Home Divulgação Palestra ‘Os desafios da Segurança Pública no Brasil e a situação no...

Palestra ‘Os desafios da Segurança Pública no Brasil e a situação no Rio de Janeiro’

1725
27

Clube Militar – Sede Central

A palestra “Os desafios da Segurança Pública no Brasil e a situação no Rio de Janeiro”, ministrada pelo Gen Div Carlos Alberto dos Santos Cruz, tem por objetivo maior nos situar no contexto da Segurança Pública valendo-se da maior autoridade nacional no assunto.

Neste cenário tem destaque a situação vivida pela cidade e mesmo o Estado do Rio de Janeiro.

  • A palestra será aberta ao público.
  • 25 de outubro – 4ª feira
  • De 14h às 17h
  • Salão Nobre – 5º andar – Sede Central

Curta, comente, compartilhe!
@clubemilitarbr
#ClubeMilitar #CMil #SedeCentral #palestra #SeurançaPública

27
Deixe um comentário

avatar
27 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
CarvalhoCarlos Alberto SoaresRinaldo NeryTalissonDaniel Sampaio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Imagine um Delegado de Polícia fazendo palestra sobre Segurança Externa. Enfim…

FELIPE MORAIS
Visitante
FELIPE MORAIS

kkkkkkkkkkk Pois é. Mas, por mais que seja um General do exército, trata-se do Secretário Nacional de Segurança Pública, ao qual compete: “Art. 16. À Secretaria Nacional de Segurança Pública compete assessorar o Ministro de Estado da Justiça na definição e implementação da política nacional de segurança pública, e, em todo o território nacional, acompanhar as atividades dos órgãos responsáveis pela segurança pública, por meio das seguintes ações: I – apoiar a modernização do aparelho policial do País; II – ampliar o sistema nacional de informações de justiça e segurança pública (INFOSEG); III – efetivar o intercâmbio de experiências técnicas… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Os problemas são relativos a :
– efetivo. Deveria ser de 82.000 policiais, considerando a população do Estado (16,400 milhões censo 2010) e a proporção ideal de 1 policial para cada 200 habitantes ;
– salário. O 13salario de 2016 não foi pago, há extras atrasados também, e o acordo com o GF congelou reajustes, promoções e triênios ;
– recursos. Falta de viaturas, computadores e diversos.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

O incremento policial esbarra em obstáculos ideológicos tanto à esquerda quanto à direita :
– a esquerda odeia a Polícia “excludente opressora reaça protetora da elite”.
– a direita pós-moderna deseja a diminuição do Estado, visando menos intervenção e impostos.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Delfim Sobreira 19 de outubro de 2017 at 17:38
Não na área de segurança, você está interpretando errado a ideia de “Estado menos”…algumas áreas são fundamentais, entre elas a segurança pública. Uma coisa é Bolsa família, Lei Rouanet, BNDES, 40 mil cargos comissionados na esfera federal, gastos bilionários com mídia estatal etc…outra coisa são as áreas essenciais do Estado.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

E aí surge a militarização da Segurança Pública, a partir da criação do conceito de GLO.
O mais surpreendente é que tal nasceu de uma idéia de esquerda, pois a GLO foi criada por Luís Inácio e aperfeiçoada por Dona Dilma.
Muito simples : centraliza-se, integra-se e militariza-se a Segurança Pública, ao mesmo tempo que as FAs são “melancizadas”, assim se “venezuelando” toda a estrutura de Segurança, interna e externa.
Por sorte a “casa caiu”, mas a falta de “posse comitatum”, a irresponsabilidade política e a manutenção de uma estrutura centralizada de Segurança Pública permanecem.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Ivan BC
Já li textos sobre privatização da Justiça e da Polícia.

Bruno
Visitante
Bruno

O Rio de Janeiro é o Brasil de amanhã, em 10 anos todo o Brasil será como o RJ, o tempo mostrará!

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Deveriam privatizar a Polícia Ostensiva da PM.

Policiamento Ostensivo até um recruta analfabeto do EB faz.

Deixava pro estado só uma força tática boa para locais de risco e uma Polícia Judiciária bacana.

Esbarra no corporativismo, um Soldado da PM-DF ganha quase 10k por mês pra fazer um serviço que qualquer Jão faz.

Agnelo
Visitante
Agnelo

Delfim Sobreira 19 de outubro de 2017 at 17:52
Neste ponto vc está equivocado.
O GLO é previsto faz tempo.
O emprego das FFAA quando os OSP sucumbem de alguma forma é previsto em tudo quanto é lugar.
EUA emprega a Guarda Nacional (q faz parte do Exército) pra conter grandes problemas. Em 1992, empregou os MArines em Los Angeles. O RU empregou na Irlanda e a França está cheia de milico na rua faz tempo.
Só pra exemplificar.
Eu estava na AMAN até 99 e já aprendia o emprego em GLO, q está no texto constitucional, mas se raciocinando sempre com estado de exceção.
Sds

FELIPE MORAIS
Visitante
FELIPE MORAIS

Sub Urbano, desculpe minha ignorância, mas você poderia nos demonstrar um caso de sucesso ou algum estudo que demonstrem a viabilidade de passar a parte ostensiva para a iniciativa privada? Como seria o regime jurídico? CLT? E o PM privatizado que prende o filho maconheiro do desembargador? E o PM privatizado que vai averiguar o chamado de agressão do dono do maior supermercado da cidade contra sua esposa? E o PM privatizado que tenta autuar o promotor de justiça alcoolizado no volante? E se o tráfico compra o dono da empresa privada que está prestando o serviço de ronda ostensiva?… Read more »

FELIPE MORAIS
Visitante
FELIPE MORAIS

“Soldado da PM-DF ganha quase 10k por mês”.

