Home Forças Armadas Ágata: Mais de 11 mil militares e 33 agências governamentais atuam no...

Ágata: Mais de 11 mil militares e 33 agências governamentais atuam no combate ao crime nas fronteiras

3721
18

oiapoque_grande  op agata - min def

A 11ª edição da Operação Ágata, de combate ao crime transfronteiriço, conta com a participação de 11.244 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além da atuação de 450 profissionais de agências governamentais e órgãos federais, estaduais e municipais. O objetivo da Operação é combater delitos como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, imigração e garimpo ilegais, entre outros ilícitos.

Participam desse esforço a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Ibama, Funai, Receita Federal e órgãos de segurança dos estados das regiões de fronteira. No total, 33 agências governamentais, juntamente com o efetivo das Forças Armadas, realizam ações de fiscalização e inspeção nas estradas, patrulhamento terrestre, motorizado, fluvial e marítimo.

A Ágata 11 teve seu início nesta segunda-feira (13) e ocorre de Roraima ao Rio Grande do Sul, envolvendo os 16.886 quilômetros de fronteira, em 11 estados. A Operação interagências ocorre simultaneamente nas áreas dos Comandos Militares da Amazônia (CMA), sediado em Manaus (AM); do Oeste (CMO), localizado em Campo Grande (MS); e do Sul (CMS), em Porto Alegre (RS).

O teatro de operações da Ágata 11 engloba 710 municípios, sendo 122 limítrofes.

As últimas edições da Ágata precederam a realização de grandes eventos como a Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo, em 2014.

Na região Sul do País, por exemplo, foram realizadas no primeiro dia da Operação, 5.462 inspeções e vistorias em veículos e embarcações.

A Ágata também promove ações de cunho médico-social, intensificando a presença do Estado brasileiro nas regiões de fronteira
A Ágata também promove ações de cunho médico-social, intensificando a presença do Estado brasileiro nas regiões de fronteira
A Operação conta ainda com atendimento social à população, as chamadas ações cívico-sociais (Acisos) ao longo da faixa de fronteira. Somente nesta segunda-feira, já foram realizados mais de 430 atendimentos médicos, 292 serviços odontológicos, 1.727 atividades culturais, e a distribuição de 200 medicamentos.

Sobre a Operação Ágata

A Ágata é uma iniciativa de responsabilidade do Ministério da Defesa, sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). Todas as atividades são desempenhadas por militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além da participação de profissionais de agências governamentais. A Operação foi instituída por decreto, em 2011, no âmbito do Plano Estratégico de Fronteira (PEF).

A Ágata também promove ações de cunho médico-social, intensificando a presença do Estado brasileiro nas regiões de fronteira, as Acisos.

Em 2015, foram prestados 12,4 mil atendimentos em diversas especialidades médico-hospitalares e 16,6 mil odontológicas. Para a população mais carente dos municípios de fronteira foram distribuídos 226,3 mil medicamentos.

Estudo

Um estudo divulgado, em 2015, pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf), revelou uma relação direta entre a realização de operações nas fronteiras brasileiras e o aumento da arrecadação pública.

De acordo com o Idesf isto ocorre em função da redução na oferta de produtos contrabandeados, que por consequência estimula o consumo de artigos fabricados no Brasil ou aqueles importados legalmente.

Ainda segundo o Instituto, o país deixa de arrecadar em impostos nas regiões de fronteiras cerca de R$ 25 bilhões ao ano.

O estudo levou em consideração as oito edições da Operação Ágata, realizadas entre 2011 e 2014. O Instituto analisou as receitas de arrecadação relacionadas com os dois principais impostos que produzem efeitos sobre os produtos importados: o Imposto de Importação (II) e o Imposto de Produtos Industrializados (IPI).

FONTE: Ministério da Defesa

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
kfirCelsoBuenoBuenoCristiano.GR Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
jrrubronegro
Visitante

Deveríamos ter uma Ágata permanete, com a aquisiçao de mais drones, revitalizaçao da marinha de aguas fluviais, meios aéreos dedicados somente a proteçao de fronteiras, criaçao de uma agencia de inteligencia, nos moldes da CIA para monitorar e, até intervir militarmente para defender os nossos interesses. Pressionar os vizinhos corruptos e permissivos com meios políticos e economicos. Daí eu acordei!!!

Bueno
Visitante
Bueno
Celso
Visitante
Celso

Putzz…….esta divulgacao eh brincadeira……ja avisaram c tanta antecedencia o outro lado q nem precisa mais haver qualquer tipo de fiscalizacao……..esta operacao eh um pingo d agua no meio do deserto. Bandidagem de todos os tipos agradecem esta info e outras q constantemente vazam na midia……..esta operacao nao deveria ser esporadica e sim permanente…12 meses do ano ininterruptamente .Brasil, pais de cordeiros.

Lyw
Visitante
Lyw

Parabéns às Forças Armadas Brasileiras por manterem o cronograma de exercícios conjuntos, que já é pequeno.

