Home Exército Brasileiro Canção “Smoking Snakes”, ‘Cobras fumantes, eterna é sua vitória’

Canção “Smoking Snakes”, ‘Cobras fumantes, eterna é sua vitória’

4448
48

feb-na-italia

Concerto especial alusivo ao Dia do Exército Brasileiro de 2015 realizado no Teatro Alvaro de Carvalho (Florianópolis – SC). Canção “Smoking Snakes” da banda sueca Sabaton executado pela Banda de Música do Comando da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada. Regente: Capitão Denir Figueiredo

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Sabaton sempre sensacional!

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Os caras do Sabaton,tocam muito! sempre me influenciou,na guitarra.Principalmente da primeira formação.

RatusNatus
RatusNatus
4 anos atrás

Vai ser um espetáculo e tanto.
Quase tão grande quanto o mimimi do Serra….

Aqui é Brasil!

Leonardo
Leonardo
4 anos atrás

Digno da FEB, não deste exército INÚTIL, conivente e sugador de recursos que temos hoje.

Claudio Moreno
4 anos atrás

Fantástico! Sem palavras…

CM

_RR_
_RR_
4 anos atrás

Aí sim… 🙂
.
Bacana o concerto!
.
Sabaton é uma das melhores bandas de metal atual.

Luciano
Luciano
4 anos atrás

“Expedicionários em Ritmo” , grupo formado por soldados do 1º Pelotão (Plt), da 8ª Companhia (Cia) do 1º Regimento de Infantaria (o Regimento Sampaio: https://www.youtube.com/watch?v=YPhrQCK5WhE

EParro
EParro
4 anos atrás

We remember, no surrender Heroes of our century 3 Men stood strong, and they held out for long Going into the fight, to their death that awaits Crazy or brave, will it end in the grave? As they’re giving their lives As their honor dictates Far, far from home, to a war Fought on foreign soil and Far, far from known, tell their tale Their forgotten story Cobras fumantes, eterna é sua vitória Rise from the blood of your heroes You, were the ones who refused to surrender The 3, rather died than to flee Know that your memory Will… Read more »

Claudio
4 anos atrás

Os eternos “Cobras Fumantes” jamais serão esquecidos por uma Pátria agradecida. Selva

Roberto Santos
Roberto Santos
4 anos atrás

Bem……não conheço a banda, também é a primeira vez que vejo essa historia de cavalheirismo do Exercito Alemão pela morte de três soldados brasileiros na Itália. Só sei uma coisa, entramos na Guerra no final, fruto do nosso governo fraco e PMDBista da época ” Em cima do muro “. Até hoje somos assim, Coreia nada, Vietnam nada, Iraque nada, na primeira tempestade do deserto fomos omissos. Com as devidas desculpas, pra mim lutou efetivamente na segunda Guerra quem desembarcou no dia D e quem foi invadido e resistiu as tropas Alemãs. O resto foi participação de bastidores, lembrando que… Read more »

Fred
Fred
4 anos atrás

Roberto, fácil falar isso no conforto da sua casa, 71 anos depois… Uns detalhes podem te ajudar a mudar sua visão. Excetuando as operações do dia D na Normandia, os brasileiros sofreram a maior concentração de fogos de artilharia alemã na frente ocidental, logo após terem conquistado Montese. A FEB foi uma das 10 divisões de infantaria que mais permaneceu na frente de combate se você calcular os dias em posições de combate, considerando as divisões que operaram somente no front ocidental. Vale relembrar que existia rodízio das divisões na linha de frente. As baixas na campanha da Itália, percentualmente,… Read more »

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

“O Brasil,não perde a oportunidade de perder uma oportunidade”.

Audaz
Audaz
4 anos atrás

Of topic:
Façam uma materia a respeito do MST prometendo invadir terras pelo Brasil a fora em pleno Palacio do Planalto.

dieter91360
dieter91360
4 anos atrás

Off topic, mas interessante…
Pentagono investe US$ 370 milhões em novos uniformes…
https://www.rt.com/usa/338126-pentagon-hi-tech-cloth/

Luciano
Luciano
4 anos atrás

Roberto, me desculpe, mas sua ideia esta equivocada. Nao existe front secundário para quem esta sob fogo de artilharia e armas automáticas! Nao existe teatro de operações menos perigoso quando esta esta num campo minado ou sob a mira de snipers! A FEB enfrentou unidades com veteranos alemães do front russo, gente calejada e que estava em posições vantajosas, mais altas e bem entrincheirados. Existem muitos trabalhos bem fundamentados que descrevem isso. Tive a oportunidade de fazer longas entrevistas com veteranos da FEB e os relatos sao incríveis! Se tiver interessem, posso lhe passar uma boa bibliografia sobre o assunto,… Read more »

Emerson R.B
4 anos atrás

Sabaton é ótima, sempre homenageando a historia do sacrifício dos soldados na guerra, e de varias nacionalidades não importando qual lado.
Eu lembro de uma frase de um soldado sovietico sobre a segunda guerra, foi bem assim:
“Lutavamos no meio de dois monstros ditadores, eu resolvi lutar do lado do mostro que falava a minha língua.”.
É mais ou menos essa a frase

Antonio Carlos Jr Zamith
4 anos atrás

linda cerimônia! meu Avô lá esteve pelo regimento Sampaio.

Rogério Thees
Rogério Thees
4 anos atrás

Leonardo 1 de abril de 2016 at 16:26

“Digno da FEB, não deste exército INÚTIL, conivente e sugador de recursos que temos hoje”.
Quem e o quê é você para chamar nosso Exército de inútil?

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás
Delfim
Delfim
4 anos atrás

Soares
Se não tiver petróleo no meio não tem graça.

dieter91360
dieter91360
4 anos atrás

Poxa Roberto, sacanagem!!!
Voce nao sabe que sem o desembarque dos 25,700 brasileiros na Italia 8 meses antes do fim da querra teria sido tudo diferente? Sem a contribuição dessa força implacavel a Wehrmacht teria lançado um contra ataque fulminante no Leste, e chegado de novo as portas de Moscow. E teriam tomado a Antuérpia tambem fa frente ocidental, e teria acontecido outro desastre de Durkirk, e hoje todo o planeta estaria falando alemão.
Ainda bem que o Brasil salvou a situação…

Luciano
Luciano
4 anos atrás

A Polônia ou a França nao tiveram forças significativas na II Guerra, mas isso invalida o esforço de quem lutou? Que mania que muitos tem de desmerecer nossos combatentes! Muita gente foi convocada na marra, mandada para um lugar que nunca ouviu falar e lutar contra um inimigo que, para muitos, era apenas uma boato distante! As guerras mundiais foram um esforço tremendo de diversos povos de ambos os lados e que envolveu forças desproporcionais e as vezes insignificantes. O envolvimento de determinados paises pode ter sido ínfimo, como o do México, frente a nações que mobilizaram milhoes de soldados… Read more »

EParro
EParro
4 anos atrás

Roberto Santos 2 de abril de 2016 at 10:57

Algum parente seu lutou na II Grande Guerra?
Você lutou em alguma guerra?

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Eu tive um parente,quê deu uma sorte grande.Tava embarcando,quando a guerra terminou!

Mauricio R.
4 anos atrás

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!
.
As palavras finais de um comando russo cercado pelo ISIS:
.
(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2016/04/the-last-words-of-russian-commando.html)

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Justa homenagem ao EB, bela execução pela orquestra.
As imagens colocadas ao fundo deram um “toque” especial ao evento.
__________________________

“A cobra vai fumar” ………………… Literalmente !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Mauricio R. 3 de abril de 2016 at 17:41
_____________________________________

Em sendo verdadeiro, não é fácil caro Maurício.
_____________________________________

Caraca, será que deixaram esse pelotão de infantes sem cobertura aproximada, Russos ?
_____________________________________

Sei lá! Em sendo verdadeiro espero que o Urso tenha dado as honras ao tombado que ele merece na presença da família e que não a desamparem.
_____________________________________

Aos nossos infantes:
_____________________________________

https://www.youtube.com/watch?v=fI0iOforwPE

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Melhor:
“………..Em sendo verdadeiro espero que o Urso tenha dado as honras aos tombados que eles merecem na presença das famílias e que não a desamparem.”