Curto e grosso: ganha não!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Agnelo.
.
Por isso que as FAs são feitas de gato e sapato. Porquê a CF prevê e as FAs se prendem.
O Governador pede socorro, GLO vai, se der certo o Goveenador declara que o mérito é dele, se der errado a culpa é da GLO.
Entra “operação”, sai “operação”, tudo continua igual.
A questão da criminalidade é multifacetada. Inclui população, desigualdade, desemprego, densidade demográfica, educação tanto escolar quanto familiar, enfim vários fatores além da atividade criminal.

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Segurança pública são com as forças auxiliares. PMs(ostensiva) e Polícia civil, (judiciária). A culpa esta nos governos estaduais com respectivos governadores incompetentes que se elegeram por conta da ignorância de uma maioria da população que não valoriza Educação, Saúde e muito menos Segurança. População que adora ver final de novela depreciativa com os valores desvirtuados onde vilão é sempre policial e mocinhos são traficantes, malandros e tudo que não presta. Cito apenas o período anterior como exemplo. E ainda querem chamar Forças Armadas cujo empenho em se manterem como forças de dissuasão já é um calvário? Melhorem a vida social… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Bom dia Delfim
É isso q sempre falo. O problema não é só militar. Todas as expressões do poder nacional devem atuar. Mas as FFAA tem sua parcela de emprego, se for decretado o estado de exceção.
Quanto aos louros, o EB não está preocupado com isso. Os louros são do Brasil.
A população sabe quem faz a diferença. E sabe q a parte militar fez seu serviço, e os governos deixaram de lado.
Quanto aos OSP. Enquanto não se estruturarem pra ficar o mais independente possível de políticos, vão continuar de mal a pior.

Daniel Sampaio
Visitante
Daniel Sampaio

Existe contexto para o emprego das FFAA. Eu achei absolutamente adequado, em 2010, quando as FFAA apoiaram as forças estaduais na ocupação do Complexo do Alemão, que é uma região que de fato as forças de segurança pública não tem condições de dominar sem correr o risco de entrar em combate esganiçado nas vielas da comunidade. Aí é completamente válido apelar ao poder dissuasório das FFAA, para mostrar ao crime a superioridade de meios e de capacidade do Estado. Agora usar o EB para fazer trabalho de PM, policiamento ostensivo, isso não existe. FN fazendo patrulhamento na praia de Copacabana… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Daniel Sampaio 20 de outubro de 2017 at 9:52
Concordo

Talisson
Visitante
Talisson

“Seg Publica é questão de PM e PC”.
Mas se quase 80% do dinheiro fica em Brasilia, como se faz? Os governos estaduais, além de não se importarem com a Seg Publica, ou estão falidos ou semi falidos. Sou mais as ações da PRF, pegando droga e armas tipo bixo, do que esses apoios do EB (e MB) em praias turísticas.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Efetivo da PMRJ tem que ser 82 mil homens? Então por que o da FAB tem que ser menos de 70 mil, como o paisanal vive chorando aqui e no Aéreo? ZORAM, explica aí!

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Sr. Talison o problema está na incompetência(para não dizer outro nome dos governos estaduais que não sabem administrar através de seus respectivos gestores a coisa pública por eles entregues através das eleições. Dinheiro que foi surrupiado ao longo dos anos e anos de administrações espúrias e leis que beneficiaram apenas os meliantes impedindo as polícias de agirem. Estas inclusive tendo como algozes MP, DH e porque não dizer o Comando a mando do Executivo. Décadas de declínio. Como o CEL Nery comentou 82mil homens só na PM do RJ fora a Civil. Só digo que o salário de um CEL… Read more »

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Errata”…e ainda querem diminuir o efetivo destas?…”abraços a todos.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Pois é, Sérgio. Incoerência total no raciocínio de alguns. A PM do estado do caboclo tem que ter efetivo, mas as FFAA tem muita gente… Absurdo total que qualquer PM de qualquer estado tenha efetivo superior a qualquer Força Armada.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Chamem MacGyver, o Batman, Capitão América ….
Estivesse no RJ eu iria !

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Estado Brasileiro falido (Os 3 Poderes podres), estados falidos, queriam o quê ?
Com os Mike e Charlies tudo normal ?
Eu desta época, esta série era uma das minhas preferidas:
https://www.youtube.com/watch?v=BNvTaWDGN-o

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Cel Nery o efetivo total senão me engano das Forças Armadas são de 280 a 300 mil homens para tod território nacional. fazendo uma comparação esdrúxula: o PM precisa de viatura para perseguição, atender chamadas de emergências. Ora viaturas precisam de manutenção, mecânicos, auxiliares , além de compra de alguma peça, mais local para manter a viatura, garagens e ainda para comprar peças necessita do setor administrativo, daí para o setor financeiro, etc. Imaginemos então aeronaves(caças, cargueiros, patrulha, aeronaves de asas rotativas, transporte para peças, manutenção, mecânicos, auxiliares. precisa de gente, pois não é fácil. Imaginemos então a MB e… Read more »

Carvalho
Visitante
Carvalho

Como conseguimos o conteúdo da palestra?

Carvalho
Visitante
Carvalho

Prezados, Após assistir a gloriosa vitória do Colorado em Criciúma, em direção à série A, quero fazer um comentário a respeito das várias observações contrárias ao posicionamentos de tropas do EB ou Fuzileiros em Ipanema, na Lapa ou outros locais de “maior visibilidade”. Acredito que uma das mais fascinantes funções de um comandante de tropa é a disposição de suas frações no terreno. É possível que As tropas em Ipanema ou na Lapa possam estar cumprindo várias funções, tais como compor uma reserva para apoio à diversas outras grupamentos; formar uma eventual posição de bloqueio, ou mesmo somente “mostrar a… Read more »