Home Indústria de Defesa Brasil pode comprar 1.464 veículos LMV da Iveco

Brasil pode comprar 1.464 veículos LMV da Iveco

15389
42

LMV Iveco

Por Victor Barreira, Istanbul

O Exército Brasileiro espera comprar 1.464 veículos LMV da Iveco para o seu projeto de Viatura Blindada Multitarefa Leve de Rodas (VBM-LR), disse uma fonte ao IHS Jane’s.

O plano original previa a aquisição inicial de 32 veículos seguidos de mais 154, dois lotes de 77 cada. A aquisição inclui várias versões do LMV. O projeto da Iveco foi escolhido em abril, no lugar do Tupi da Avibras e Renault Trucks Defense.

A fonte disse que 389 LMVs serão equipados com a estação de armas remota REMAX (Reparo de Metralhadora Automatizado X) da ARES Elbit Systems, e os veículos restantes vão receber uma estação de arma tripulada protegida.

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
olavo nunes da silva
olavo nunes da silva
3 anos atrás

Mais um sonho do EB ,vários projetos parados por falta de recursos não vejo isso viável nos próximos 10 anos.

Baschera
Baschera
3 anos atrás

1.464 veículos….. 🙂

A IVECO pôs sua linha de montagem do Guarani no vinagre depois de meia dúzia de unidades entregues…

Vão ter que investir muito em vinagre em futuro próximo…..

Sds.

BRUNO BOMFIM PEREIRA
BRUNO BOMFIM PEREIRA
3 anos atrás

Colegas e os Marruá? Descartados desse novo processo de compras? Sabem o motivo?

Bueno
Bueno
3 anos atrás

Otimista, serão bem vindos. Veja o que aconteceu com Kirpi Turco.
https://www.youtube.com/watch?v=578QUM35duA

Bueno
Bueno
3 anos atrás

Estou otimista. Se a guarda nacional estivesse com um deste no que entrou errado na favela do João não teria perdido um Militar. Só se colocasse um explosivos improvisados como fizeram com o “Kirpi” Turco ai não sobraria nem plaquinha da IVECO
https://www.youtube.com/watch?v=578QUM35duA

kfir
kfir
3 anos atrás

OFF
ESTÃO preparando manifestações para o 7 de Setembro.O pt pretende usar os black bloks e o MST na data…

só pegar os caras antes…

http://www.oantagonista.com/posts/como-pode

Brasil 01.09.16 14:13

Alexandre Conceição, coordenador nacional do MST, fala em “atos com sangue nos olhos” e “manifestações que vão incendiar o país”.

E indica uma data em especial: 7 de setembro.

Como pode estar solto?

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Reginaldo Jose da Silva Bacchi
3 anos atrás

Como é que um correspondente estrangeiro, localizado em Istambul, consegue sistematicamente dar noticias sobre o que o exercito brasileiro vai fazer, e os jornalistas brasileiros não o fazem?
Incompetencia dos jornalistas brasileiros?
O EB se recusa a dar noticias aos jornalistas brasileiros?
Eu faço esta pergunta ao Forte: como se explica isto? Por favor!

Leandro
Leandro
3 anos atrás

É certo que o dinheiro para o EB está curto, também não sei como estaria a linha de produção para este veículo na IVECO – Brasil, porém uma coisa é certa, este veículo é bem mais barato que o Guarani. Se o dinheiro não dá para comprar Guaranis, talvez possa comprar os LMVs.

Colombelli
Colombelli
3 anos atrás

nem o Guarani esta andando. Trata-se de uma “fantasia”.

Renato
Renato
3 anos atrás

Parabéns Bacchi. Mais uma brilhante intervenção tua. Aliás, como de hábito.

Sistematicamente encontramos notícias reais sobre nossas forças armadas divulgadas primeiramente por agências estrangeiras.

