Home Forças Armadas Curso Especial de Salto Livre para Forças Especiais em Corumbá

Curso Especial de Salto Livre para Forças Especiais em Corumbá

2170
0

SALTO LIVRE 3

ClippingA Marinha do Brasil, com o apoio do Comando do 6º Distrito Naval, da INFRAERO, do Corpo de Bombeiros em Corumbá e da Força Aérea Brasileira, realizará no período de 20 de novembro a 04 de dezembro de 2015, o Curso Especial de Salto Livre na cidade de Corumbá-MS.

Este ano, o Curso que tem por finalidade formar saltadores livres aptos a se infiltrar por paraquedas na condução de Operações Especiais, contará com 30 alunos, sendo estes 27 Comandos Anfíbios e Mergulhadores de Combate da Marinha do Brasil, além de dois Oficiais da Armada do Paraguai e um Oficial do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Além dos alunos, o Curso possui uma estrutura de apoio de 85 militares com funções diversas, dentre estas, instrutores, dobradores de paraquedas, apoio de saúde e logística.salto livre

Estruturado em três etapas, o Curso teve a primeira delas na cidade do Rio de Janeiro, nas instalações do Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais. A segunda em São Paulo em “túnel de vento”, onde foram simuladas quedas livres. E, finalmente, a terceira etapa na cidade de Corumbá-MS, onde serão postos em práticas os conhecimentos adquiridos para o salto a partir de aeronave militar, com o comandamento do paraquedas, navegação e pouso.

Não será a primeira vez que a cidade sedia o curso de formação de saltadores livres e assim vem sendo por reunir características favoráveis para a atividade. As condições climáticas da região, com ventos constantes, e a possibilidade de utilização do aeroporto para aterragem são pontos importantes que definem Corumbá como um cenário perfeito para prática do paraquedismo.

A capacitação militar para a execução de salto livre tem o objetivo mais amplo de suplementar a habilitação técnico-profissional de militares de Operações Especiais, para a infiltração de forma sigilosa, empregando paraquedas de abertura comandada a partir de aeronave militar em voo e, assim, contribuir para que a Marinha do Brasil permaneça apta a proteger as nossas riquezas.

FONTE: Jornal Da a Dia

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments