Home Forças Especiais Unidades de operações especiais militares estão reunidas em Goiânia

Unidades de operações especiais militares estão reunidas em Goiânia

5161
12

Exercício promove um intercâmbio de conhecimento, visando a segurança dos próximos grandes eventos realizados no País, como as Olimpíadas 2016

Forças Especiais da FAB
O Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS) desembarca na cidade de Goiânia, neste sábado (14), para participar de exercício militar promovido pelo Ministério da Defesa. Às vésperas dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o treinamento tem por objetivo preparar o EAS para garantir a segurança em eventos de grande porte.

Trata-se da quarta fase do Adestramento Conjunto de Operações Especiais (OpEsp) das Forças Armadas, a ser realizada no Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro, que coordena o exercício. O procedimento vai reunir cerca 60 militares da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira (FAB) para promover a troca de conhecimento entre as Forças. Participam, também, soldados da Força Nacional e da Polícia Rodoviária Federal.

Os militares vão receber instruções de tiro básico, avançado e noturno. O treinamento engloba disparos de pistola e de fuzil a distâncias controladas e também em movimento. Para operações à noite, os soldados dispõem de óculos especiais de visão noturna.

“Estamos aqui só para ajustar alguns detalhes, aplicar nas nossas técnicas táticas de procedimento e treinar o combate em situações para diminuir os efeitos colaterais, em caso de confronto”, explicou o sargento Bemmel Pisco, um dos coordenadores da atividade.

Tenente do EAS, Diogo Amaral acredita ser única a experiência. “Nesse tipo de adestramento, a gente pode comparar as nossas Técnicas Táticas de Procedimento com as forças de operações especiais do Brasil. É um ganho sem igual”, comemorou.

FONTE: Portal Brasil 

FOTO: FAB (meramente ilustrativa)

12
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
SandroGabriel paivaRoberto SantosDelfimBosco Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Que possam levar os exercícios e treinamento ao melhor e não falte nada aos militares, munição por exemplo !

wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

a mini uzi utilizada por eles se enquadraria em que tipo de arma ??
arma curta ou arma longa ???
outra curiosidade, sempre vejo noticias sobre armas da HK, FAL, Bereta, Glock e nunca vejo nada sobre as Uzi apesar de muitas tropas de elite pelo mundo a utilizarem…
por que ele eh tao utilizada mas ninguém comenta ??

Bosco Jr
Membro
Noble Member
Bosco Jr

Wolf,
Sem prejuízo de outros comentários, a Mini Uzi ainda é classificada como uma submetralhadora, já a Micro Uzi seria uma pistola metralhadora.
Quanto a serem de cano longo, no meu entender a Micro Uzi seria de cano curto (porque pode ser de porte) já a Uzi e a Mini Uzi se enquadrariam no conceito de arma de cano longo.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

FT: Zona quente em Paris, + de 30 mortos, reféns etc …. Atingiu o jogo França x Alemanha, etc …. Agora ….

Fullcrum
Visitante

Depois do que vi em Paris na tv, tenho muito medo das olimpíadas….

Douglas Schuindt
Visitante
Douglas Schuindt

Vi em outros canais o Para-Sar utilizando os capacetes FAST nesse treinamento. Interessante saber que nossos operadores estão utilizando esse tipo de equipamento, que hoje é o que há de melhor.

Grulla
Visitante
Grulla

A melhor sub do mundo continua sendo a HK MP-5 essa não tem concorrente, a não ser versões mias modernas da própria.
Nesses cursos só falta algum policial dizer que seu grupo foi melhor do que os instrutores,como aconteceu no da copa,só rindo

Bosco
Visitante

Uma sub que parece irá fazer sucesso é a KRISS Vector.

Delfim
Visitante
Delfim

Submetralhadoras vem caindo em desuso até por forças policiais, o que dirá militares.

Na minha unidade tem uma Walther MPK que gosto muito pq não preciso colocá-la de lado enquanto realizo perícia, por ser compacta e leve.

Mas a HK MP-5 não tem concorrentes e talvez nem tenha, pois como disse esta classe de armamento está caindo em desuso generalizado, o que desestimula a produção de concorrentes.

Roberto Santos
Visitante

Ai meu Deus, tamos lascados, o Brasil é um buraco negro, qualquer um entra e faz o que quiser, esses exercícios é pra Inglês ver.

Gabriel paiva
Visitante
Gabriel paiva

Amigos,gostaria de saber até q ponto estou sendo exagerado ou sonhador,mas ouvi dizer q o EI já fez ataques no líbano,e se fizeram um provavelmente vão fazer mais. Assim sendo,existe possibilidade da fragata brasileira q está no líbano realizar algum tipo de missão contra o EI,a mando da ONU??
E se o fizer o Brasil está correndo o risco de sofrer atentados??

Sandro
Visitante
Sandro

Ha sim, ai o soldado aqui bem treinado, bem armado, mata um terrorista ou um criminoso louco, vai preso, aqui e Brasil galera. Na verdade nao temos leis para um evento dessa magnitude, e o pior, os terroristas sabem disso. O cara entra faz uma chacina, depois aparece os Direitos Humanos para proteger o bandido, acordem, aqui e Brasil!