Bardini
3 anos atrás

Esses números casam com a quantidade de torretas da Plasan que a Janes divulgou estarem sendo encomendadas.
.
Se concretizarem a comprar será uma baita notícia mas, depois das promessas de 2044 Guaranis…

Carlos Crispim
Carlos Crispim
3 anos atrás

Essa notícia não passa de uma quimera, como tantas centenas de outras, “Nunca antes na História desse país…”

Matheus
Matheus
3 anos atrás

O que houve com os Guaranis? Depois das 200° unidade nunca mais ouvi falar de outras entregas.

Ainda estão sendo fabricados os proximos lotes?

——————————————————————————

Não é porque houve corte nos gastos que as forças não tem dinheiro para investir em equipamento.

Marcelo Silveira
Marcelo Silveira
3 anos atrás

Toda vez que leio qualquer artigo em relação a esse veiculo da Iveco, não consigo me conformar com o descarte do Renault/Avibrás Tupi.
Era meu favorito, tinha um perfil agressivo DNA militar já “nasceu com coturno”.

Antonio Carlos Jr Zamith
3 anos atrás

EB devia ter aceito do da Avibrás. Iveco já vende o Guarani

Jakson de Almeida
Jakson de Almeida
3 anos atrás

1500 veículos!!!!!!!!!!!!E porque não comprar de uma fabricante brasileira?????????????FAÇA NO BRASIL.

Bardini
3 anos atrás

A IVECO é uma fabricante Brasileira…

adimindik
3 anos atrás

estes manifestantes vão morre de fome só faze não autorizar reportagem sobre manifestações isto acaba o PT acabou não existe mais no Brasil nunca mais vai volta amigos

Caio Romão
Caio Romão
3 anos atrás

Não sejam ingênuos… O anúncio da compra desses veículos não deve ser desacreditado pelo não cumprimento da promessa do guru dos alambiques de comprar 2 mil guaranis, mas justamente ao contrário.
.
Esses aí vão vir no lugar dos Guaranis.
Tá na cara que o exército não pode (e não precisa) de 2 mil guaranis que, em caso de conflito, ainda precisariam de blindagem adicional, já que só suportam tiros de munição 7.62.
Já que os temos são esses, melhor ficar nos LMV mesmo.

Caio Romão
Caio Romão
3 anos atrás

Antonio Carlos Jr Zamith 1 de setembro de 2016 at 21:51
EB devia ter aceito do da Avibrás. Iveco já vende o Guarani
……………
Mas acontece, Antonio, que o EB precisa fazer uma compra na IVECO como contrapartida e “pedido de desculpas” pela quebra no contrato ufanista (assinado pelo 9 fingers) dos 2 mil guaranis, que mais cedo ou mais tarde sairá.
.
Entendeu a jogada ?

_RR_
_RR_
3 anos atrás

Caio Romão ( 2 de setembro de 2016 at 4:34 ),
.
Essencialmente, um não cumpre a função do outro… Precisa-se tanto do Guarani quanto do LMV.
.
O mínimo do mínimo, que penso que se pode considerar aceitável para o EB, é uma aquisição de mais ou menos um pra um em relação a quantidade original do Urutu ( uns 400 veículos ) e um pra um para a variante de reconhecimento ( a ser desenvolvida ) em relação ao Cascavel ( mais 400 veículos ).

mauricio matos
3 anos atrás

A conta poder ser o seguinte dos 2044 Guaranis o EB viu que não vai conseguir chegar a esse número compram 1464 LMV e produzem somente 580 veículos da família Guarani fecha a conta de 2044 veículos.

Antonio Carlos Jr Zamith
3 anos atrás

Caio Romão! esse eu não sabia. Calote na IVECo sim e não que essa compra era para compensar sem ter verba para tal

Bardini
3 anos atrás

Quanta teoria maluca.

Juarez
Juarez
3 anos atrás

O EB não vai conseguir concretizar nem os 32 da concorrência porque não tem din din, 1500 só rindo mesmo.

