente” da Ucrânia pedindo, igualmente, uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas. O embaixador dos Estados Unidos em Kiev, Geoffrey Pyatt, denunciou hoje também a crescente intervenção de tropas russas no conflito ucraniano.

“Um número cada vez mais elevado de tropas russas está diretamente implicado em ações militares em território da Ucrânia. A Rússia enviou sistemas de defesas antiaéreas de última geração para o Leste da Ucrânia”, escreveu o diplomata norte-americano no Twitter.

Pelo seu lado, o representante da Comissão Europeia em Kiev, David Stulik, disse através da rede social Facebook que “no dia 27 de agosto começou a agressão de forma aberta por parte da Rússia em território ucraniano”, uma declaração que foi considerada por Bruxelas como uma consideração pessoal. Os combates entre as duas partes em confronto no Leste da Ucrânia intensificaram-se nos últimos dias, após a contraofensiva lançada pelos separatistas.

As milícias pró-russas cercaram na última madrugada a localidade fronteiriça de Novoazovks, na região de Donetsk, utilizando carros blindados contra os locais onde se encontram atualmente as forças leais a Kiev na zona. Com um rápido avanço para o sul da região de Donetsk, até agora controlada por forças de Kiev, os rebeldes abriram uma terceira frente no Leste do país.

FONTE: Diário Digital

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Soares
Carlos Soares
7 anos atrás

A chapa tá esquentando ….

Últimas Notícias

23° Esquadrão de Cavalaria de Selva recebe instrução sobre simulador da Viatura Blindada Guarani

Tucuruí (PA) – Entre os dias 23 e 24 de novembro, o 23° Esquadrão de Cavalaria de Selva (23...
- Advertisement -
- Advertisement -