Home Exército Brasileiro Exército usa equipamento de última geração no combate ao crime organizado

Exército usa equipamento de última geração no combate ao crime organizado

6245
27

Binoculos AEL no EB

O equipamento foi usado em uma demonstração operacional pelas tropas da 17ª Brigada de Infantaria de Selva de Porto Velho, com sistemas eletro-ópticos Coral CR e Mini Coral fornecidos pela AEL, ambos já entregues ao Sisfron. Clique na foto para assistir ao vídeo da reportagem do G1.

27
Deixe um comentário

avatar
27 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
RatusNatusColombelliJPzorannnCarlos Campos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Lógico que usa… não libera às Polícias tal aquisição.

Artur
Visitante
Artur

É, essa forma de pensar ainda é muito arcaica. Deveríamos sim liberar

João Augusto
Visitante
João Augusto

90 mil dólares um troço desse que não deve pesar nem 20kg…
Parabéns aos desenvolvedores.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

OFF – reportagem da GloboNews sobre falhas das armas fornecidas a policiais.

http://glo.bo/28Tu4uL

Farias Cardoso
Visitante

O exército se transformando em uma mera “guarda pretoriana” como queria o FHC. Quem tem que combater crime são as polícias, no caso a PF. O papel das FA é a defesa da Pátria contra agressão estrangeiras. Não cabe interpretar as funções constitucionais das FA extensivamente,

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Ué, e nos morros e favelas do Rio de janeiro? Tá usando o que? Lá o narco-terrorismo e toda a criminalidade que gravita em torno dele está fazendo do Brasileiro trabalhador e empreendedor vitimas diárias. A atuação do EB e CFN nessas áreas é idêntica as que os Americanos enfrentaram na insurreição no Iraque e Israelenses na entifada.

JT
Visitante
JT

“Delfim Sobreira 23 de junho de 2016 at 21:40
OFF – reportagem da GloboNews sobre falhas das armas fornecidas a policiais.”

Caro Delfim, é com muita satisfação que finalmente vejo os problemas da Taurus tendo a devida atenção.

Espero que o COLOG cumpra a promessa de limitar a restrição de importação somente aos itens estratégicos. Tá difícil somente com a porcaria da Taurus, IMBEL com meses de espera e Glock à R$ 10.000.

Alexandre Samir Maziz
Visitante

Bom dia concordo com o Daguerra , o Rio vive num estado paralelo , os traficantes usam fuzis como ak-47 , Fal , Ar-15 , tem granadas , ( ou seja armamento de guerra) .Nesse caso é justo colocar as forças armadas para combater o crime organizado mesmo , não fazendo o papel de polícia nos morros cariocas , mas sim na fronteira controlando o que entra e sai ,com isso vai diminuir a entrada de droga e armas para o crime , com isso a violência diminui .

M. Silva
Visitante
M. Silva

A defesa da pátria também inclui defesa contra agressões internas, financiadas ou apoiadas, parcial ou totalmente, por agressores estrangeiros (“guerra por procuração”). – Toda vez que alguém não quer que a lei cumpra sua função, há com esse papo de “não cabe interpretar funções constitucionais das FA extensivamente”. Só um Supremo Tribunal de Frescura para dizer essa asneira. – Não se trata de ampliar o que a lei delimita. Trata-se de incluir atos de guerra como narcoguerrilha, narcoterrorismo, terrorismo comum, guerrilha comum, insurgências armadas, etc. São casos de usos de equipamentos bélicos contra a população e contra instituições / autoridades… Read more »

Hawk
Visitante
Hawk

Concordo com todo mundo, mas Farias Cardoso tem razão: tanto o FHC quanto o Lula e a Dilma conseguiram reduzir o exército a isso. O resultado dessa “birra revanchista” pode ser caro nos próximos anos do jeito que o mundo anda instável.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Alexandre, no caso do Rio, eu sou carioca, a meu ver é político. Todo mundo sabe onde estão os traficantes, como agem, etc. Vide que sabiam que haveria o resgate do traficante do Hospital Souza Aguiar. O trafico aqui move rios de dinheiro. Tem muita gente comendo neste prato, Executivo, Judiciário, Legislativo, Políciais, Juízes, Deputados, Vereadores, há quem interessa acabar com esta fonte de recursos??? Tentaram com a UPP mas, não deu certo. Enquanto houver consumo, vai haver tráfico. Enquanto tratar o usuário como doente, dependente e não como criminoso, pois o seu vicio move toda a engrenagem, não vamos… Read more »

Trollbuster
Visitante
Trollbuster

Delfim, nas solicitações de propostas para o novo R105 eu sugeri ao EB liberar NVG até 2ª Geração.

Que fiquem restritos as FFAA e a quem eles considerarem dignos os de Ger3 para cima.

Vocês reclamaram da onça e ninguém falar nada..

Muito pior achei deixarem em branco o novo R105 que interfere diretamente no nosso dia a dia e no mercado de defesa.

bosco123
Visitante

“Equipamentos de última geração” que já estão sendo utilizados no Primeiro Mundo há 40 anos.