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Mas é melhor, do quê ser pego pelo ISIS.

Alexandre Samir Maziz
4 anos atrás

Acho que alguns por aqui deveriam respeitar mais gloriosa FEB ,o cara saiu do interior do Brasil ,enfrentou o clima que nunca tinha visto a neve , inventou a “gambiarra” de colocar forrar a galocha com feno seco, palha, ou mesmo pano evitando o pé de trincheira medida essa que foi copiada pelos aliados , enfrentou ao contrário que muitos dizem tropas alemãs bem treinadas que eram veteranas do front russo que ate lutaram em Stalingrado , tenho muito orgulho de ter vestido essa farda verde e ter participado de duas missões da ONU Timor Leste e Haiti , uma… Read more »

Soldat
4 anos atrás

Há um filme Brasileiro muito bom aconselho a vé-lo.

A estrada 47.

https://www.youtube.com/watch?v=c53Fz8-Mlo0

Alexandre Samir Maziz
4 anos atrás

Sim eu vi esse filme , acho que poderiam fazer uma série tipo um “Band of Brothers” dos nossos pracinhas , seria interessante mostrar desde a parte do recrutamento até os combates na Europa .Abraços !!!!

Christian
Christian
4 anos atrás

PArticipação da FEB – REvival!!! Parece que mais uma vez os fantasmas do passado nos assombram: Participação pífia x Sem a FEB a 2a. Guerra não teria acabado. Acho que já estamos distanciados historicamente para fazermos uma análise mais racional do momento. PArticipamos no fim da guerra, com um efetivo não tão significativo comparado com os outros aliados e ocupamos uma posição mais tática que estratégica. Estávamos mal preparados, mal equipados e não havia experiência de combate. Mas… se não estivéssemos lá – seguramente haveria deslocamento de tropas aliadas para aquele local diminuindo o efetivo em outra área tática ou… Read more »

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

E o pior,é quê foram endurecidos pelo combate,e depois a super tropa, foi relegada a quase nada .Brasil,quem não te conhece, compra!

Leonardo
Leonardo
4 anos atrás

Rogério Thees, falo com conhecimento de causa, mas pedi baixa porque preferi me sentir útil trabalhando em um setor produtivo..

Wilson Marcos Santos
Wilson Marcos Santos
4 anos atrás

Caro Roberto Santos 2 de abril de 2016 at 10:57,, Você precisa estudar mais sobre a 2ª Grande Guerra, antes de fazer comentários como estes. Os Soldados da Whermacht, as Forças Armadas Alemães durante a 2ª Grande Guerra eram soldados profissionais, e não podem ser confundidos com os integrantes da GESTAPO, da SS, ou mesmo das WAFEN SS, estas últimas sim, uma tropa ideológica do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores da Alemanha. Muito menos com os Grupos que agiam por trás das Linhas e que tinham por objetivo assassinar os judeus e os opositores políticos do Reich. Existem vários casos… Read more »

EParro
EParro
4 anos atrás

dieter91360 3 de abril de 2016 at 11:13

E você ainda esqueceu de dizer que a 148ª Divisão Alemã e mais os remanescentes da 90a Divisione Panzergrenadier (veterana Afrikakorps) renderam-se (+/- 15.000) à FEB!

Roberto Santos
Roberto Santos
4 anos atrás

Eita ! Minha gente com todo respeito a Vcs, francamente, admiro o espirito nacionalista mais o que falei foi a verdade. Claro que houve gestos de heroísmo e valor em combate de alguns militares brasileiros, o que falo na verdade é chegar na guerra quando tudo tava acabado, dependendo dos americanos, ainda teve um colega aqui que falou que se não fosse a FEB os alemães iriam abrir uma nova frente, outro que 15.000 veteranos do Afrikakorps se entregaram, kkkkkkkkk francamente. é muita ilusão, para não me alongar, se entregaram porque tavão morrendo de fome, sem comando, sem munição e… Read more »

