Home Exército Brasileiro Exército recebe viaturas modernizadas do Projeto Astros 2020

Exército recebe viaturas modernizadas do Projeto Astros 2020

5860
11

Astros 2020 - 1

No dia 10 de dezembro, na sede do 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (6º GMF), no Forte Santa Bárbara (Formosa/GO), foi entregue o primeiro lote com nove viaturas modernizadas do Projeto Estratégico ASTROS 2020.

A entrega faz parte do projeto de modernização das viaturas MK-2 e MK-3, que terão o mesmo patamar das modernas e atuais MK-6, as novas Lançadoras Múltiplas Universais desenvolvidas pelo Projeto ASTROS e a empresa parceira AVIBRAS.

Foram entregues seis unidades da viatura lançadora múltipla universal (LMU) e três unidades da viatura remuniciadora (RMD).

O projeto básico de modernização das viaturas foi um trabalho conjunto do 6º GMF, de integrantes da Diretoria de Material do Comando Logístico, da equipe do Projeto ASTROS 2020 e da AVIBRAS.

De acordo com o Gerente do Projeto Estratégico ASTROS 2020, General de Brigada R/1 José Júlio Dias Barreto, a reformulação contempla 38 viaturas pertencentes ao 6º GMF que serão entregues em mais três lotes até 2018.

A modernização dessas viaturas representa uma autonomia financeira para o Exército, explicou o Presidente da AVIBRAS AEROESPACIAL, Sr Sami Hassuani. “A importância da parceria do Exército com a AVIBRAS está alicerçada em desenvolver um produto de alta tecnologia com o viés para a importação de um produto 100% nacional”, disse.

Estiveram presentes à cerimônia o Ministro da Defesa, Sr Aldo Rebelo; o Comandante o Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; oficiais-generais do Alto-Comando do Exército; oficiais-generais da ativa e da reserva; Adidos Militares; o Presidente da AVIBRAS, Sr Sami Hassuani; autoridades civis e convidados.

Astros 2020 - 2

Astros 2020 - 3

FONTE/FOTOS: CCOMSEx

11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
sergio r ferreiraleandro moreiraBoscoColombelliRafael Oliveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Comprimento a Trilogia por não postar a foto do comunista chefe do MinDef,
PARABÉNS !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Ótima notícia, essas modernizações são muito boas e mantém um padrão atualizado.

wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

seria possível (hipoteticamente falando) adaptar a “cacamba” da viatura Astros num navio ?!?!
sera que eh viável ??
Se eu nao me engano a Alemanha fez isso com algumas torres do Lepard2 em alguns navios…

Lc
Visitante

wwolf22,

Salvo engano meu, a Marinha Alemã testou a torre do PzH 2000 Panzerhaubitze na T-123 classe Brandenburg, e não a torre do Leo2.

Sds.

wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

Lc,
Grato pela correção

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Wwolf22, possível é, a questão maior seria a utilidade restrita ao apoio de fogo contra alvos terrestres e estáticos (ou quase) dada a precisão e alcance limitados do sistema.

Agora se num futuro distante for desenvolvido o míssil Matador, a ideia passa a ser bem mais interessante.

Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

So faltaria o principal no nosso caso: o navio

Bosco
Visitante

Wolf, Não é novidade instalar lançadores múltiplos de foguetes em navios.Isso era comum na SGM por parte dos americanos. Também há referência a isso em outros países atualmente e já foi pensado para incrementar o poder de fogo no tocante ao apoio de fogo naval (NSF) de navios americanos instalando o sistema MLRS, mas que nunca foi feito. Já houve um programa denominado POLAR que visava desenvolver um foguete guiado por GPS baseado no GMLRS, com 120 km de alcance. Quatro “foguetes” guiados pesando cada um cerca de 300 kg poderiam ser “compactados” numa célula do Mk-41. Por exemplo, um… Read more »

Bosco
Visitante

Wolf,
Se você digitar “naval support fire rockets” no Google você vai achar dados interessantes sobre o tema.

leandro moreira
Visitante

Excelente noticia.

sergio r ferreira
Visitante
sergio r ferreira

Há algum projeto para míssil atingir mais de 600 Km? Temos algum disponível? Qual era a velocidade de uma V 2 e qual era o alcance? Temos condições tecnológicas para desenvolver o que disse anteriormente? obrigado.