Agora, quantos dias de comida a menos no rancho para a realização desta operação? Escolhas difíceis…

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Deviam fazer sem aviso do nada chegar e aumentar o efetivo, esse jeito de agir benefícia os bandidos

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Aí tem confrontos, baixas, Direitos Humanos… fazer omelete sem quebrar ovos.

kfir
Visitante
kfir

http://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/troca-de-militares-na-venezuela-preocupa-brasil/
Venezuela

Troca de militares na Venezuela preocupa Brasil

COLUNA DO ESTADÃO

País teme uma eventual crise interna entre os militares no território vizinho ou guerra civil branda

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Kfir
Esta notícia vale um tópico.
Se a Venefavela pegar fogo, será o caos no ConeSul.
Cuba, Equador e Bolívia vão intervir pra manter Maduro; os EUA vão intervir pra derrubá-lo.
China e Rússia podem se meter na defesa de seus interesses, a China em especial, que emprestou $$$ pra Venefavela a título de pagamento adiantado de petróleo.
O Brasil vai segurar um extintor, mas não vai faltar baldes de gasolina.

Alexandre Samir Maziz
Visitante

Bom dia na verdade essa operação Operação Ágata não teria que ser feita em caráter temporário , e sim uma coisa já como doutrina das Forças Armadas e Polícia Federal executando a rotina de patrulha e fiscalização de fronteira o ano todo 24 por dia com isso ia impactar gravemente no tráfico de drogas pois , ia diminuir seu “produto” para vender , a entrada de armas contrabandeadas também , com isso no fim nosso altos índices de violências nas cidades brasileiras iam cair pois estudo comprovam uns 70% dos crimes esta relacionados ao tráfico pois o cara para comprar… Read more »

Cristiano.GR
Visitante
Cristiano.GR

Nem li ainda, mas vou criticar primeiro e CHEIO de razão. Moro em cidade de fronteira do RS com o Uruguai e posso ver a operação na prática pessoalmente. O que os militares estão fazendo incluí, principalmente, a abordagem dos veículos na aduana brasileira exigindo documentação e revisando porta-malas e bolsas. O patrulhamento aéreo e fluvial nas fronteiras é importante, mas não adianta nada, repito, nada, pois se restringe a poucos passeios de barco pelo rio e pouquíssimos voôs de helicópteros nas fronteiras. Terça passou por aqui o UH-60 da Base de Santa Maria. Andaram umas 2 lanchas e 1… Read more »

Cristiano.GR
Visitante
Cristiano.GR

Bueno, agora vou ler a reportagem.

Bueno
Visitante
Bueno

Cristiano.GR 16 de junho de 2016 at 12:58 boa tarde.
Sua descrição é muito importante para nós que estamos no centro do Brasil e só vemos pelas propagandas que é mais politica do que Militar.
Algum resultado positivo fora a propaganda deve ter, não? é muita grana envolvida em um exercício deste

Bueno
Visitante
Bueno

OFF TOPC apaixonante este vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=U99hvpSlCrM

Bueno
Visitante
Bueno

Cristiano.GR olha ai , fronteira com o Paraguai
https://www.youtube.com/watch?v=IUhKEV2Zh70

Bueno
Visitante
Bueno

Ta tranquilão a fronteira kkk, g1 disse que um empresário foi moro, só não falou o ramo.

http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2016/06/pensei-que-era-fim-do-mundo-fala-testemunha-de-execucao-no-paraguai.html

Celso
Visitante
Celso

Prezado Cristiano GR, vou fazer um reparo em seu comentario q no geral esta corretissimo. Pergunte a qualquer servidor da PF ou da RF se mesmo c seus salarios acima da media do povao ( professores universitarios inclusos) se querem ir para qualquer posto de fronteira a oeste…….duvido q vc ache hum pelo menos…..na verdade quase q sao obrigados e mesmo assim sao tao poucos q vale ate uma piada. Pergunte ao recens concursados se querem ficar em Cumbica, Galeao, Brasilia, etc…ou no porto de Santos, Rio, Paranagua,…….eh obvio q todos querem, o risco eh menor e todos sabem quao… Read more »

Cristiano.GR
Visitante
Cristiano.GR

Este gasto todo desta operação deixa apenas como ganho a experiência para os militares envolvidos, mas lembrando que os EVs envolvidos serão dispensados na 1ª baixa, então um treinamento muito melhor seria uma operação de campo, talvez até mesmo combatendo o narcotráfico e o abigeato ou garimpos ilegais e corte de florestas. Esta operação fiquei sabendo que ocorreria 1 semana antes e, acreditem, por uma uruguaia. Então, sendo assim, qual a serventia de tanto aparato envolvido se não vão pegar nada e nem ninguém, só estão atrapalhando o comércio e a economia dos municípios onde estão plantados nas aduanas. E… Read more »

kfir
Visitante
kfir

Off eu comprei no largo do machado comida Árabe de uma pessoa que se dizia judeu, e eu pensei ser sírio, e vi outro que se dizia brasileiro, sentado num restaurante que me informou que há na região uma sala para reuniões religiosas islâmicas… sendo que já há uma mesquita na zona sul….quem é carioca sabe que o confere é fundamental… http://oglobo.globo.com/rio/terroristas-criam-canal-em-portugues-preocupam-abin-19524277?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo Terroristas criam canal em português e preocupam Abin Extremistas do Estado Islâmico trocam mensagens em grupo de aplicativo para celular POR VERA ARAÚJO 16/06/2016 19:29 / atualizado 17/06/2016 9:55 Reunião do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, em… Read more »