G abraco

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
3 anos atrás

“Bardini 2 de setembro de 2016 at 13:14
Quanta teoria maluca.”
.
Não é ? Ta difícil…

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Reginaldo Jose da Silva Bacchi
3 anos atrás

Caio Romão 2 de setembro de 2016 as 4:34 “… Tá na cara que o exército não pode (e não precisa) de 2 mil guaranis que, em caso de conflito, ainda precisariam de blindagem adicional, já que só suportam tiros de munição 7.62. …”. Coisa prevista na especificação original feita pelo EB: Portaria Nº 004-EME, de 20 de Janeiro de 2011 Aprova os Requisitos Operacionais Básicos (ROB) nº 01/11, Viatura Blindada Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP – MR) 48) Possuir blindagem básica que ofereça proteção em toda a viatura, exceto o sistema de armas, à penetração de… Read more »

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Reginaldo Jose da Silva Bacchi
3 anos atrás

Galante e Renato, muito obrigado pelas mensagens.

Wagner
Wagner
3 anos atrás

Pessoal, chega dessas malditas neuras de PT….
Já encheu…
Vejo o blog desde 2009 , sempre o mesmo papo…

David
David
3 anos atrás

Povo fala muito mas nao vonhece nada do Guarani VBTP-MR infelizmente é assim!!!

augusto
augusto
3 anos atrás

Gostaria de saber qual(s) unidades esses LMVs irão equipar só as brigadas de infantaria mecanizada? ou irão tbm equipar as brigadas de infantaria leve, paraquedista e aeromóvel ? irão substituir os marruas nas brigadas e regimentos de cav mec ?

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Reginaldo Jose da Silva Bacchi
3 anos atrás

Augusto: com certeza irão mobiliar as unidades de infantaria mecanizada e de cavalaria mecanizada.

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Reginaldo Jose da Silva Bacchi
3 anos atrás

Em adição a minha mensagem de 2 de setembro de 2016 as 19:48 endereçada a Caio Romão, gostaria de acrescentar que o Guarani já fez testes de flutuação com as blindagens adicionais instaladas.
Ou seja: já existem blindagens adicionais homologadas para uso no VBTP-MR 6X6 Guarani.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
3 anos atrás

Aquisição excelente pra Polícias estaduais, em operações que não necessitem de blindados do porte de Mavericks ou Guarders.
Uma torreta REMAX com armas de calibre menos transfixante, como uma Minimi que em vez do 5,56 disparasse outros calibres, como o 9×39 russo, o 6,8spc ou o .300BO, mais adequados a TO urbano.

ScudB
ScudB
3 anos atrás

Amigo Reginalgo e colegas!
Que calibre de mina é esse que nem 82 nem 100mm para chegar para 6 quilos?Onde é que pode ser encontrado tal calibre HOJE no teatro de AL?
Outra: protejer de .50 de 100m? Iveco?Esse dai?Serio?..
Um abraço!

Juarez
Juarez
3 anos atrás

Esta noticia não tem confirmação dentro do EB.

G abraço

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
3 anos atrás

A grana vai cair do céu Juarez, relaxa !
G Abraço

romário
romário
3 anos atrás

Acredito que não vão comprar nada. KKKKKKKK. Quem nos protegerá? Chapolim verde amarelo.

José soares
José soares
3 anos atrás

Tendo em vista que até agora o EB tenha recebida pouco mais de 260 unidades do blindado 6×6 Guarani, acho que vá demorar a chegar a sequer um numero próximo deste que falam, mas que umas duzias para as missões de paz acho bem provável, de qualquer maneira já é melhor que a lata misturada com plastico que é a viatura marruá.

Laerte Marcelli
Laerte Marcelli
2 anos atrás

Quanta desinformação, Guarani continua sendo produzido sem nenhum problema é o Lince da Iveco tem outro propósito de utilização, totalmente diferente, um não tem nada haver com outro.