EParro
EParro
4 anos atrás

Roberto Santos 5 de abril de 2016 at 21:38 Bem, recomendo reler o texto e observar que não foram 15.000 veteranos do Afrikakorps! E se se entregaram é porque o adversário lhe impôs tal situação. E tem mais, se fossem não! Parte deles eram veteranos do Afrikakorps (releia e entenda). E de onde você tirou que as batalhas foram fáceis? Alias, você teve oportunidade de conversar com algum ex-combatente da II Grande Guerra? Você, que foi fuzileiro, por algum acaso fez sequer um desembarque em território hostil (mesmo de brincadeira?). Você esteve na força do Canal de Suez, ou no… Read more »

Leonardo
Leonardo
4 anos atrás

Meu avô foi ex-combatente e ficou com diversos traumas, inclusive não podia ouvir determinados fogos de artifício que entrava em pânico, porque lembravam os sons de armas alemães. O Roberto Santos, com todo o respeito, não teria coragem de dizer na cara do meu avô que a participação do Brasil foi de terceira categoria, eu tenho certeza absoluta disso.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Essa parte da história brasileira, me fascina, justamente por isso,essa discórdia, sobre esse fato.Apenas vejo quê a FEB,não cumpriu,totalmente seu papel.Ficou faltando justamente,a cereja do bolo.O Brasil não foi importante, só pela participação no T.O europeu,mas também importante pela sua geografia.Só pela geografia, já se via, quê era melhor ter o Brasil, como amigo, do quê inimigo.Agora a cereja do bolo,é um assento permanente, no conselho da ONU,ocupação de algum lugar europeu e impor nossas vontades,sendo o maior país da América do sul, como fizeram os principais aliados,isso não fizemos,perdemos o bonde dá história, foi aí.E ainda hoje, estamos perdendo… Read more »

EParro
EParro
4 anos atrás

Renato de Mello Machado 7 de abril de 2016 at 12:38 Mas que atitude poderia ter, logo a FEB, neste contexto que você explana? Além daquele mais relevante do que sua própria participação na II Guerra Mundial, que foi, quando do retorno à pátria, exigir a renúncia do ditador de plantão! Que, de uma forma ou de outra, ocorreu, lembre-se disto. O que mais exigir da FEB? A exigência, ao fim e ao cabo, recai é sobre nós mesmo, o povo, que nunca reage e que nunca exige e pior teima sistematicamente e em qualquer oportunidade execrar seus próprios heróis.… Read more »

EParro
EParro
4 anos atrás

Leonardo 7 de abril de 2016 at 11:37

Pois é Leonardo, assim é o povo brasileiro.
Entretanto, nem todos somos assim.
Saudações, muitos agradecimentos e meu total respeito a seu avô!

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Quem sou eu ,meu caro EParro, para exigir algo da FEB. Só montei um cenário,perfeitamente possível de ter acontecido,e também nem ofendi,nem execrei, ninguém,se o fuzileiro pensa assim é com ele.E acho sim quê temos o direito, ao assento permanente na ONU sim, pois, eu me dou respeito,governos passam países ficam. FIM OK!

Marcio Ferreira
Marcio Ferreira
4 anos atrás

Algo a acrescentar:
Os últimos 8 meses da guerra houve mais baixas, em todas as frentes, que todo o período anterior.
Churchill em suas Memórias da Segunda Guerra Mundial avaliou que a frente italiana foi a pior de todas as frentes de batalha da segunda guerra.
A divisão alemã que se rendeu para a FEB estava com seu efetivo e dotação completa, não era uma unidade em frangalhos. O cerco desta divisão não impediu as demais operações da FEB, o que valeu elogios do Comando Norte-americano bem como dos Franceses, através do General Juin.

Bernardo R.
4 anos atrás

Cheguei tarde nessa matéria. Roberto do céu, não fale essas coisas sem ao menos ter uma boa carga de leitura sobre o tema. Falar por falar, uma opinião sem estar bem fundamentada é prato cheio para críticas, Nosso governo não era “em cima do muro”, apesar não gostar de Vargas, tenho que reconhecer que ele foi um gênio no período pré entrada brasileira na guerra. Fez um belo de um jogo duplo com americanos e alemães e ganhamos muito com isso. Não vou discorrer em exemplos, mas tivemos muito avanços tecnológicos e boas importações militares e civis dos dois lados.… Read more »