Marcos
Visitante
Marcos

A melhor coisa para combater a criminalidade é legislação dura.
E para combater o PCC e o CV será necessário declarar guerra de fato e de direito.
Infelizmente grupos, esses sim, de entreguistas, ficam defendendo bandidos.
Vejam o caso dos menores que roubaram um carro em SP, atiraram nos policiais e, um acabou morto, o outro, vejam só, está sob proteção. É a completa inversão de valores. Uns dizem: uma “criança” não teriam acesso a armas. Não? O moleque estava DIRIGINDO um carro. Na idade dele a única coisa que eu dirigia era minha bicicleta.

bosco123
Visitante

Quando os índices de criminalidade aumentaram o Estado Brasileiro em peso divulgou a tática de não reagir. Essa tática claramente não deu certo. É hora de mudar. Agora o cidadão tem que ser estimulado a se defender. A entrar em cursos de defesa pessoal, de tiro, etc. O cidadão deve se organizar de modo a um cobrir o outro. É inaceitável que em plena rua movimentada ou em estacionamentos o cidadão seja violentado. Tentou-se a paz e a tolerância, agora é apelar pra guerra. Também não deu certo o estatuto da criança e do adolescente. Ele foi pensado para proteger… Read more »

Trollbuster
Visitante
Trollbuster

O ECA não é ruim,,,Ele só precisa ser modernizado.

Lugar de menor infrator é na FEBEM
Lugar de menor criminoso é na cadeia.

Não da para julgar o moleque que bate uma carteira pela primeira vez, da mesma maneira que se julga um adolescente assassino e estuprador.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

As Polícias não direito à aquisição de simples googles IR. mas os marginais tem, e agora seus locais seguros : as florestas urbanas do Rio. E ainda recrutam desengajados do serviço militar, cortesia da conscrição obrigatória. Militares não são adestrados para combater criminosos assim como Policiais não são apropriados para combater invasores externos. São esferas diferentes da Segurança de um Estado. Usar soldados imberbes com fuzis automáticos em centros urbanos é flertar com tragédias. Bandidos compram armas porque tem dinheiro, que é fornecido pelos usuários. Cria-se uma diatribe “usuário bonzinho – traficante malvado” que é irreal. Ou se criminaliza o… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Trollbuster
.
Li o R-105 e portarias diversas e não achei nada de errado nele, até o contrário. Sempre interferiu no mercado civil de armas.
E agora Policiais que estão em alta; até então atiradores e colecionadores tinham as benesses do DFPC, em uma completa inversão de valores, Policiais sendo preteridos em aquisição de armas usadas em desporto ou colecionismo. Isto gerava um misto de inveja e decepção.

EParro
Visitante
EParro

Sou simplesmente contra qualquer “tutela do estado”, seja ela antecipada ou não. As lei regulam a sociedade e isto deve ser bastante e suficiente. Agora, o Estado vir e te dizer “isto aqui é proibido para você, porque eu não quero e não deixo”, jamais concordarei.

Trollbuster
Visitante
Trollbuster

Eu vejo a PC do RJ com mais facilidade em conseguir armas que a PCSP..

O que me incomoda mais é o EB impor as armas e equipamento nacionais aos policiais.

Se o EB quer fazer política industrial que faça para as FFAA que não vêem combate mesmo.

Agora impor este monte de lixos aos policiais é assumir co-autoria nas mortes deles.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Trollbuster . Apenas na DHBF onde trabalho tem AR-15, HK-G3, FAL, AK-47, MP5 e 12. E o CORE usa Bushmaster AR-10 7,62. Até que aqui no RJ o EB tem dado apoio, a questão de SP é que caiu nas garras do socialismo fabiano (PSDB) que tem nojinho de confronto. . O caso da Taurus ( a PT 24/7 que dispara apenas chacoalhando é ridículo e trágico) é mais infamante ainda já que as armas destinadas ao mercado americano funcionam direitinho. Agora, as .380 trabalham bem. Trabalho com 2 PT .380, 11 carregadores, 174 cartuchos de pistola. Ufa ! Já… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Mas há também 2 fatores : munição e manutenção.
.
Aqui é CBC ou CBC, e já houve casos de dar pane nos M-16 pois ela vinha regulada pra munição SS109, a CBC forneceu .223 comercial e o cano mais curto só piorou a questão.
Manutenção é só lubrificar mensalmente, limpar e lubrificar sempre que usar, quando estiver parada esvaziar os carregadores e trocar a munição com um ano.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Farias Cardoso
FHC começou e ParTido terminou com EB, a Marinha nem sei se existe, e ainda vc fica defendendo essa escória, vc é um entreguista

zorannn
Visitante

Olá a todos! . Eu discordo de boa parte de vocês. Essa mania de colocar neste ou naquele governo a culpa das FAs estarem na situação que se encontram, não tem nada haver com a realidade. . Os orçamentos militares vem sendo aumentados ano a ano (pelo menos até 2015) com ganhos reais sobre a inflação. Desde que passamos a ter governos civis isto vem ocorrendo. Podem pesquisar, todos os orçamentos de Defesa desde 1986, são todos, sem excessão, maiores que o orçamento do ano anterior em valor real. Portanto , não existe esta conversa de que os orçamentos militares… Read more »

JP
Visitante
JP

Delfim pode pegar a 940 sem medo, ela não falha, o problema é que a munição que usamos na Pcerj, cooper bullet é mais leve que a utilizado para fabricação da mira fixa. Ou seja o ponto de impacto émais baixo

Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

Zorann, embora off topic foi bom tu ter falado do ECA. Eu fui juiz da infância e juventude em Erechim-RS e tive oportunidade de vivenciar toda frustração da injustiça e ineficiência deste diploma. So pra ilustrar, em 2008 julguei dois elementos de 17 anos que mataram a sangue frio e pelas costas uma cabeleireira que trabalhava e o motivo deles foi roubar R$ 50,00. Um deles ameaçou visivelmente o outro que estava apavorado na hora de depor. Condenados a “sanção” máxima que é interação por “até” três anos, ficaram seis meses na FASE em Passo Fundo. Isso o que custou… Read more »

RatusNatus
Visitante
RatusNatus

Exército combatendo crime???? MAs que notícia curiosa….

Já já alguém vai perguntar, pra que temos Exército mesmo?
Pergunte pro Serra o que ele acha!